Texto Livre: Linguagem e Tecnologia

Journal Information
EISSN : 1983-3652
Current Publisher: Faculdade de Letras da UFMG (10.17851)
Total articles ≅ 325
Current Coverage
SCOPUS
ESCI
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Josiane Almeida Da Silva, Michele Elias De Carvalho, Roberta Varginha Ramos Caiado, Isabela Barbosa Rêgo Barros
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 45-64; doi:10.17851/1983-3652.13.1.45-64

Abstract:
Esta pesquisa objetiva discutir o uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação no processo de alfabetização e aprendizagem de pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo.Como procedimento metodológico, utilizou-se a revisão sistemática da literatura. Nessa perspectiva, foi realizado um levantamento dos artigos científicos nacionais publicados entre 2014 e 2019 disponibilizados no Portal de periódicos Capes e Scielo. Para tanto, foi efetuada uma busca avançada combinando os descritores Transtorno do Espectro do Autismo, Autismo, Tecnologia, Alfabetização, Educação, Aprendizagem e Software. Os textos foram selecionados conforme os critérios de inclusão: pesquisas nacionais que investigassem o uso das referidas tecnologias para alfabetização e aprendizagem de pessoas com o transtorno, publicadas entre 2014 e 2019. Como critérios de exclusão: artigos voltados à esfera da saúde; estudos nos quais as Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação foram utilizadas com sujeitos sem o transtorno e artigos repetidos em ambas as bases de dados. Como resultados, foram encontrados 198 trabalhos e, após análise e aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, restaram sete pesquisas que contemplavam o tema. Os estudos analisados demonstraram as contribuições das tecnologias para a alfabetização e aprendizagem das pessoas com o transtorno em questão, porém ainda existe uma grande carência de pesquisas nessa área.
Javier Gil-Quintana, Manuel Fernández-Galiano Amoros
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 20-44; doi:10.17851/1983-3652.13.1.20-44

Abstract:
Este estudio indaga acerca de los hábitos de los adolescentes referidos al consumo, producción y creación en Instagram. Se han analizado los tipos de interrelaciones e interacciones que se producen en este espacio y, a su vez, la identidad personal acechada en ocasiones por peligros, verdades y mentiras. La investigación se basa en una metodología mixta, mediante la realización de un cuestionario a 171 adolescentes españoles y el desarrollo de 17 entrevistas grupales a otros 67. Se ha observado que los adolescentes consumen contenido multimedia, sin embargo, no son capaces de crear más allá de las propias interacciones que vienen fagocitadas por Instagram. Sus preferencias de interacción son amistades, influencers o youtubers y familia, con quienes establecen una retroalimentación de stories, likes, directos y otros comentarios. Se ha observado la existencia de peligros, como el acoso, la exclusión y la marginación que llevan al bloqueo de determinados perfiles por su seguridad.
Jônios Costa Máximo, Karina Zavilenski Custódio
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 120-136; doi:10.17851/1983-3652.13.1.120-136

Abstract:
Este artigo traz um estudo de caso sobre o Projeto Novos Rumos 4.0, executado em Foz do Iguaçu/PR, pelo Parque Tecnológico Itaipu – PTI-BR, no ano de 2018. A iniciativa capacitou jovens em situação de vulnerabilidade social para a elaboração de softwares utilizando a linguagem de programação Python, por meio de uma formação voltada ao desenvolvimento humano, crítico e técnico. A análise faz uso de um levantamento bibliográfico e documental para referenciar todas as etapas de criação e aplicação da proposta, que formou 30 alunos e buscou desenvolver soluções tecnológicas para problemas enfrentados por entidades do terceiro setor do município. O sucesso alcançado pela ação permite concluir que a elaboração de cursos na área da tecnologia deve passar, necessariamente, pela construção de Projetos Político-Pedagógicos mais aderentes às necessidades reais e práticas de uma sociedade contemporânea que, cada vez mais, faz uso de recursos tecnológicos para superar dificuldades de seu cotidiano. Nesse sentido, o Projeto Novos Rumos 4.0 pode ser uma referência inspiradora e embasadora de políticas públicas educacionais e iniciativas similares em outras localidades.
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 1-2; doi:10.17851/1983-3652.13.1.1-2

Abstract:
A edição número 1 do 13º volume de 2020 traz aos leitores contribuições de autores de diferentes nacionalidades e instituições, o que implica também diferentes visões sobre objetos inseridos no campo das linguagens e tecnologias. Abrimos as portas para pesquisadores do Instituto de Ciencias Aplicadas y Tecnología e Universidad Nacional Autónoma de México, do México; dasUniversidade de Nebrija, Universidad de Cádiz, Universidad de Granada e Universidad Nacional de Educación a Distancia, da Espanha, da Universidade Católica de Pernambuco,do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-riograndense, da Universidade do Vale do Taquari, daUniversidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, do Centro de Educação Monjolo, do Parque Tecnológico Itaipu – PTI-BRe da Universidade Federal de Pelotas, do Brasil. Lidia Mañoso-Pacheco, no artigo “News values and the information source. The discourse of eliteness and personalisation in the digital press”, analisa o discurso da elite comparando notícias digitais em corpora britânicos e espanhóis. Javier Gil-Quintana e Manuel Fernández-Galiano Amoros, no artigo “Publicaciones, interacciones, verdades y mentiras de adolescentes españoles en Instagram”, investigam publicações feitas por adolescentes no Instagram, chegando à observação de que eles em geral não são capazes de ir além do consumo de informações e interações própriasdessa mídia. Josiane Almeida da Silva, Michele Elias de Carvalho, Roberta Varginha Ramos Caiado e Isabela Barbosa Rêgo Barros, em “As tecnologias digitais da informação e comunicação como mediadoras na alfabetização de pessoas com transtorno do espectro do autismo: uma revisão sistemática da literatura”, fizeram um levantamento de 198trabalhos científicos nacionais publicados entre 2014 e 2019 e disponibilizados no Portal de periódicos Capes e Scielo sobre o uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação no processo de alfabetização e aprendizagem de pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo, dos quais selecionaram sete para a pesquisa. Os resultados mostraram contribuições das tecnologias para a alfabetização e aprendizagem das pessoas com o transtorno, porém as autoras ressaltam que ainda existe uma grande carência de pesquisas nessa área. Em “Diseño de una aplicación web para el proceso educativo sobre el uso del logaritmo en el campo de las matemáticas financieras”, Ricardo-Adán Salas-Rueda, Fernando Gamboa-Rodríguez, Érika-Patricia Salas-Rueda e Rodrigo-David Salas-Rueda realizam uma investigação quantitativa para analisar o impacto da Aplicação web para o processo Educativo sobre o Logaritmo (AEL) por meio da ciência de dados e a aprendizagem automática. A pesquisa teve como público alunos que cursavam a disciplina Matemáticas Básicas em uma universidade mexicana. Os resultados mostram que a AEL influi positivamente na assimilação do conhecimento sobre o logaritmo. Nazaret Martínez-Heredia, com “Desafíos en la era digital actual: TIC y personas seniors de la Universidad de Granada (España)”, questiona se, com o passar do tempo, a competência digital dos adultos aumenta. Para isso, compara em termos quantitativos a competência digital básica por um estudo realizado durante 2017/2018 e um novo estudo em 2018/2019. Os resultados mostram queainda existe uma importante brecha digital nas pessoas adultas, que é superada com o processo de aprender a aprender. José Luis Estrada Chichón e María Ortiz Jiménez, em “Valoración de las posibilidades del desarrollo de la competencia escrita en inglés como lengua extranjera a partir de la aplicación de emoji como elementos conceptuales”, apresentam uma pesquisa sobre o uso de emoticons para desenvolvimento da escrita em língua inglesa como língua estrangeira entre estudantes universitários. Os resultados mostram benefícios no uso desse recurso. Kristian Sgorla, Jônios Costa Máximo e Karina Zavilenski Custódio, em “Projeto Novos Rumos 4.0: pedagogia crítica, metodologias ativas e desenvolvimento humano no ensino de programação básica”, apresentam o projeto Novos Rumos 4.0, executado em Foz do Iguaçu/PR, Brasil, para capacitação de jovens em situação de vulnerabilidade social na elaboração de softwares utilizando a linguagem de programação Python. A partir do projeto, os autores afirmam ser necessária a construção de projetos político-pedagógicos mais aderentes às necessidades reais e práticas de uma sociedade contemporânea. Em “Alfabetização – uma evolução do conceito: alfabetização e letramento em código”, Walkiria Helena Cordenonzi, José Claudio Del Pino, Eniz Conceição Oliveira e Andreia Aparecida Guimarães Strohschoen resgatam conceitos de Alfabetização Científica e Alfabetização Científica e Tecnológica e suas diferentes denominações. Eles apresentam, ainda, a evolução histórica sobre alfabetização, mais especificamente na...
Sara Satiko Takahashi
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 175-177; doi:10.17851/1983-3652.13.1.175-177

Abstract:
A proposta da presente resenha se deu durante uma disciplina do Mestrado Profissional Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), como resultado da pesquisa realizada durante o semestre. Desta forma, visa resenhar a obra “As culturas do grupo Texto Livre: um estudo de viés etnográfico sob a ótica da complexidade”, escrita pelo professor Carlos Henrique Silva de Castro, a partir de uma leitura crítica. Busca-se expor o conteúdo e analisar a pesquisa etnográfica aplicada pelo autor. Um dos pontos relevantes que merece destaque é o conceito de cultura livre aplicada ao grupo Texto Livre, que destaca a importância do compartilhamento e da colaboratividade. Em suma, pretende-se abordar a maneira na qual a pesquisa etnográfica contribuiu para os resultados do autor.
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 137-155; doi:10.17851/1983-3652.13.1.137-155

Abstract:
Este artigo retoma os conceitos e Alfabetização Científica e Alfabetização Científica e Tecnológica e suas diferentes denominações. Apresenta conceitos sobre a Alfabetização Digital, sua importância e diferentes tipos. Discute as diferenças conceituais sobre alfabetização e letramento, tanto científica quanto tecnológica. A partir da compreensão desses conceitos e os tomando como base, o objetivo deste trabalho é apresentar a evolução histórica sobre alfabetização, mais especificamente na área da Ciência da Computação, trazendo uma abordagem sobre a Alfabetização de Código. A proposta de um diferente entendimento para a Alfabetização de Código e um inovador conceito sobre Letramento em Código são as principais contribuições deste trabalho.
Lia C. Lima Hallwass
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 156-174; doi:10.17851/1983-3652.13.1.156-174

Abstract:
A formação docente torna-se cada vez mais desafiadora no contexto da educação. Em meio a uma sociedade tecnológica, focada em desempenhos e resultados, a formação docente contempla discussões sobre a práxis e o complexo cenário de ensinar, apoiar a aprendizagem e avaliar em meio a tantas metodologias e abordagens psicológicas. Esse mesmo cenário requer qualificação constante, saberes e fazeres docentes e boas práticas. A formação docente precisa encontrar novas possibilidades. O objetivo deste trabalho é analisar as interações sociais entre professores universitários no projeto Sala (Virtual) dos Professores. O projeto foi baseado na perspectiva histórico-cultural de Vygotsky e no potencial das tecnologias, a fim de criar um processo contínuo de interação social e formação docente. Iniciado em 2014, o projeto acontece em um curso de Administração de uma instituição privada do Rio Grande do Sul. Os achados aqui apresentados foram obtidos por meio de observação participante e fichamento das atividades de 28 docentes do curso. Mediante análise temática, os resultados indicam que o projeto contribuiu para: aumentar a participação dos professores nas ações devido à sua flexibilidade espaço-temporal, para a troca de conhecimentos e experiência devido ao atendimento das necessidades específicas dos professores, de suas áreas e disciplinas. Além disso, permitiu estabelecer conexões pessoais, criar estratégias intencionais de forma colaborativa, qualificar as atividades docentes e avaliações, manter uma interação constante, apesar de não ter potencial para substituir a presencialidade necessária para subsidiar a atuação e a formação docente.
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 3-19; doi:10.17851/1983-3652.13.1.3-19

Abstract:
This paper proposes a corpus-based examination of the discourse of eliteness and personalisation news values in the information source. To that end, the study compares digital news in British and Spanish corpora. The results reveal a tendency to quote elites, which are frequently constructed by means of recognised names from politics, inanimate references with broad scope and role labels in apposition. To a lesser extent, prestige is construed through status-indicating modifiers and allusion to place of work. Ordinary sources, however, are usually construed via indication of provenance, reference to family relationship and anaphoric allusions, mostly in British sources. It remains to be clarified whether the construal of these values is in consonance with the editorial stance of the newspaper.
José Luis Estrada Chichón, María Ortiz Jiménez
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 96-119; doi:10.17851/1983-3652.13.1.96-119

Abstract:
Este trabajo valora las posibilidades de aplicación de los emoji disponibles en la aplicación de chat WhatsApp al desarrollo de la competencia escrita en inglés como lengua extranjera entre estudiantes universitarios. El diseño cuasi experimental de la investigación se desarrolló con una muestra de estudiantes (N=22) que conformaban la población censal de una asignatura de la mención en Lengua Extranjera/AICLE del Grado en Educación Primaria de la Universidad de Cádiz, España. La naturaleza interpretativa del estudio propicia un enfoque de tipo mixto, al incorporar datos de tipología cuantitativa y cualitativa, recopilados a partir de tres herramientas de investigación: un cuestionario inicial sobre las preferencias de los estudiantes en relación con la elección y el uso de emoji; una actividad académicamente dirigida que suponía la creación de un texto narrativo a partir de una serie de temáticas cerradas que incorporaba necesariamente emoji; y una entrevista final para indagar sobre la opinión de los estudiantes acerca de la posible aplicación de emoji en el aula de idiomas. Los resultados muestran potenciales beneficios en el uso de emoji como representantes del ámbito conceptual para el desarrollo de la competencia escrita en lengua extranjera. El estudio concluye con una serie de recomendaciones basadas en los principios teóricos y los resultados alcanzados con el objeto de implementar el uso de emoji a los procesos de enseñanza-aprendizaje de idiomas.
Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Volume 13, pp 82-95; doi:10.17851/1983-3652.13.1.82-95

Abstract:
Las TIC poseen una vertiente muy positiva, ya que las competencias digitales pueden convertirse en herramientas para mejorar la vida social y personal de las personas pero ¿también lo son para nuestros mayores? Las Tecnologías de la Información y Comunicación son consideradas una de las áreas más importantes de participación de nuestras personas mayores en la sociedad actual, posibilitando el acceso a la información junto a la interacción social, educativa o cultural. El objetivo general de nuestra investigación se centra en conocer si con el paso de los años aumenta la competencia digital en personas mayores. Para ello, vamos a comparar de manera cuantitativa la competencia digital básica en diferentes bloques en un estudio realizado durante el año 2017/2018 y un nuevo estudio ejecutado durante el año 2018/2019. La muestra participante está formada por los alumnos del Aula Permanente de Formación abierta de la Universidad de Granada (España). Para realizar los análisis descriptivos se ha empleado el software estadístico IBM SPSS®. Los resultados nos muestran variaciones con el paso del curso académico, pero que aún existe una importante brecha digital en las personas mayores. La competencia digital no se adquiere a través de una inmersión tecnológica, siendo necesario un aprender a aprender, pero esta capacidad está ligada a la edad, por esta razón la formación y la educación con personas mayores es sumamente importante. La universidad debe proporcionar espacios de reflexión y formación para afrontar dichos desafíos que se promueven debido al uso continuado de las TIC.
Back to Top Top