Revista Pesquisa e Debate em Educação

Journal Information
ISSN / EISSN : 2237-9436 / 2237-9444
Published by: Universidade Federal de Juiz de Fora (10.34019)
Total articles ≅ 57
Filter:

Latest articles in this journal

José Flábio dos Santos
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-14; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.32806

Abstract:
O estudo visa analisar quais têm sido os principais desafios da dinâmica do ensino remoto no trabalho do Coordenador Pedagógico (CP) no âmbito da escola pública. Utiliza-se, como lócus de reflexão, a realidade educacional de um município situado na região amazônica. Dentre os objetivos propostos, busca-se: identificar os recursos tecnológicos utilizados pelos CPs como respostas aos desafios vivenciados na escola; compreender a percepção dos CPs sobre a dinâmica do ensino remoto; e verificar as contribuições e discrepâncias do ensino remoto na atuação profissional dos CPs. As discussões resultam de pesquisa de campo, contemplando o uso de pesquisa bibliográfica e aplicação de questionários semiestruturados. Dos resultados obtidos, constata-se que são inúmeros os desafios ocasionados ao fazer pedagógico dos CPs, exigindo a organização e acompanhamento das ações em busca da materialidade do processo ensino-aprendizagem, mesmo diante de condições deficitárias de trabalho: conflitos, sinal precário de internet, ausência de formação etc.
Judilma Aline Silva, Paula Rejane Lisboa da Rocha
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-14; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.34360

Abstract:
Este artigo apresenta duas experiências de pesquisa envolvendo a formação docente da educação básica, superior e do gestor. O primeiro um recorte de uma pesquisa finalizada em 2019, de doutorado em uma Instituição de Ensino Superior pública. O objetivo foi mapear as ações institucionais voltadas para a formação dos docentes universitários, desenvolvidas pelas IES públicas federais no Brasil. O Segundo uma pesquisa que problematiza a gestão educacional por resultados implantados no Estado de Pernambuco, como também as suas implicações para o gestor. As pesquisas possuem a formação continuada como ponto desencadeador e o referencial teórico apresentado em cada discussão remete aos autores da contemporaneidade. Ambos os estudos apontam avanços processuais no entendimento sobre processos formativos.
Priscila Daniele de Oliveira, Jacks Richard de Paulo
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-12; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.31618

Abstract:
O presente artigo apresenta reflexões a respeito da necessidade de abordar os conceitos geográficos de forma significativa ao promover os ensinamentos para crianças. Nesse sentido, o objetivo principal desta investigação consistiu em refletir sobre as contribuições para a aprendizagem de crianças ao se abordar os conceitos geográficos vinculados as Histórias em Quadrinhos. Para tal, nessa pesquisa de cunho eminentemente qualitativo, apoiou-se nos preceitos da pesquisa colaborativa e da pesquisa-ação. Os dados da investigação evidenciaram que as Histórias em Quadrinhos escolhidas e trabalhadas possibilitaram a aprendizagem significativa dos fatos e fenômenos geográficos pelas crianças, representando uma estratégia facilitadora para abordar conceitos geográficos que fazem parte das relações cotidianas dos alunos, demonstrando suas contribuições para o processo de ensino, de aprendizagem e de produção de conhecimento.
Olavo Leopoldino Da Silva Filho, , Antony Marco Mota Polito, André Luís Miranda de Barcellos Coelho
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-33; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.32564

Abstract:
Na literatura brasileira relacionada com aplicações didáticas em ciências, frequentemente se verifica que os fundamentos teóricos alegadamente empregados são escolhidos exclusivamente dentre teorias psicológicas de aprendizagem, sem, contudo, que elas sejam utilizadas com a devida propriedade. É possível que esse fenômeno seja uma consequência de um fato evidente: teorias psicológicas estão muito distantes da prática de sala de aula, pois elas foram desenvolvidas para cumprir uma função descritiva e não normativa. Neste trabalho, revisamos esse problema, defendendo a tese de que teorias psicológicas de aprendizagem jamais devem ser utilizadas fora do contexto de alguma teoria da educação, de modo que os fundamentos normativos sejam providos e a conexão com o contexto prático seja alcançada. Como exemplo, construímos uma relação entre a teoria de aprendizagem de David Ausubel e a teoria de educação de Matthew Lipman, mostrando como sua mútua articulação permite alcançar um referencial teórico mais eficiente. Analisamos, por fim, a importância da dimensão psicométrica como concretizadora do nexo entre uma teoria educacional e a(s) teoria(s) psicológica(s) de fundo.
Manoel Dos Santos Costa, Thiago Brandão Ericeira, Célia Barros Nunes
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-19; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.31896

Abstract:
O presente artigo foi organizado, a partir da análise da Base Nacional Comum Curricular - BNCC, com o objetivo de fazer uma reflexão acerca das competências e habilidades a serem desenvolvidas pelos alunos do Ensino Médio no decorrer do curso, de acordo com o documento que define as aprendizagens essenciais a serem garantidas a todos os estudantes, e orienta a elaboração de currículos e propostas pedagógicas na Educação Básica. Trata-se, portanto, de uma pesquisa bibliográfica, de natureza qualitativa, cujo objeto de análise foi o arcabouço documental que inclui, dentre outros, os documentos oficiais federais. O texto conclui que, além da organização das habilidades por competências, elas também podem ser organizadas na elaboração de currículos por unidades temáticas, desde que seja garantido ao aluno o desenvolvimento das competências e habilidades relativas aos seus processos de reflexão e de abstração, que deem sustentação a modos de pensar criativos, analíticos, indutivos, dedutivos e sistêmicos e que favoreçam a tomada de decisões orientadas pela ética e pelo bem comum.
Víviam Carvalho de Araújo, Núbia Aparecida Schaper Santos
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-16; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.31547

Abstract:
O objetivo deste artigo é apresentar um levantamento bibliográfico acerca da produção acadêmica sobre o Programa Proinfância, considerando as publicações a partir de 2007, ano em que o Programa foi instituído, até o ano de 2017. Ao buscar compreender as concepções que atravessam a implementação de um programa que faz parte de uma política mais ampla no campo da educação, foi preciso dimensionar os aspectos que constituem o modelo federado em nosso país. Realizar um mapeamento da produção teórica da situação do Proinfância possibilitou conhecer como esse programa repercute diante da realidade brasileira, que tem características muito próprias em relação à sua organização social.
Anderson Do Espírito Santo da Silva,
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-19; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.31691

Abstract:
O presente trabalho, realizado em período de pré-pandemia do COVID-19, aborda a modalidade Educação a Distância, de modo a enfatizar a sua qualidade de ensino. Para tanto, a referência utilizada para observar esse aspecto é a análise das respostas de 95 professores, de distintas redes de atuação, os quais, por meio de questionário, responderam a questionamentos pertinentes ao uso e à influência dessa modalidade de ensino em suas rotinas pedagógicas. A referida pesquisa tem como base epistemológica, para tal finalidade, a abordagem cartesiana-quantitativa para se fazer o levantamento de dados, e, por meio da análise estatística, entender essa incidência investigatória. A proposta do presente estudo objetiva, além disso, trazer à tona a influência da tecnologia na educação de forma geral, visando, por meio desta, ampliar um diálogo integrador e estável com todos os pesquisadores interessados na área.
Adriana Nunes Zandonadi, Júlio César Zandonadi,
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-16; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.31849

Abstract:
O artigo discute a relação entre TDIC, empoderamento e formação de professores mediante pesquisa exploratória de quatro programas federais voltados à promoção da inclusão digital: Banda Larga nas Escolas, PROINFO-Integrado, Portal do Professor, TV Escola. Buscou-se uma abordagem metodológica dialética, com o intuito de identificar convergências e divergências, limites e possibilidades, permanências e rupturas desses programas em tela, com vistas a aprofundar a discussão sobre inclusão digital e formação de professores. Os resultados sinalizam que, apesar das históricas dificuldades dos programas investigados, eles contribuem parcialmente para o empoderamento de estudantes e professores das escolas públicas brasileiras, na medida em que concorrem para inclusão digital destes atores sociais. A promoção de políticas públicas de inclusão digital nas escolas é fundamental, desde que tais políticas estejam imbricadas ao projeto pedagógico das escolas e que a formação de professores assuma centralidade nesse processo.
Vívian Helene Diniz Araújo, Juliana Cristina Tristão,
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-23; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.31604

Abstract:
Neste trabalho foi utilizado uma sequência didática investigativa para contribuir na significação de conteúdos e na reflexão das dificuldades de inserção de conceitos de Química no ensino de Ciências. A sequência foi aplicada em turmas do 6o ano do Ensino Fundamental, abordando o tema “Água". A análise qualitativa, de natureza interpretativa, foi utilizada para abordagem metodológica. Serão apresentadas as observações, o planejamento e os resultados da aplicação da sequência. As atividades realizadas contribuíram para uma maior compreensão e significação dos conceitos trabalhados.
Ivani Maria de Souza Gonçalves, Genilda Maria da Silva,
Revista Pesquisa e Debate em Educação, Volume 11, pp 1-16; doi:10.34019/2237-9444.2021.v11.31901

Abstract:
A interdisciplinaridade é uma proposta que visa a ruptura do ensino fragmentado. Assim, discute-se, que a reflexão sobre essa proposta, no contexto de ensino técnico, consiste em um processo de grande complexidade. Nesse sentido, objetiva-se compreender, como a interdisciplinaridade é desenvolvida e entendida pelos professores que atuam como docentes em uma escola técnica no município de Petrolina – PE. Dessa forma, destaca-se que estes debates se apoiam em Fazenda (2001 – 2008), Japiassu (1994), Morin (2015), na LDB/1996. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa, a qual contou com a participação de quatro professores do curso de enfermagem, que responderam a um questionário aberto. Os dados revelam, que os professores fomentam a importância da interdisciplinaridade e a compreendem como possibilidade de ruptura de uma ação educativa fragmentada. Assim, conclui-se que, existe uma relação entre o ensino técnico e o fazer interdisciplinar dos docentes, que atuam com educação técnica no lócus de estudo.
Back to Top Top