Ciência & Saúde Coletiva

Journal Information
ISSN / EISSN : 1413-8123 / 1413-8123
Published by: SciELO (10.1590)
Total articles ≅ 6,787
Current Coverage
SCOPUS
SSCI
MEDICUS
MEDLINE
PUBMED
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3255-3264; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.06092021

Abstract:
Resumo O presente estudo teve como objetivo analisar evidências de validade de uma versão brasileira da Fear of COVID-19 Scale (FCV-19S), com base em indicadores concernentes: (1) à estrutura interna; (2) à consistência interna; (3) à relação com variáveis externas; e (4) ao conteúdo. Procedeu-se a adaptação cultural do instrumento, com foco em aspectos semânticos e linguísticos próprios do Brasil. A seguir, esta versão brasileira da FCV-19S foi aplicada, em um ambiente virtual, em 211 participantes (72,98% do sexo feminino), com idade média de 37,07 anos (DP=13,03), juntamente com o Questionário de Autopercepção de Saúde Mental em Pandemia e o Questionário Sociodemográfico e Funcional. A análise fatorial confirmatória atestou unidimensionalidade. Os índices de consistência interna obtidos (alfa de Cronbach =0,921; ômega de McDonald =0,926) podem ser considerados elevados. Constatou-se correlação estatisticamente significativa entre medo e pensamento obsessivo, ansiedade generalizada, estresse generalizado, comportamento fóbico-evitativo e vivência de luto pela pandemia. As evidências de validade relativas ao conteúdo, oriundas de uma abordagem qualitativa, foram satisfatórias. Conclui-se que esta versão brasileira da FCV-19S mostrou-se adequada quanto às evidências de validade contempladas.
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3245-3254; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.16842020

Abstract:
Resumo O artigo explora ideias e propostas de João de Barros Barreto para o campo da organização dos serviços de saúde no Brasil. A partir da proposição da Reforma Capanema (1937-1941), o texto constrói historicamente o contexto da formulação do chamado modelo distrital em saúde no Brasil, com foco em sua lógica, bases conceituais e teóricas e recursos empregados. Conclui-se que a trajetória profissional de Barros Barreto, contextualizada em um cenário específico de ideias, de agenda de Estado e de perspectivas organizacionais, colaborou decisivamente para a constituição de realizações modeladoras de um arranjo organizacional importante na trajetória da saúde pública brasileira.
Janini Cristina Paiz, , Ana Cláudia Magnus Martins, ,
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3041-3051; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.15302020

Abstract:
Resumo O objetivo deste artigo é identificar fatores associados à plena satisfação com a atenção pré-natal em serviços de saúde de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Estudo transversal, com 287 mulheres que realizaram pré-natal na capital gaúcha. As mulheres foram selecionadas aleatoriamente em duas maternidades de grande porte (pública e privada) e entrevistadas nos seus domicílios, cerca de 30 dias após o parto, entre janeiro e agosto de 2016. A satisfação foi aferida por meio de escala Likert (muito satisfeita a muito insatisfeita). Foram estimadas razões de prevalência (RP) por regressão de Poisson com estimação robusta da variância, utilizando modelo hierarquizado. Os fatores associados à plena satisfação foram: ingresso no ensino superior (RP=1,49; IC95%:1,08-2,06); atendimento multiprofissional (RP=1,29; IC95%:1,00-1,66); recebimento de orientações sobre amamentação (RP=1,33; IC95%:1,05-1,68) e sobre local do parto (RP=1,56; IC95%:1,12-2,17); e sentimento da mulher de estar à vontade para fazer perguntas e participar das decisões (RP=5,17; IC95%:1,79-14,96). Os achados sugerem que serviços de pré-natal que oferecem cuidado multiprofissional, que dão orientações, e que oportunizam às gestantes o sentimento de estar à vontade para questionar e decidir sobre seu cuidado, proporcionam maior satisfação.
Aline Daniela da Cruz e Silva, ,
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3111-3121; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.04442020

Abstract:
Resumo A maior disponibilidade de frutas, verduras e legumes (FLV) pode auxiliar no consumo destes alimentos. Objetivou-se investigar desigualdades demográficas e de renda domiciliar na distribuição espacial da comercialização de FLV em Curitiba, Paraná. Foram identificados 106 equipamentos de venda de alimentos listados no site da Secretaria Municipal de Abastecimento, nas 10 regionais administrativas do município. Os dados populacionais e de Renda Domiciliar das regionais administrativas foram obtidos do Censo Demográfico de 2010. Os pontos de comercialização de alimentos foram identificados e, em seguida, analisados quanto a correlação entre as regionais pelo índice de Moran. Foram avaliadas 407 barracas, em 103 equipamentos públicos que comercializavam FLV. Observou-se concentração das feiras na área central do município, com índice de Moran global de 0,99. Entre as regionais apenas uma não apresentou nenhum equipamento (Tatuquara). Observou-se concentração dos equipamentos nas regionais com maior renda (9,82/10.000 hab) em relação àquelas com menor renda (2,60/10.000 hab) (p<0,001). Existem iniquidades na oferta e na qualidade dos FLV em equipamentos públicos em regionais de menor renda, o que deve ser considerado pelos gestores ao programarem a distribuição dos locais.
, Ione Maria Mendes, Vanessa Fagundes, Carmelo Polino, , Bertha Maakaroun
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3265-3276; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.05572021

Abstract:
Resumo Neste estudo, analisamos a percepção de brasileiros e brasileiras sobre a COVID-19 em 12 cidades do país. Foram abordadas questões sobre a gravidade e os perigos da doença, fontes de informações e confiabilidade, checagem de informações, atitudes, precauções e prioridades para o enfrentamento e relações de confiança na ciência. Este estudo foi realizado no contexto de uma pesquisa mais ampla sobre como brasileiros e brasileiras veem a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A survey foi aplicada no período de 18 de maio e 10 de junho de 2020 com 1.643 moradores com mais de 16 anos nas cidades brasileiras em que a Fiocruz possui unidade ou escritório técnico. Os resultados revelam que boa parte dos entrevistados reconhece a gravidade da pandemia, a importância de se informar corretamente, considera as medidas indicadas por autoridades de saúde válidas e confia em cientistas e instituições científicas como fontes de informação. Com o senso de urgência e a potencialização e vivência das incertezas acerca do presente e do futuro, o fortalecimento da confiança nas instituições se faz presente.
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3099-3110; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.03802020

Abstract:
This article aims to identify studies that developed quality indicator for the management of the National School Feeding Program (PNAE, in Brazilian context) and to critically appraise the properties of their instruments. Systematic review using Scopus, Lilacs, Pubmed and Web of Science for data collection. The search was limited to studies between 2009 and 2019. The search strategy included search terms related to school feeding, program evaluation, and indicator. The indicators were evaluated using the Appraisal of Indicators through Research and Evaluation instrument. The search identified 1,355 studies, of which 14 were potentially relevant records and 10 met the inclusion criteria. Most studies used a literature review with consensus techniques in the development of the instrument and a frame work format to evaluate the PNAE. None of them presented evidence of validity of the instrument. The highest level was achieved on the domain ‘Purpose, relevance and organizational context’, followed by ‘Stakeholder involvement’, ‘Additional evidence, formulation and usage’, and ‘Scientific evidence’. This review found gaps in the methodology of studies that had developed quality indicators for the management of PNAE. Future development of these instruments should include validity evidence.
Rafaela De Campos Felippe Meira, , Antonio De Azevedo Barros Filho, ,
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3147-3160; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.09592020

Abstract:
Resumo Objetivou-se avaliar a ingestão de fibra alimentar e fatores associados em adolescentes; identificar as fontes alimentares do nutriente; e verificar a relação de indicadores de práticas alimentares (energia/macro/micronutrientes) com o consumo de fibras. Trata-se de estudo transversal de base populacional com dados de Recordatório de 24 Horas. Utilizou-se a classificação NOVA e foi avaliada a contribuição dos alimentos para o teor de fibras da dieta. Valores de referência da Organização Mundial da Saúde (≥12,5 g) e do Institute of Medicine (14 g) por 1.000 kcal foram usados para avaliar o consumo. A ingestão média foi de 6,4 g de fibra alimentar/1.000 kcal/dia, 1,5 g de solúvel e 4,9 g de insolúvel, para os 891 adolescentes. O consumo de fibras foi baixo, principalmente entre os que ingeriam menos frutas, hortaliças, feijão, mais refrigerante, embutidos, e nos que não consumiam o café da manhã diariamente. Os alimentos in natura forneceram 68,0%, 53,7% e 72,1% da fibra total, solúvel e insolúvel, e os ultraprocessados 24,8%, 37,9% e 21,0%, respectivamente. O consumo de fibras foi inversamente associado ao teor de energia, gordura, açúcar livre e proteína animal da dieta. A ingestão insuficiente de fibras sinaliza a necessidade de promover a alimentação saudável e adequada em nível individual e familiar.
Maria Raquel Gomes Maia Pires, , , , Rosa Maria Godoy Serpa da Fonseca
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3277-3288; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.00902020

Abstract:
Resumo O jogo de tabuleiro Violetas: cinema & ação no enfrentamento da violência contra a mulher, forjado a partir da priorização das características libertárias do lúdico, ambienta lutas para a conquista da cidadania. O objetivo do artigo foi analisar a jogabilidade do Violetas quanto ao entendimento das regras, ao envolvimento das(os) jogadoras(es), à mecânica e ao design do jogo; e avaliar comparativamente as dimensões da jogabilidade, das emoções e da aprendizagem como expressões da ludicidade. Pesquisa de métodos mistos, em etapas: a) aperfeiçoamento da jogabilidade: oficina com 12 especialistas; testes de usabilidade (33 participantes); análise de conteúdo; b) avaliação da ludicidade: questionários a 78 participantes, teste não paramétrico U de Mann-Whitney para comparação dos grupos de variáveis. Os aspectos da jogabilidade obtiveram graus de concordância elevados entre as/os participantes. As variáveis da jogabilidade assumiram valor igual em relação ao grupo da aprendizagem, ambos significativamente diferentes de um grupo 2, das emoções sentidas na partida. No Violetas, o entrelaçamento da jogabilidade com os componentes formativos da aprendizagem viabilizam a criação de um campo simbólico, desafiador e afetivo em que a imaginação, a interação, a tensão e o interesse das(os) jogadoras(es) se manifestam durante as partidas.
Published: 1 August 2021
by SciELO
Ciência & Saúde Coletiva, Volume 26, pp 3335-3344; https://doi.org/10.1590/1413-81232021268.10002020

Abstract:
This study aimed to estimate cost and compatibility with public financial incentives of two technologies for treating the edentulous mandible: lower complete dentures (CD) and overdentures retained by two dental implants (OD). This study consisted of a partial economic evaluation, with a micro-costing bottom-up approach for the calculation of direct costs. The estimates involved the number of consultations, proportion of materials, equipment, instruments’ lifetime, and human resources, described in the price panel website of the Ministry of Economy in Brazil. Complementary information was obtained from a panel of experts. A sensitivity analysis was based on 20% variation. The estimated cost of a CD was R$ 189.89 (base scenario), and this varied between R$ 151.91 and R$ 227.89 according to sensibility analysis. The cost of an OD was R$ 663.05 (ranging from R$ 795.66 to R$ 530.44 - 1US=R$ 3.80/July 2019). The Ministry of Health covers appropriately the costs of the CD and OD. Both technologies showed costs that are within the limits of financial public incentives obtained by municipalities. The technologies are economically viable and should be induced through public policies due to their positive impacts on several functional domains of health.
Back to Top Top