Dispositiva

Journal Information
EISSN : 2237-9967
Total articles ≅ 158
Filter:

Latest articles in this journal

Fernando Gonzalez
Dispositiva, Volume 10, pp 132-147; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p132-147

Abstract:
Este artigo discute o consumo simbólico da obra do violinista André Rieu, entendendo-o como uma estratégia para obtenção de lucro simbólico e evidências de distinção. Resultado da análise de cerca de 16 horas de gravações em DVD dos shows de Rieu disponíveis comercialmente no Brasil, o artigo busca um debate à luz dos conceitos de campos sociais, espaço social, distinção, tradições inventadas e indústria cultural.
Eloisa Klein
Dispositiva, Volume 10, pp 89-107; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p89-107

Abstract:
O texto analisa o modo como a narrativa é apropriada para as lógicas de leitura em sites de caça-clique, pela fragmentação do conteúdo, imagem como componente informativo e emocional (e gatilho para a ação de clique pelo usuário), hiperligação de páginas. Para a análise, consideramos a repercussão em um site caça-clique da notícia da recuperação de tartarugas nativas que eram mantidas aprisionadas em uma casa comum. O padrão narrativo transforma a lógica de enunciação informativa, com valorização da busca de imaginação e envolvimento do leitor, exploração de fragmentação imagética e textual com elementos de serialidade e reiterada busca de atenção por contínua progressão por hiperlinks -- o que não impede de haver o trato de questões de interesse público e relevância.
Thiago Siqueira Venanzoni, Eduardo Paschoal de Sousa
Dispositiva, Volume 10, pp 108-131; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p108-131

Abstract:
O presente artigo busca analisar Bacurau (Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, 2019) a partir de sua produção, sua dimensão crítica e o contexto que movimenta. Partindo dos números de sua circulação e de uma breve análise narrativa da obra, esta pesquisa percorre as perspectivas políticas e sociais engendradas no espaço público e acionadas pelo documento audiovisual, a partir das suas imagens e narrativa. Em um trajeto crítico, observa como o filme, fenômeno comunicacional relevante para o cinema brasileiro recente, manifesta um diálogo entre conteúdo e estética e se direciona a uma concepção política da obra.
Matheus Effgen Santos, Frederico De Mello Brandão Tavares
Dispositiva, Volume 10, pp 148-168; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p148-168

Abstract:
O presente trabalho investiga a construção da marca autoral de Gloria Perez a partir da criação de suas protagonistas femininas em telenovelas brasileiras. A investigação foi realizada tendo como recorte a telenovela A Força do Querer (2017) e centrou-se na personagem Ritinha, umas das protagonistas da história. A análise consistiu na problematização das características encontradas na personagem estudada, que integraram a construção de protagonistas de trabalhos anteriores da autora. Os resultados apontam para a elaboração de uma personagem protagonista pouco usual na ficção televisiva nacional e para a atualização de um estilo de escrita próprio de Gloria Perez.
Allan Santos
Dispositiva, Volume 10, pp 63-88; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p63-88

Abstract:
Em um contexto marcado pela crise da verdade, investigamos empiricamente como o bolsonarismo se apropria dos espaços digitais para a construção dos seus enunciados. Primeiramente, propomos uma revisão teórica que toma a mobilização discursiva do ressentimento decorrente do “poder masculino branco afrontado” como chave de leitura para a compreensão do regime de verdade contemporâneo marcado pela aliança entre o neoliberalismo e o neoconservadorismo. Em seguida, monitoramos as postagens de Jair Bolsonaro em sua página oficial no Facebook por 17 semanas, estabelecendo seis sentidos discursivos predominantes: ataques à imprensa, às instâncias independentes de poder e aos organismos de fomento à ciência, em oposição a um constante apelo ao nacionalismo, ao militarismo e à religiosidade.
Dispositiva, Volume 10, pp 3-19; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p3-19

Abstract:
O presente trabalho se propõe a criar uma metodologia para categorização de argumentos para a classificação da propaganda eleitoral negativa, baseada nas técnicas argumentativas apresentadas por Chaïm Perelman e Lucie Olbrechts-Tyteca na obra Tratado da Argumentação: a Nova Retórica. Para isso, partimos dos conceitos clássicos de Retórica e Persuasão de Aristóteles, e de estudos a sobre Propaganda Eleitoral Negativa ou de Desqualificação para fazer uma ponte com a obra que trata da Nova Retórica. Desta forma, chegamos a classificação de dez técnicas argumentativas: Argumento de autoridade; Comparação; Divisão do todo em partes; Exemplo; Grupo e seus membros; Inclusão da parte no todo; Justiça; Pessoa e seus atos; Probabilidade e do argumento baseado no Ridículo. Essas técnicas foram analisadas e adaptadas à análise da propaganda eleitoral com o intuito de colaborar e aprofundar os estudos em comunicação eleitoral e posteriormente aplicá-las às tentativas de desqualificação dos candidatos a seus adversários na propaganda eleitoral, entre elas no HGPE.
Carolina Fabris
Dispositiva, Volume 10, pp 40-62; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p40-62

Abstract:
O social é construído através de processos mediados tecnologicamente e por infraestruturas de comunicação, o modo como o mundo social muda é fundamentalmente entrelaçado com a mídia. Este artigo, tendo esse princípio como pano de fundo, faz uma revisão de autores que já exploraram as mudanças no capitalismo, como essas mudanças representam alterações na gestão das empresas e como isso é evidenciando em uma mídia específica, a mídia de negócios. Como objeto de análise, é explorado a revista HSM Management através das capas e dos editoriais de 4 edições. Os resultados evidenciam a relação da mídia e do social, da mídia de negócios brasileira e americana, o reforço de determinadas práticas a partir de um discurso pregado por “gurus” e como algumas mudanças na gestão, que representam mudanças de capitalismo, aparecem nesses materiais.
Andressa Dembogurski Ribeiro, Rejane Oliveira Pozobon
Dispositiva, Volume 10, pp 20-39; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n18p20-39

Abstract:
A partir do método da “análise argumentativa persuasiva” (RIBEIRO, 2019; RIBEIRO, 2019b; RIBEIRO, POZOBON, 2019), este texto apresenta as estratégias discursivas empregadas pelos candidatos Fernando Haddad e Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018, no Instagram. Observamos a importância da imagem como um elemento argumentativo e persuasivo nas campanhas eleitorais em abril de 20020tipo de expressos.mo.uantos caracteres sque, junto com outras ferramentas do discurso político e do propagandista (CHARAUDEAU, 2016, 2017), integra o fazer comunicacional e forma o que denominamos de “publicização da política”.
Deborah Luísa Vieira dos Santos, Mariane Motta de Campos, Mayra Regina Coimbra, Willian José de Carvalho
Dispositiva, Volume 10, pp 115-134; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n17p115-134

Abstract:
O presente estudo tem como objeto analisar o discurso presente no Instagram e Twitter do presidente Jair Bolsonaro, sobre a Covid-19, sob a perspectiva da pós-verdade. No presente trabalho observou-se quais as mensagens acionadas por Bolsonaro e de que forma o mesmo aborda a pandemia e o contexto brasileiro, em suas redes sociais oficiais. A análise realizada por meio da análise de conteúdo (BARDIN, 2011) traz como recorte temporal o período que compreende de 20 de junho a 20 de julho de 2020. No referido intervalo, o Brasil ultrapassou a marca de 50 mil mortos pela Covid-19, tornou-se o novo epicentro da pandemia e, ainda, houve a confirmação da contaminação de Bolsonaro pelo vírus. Assim, percebe-se uma postura negacionista do presidente frente ao cenário de pandemia, bem como, o ataque aos campos científico e jornalístico, o qual utiliza da desinformação e o silenciamento de discussões importantes para fazer prevalecer suas ideias.
Thiago Passaro
Dispositiva, Volume 10, pp 99-114; https://doi.org/10.5752/p.2237-9967.2021v10n17p99-114

Abstract:
Um estudo publicado em 2009 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostrou que a comunicação promovida por instituições pertencentes ao Sistema Único de Saúde (SUS) possui falhas e, por isso, deixa de ser estratégica, eficaz e eficiente. Passada uma década, uma pesquisa aplicada de mestrado teve como objetivo realizar um estudo de caso da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (São Paulo, Brasil). A proposta deste artigo, portanto, é apresentar os resultados inéditos da dissertação, comparando-os com a pesquisa nacional anterior. É possível apontar entre os destaques a evolução dos produtos de comunicação – da predominância dos materiais impressos aos online –, a comprovação ou a retificação de tendências apontadas pelo estudo da Fiocruz e ainda a manutenção de determinadas ações, atividades ou decisões que eram realizadas pelas assessorias de comunicação e que nada ou pouco mudaram dez anos depois.
Back to Top Top