Refine Search

New Search

Results in Journal Revista Contexto & Saúde: 233

(searched for: journal_id:(1310806))
Page of 24
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Cláudia Thomé Da Rosa Piasetzki , Eva Teresinha De Oliveira Boff, Iara Denise Endruweit Battisti
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 13-24; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.13-24

Abstract:
Objetivo: Analisar a influência da família na formação dos hábitos alimentares e estilos de vida de crianças. Método: Participaram do estudo 100 crianças e seus respectivos familiares (100). Os dados foram coletados por meio de um questionário e avaliação antropométrica. A população do estudo corresponde ao total de alunos, na faixa etária de 02 a 12 anos, das duas escolas municipais do local pesquisado. Resultados: A maioria das crianças (57%) apresentou eutrofia, mas o número de sobrepeso e obesidade mostrou-se relevante. Tanto as crianças quanto seus familiares fazem uso excessivo de tecnologia digital, indicando sedentarismo. A família mostrou influência no número de refeições das crianças, no consumo de frutas, verduras, guloseimas e na prática de atividade física, assim como no aprendizado sobre alimentação saudável. Conclusão: Os familiares influenciam na formação dos hábitos alimentares e estilos de vida na infância, mas a escola é um espaço importante para promover alimentação saudável.
Emili Paixão Trenhago, Luana Fioravanti Roland, Mariane Rosa, Loiva Beatriz Dallepiane
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 47-53; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.47-53

Abstract:
Pacientes idosos em hemodiálise estão sujeitos às modificações alimentares, antropométricos e bioquímicas que são provocadas pela própria doença renal, pelo tratamento hemodialítico e pelo processo de envelhecimento. Neste trabalho, objetivou-se avaliar a relação dos parâmetros nutricionais entre homens e mulheres idosos em tratamento hemodialítico. Em estudo transversal realizado em Santa Maria, RS, foram considerados elegíveis, para a pesquisa, idosos com idade a partir de 60 anos, de ambos os sexos, diagnosticados com doença renal crônica, que realizavam hemodiálise três vezes na semana, e em tratamento há pelo menos três meses. Como parâmetros nutricionais, foram considerados os dados antropométricos, dietéticos e exames bioquímicos. Para a comparação entre os sexos masculino e feminino, das variáveis paramétricas foi utilizado o Teste t de Student bicaudal para amostras independentes. Os resultados encontrados indicam relação do sexo com o índice de massa corporal, quilocalorias, proteína, carboidrato, fósforo, potássio, vitamina D e Kt/V. A partir disso pode-se concluir que os achados deste estudo reforçam a importância da avaliação nutricional no contexto do tratamento de renais crônicos em hemodiálise, visando uma boa adesão à dieta e adequação à diálise.
Juliane Braga Da Silva, Márcia Maria Santos Da Silva, Stela Lopes Soares , Thalanikelson De Oliveira Brito, Maria Auxiliadora Resende Sampaio, Heraldo Simões Ferreira , Heliandra Linhares Aragão
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 110-120; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.110-120

Abstract:
Sabe-se que, mundialmente, a mulher é uma vítima constante de diversas formas de violência, principalmente as que se referem a seus maridos e companheiros. A violência contra a mulher tem sido cada vez mais vista como um relevante problema de saúde pública, havendo urgência em instituir programas para detecção precoce e para intervenções efetivas. Nesse contexto, evidencia-se a necessidade de identificação das redes de apoio e atenção voltadas a mulheres em situação de violências. O presente trabalho traz como cenário o Grupo de Mulheres, denominado “conversa entre mulheres”, do Centro de Saúde da Família (CSF) território do Padre Palhano, no município de Sobral/CE e teve como objetivo geral promover cuidado e empoderamento de mulheres que vivenciam situações de violência em uma área adscrita do CSF Padre Palhano. Os envolvidos no estudo foram as participantes do Grupo de Mulheres. Trata-se de uma pesquisa- intervenção que foi realizada nos meses de novembro/2019 a janeiro de 2020. A intervenção foi realizada de forma grupal, onde foram realizados momentos de educação em saúde voltados para usuárias que vivenciam ou presenciam situação de violência contra mulher. Como resultado, obtivemos o fortalecimento do Grupo Conversa entre Mulheres, gerando pensamento crítico das participantes no reconhecimento e resolução dos seus problemas, tornando-as multiplicadoras do saber e levando informações para outras mulheres que vivenciam situações de violência, a identificação das redes de apoio, bem como o fortalecimento do vínculo entre as usuárias e CSF.
Maria Auxiliadora Resende Sampaio, Karine Da Silva Oliveira, Juliane Braga Da Silva, Cirliane De Araújo Morais, Stela Lopes Soares , Lidia Andrade Lourinho
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 99-109; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.99-109

Abstract:
As Doenças Crônicas não transmissíveis são responsáveis por cerca de 63% do total de óbitos ocorridos no mundo, enquanto no Brasil, correspondem a 72,4% da mortalidade. Assim, a fim de reverter tal cenário, é de fundamental realizar não apenas o diagnóstico das condições crônicas de base mas o seu adequado manejo e principalmente a identificação precoce da lesão renal, além do desenvolvimento de ações de prevenção e promoção da saúde como o rastreamento de novos casos da DRC nas comunidades. O presente estudo teve como objetivo geral desenvolver ações de Educação Permanente para profissionais de saúde com foco na identificação precoce do adoecimento renal em um Centro de Saúde da Família (CSF) do município de Sobral/ CE. Foi realizada uma pesquisa-intervenção de abordagem qualitativa no mês de dezembro de 2019 em um CSF. Participaram da intervenção 24 profissionais e através da ferramenta metodológica do Arco de Maguerez os participantes julgaram como aplicáveis e de fácil execução a maioria das atribuições e diretrizes norteadoras do cuidado a pessoa com DRC. Foram elaboradas ações contemplativas a cinco estratégias com o fim de acompanhamento de pacientes com fatores de risco para DRC: A realização de atividades educativas à população; EPS para os profissionais; estratificação de risco para HAS, DM e DRC; atendimentos multiprofissionais e melhora da comunicação com a RAS. É imperativa a continuidade de estudos semelhantes que utilizem da Educação Permanente em Saúde para discutir a Doença Renal Crônica no contexto da Atenção Primária.
Letícia Cristinne Costa Da Silva, Luiza Marly Freitas De Carvalho
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 68-79; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.68-79

Abstract:
Objetivo: Realizar uma revisão sistemática acerca das evidências científicas sobre os efeitos da suplementação de probióticos e simbióticos em portadores da doença hepática gordurosa não alcoólica. Método: Trata-se de um estudo de revisão sistemática realizado nas bases de dados MedLine via PubMed, Web of Science e Scopus, no mês de junho de 2020, utilizando os descritores: non-alcoholic fatty liver disease, probiotics, synbiotic. Após aplicação dos critérios de elegibilidade, permaneceram 12 artigos. Resultados: A suplementação de probióticos e simbióticos tem apresentado resultados promissores na doença hepática gordurosa não alcoólica, a maioria dos ensaios clínicos analisados demonstrou redução da concentração sérica das enzimas hepáticas, melhora do perfil lipídico e diminuição do grau de esteatose hepática. Conclusão: Ainda há poucos ensaios clínicos publicados e os estudos foram realizadas com diferentes espécies de cepas probióticas e prebióticos, dose e tempo de intervenção, portanto não há uma indicação específica para a suplementação. Sugere-se realização de mais estudos com a finalidade de esclarecer a efetividade dos probióticos e simbióticos na doença hepática gordurosa não alcoólica.
Karine Oltramari, Laís Dos Santos, Juliana Rodrigues Dias Guedes, Alice Freitas Da Silva, Carolina Sette Barbosa Damasceno, Liziane Mery Laufer Rodrigues, Maria Rosi Marques Galvão
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 80-89; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.80-89

Abstract:
Este estudo objetivou descrever as estratégias utilizadas para o fornecimento da alimentação escolar no município de Curitiba, Paraná, Brasil, no contexto do enfrentamento da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. Esta ação foi pautada primariamente no Direito Humano à Alimentação Adequada e na autorização em caráter excepcional, da distribuição de gêneros alimentícios aos estudantes de escola pública em todo o país, via Programa Nacional de Alimentação Escolar. O plano de ação utilizado foi a entrega de kits alimentação, cuja composição atendeu as normas vigentes e especificações do Guia Alimentar para a População Brasileira, priorizando alimentos in natura e minimamente processados. Contemplou-se a distribuição de gêneros adquiridos da agricultura familiar e adaptação de alguns alimentos presente no kit para atendimento as Necessidades Alimentares Especiais. Em maio e junho, respectivamente, foram atendidos 131.703 e 132.562 estudantes matriculados, abrangendo escolas, Centros Municipais de Educação Infantil e Centros de Educação Infantil Contratados. Em resumo, esta ação proporcionou a universalidade do programa e a garantia de segurança alimentar e nutricional aos estudantes atendidos durante o período de pandemia.
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 134-143; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.134-143

Abstract:
O objetivo deste estudo foi identificar e descrever a produção científica disponível na literatura acerca do desempenho do PCT nos diferentes cenários nacional e internacional. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, realizada no mês de fevereiro de 2020, nas bases de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Literatura Internacional em Ciências da Saúde (PUBMED), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL), Scopus e Embase, a partir da inclusão de artigos científicos disponíveis na íntegra, em livre acesso, publicados no período entre 2014 a 2019, nos idiomas português, inglês e espanhol, bem como aqueles com critério de elegibilidade: abordar aspectos relacionados ao desempenho do PCT nos diferentes cenários nacionais e/ou internacionais. Foram encontrados 1.267 artigos nas bases de dados, excluídos 1.240 após a aplicação dos critérios de exclusão, selecionados 27 artigos para serem lidos na íntegra e, ao final, 23 estudos foram incluídos para serem analisados a fim de subsidiar a revisão de literatura. Os estudos apresentaram elementos singulares quanto ao desempenho dos PCT em cada cenário de estudo, mesmo havendo uma dificuldade em definir, de um ponto específico, o conceito de desempenho. Aponta a importância da construção de debates sobre os desafios que ainda permeiam o sistema de saúde e a sociedade, visando a implementação de ações integradas e intersetoriais na efetivação do combate e controle da doença, levando em conta os determinantes da TB que requerem uma abordagem interprofissional e centrada nos doentes, família e comunidade.
Karen Thayane De Oliveira Coqueiro, Renata Junqueira Pereira
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 62-67; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.62-67

Abstract:
A gravidez está associada a um declínio do iodo no organismo materno, que pode levar a hipotireoidismo em áreas com deficiência de iodo, por esta razão, é fundamental uma ingestão adequada durante a gravidez. Verifica-se que a insuficiente ingestão materna de iodo afeta negativamente a saúde do feto e do recém-nascido, com consequências que perdurarão por toda a vida. Esta revisão teve como objetivo descrever a importância do iodo para o período gestacional e os efeitos relacionados à sua deficiência no binômio mãe-filho. Sabe-se que o iodo é essencial para o desenvolvimento do cérebro fetal em etapas tais como a neurogênese, a diferenciação de células neuronais e gliais, a mielinização, a migração e a sinaptogênese. Nesse sentido, a deficiência de iodo na gestação e na vida extrauterina pode ocasionar um conjunto de anormalidades denominadas distúrbios da deficiência de iodo, que incluem um espectro de diferentes doenças, como hipotireoidismo, natimortos, bócio, anomalias congênitas, crescimento e desenvolvimento infantis prejudicados; atraso no desenvolvimento psicomotor; redução da capacidade cognitiva; além de elevarem as taxas de mortalidade fetal e infantil e serem considerados as principais causas evitáveis de deficiência mental na infância e cretinismo. Futuros estudos sobre o papel da deficiência iódica na saúde materna e fetal ainda são necessários para elucidar de que forma o iodo impacta nos desfechos gestacionais e perinatais e as possibilidades de intervenção para se evitar ou minimizar os efeitos indesejáveis de sua deficiência.
Andrieli De Mello da Silva, Shelly Westphalen Palma, Mariane Rosa, Loiva Beatriz Dallepiane
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 54-61; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.54-61

Abstract:
Objetivou-se neste estudo avaliar a associação do marcador inflamatório (PCRus) com o consumo de energia, frutas, legumes e verduras em idosos. A pesquisa é do tipo quantitativa descritiva e transversal, realizada no munícipio de Palmeira das Missões, Brasil, com idosos com mais de 60 anos, totalizando uma amostra de 43 idosos. As informações sociodemográficas foram obtidas por meio de entrevista, realizada no domicílio de cada idoso onde foram orientados a comparecer em jejum de 12 horas, em data e horário definidos, em um laboratório de análises clínicas do município, para coleta de sangue e dos dados antropométricos. O presente estudo apresentou maior frequência para nenhum consumo diário de frutas (51,2%) e de legumes e verduras (58,1%), consumo de frutas, legumes e verduras (FLV) diário abaixo de 3 porções (88,4%) e Proteína C reativa ultrassensível maior que 0,3 mg/dL (51,2 %). Em relação aos dados sociodemográficos, segundo os valores da PCRus, encontrou-se a associação estatisticamente significativa destes com viver sem companheiro (p=0,033). O consumo de energia apresentou-se baixo, bem como a média do consumo de frutas foi inferior a uma porção por dia (0,58 porção/dia) e de legumes e hortaliças (0,51 porção/dia). O mesmo baixo consumo foi verificado quando agrupados em FLV que foi inferior a 3 porções ao dia com uma média de 1,12 porções/dia. A maioria dos idosos apresentava os valores do marcador inflamatório PCRus acima de 0,3 mg/dL. Houve relação estatisticamente significativa entre o PCRus somente com a situação conjugal de viver sem companheiro.
Luiza Pessoa De Araújo, Weverson Ferreira Lopes, Cláudia Sena De Pádua, Patrícia Rezende Do Prado, Thatiana Lameira Maciel Amaral
Published: 23 December 2020
Revista Contexto & Saúde, Volume 20, pp 36-46; doi:10.21527/2176-7114.2020.41.36-46

Abstract:
Este estudo tem o objetivo de descrever a terapia nutricional e a adequação calórico-proteica dos pacientes críticos que evoluíram com lesão renal aguda (LRA). É um estudo observacional do tipo coorte prospectivo, realizado com pacientes em terapia enteral, admitidos em uma UTI pública. Foi considerada inadequação calórico-proteica os pacientes que não atingiram 80% do valor energético total em até 07 dias de internação e oferta de proteína
Page of 24
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top