Sistemas & Gestão

Journal Information
EISSN : 1980-5160
Current Publisher: Laikos Servicos Ltda (10.20985)
Former Publisher: LATEC (10.7177)
Total articles ≅ 437
Current Coverage
ESCI
Filter:

Latest articles in this journal

Joseane Thereza Bigaran Aliotte, Dag Mendonça Lima, Andréa Leda Ramos De Oliveira
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 131-142; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1646

Abstract:
Destaques: O mamão é uma das frutas mais consumidas pela população brasileira. Por ser uma fruta de alta perecibilidade sua logística depende de uma gestão eficiente. Nesse sentido, o conceito food miles busca garantir a qualidade do alimento e a redução das perdas e desperdícios, através da adoção de uma cadeia logística de distribuição e de comercialização mais eficiente, percorrendo menores distâncias entre a produção e o consumo.Objetivo: Avaliar se a distância percorrida ao longo do transporte do mamão para comercialização interfere nas perdas e desperdícios. Desenhos/Metodologia/Abordagem: Aplicação do conceito food miles de forma quantitativa através do método Weighted Average Source Distance (WASD) para promover estratégias logísticas mais eficientes para produtos perecíveis.Resultados: A maior parte das rotas do mamão se enquadram na categoria rotas longa e média-longa. O principal resultado encontrado foi uma distância média de food miles de 1.359 km a partir de diversos municípios produtores e diferentes níveis de volume de produção. Este valor é classificado como uma rota de distância média-longa.Limitações da investigação: Avaliação detalhada das práticas operacionais durante o transporte.Implicações práticas: As longas distâncias percorridas entre a origem e destino somados aos impactos causados durante o transporte podem contribuir para um aumento dos índices de perdas e desperdícios. Isto porque durante o transporte o mamão é acondicionado em embalagens inadequadas e em caminhões não refrigerados não garantindo a preservação da fruta. Além disto, as longas distâncias implicam não só em aumento do custo de transporte, mas também numa maior emissão de CO2.Originalidade/valor: O uso do conceito de food miles de forma aplicada e quantitativa permite aos tomadores de decisão pensar em uma logística mais ajustada, de modo a buscar rotas mais sustentáveis e eficientes, não só em termos de custo mas também em rotas que impactem menos o meio ambiente.
João Felipe Nogueira Matias, Halana Rodrigues Freire Eloy, Karla Maria Catter, Rochelle Cruz De Araújo Bezerra Vidigal, Rossi Lelis Muniz De Souza, Mariana Lopez Matias
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 123-130; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1643

Abstract:
A carcinicultura marinha (cultivo de camarões marinhos) tem uma enorme importância socioeconômica no Nordeste brasileiro, pois é nesta região que se concentram 98% da produção de camarão cultivado no Brasil. Porém, esta atividade vem sofrendo com baixa produtividade e perda de competitividade dos atuais sistemas de cultivo. Este artigo teve como objetivo realizar uma análise comparativa entre a eficiência econômica e a competitividade dos cultivos de camarão marinho no sistema semi-intensivo (tradicional) e no sistema superintensivo (reuso de água e uso de bioflocos - BFT) utilizados no Brasil. Foi feita uma comparação entre os indicadores de eficiência econômica e competitividade em cada um dos sistemas de cultivo de camarões marinhos estudados. Os dados necessários para realizar esta análise comparativa foram coletados por meio de levantamentos bibliográficos junto às fontes secundárias. Os resultados obtidos demonstram que o cultivo de camarões marinhos no sistema com reuso de água e BFT é, no que se refere aos parâmetros econômicos, mais eficiente e competitivo do que o cultivo no sistema semi-intensivo (tradicional). As conclusões deste trabalho nos permitem aprofundar as discussões a respeito da modernização da carcinicultura brasileira por meio da intensificação destes cultivos. É necessário que os estudos tragam à tona a adoção de inovações tecnológicas que proporcionem uma melhoria na eficiência, na competitividade da aquicultura brasileira e que sejam incentivados. A originalidade deste trabalho reside neste fundamento.
Emile Lebrego Cardoso, Hélio Raymundo Ferreira Filho, Vanusa Carla Pereira Santos, Aline De Oliveira Ferreira
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 93-102; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1612

Abstract:
O presente trabalho tem como objetivo descrever a gestão dos resíduos sólidos urbanos (RSU) na cidade de Belém, Pará, Brasil, explanando as vantagens e os desafios da implementação de uma gestão integrada. Para isso, fez-se um levantamento bibliográfico em periódicos recentes que abordam a temática, além de uma análise documental do Plano Estadual de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos do estado do Pará. Em adição, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, entre agosto e novembro de 2018, com representantes da gestão de resíduos nos níveis estadual e municipal, buscando informações sobre a forma de gestão adotada e as dificuldades enfrentadas, coletando, assim, dados primários e secundários. As informações reunidas demonstram que a gestão dos RSU em Belém apresenta falhas, uma vez que o município não conta com um plano de gestão integrada capaz de agregar informações relevantes para a formulação de programas e ações necessárias para minimizar os problemas proporcionados pela alta geração de resíduos e sua disposição final. Os resultados apresentados são de grande importância por proporcionar uma discussão mais detalhada e voltada à gestão dos resíduos em Belém, reforçando as exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos quanto à forma financeira e ambientalmente sustentável de realizar essa gestão.
Maria A. Gureva, Yulia S. Deviatkova
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 156-169; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1656

Abstract:
The article represents a historical survey that describes the emergence and development of the circular economy as an independent concept and its interconnection to the phenomenon of new industrialization. The variety of definitions of the concept “circular economy” given by Russian and foreign scientists are provided in the article; basic approaches to the concept formation are determined. The comparative analysis of basic concepts related to the environmentalism (sustainable development, ecologization, green economy, circular economy) was carried out. The evolutionary development of ecological imperatives that take part in the concept formation is studied; the characteristics of the concept, current state and general development prospects are described. The article is concluded by the clarified definition of “circular economy”. From the author’s point of view, the circular economy concept is a general approach to promote green growth in countries’ development that allows overcoming global ecological problems and, as a result, achieving sustainable state of the planet and saving lives on Earth.
Gilberto Aparecido Rodrigues
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 190-198; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1431

Abstract:
O Efluente de Tratamento de Esgoto (ETE) é um resíduo urbano, que por sua composição química pode ser aproveitado como fonte de macronutrientes, reduzindo o uso de fertilizantes químicos e ter um destino ambientalmente mais adequado. Neste trabalho foi investigado o efeito da aplicação de dois níveis de palha de Brachiaria fertirrigados, com três frações de efluente de esgoto tratado (FETE), na emissão de CO2 (ECO2) e suas relações com os atributos físico-químicos do solo: temperatura, umidade, porosidade total do solo, pH e porosidade livre de água. O experimento foi conduzido ao longo de 23 dias de novembro de 2013, em área de 160 m2 de Latossolo Vermelho eutroférrico, desprovida de vegetação e sem preparo do solo. O delineamento utilizado foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 2 x 3, sendo os tratamentos constituídos da combinação de dois níveis de palha de Brachiaria brizantha (SPA: sem palha e CPA: com palha, 10 Mg ha-1) e 3 frações de irrigação (F1: 11% de ETE, F2: 60% de ETE e F3:100% de ETE). Os resultados evidenciaram que a presença da palha sobre o solo favoreceu as maiores emissões de CO2 e lâminas menores de ETE (F1 e F2) amenizaram o impacto ambiental de ECO2. A presença de palha sobre o solo resultou em manutenção de maiores teores de umidade no solo, o que pode beneficiar o ciclo de culturas diversas. A presença de palha neste curto período de avaliação contribuiu pouco para aumentar a degradação da palha utilizada. As frações intermediárias de ETE conciliam a condição de menores ECO2 combinado com atributos físico-químicos de solo mais apropriados em manter matéria orgânica e umidade no solo.
José Antônio Batista Neto, Fabiana Cunha Leão Pompermeyer, Estefan Monteiro Da Fonseca
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 91-92; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1667

Viviana Lisboa, Halana Rodrigues Freire Eloy, Karla Maria Catter, Rochelle Cruz Araújo Bezerra Vidigal, Rossi Lelis Muniz Souza, João Felipe Nogueira Matias
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 113-122; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1636

Abstract:
A pesca ainda é a maior responsável pelo fornecimento de pescado marinho para consumo humano. Entretanto, visto a notória ameaça aos estoques pesqueiros e a crescente demanda pelo produto, este cenário precisa mudar e a piscicultura marinha continua sendo mundialmente apontada como medida viável para remediar esse quadro. Desta forma, o objetivo deste artigo é discutir sobre a piscicultura marinha no Brasil, com foco nos desafios e perspectiva de seu desenvolvimento no estado do Ceará. Durante o período de seis meses, a metodologia do trabalho constituiu-se de três ferramentas: levantamento bibliográfico, entrevistas e visitas técnicas. Os resultados obtidos retratam que, apesar de todas as inciativas públicas e privadas, a piscicultura marinha no Brasil continua incipiente e com obstáculos a serem superados. No que concerne ao Ceará, o estado, por intermédio de órgão de fomento, tem executado ações com o propósito de oportunizar o desenvolvimento da piscicultura marinha. Dentre as ações planejadas, incialmente está sendo executado a elaboração de projeto de laboratório para provimento de alevinos de espécies marinhas, simultaneamente a sua análise da viabilidade econômica financeira, e a prospecção de espécies profícuas para produção no estado, cuja conjectura preliminar tem apontado para Lutjanus synagris (ariacó) e, sobretudo, Lutjanus analis (cioba).
Mahsa Bakhshaei, Hassan Ahmadi, Baharak Motamedvaziri, Payam Najafi
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 170-180; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1657

Abstract:
Many types of physical models have been developed for runoff estimation with successful results. However, accurate runoff estimation remains a challenging problem owing to the lack of field data and the complexity of its hydrological process. In this paper, a machine learning method for runoff estimation is presented as an alternative approach to the physical model. Various types of input variables and Artificial Neural Network (ANN) architectures were examined in this study. Results showed that a two-layer network with the tansig activation function and the Levenberg–Marquardt learning algorithm had the best performance. For this architecture, the most effective input vector consists of a catchment perimeter, canal length, slope, runoff coefficient, and rainfall intensity. However, results of multivariate analysis of variance indicated the significant interaction effect of input data and the ANN architecture. Thus, to create a suitable ANN model for runoff estimation, a systematic determination of the input vector is necessary.
Raul Carlos Costa Queirós, Mirian Picinini Méxas, Geisa Meirelles Drumond
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15, pp 103-112; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1629

Abstract:
Contexto: O crescimento da Tecnologia da Informação (TI) gera impactos ambientais. Benefícios de práticas de TI Verde. Diminuição de impactos ambientais. TI Verde no planejamento estratégico. Objetivo: Mapear a percepção de especialistas, coordenadores e gestores de TI quanto às práticas de TI verde nas organizações e o seu posicionamento estratégico. Desenho/Metodologia/Abordagem: Foi realizada uma revisão da literatura que fundamentou uma pesquisa de campo aplicada a 97 gestores e especialistas de TI de organizações, a maioria do estado do Rio de Janeiro e São Paulo, dos mais variados ramos de negócios, no período de dezembro/2018 a janeiro/2019. Os dados foram analisados através de estatística descritiva e de quatro cruzamentos dos resultados sobre práticas de TI Verde, planejamento estratégico e metas ambientais. Resultados: Observou-se que menos da metade das organizações não tratam a TI Verde como um item estratégico, não a incluindo em seu planejamento estratégico, em sua política ambiental, e não criando metas ambientais. Implicações práticas: Espera-se que esta pesquisa contribua, demonstrando a importância de reduzir os impactos ambientais, os benefícios das práticas de TI Verde, além de oferecer novas soluções às organizações. Originalidade/valor: A TI Verde não é tratada de maneira estratégica, o que causa um contraponto: a TI é uma área imprescindível para o negócio e geradora de vantagem competitiva, porém não tem os seus impactos ambientais tratados estrategicamente.
Waldyr Ramos Junior, Lívia Maria Da Costa Silva
Published: 25 August 2020
Sistemas & Gestão, Volume 15; doi:10.20985/1980-5160.2020.v15n2.1659

Abstract:
A avaliação de desempenho das estações de tratamento de efluentes (ETE), no geral, se baseia em aferir apenas a qualidade do efluente final, não se levando em consideração outros parâmetros, que também contribuem substancialmente para o desempenho. Nesse sentido, indicadores são ferramentas importantes, por serem capazes de resumir em um único valor o estado do objeto avaliado, considerando seus diversos aspectos e características. Objetiva-se, com esse trabalho, pontuar a importância de indicadores de desempenho para avaliação e licenciamento de ETE, além de avaliar a utilização dos indicadores de qualidade de ETE estabelecidos por meio de duas normas institucionais (NOI-INEA 11 e NOI-INEA 14) elaboradas pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA), órgão ambiental do estado do Rio de Janeiro. Realizou-se uma revisão bibliográfica em artigos referentes à temática de indicadores de desempenho de ETE, juntamente com uma pesquisa nos sites de todos os órgãos ambientais estaduais e distrital. Ademais, para análise crítica, adotou-se a metodologia de pesquisa de documentos oficiais no acervo digital do INEA. Com isso, foi possível perceber que, no Brasil, a existência de legislações que utilizem indicadores para avaliação de ETE ainda é restrito ao aludido estado. No entanto, apesar de pouco utilizados, os indicadores apresentam grande potencial para auxiliar no licenciamento ambiental e na fundamentação de pareceres técnicos, contribuindo para uma melhor informação e participação da sociedade.
Back to Top Top