fólio - Revista de Letras

Journal Information
EISSN : 2176-4182
Total articles ≅ 384
Current Coverage
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Karla Daniele De Souza Araújo
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8381

Abstract:
A orientação acadêmica desenvolvida no âmbito da Pós-Graduação é parte do processo de formação de pesquisadores, em qualquer área de conhecimento. O objetivo do presente artigo foi analisar, através de um estudo de caso, como uma orientadora e uma orientanda de mestrado lidaram discursivamente na orientação acadêmica com a assimetria dessa relação e como dialogam com outras vozes que são convocadas ao longo do processo de formação, levando em conta que se trata de uma situação de trabalho e de aprendizagem dentro de um ambiente acadêmico/científico. Para esse fim, realizamos uma análise dos discursos proferidos por uma orientanda e uma orientadora, na atividade (trabalho real) de orientação acadêmica, em nível de mestrado, fundamentados na Análise Dialógica do Discurso (BAKHTIN, 1988, 2003, 2008; VOLOSHINOV, 1998, 2017) e nos pressupostos teóricos da Ergologia (SCHWARTZ, 1998, 2010), que nos permitiu observar a organização da atividade de orientação acadêmica. As análises sugerem que a atividade de orientação acadêmica, registrada nas entrevistas e materializada no texto da dissertação da orientanda, situa-se entre a repetição e a diferença, o já-dito e o novo, a citação e o comentário, enfim, o discurso de autoridade e o internamente persuasivo. Contribuiu para isso a disposição de ambas em abrir espaços para a negociação de sentidos, para a possibilidade da discordância; em minimizar o distanciamento entre si; em expor a própria palavra e fazer a escuta atenta da palavra da outra. Ainda que a palavra de autoridade tenha seu peso e importância no discurso acadêmico, a partir, também, dos papéis que ambas performam no exercício de suas atividades/trabalhos reais, entendemos que o pesquisador precisa enxergar onde está sua palavra
Ester Maria De Figueiredo Souza, Lúcia Gracia Ferreira
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.9085

Shirlei Marly Alves
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8353

Abstract:
Apresenta-se a análise de um documento regulatório da atividade de uma tutoria que se desenvolve no contexto da Universidade Aberta do Brasil (UAB). O objetivo é compreender de que modo se constrói discursivamente a atividade do tutor nas normas estabelecidas pelo Programa. Verificou-se que o enunciador institucional, no texto regulatório, dialoga com um interlocutor-tutor instituído como um ser dotado dos saberes procedimentais específicos de seu trabalho, antecipando uma resposta ativa de máxima adesão ao prescrito, sob a ameaça da perda do posto de trabalho.
Fernanda Rafaella da Silva, ,
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8495

Abstract:
O presente artigo definiu por objetivo refletir sobre como as crianças constroem os caminhos interpretativos para compreender a palavra outra, tornando-a palavra própria. Foi um estudo de caso de abordagem qualitativa, configurada pelos pressupostos do Cotejo bakhtiniano. A proposta do Cotejo como metodologia para o trabalho com a linguagem, possibilitou às crianças um alargamento das compreensões e um posicionamento individual nos seus enunciados. Os dados foram coletados a partir da observação de um evento discursivo na Educação Infantil, com o uso do gênero música. Os resultados revelaram que, ao cotejar o texto com outros contextos na interação dialógica, as crianças apresentaram marcas de singularidade através do meio social e dos dizeres de outrem para construir sentidos próprios.
Rafael Campos Oliven
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8631

Abstract:
Este artigo tem por objetivo analisar importantes aspectos narratológicos na construção de "A Christmas Memory", de Truman Capote. O objetivo principal é demonstrar como a emoção é um elemento chave na formação e desenvolvimento dos dois personagens principais do conto e examinar os temas e motivos que o subjazem. Como referência teórica, os artigos de H. Porter Abbott "Story, plot and narration" e "Introduction" de David Herman são utilizados, ambos do Cambridge Companion to Narrative, entre outros, assim como teorias contemporâneas sobre narrativa, personagem e focalização. A linguagem ela mesma é examinada como um meio de transmitir diferentes matizes de emoção e sentimentos.
Cristina Gonçalves Ferreira de Souza
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.7695

Abstract:
Neste ensaio, investigo a relação entre de Jorge Luís Borges e de Arthur Conan Doyle a partir das personagens Erik Lönnrot e Sherlock Holmes dos contos A morte e a bússola e A face amarela. Esses textos se destacam porque falhas cometidas pelos protagonistas produziram desfechos que fogem ao tradicional nas narrativas policiais. Iniciamos falando do romance policial e apresentando cada autor, em seguida analisamos os contos selecionados, para, por fim, analisar pontos de aproximação/distanciamento entre os textos e entre as obras dos autores. Concluímos que Doyle mantém a tradição e que Borges recupera a narrativa policial tradicional e a transcende, como uma forma de homenagem e valorização do gênero.
Rafaela De Abreu Gomes
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8386

Abstract:
Apresentamos, a partir desta reflexão, um diálogo possível entre um artista, com trabalho voltado, sobretudo, para moldagem de esculturas, e um poeta, os dois pernambucanos. Trata-se de Francisco Brennand (1927 – 2019) e de João Cabral de Melo Neto (1920 – 1999), respectivamente. A partir de comentários de Brennand, acerca de sua prática criativa, e da leitura do poema “O ceramista” (In: Agrestes, 1985), de João Cabral, verificamos que a curiosidade e a vontade de compreender o que consideramos “misterioso” constituem motivos recorrentes para os procedimentos do artesão e do poeta. O primeiro, com suas esculturas em cerâmica; o segundo, desde realizações linguísticas.
Luciano Cavalcanti
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8049

Abstract:
Invenção de Orfeu representa uma tentativa de criar um novo mundo verbal, uma ilha utópica. Mas uma ilha do eterno movimento, transmutável a todo momento e caracteristicamente órfica por definição, em que a necessidade da criação é privilegiada em todos os sentidos. Neste texto, deteremos nossos esforços na análise do Canto Quatro do poema, denominado “As aparições”. Nesse Canto há a predominância de imagens plásticas e visuais (surrealistas e bíblicas) e também descrições metalinguísticas que revelam o modo como se elaborou o épico limiano. O que revela sua importância para a compreensão de Invenção de Orfeu, poema essencialmente composto pela montagem poética e pelo onirismo.
Danielle Zuma Capellani
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8253

Abstract:
RESUMO: Neste artigo científico, observamos as estratégias discursivas nos turnos de fala institucional nas entrevistas televisivas do Presidente Jair Bolsonaro com jornalistas em duas situações comunicativas, no início da pandemia por COVID-19 no Brasil. Descrevemos como os jornalistas insistem, nos turnos de pergunta, por respostas efetivas do Presidente sobre o controle da pandemia no país, mas este, nos turnos de resposta, ameaça a face positiva dos jornalistas e negocia identidades situadas por meio de negação, de quem não é, eximindo-se da responsabilidade de gerir a crise sanitária. Utilizamos os pressupostos teóricos e metodológicos da Análise da Conversa para transcrever os dados e analisar a troca de turnos e a visão da Linguística Interacional para entender a interferência do mandato institucional e do cenário nas ações de negociação de identidades, turno a turno.
Patrícia Souza Lemos,
fólio - Revista de Letras, Volume 13; https://doi.org/10.22481/folio.v13i1.8218

Abstract:
Na esfera acadêmica é intensa a produção de trabalhos, principalmente escritos, os quais devem estar adequados do ponto de vista da norma culta. Assim, para promover adequações linguístico-discursivas no texto, costuma ser necessária sua revisão textual. Diante disso, nosso principal objetivo é refletir sobre a relevância da negociação entre interlocutores para a construção de sentido, no processo de produção do gênero acadêmico tese de doutorado. Assim, selecionamos duas teses de doutorado, dando destaque a alguns excertos de cada uma, nos quais contêm interações sobre o sentido, comparando os mesmos trechos revisados com a versão pós-ajustes. Teoricamente, adotamos uma perspectiva textual, com base em autores como Costa Val (1999), Marcuschi (2008), Antunes (2010), entre outros, pois cremos que o revisor funda-se em recursos linguísticos na realização de seu trabalho, e uma perspectiva sociointeracionista bakhtiniana, uma vez que esse gênero possui caráter essencialmente dialógico, interacional e polifônico. Com base em nossas análises, salientamos, pois, a relevância da negociação entre autor e revisor, na etapa da revisão textual, para a configuração do gênero discursivo tese de doutorado, principalmente porque o diálogo representa um caráter constitutivo da própria linguagem e essencial para a efetivação do sentido.
Back to Top Top