Revista Gatilho

Journal Information
ISSN / EISSN : 1517-6436 / 1808-9461
Current Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (10.34019)
Total articles ≅ 24
Filter:

Latest articles in this journal

Maria Cláudia Teixeira, Raquel Baldissera
Revista Gatilho, Volume 19, pp 173-186; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.30172

Abstract:
O presente artigo apresenta a análise de quatro texto-imagens, parte do projeto artístico intitulado Yolocaust, referente ao Memorial aos Judeus Mortos da Europa ou Memorial do Holocausto (Holocaust-Mahnmal). As quatro materialidades tomadas como corpus são de autoria do artista Shahak Shapira, que ressignifica fotografias tiradas por turistas no Memorial do Holocausto e usadas em perfis das redes sociais. O objetivo é mostrar como se instauram efeitos de sentidos sobre a memória e o esquecimento. Para isso, tomamos como fundamentação teórica a Análise de Discurso de linha francesa do filósofo francês Michel Pêcheux e as implementações desenvolvidas pela brasileira Eni Orlandi. Os resutados obtidos mostram que ao ressignificar as imagens o sujeito artista materializa a memória do holocaust, dos campos de concentração, através da realização do projeto “Yolocaust”, produzindo um efeito de conscientização histórica ao produzir a materialização do atravessamento entre o intra e o interdiscurso.
Záira Bomfante, Rita De Cassia Cristofoleti
Revista Gatilho, Volume 19, pp 94-113; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.27508

Abstract:
Diversos são os trabalhos que têm proposto, no contexto atual, a discussão da leitura e escrita no espaço universitário, buscando compreender o processo de apropriação da palavra de outrem. Nesse trabalho, agasalhamos concepção de escrita como um processo em que os alunos são formados para a pesquisa, situando-se num processo de agenciamento de escrita de pesquisa em formação. Assim, procuraremos traçar uma contextualização da importância epistemológica da concepção sociossemiótica e da concepção de letramento e suas implicações para o contexto acadêmico. Trazemos uma discussão sobre a escrita no espaço universitário, vinculando a discussão a partir de nossa experiência de ensino e pesquisa desenvolvida em programa institucional de apoio acadêmico à alunos de graduação. Nessa direção, indicamos os projetos de letramento como alternativa para o desenvolvimento de um trabalho contextualizado com os gêneros discursivos.
Allan Cordeiro
Revista Gatilho, Volume 19, pp 18-35; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.27682

Abstract:
This paper examines the causes and consequences of Foreign Language Anxiety (FLA) in Second Language Acquisition (SLA). Speaking was the skill that contributed most to a high FLA level and that approximately one-third of students presented a moderate FLA level. Confucian Heritage Cultures (CHCs) students’ experiences were chosen as the focus of our research because they have higher FLA rates of all ethnic groups. The aim of this work is to shed light on English Speaking Anxiety and observe the tendencies to enable future research in this field. The research is based on a series of papers collected from journals. The findings are related to the influence of emotional factors that contribute to anxiety in the classroom and teachers’ attitudes. A high anxiety rate may be related not only to a natural propensity to anxiety, but also to factors related to teachers’ activities and attributes. The studies showed that the tone of voice, gender and the teacher's dress code had an effect on students’ levels of anxiety.
Beatrice Nascimento Monteiro, Ismael Paulo Cardoso Alves
Revista Gatilho, Volume 19, pp 137-155; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.27686

Abstract:
A Lexicografia é uma área que tem se expandido de maneira intensa nos últimos anos. Inserido nesse viés de análise de obras lexicográficas, o presente artigo volta-se para um subconjunto do léxico geral: os itens terminológicos, mais especificamente, termos do domínio da Linguística. Tomando, como corpus, dicionários gerais, objetivamos examinar as definições de termos técnico-científicos nessas obras, analisando a sistematicidade da inclusão de tais termos bem como a adequação e detalhamentos dos textos definitórios. A discussão teórica apresentada é fundamentada principalmente em Biderman (2001), Krieger (2007) e (2011), Almeida (2011), Maciel (2011), entre outros. Os dicionários gerais analisados foram: Houaiss (eletrônico), Novíssimo Aulete e Aurélio. Selecionamos, para a análise, cinco itens lexicais que comportam tanto acepções mais gerais quanto específicas do domínio da Linguística. Os itens selecionados foram: língua, fala, texto, discurso e gênero. Como resultado, constatamos que os dicionários, muitas vezes, desconsideraram a polissemia dos itens lexicais, abarcando tão somente as acepções de uso corriqueiro das palavras, sem fazer menção a seu uso específico na área da Linguística.
Lucielena Mendonça De Lima, Maria Carolina Terra Heberlein, Carla Janaína Figueredo
Revista Gatilho, Volume 19, pp 36-56; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.30240

Abstract:
RESUMO: Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa qualitativo- interpretativista, aplicada a um estudo de caso, realizado com oito alunos do Ensino Médio Técnico Integrado na modalidade EJA do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, de um campus do interior. Seu aporte teórico concentra-se em conceitos gerais da Aprendizagem Colaborativa, como a importância da interação social em contextos de sala de aula de línguas, e em conceitos basilares discutidos por Bakhtin e seu Círculo, tais como a enunciação e o sujeito dialógico. O corpus deste estudo foi extraído de uma atividade avaliativa de língua inglesa instrumental para leitura realizada em trios e de uma entrevista. Os dados apontam que os participantes não responderam de forma colaborativa à realização da tarefa proposta, no entanto, destacaram que os resultados dos trabalhos são mais eficazes quando realizados em grupo. Apesar das contradições encontradas entre os discursos e as ações dos participantes, o estudo nos mostra a importância de promover no contexto da EJA um processo ensino-aprendizagem de língua estrangeira que valorize práticas educacionais mais decentralizadas e pautadas na colaboração.
Simone Rocha Dos Santos, Mirelle Da Silva Freitas
Revista Gatilho, Volume 19, pp 57-73; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.27314

Abstract:
Este estudo aborda a interferência da família no processo de desenvolvimento da escrita em língua materna do estudante, buscando evidenciar o papel que a família exerce no processo de construção da habilidade escritora do aprendiz de língua portuguesa. Nesse contexto, buscou-se refletir sobre o papel da família e da escola no desenvolvimento humano do indivíduo para o mundo do trabalho. Para tanto, valeu-se dos estudos teóricos sobre: o desenvolvimento da escrita, esclarecendo como o processo de ensino-aprendizagem da escrita em língua materna acontece; a relação da leitura e escrita, duas vias distintas, porém dependentes; e a distinção entre alfabetização e letramento, visto que ambos remetem às representações e usos da escrita e da leitura na sociedade. Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo, um estudo de caso interpretativista, mais precisamente uma história de vida, no intuito de evidenciar a influência da família no processo de aquisição da escrita. As ferramentas utilizadas para coleta de dados incluíram: questionário, entrevista e produção de texto da participante (Ludimilla). Os resultados da análise realizada identificaram que, no caso da participante deste estudo, a família influenciou positivamente se destacando como agente motivador no processo de desenvolvimento da escrita. Na escola, por outro lado, a participante teve o primeiro contato formal com a língua culta ensinada pela professora que a instigava a treinar a escrita em casa.
Thiago Alves De Santana
Revista Gatilho, Volume 19, pp 203-227; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.27654

Abstract:
Esta pesquisa, desenvolvida sob a perspectiva teórica da Linguística Funcionalista, que considera o estudo de mudança linguística a partir de situações reais de uso da língua, investiga as funções exercidas pela partícula né? nas ocorrências de um corpus constituído por narrativas de duas informantes da cidade de Itaberaba, na Bahia. O objetivo principal é descrever as funções semânticas manifestadas pela partícula em estudo nas entrevistas, analisando, dentre outras coisas, se este item tem sido usado com seu sentido original de pergunta não-retórica. Partindo da premissa que o uso da partícula né?, na oralidade mais espontânea, representa variações de forma e função; então, consideram-se os princípios teóricos da discursivização, como os aspectos pragmáticos e interativos: o né? usado em pergunta não-retórica; pergunta retórica; como marcador discursivo e preenchedor de pausa.
André Silva Oliveira, Nadja Paulino Pessoa Prata
Revista Gatilho, Volume 19; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.30033

Abstract:
Este trabalho tem por objetivo discorrer acerca dos aspectos semânticos envolvidos nos discursos do Papa Francisco proferidos em língua espanhola. Para isso, tomamos por base o arcabouço teórico da Gramática Discursivo-Funcional (GDF) de Hengeveld e Mackenzie (2008) no tocante à modalidade volitiva, que está relacionada ao que é (in)desejável. Nesse intuito, selecionamos 13 discursos proferidos pelo Santo Padre em viagem apostólica aos países de língua espanhola (Cuba, México, Bolívia, Equador e Paraguai) e de forte concentração hispânica (Estados Unidos). Após a análise do córpus e a inter-relação dos dados por meio do SPSS, concluímos, a partir do teste do Qui-quadrado (≤0,05), que há uma inter-relação entre as categorias de ordem semântica, em que os valores modais volitivos condicionaram apenas o Modo; enquanto a fonte e o alvo da atitude modal volitiva condicionaram tanto o Tempo quanto o Modo.
Gilberto Giovani Couto
Revista Gatilho, Volume 19, pp 156-172; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.30180

Abstract:
O presente artigo tem por objetivo expor reflexões sobre a implementação do trabalho didático-pedagógico aplicado no Colégio Estadual Visconde de Guarapuava – Ensino Fundamental, Médio e Normal em Guarapuava, Paraná, como parte do PDE – Programa de Desenvolvimento Educacional. O trabalho desenvolvido teve como objetivo a análise de obras literárias e suas respectivas adaptações cinematográficas, com estudantes do Ensino Médio, e teve o viés teórico da Análise Crítica do Discurso, que ressalta a importância de “leituras de mundo”, quanto às relações de poder presentes na sociedade contemporânea, que colocam o adolescente num universo que poucas vezes é visto de forma crítica, que propicie reflexões e mudanças nas suas práticas de vida. A pesquisa é de cunho qualitativo, bibliográfica centrada principalmente nos autores Fairclough (2012) e Van Dijk (2015), e pesquisa de campo. As obras literárias e cinematográficas analisadas foram: Dom Casmurro ([1899] 1985) – Machado de Assis – Filme Dom (Direção: Moacyr Góes, 2003); A hora da estrela ([1977] 1998) – Clarice Lispector – Filme A hora da estrela (Direção: Suzana Amaral, 1987); Ensaio sobre a lucidez (2004) – José Saramago; Desmundo (1996) – Ana Miranda – Filme homônimo (ALAN FRESNOT, 2003). As contribuições relevantes do ponto de vista do aprofundamento nas diferentes formas de leitura, bem como o consequente aprofundamento nas análises de relações de poder presentes nas relações sociais tiveram destaque.
Renata Alves
Revista Gatilho, Volume 19; doi:10.34019/1808-9461.2020.v19.27661

Abstract:
Este artigo busca refletir sobre a perspectiva de projeto de multiletramentos como caminho metodológico e pedagógico que visa aproximar o contexto escolar à vivência extraescolar do aluno. Tem como argumento que as práticas sociais de leitura e escrita como ponto de partida, na disciplina de língua portuguesa, contribui para uma aprendizagem significativa e relacionada estreitamente à vida. Para isso, há a necessidade de considerar os letramentos locais, as tecnologias de comunicação e informação e as culturas juvenis. Assim, toma como elemento fundante que as tecnologias alteraram os modos de comunicação contemporâneos, os quais possibilitaram um novo ethos, de modo que as instituições escolares precisam compreende-los para ressignificar suas práticas, principalmente, em relação ao ensino de língua portuguesa, visto que as práticas sociais de leitura e escrita do alunado estão mais híbridas e colaborativas. À vista disso, é preciso romper com a tradição escolar e inserir a perspectiva de trabalho com projeto, a fim de possibilitar que os alunos possam ser protagonistas de suas vivências escolares.
Back to Top Top