Pesquisas e Práticas Educativas

Journal Information
EISSN : 2675-5149
Current Publisher: Revista Pesquisas e Praticas Educativas (10.47321)
Total articles ≅ 32
Filter:

Latest articles in this journal

, Amanda Focosi Sarmento, Rosemary Rodrigues Oliveira
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 2; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2021.2.e202103

Abstract:
Os documentos oficiais alertam para a necessidade de se compreender os mecanismos de codificação genética, envolvendo os níveis submicroscópicos da Biologia, para se entender minimamente a complexidade da vida, os mecanismos de hereditariedade e a biotecnologia contemporânea. Isento desses conhecimentos, o aluno não é capaz de compreender e se posicionar a respeito de testes que envolvam análise de DNA e clonagem, por exemplo, temas cada vez mais recorrentes em seu cotidiano. Entretanto,a literatura revela que os estudantes possuem dificuldades em compreender os conceitos fundamentais de genética necessários para o entendimento da biologia molecular e da biotecnologia. Estas dificuldades advêm de um ensino descontextualizado e fragmentado, que desconsidera tanto as concepções prévias dos estudantes como as suas dificuldades de abstração, além de ignorar a história de construção do conhecimento científico. O presente trabalho se configura em um relato de experiência. Com a intençãodediminuir o distanciamento entre o conteúdo estudado sobre genética e a realidade vivenciada fora da sala de aula, de modo a auxiliar os estudantes a estabelecerem relações que permitam interpretar os fatos do cotidiano, foi desenvolvida, a partir dos resultados de um questionário de conhecimentos prévios, sequência de ensino junto a uma turma de 30 estudantes do 2º ano do Ensino Médio de uma Escola Estadual de período integral de uma cidade do interior paulista. A sequência priorizou como um todo um ensino reflexivo, voltado à compreensão e à formação integral do indivíduo, isto é, que extrapole a memorização de conceitos e fatos.
Juliana Guidi Magalhães, Silvia Araújo Dettmer
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 2; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2021.2.e202102

Abstract:
Esse trabalho visa analisar o debate quanto à temática ideologia de gênero na educação nacional. A Educação vem sendo debatida em projetos de lei propostos na Câmara dos Deputados e em casas legislativas estaduais e municipais. Destaca-se a dificuldade no cenário educacional contemporâneo enfrentada por educadores ao abordar questões sobre gênero e sexualidade e o apontamento de suposta doutrinação. Neste contexto, menciona-se o posicionamento recente do Supremo Tribunal Federal ao considerar que a proibição da divulgação de material com referência a questões de gênero nas escolas municipais não cumpre com o dever estatal de promover políticas de inclusão e de igualdade e sim, contribui para a manutenção da discriminação com base na orientação sexual e na identidade de gênero. Pretende-se dessa forma, recolocar o debate na esteira do direito à igualdade sem discriminações que abrange a identidade ou expressão de gênero como forma de preservar a dignidade de respeito. O que se prioriza é a reflexão sobre a importância do debate referente ao estudo de gênero na educação como instrumento para construção de uma sociedade livre, justa e solidária. Para tanto, empregou-se o método hipotético dedutivo e o levantamento bibliográfico e descritivo.
Jackson Gois
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 1; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2020.1.e202025

Abstract:
A Revista Pesquisas e Práticas Educativas foi articulada e elaborada durante o primeiro quadriênio (2017-2020) do Programa de Pós-graduação Interunidades em Ensino e Processos Formativos da UNESP, por parte de grupo de docentes que compuseram a primeira equipe editorial (Prof. Dr. Harryson Júnio Lessa Gonçalves, Prof. Dr. Humberto Perinelli Neto, Prof. Dr. Jackson Gois e Profa. Dra. Maévi Anabel Nono). Esses docentes providenciaram a resolução dos aspectos práticos, técnicos e tecnológicos da Revista, como escolha do nome e escopo, registro de nome de domínio na internet, compra de computador provedor, instalação e configuração do sistema OJS, registro do ISSN, registro em bases de dados e indexadores, convite a docentes para fazerem parte do conselho editorial nacional e internacional. Após a resolução destes aspectos, a revista passou a aceitar a submissão de manuscritos para serem publicados como artigos, relatos de experiência, entrevistas ou resenhas. Em 2020, os editores passaram a publicar os textos aprovados no sistema de fluxo contínuo.
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 2; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2021.2.e202101

Abstract:
Partindo da definição de campo proposta por Pierre Bourdieu, bem como de prosopografia apresentada por Carlo Ginzburg, trata-se nesta entrevista de apresentar momento da trajetória acadêmica da Profa. Maria Aparecida Viggiani Bicudo, caraterizado por sua formação intelectual, bem como sua experiência no Programa de Pós Graduação em Educação Matemática (UNESP/Rio Claro), na Sociedade de Estudos e Pesquisa Qualitativos e no SIPEQ, além da formação de professores da UNESP. A entrevista busca apresentar a participação da entrevistada na constituição do Ensino como campo de pesquisa, considerando o cenário brasileiro e a multiplicidade de vozes mobilizadas em ações e projetos.
Zulind Luzmarina Freitas, Ernandes Rocha De Oliveira, Gabriela Correia Da Silva, Carolina Zenero De Souza
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 1; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2020.1.e202029

Abstract:
Esta pesquisa procura entender a dinâmica adotada por professores em trabalhos com Projetos e sua influência na formação dos alunos. Os dados foram constituídos a partir de entrevistas com professores de matemática e de vídeos. A análise apresenta as características observadas pelos professores ao retratarem a dinâmica dos trabalhos. Mapeou-se os projetos e os conceitos em que as práticas se basearam a partir dos referenciais. Concluímos que o trabalho com projetos, para além do seu uso como reforço aos conteúdos, é importante para o aluno ampliar o horizonte e lançar-se naquelas questões que lhe façam sentido. Evidenciamos a importância dos projetos quando se busca alcançar autoria, crítica e emancipação.
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 1; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2020.1.e2020

Abstract:
Este artigo interroga a direcionalidade Norte-Sul da produção de conhecimento no campo da Educação Comparada e Internacional. Com base em um arcabouço teórico desenvolvido no Sul, descreve as mudanças que ocorrem nos países da América Latina e que afirmam a diversidade e a mistura (mestizaje) cultural, étnica e racial que há muito caracterizam as Américas. Também questiona as Ciências Sociais ocidentais e seu domínio sobre as estruturas de análise para compreender as sociedades e culturas latino-americanas. O artigo ainda convida pesquisadores a interromper a destruição do conhecimento indígena, ocorrida por meio da imposição do regime epistêmico dominante, e encoraja-os a desenvolver o pensamento decolonial e paradigmas de pesquisa que contestem a hierarquia Norte-Sul na produção de conhecimento, a fim de promover igualdade e justiça nas comunidades locais e globais.
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 1; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2020.1.e202028

Abstract:
Considerando a hipótese de que as formas como professores concebem os comportamentos dos seus alunos influencia em suas práticas educativas e estas influenciam o desempenho dos estudantes, investigou-se, primeiro, as concepções docentes explícitas e implícitas sobre a origem dos comportamentos humanos e as práticas docentes grupais e personalizadas relatadas por 77 professores de Ciências. Após, utilizando dados de 21.141 estudantes que responderam ao Programme for International Student Assessment (PISA) investigou-se práticas docentes positivas e negativas relatadas pelos estudantes e o desempenho destes em Ciências. No primeiro estudo constatou-se que as concepções implícitas menos deterministas influenciam a maior frequência de práticas docentes grupais e personalizadas. No segundo estudo verificou-se que as práticas positivas são neutras, mas as práticas negativas têm impacto desfavorável no desempenho dos estudantes em Ciências. O incentivo a concepções menos deterministas pode, portanto, aumentar a frequência de práticas docentes positivas, as quais podem preencher espaços ocupados pelas negativas, diminuindo assim o impacto negativo causado por estas últimas.
Heliosa Helena Fonseca Do Nascimento, Celma Rocha Silva, Rosemeri Scalabrin
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 1; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2020.1.e202024

Abstract:
O presente estudo, de cunho exploratório, é parte da pesquisa intitulada “Metodologias de Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana na Educação Profissional e Tecnológica: Experiências do Ensino Médio Integrado no IFPA”, tem como objetivo discutir as práticas pedagógicas referente ao ensino de história e cultura afro-brasileira e africana no currículo integrado. O estudo traz um diálogo sobre os pressupostos que embasam o currículo integrado na Educação Profissional e Tecnológica (EPT) e do ensino de cultura afro-brasileira e africana no currículo integrado. A pesquisa traz uma discussão sobre a implementação da lei 10639/03 no currículo da EPT. Para a problematização partimos da pesquisa bibliográfica, documental e de campo, bem como de entrevista com 5 professores, no sentido responder como tem sido desenvolvida as práticas pedagógicas e como vem sendo organizada a matriz curricular no ensino médio integrado no curso de Agropecuária no Campus Rural de Marabá (CRMB)/Instituto Federal do Pará (IFPA). A pesquisa demonstra avanços na implementação da lei, porém, a necessidade de um planejamento coletivo e integrado do currículo no Projeto Pedagógico do Curso (PPC), bem como, da formação de professores para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana, no sentido de descolonizar o currículo e, portanto, de construir práticas pedagógicas desatreladas de uma concepção hegemônica e eurocêntrica.
Adailson Silva Moreira, Welton Rodrigues Souza
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 1; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2020.1.e202027

Abstract:
O enfrentamento das expressões da violência torna-se um desafio na atualidade, principalmente para a escola, que reproduz a cultura mais ampla da sociedade, mas também produz uma cultura própria a partir do social. Esse trabalho tem por objetivo refletir sobre as relações entre cultura e violência no contexto escolar. Por isso foi realizado a partir de revisão de literatura que trata desta temática, através de buscas em bases de dados. A partir do material encontrado, foi possível traçar um panorama a respeito do bullying no ambiente escolar e suas repercussões na vida de agressores e vítimas. Os resultados evidenciaram que o bullying prejudica o desenvolvimento na infância e adolescência, gerando danos na fase adulta. Pode acarretar o desinteresse pela escola, déficit de concentração e aprendizagem, queda do rendimento, absenteísmo e evasão escolar, isolamento, tentativas de suicídio, agressividade, irritabilidade, ansiedade e relatos constantes de medo. Assim, concluímos que os objetivos de formação devem ir ao encontro da necessidade de formar sujeitos capazes de entender e viver num mundo marcado pela diversidade, rompendo com as questões de violência entre os alunos. Todavia, este é um processo de longo prazo que deve ser incorporado desde a formação dos professores.
Pesquisas e Práticas Educativas, Volume 1; doi:10.47321/pepe.2675-5149.2020.1.e202023

Abstract:
O estado do Amapá possui mais de 138 (cento e trinta e oito), comunidades remanescentes de quilombos identificadas. Motivados pelo processo histórico-social da formação dessas comunidades quilombolas, e procurando compreender os processos de ensino e de aprendizagem da matemática escolar com foco no cotidiano, realizamos uma investigação, baseada na etnomatemática vivenciada em uma destas comunidades. O objetivo foi investigar a relação do saber tradicional (cultura) com o saber escolarizado, olhando o diálogo entre o ensino e a realidade local, com base no movimento cultural amapaense do Marabaixo e todos os seus ritmos e instrumentos. Os instrumentos utilizados foram observação participante e entrevistas, com foco na prática pedagógica dos professores de matemática na escola. Os resultados obtidos apontam para uma educação escolarizada com foco na valorização da cultura local e que fortalece as relações étnicas na busca por igualdade e estabelece um resgate artístico-cultural de importantes movimentos como Marabaixo e atuação dos ladrões de Marabaixo. Esperamos que este trabalho contribua para reflexões sobre currículos, que possam contribuir com a divulgação e com discussões sobre as comunidades quilombolas neste país.
Back to Top Top