Revista Eletrônica de Enfermagem

Journal Information
EISSN : 1518-1944
Published by: Universidade Federal de Goias (10.5216)
Total articles ≅ 1,302
Current Coverage
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Talita Dos Santos Rosa, , Larissa Yoshie Asito, Ninna Hirata Silva, Carla Beatriz Pereira Da Silva, Simone Souza Da Costa Silva
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.55122

Abstract:
Diferentes estratégias para divulgação de uma nova ferramenta de comunicação e interação em saúde, voltada para pessoas com deficiência, foram aplicadas no Facebook® com o objetivo de identificar quais estratégias de divulgação aplicadas ao Facebook® promoveram mais acessos à rede social D Eficiência e caracterizar seus usuários. Estudo quantitativo, descritivo e longitudinal, com dados extraídos do gerenciador de métricas do Facebook . A divulgação com busca ativa foi superior a passiva, sendo responsável por 91,4% (n=4.519) dos acessos, via celular (71%) por mulheres (81%). Publicações com hiperlink e imagens foram mais engajadoras. O Facebook® mostrou-se como uma ferramenta eficaz por atingir números expressivos de pessoas, e deve ser considerado na divulgação de novas tecnologias. Para tal, é necessário criar conteúdos atrativos e busca ativa de usuários. Estudos complementares devem continuar a avaliação dessa estratégia, com análise da divulgação orgânica e divulgação com impulsionamento pago.
, Victoria Regina Ribeiro Ferraz De Oliveira, Elenice Valentim Carmona
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.61840

Abstract:
Objetivo: Mapear as intervenções de enfermagem realizadas pela equipe durante a amamentação em uma unidade de internação neonatal, comparando-as com as Intervenções de Enfermagem para a amamentação propostas pela Nursing Intervention Classification (NIC). Método: Estudo descritivo e transversal composto por 61 binômios. Os dados foram colhidos por meio de vídeos das mães amamentando seus filhos e registros em prontuários. Resultados: Dentre as nove intervenções da NIC estudadas, cinco foram as mais frequentes — Cuidado infantil: neonato (6824); Cuidado neonatal: método canguru (6840); Aconselhamento para a lactação (5244); Cuidados com o lactente (6820); Cuidado infantil: pré-termo (6826). Conclusão: A comparação entre o cuidado de enfermagem registrado no prontuário dos pacientes e as intervenções da NIC demonstrou que os registros são escassos. Além disso, cuidados relacionados a vínculo e enfrentamento parecem ser pouco valorizados.
, , , Valquíria Viana Rodrigues, , Tarcísio Da Silva Flores, , Mirian Santos Paiva
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.59271

Abstract:
Objetivo: Analisar a centralidade na estrutura das representações sociais elaboradas por trabalhadoras sexuais sobre satisfação sexual. Método: Estudo qualitativo, fundamentado na abordagem estrutural da Teoria das Representações Sociais. Realizado com 69 prostitutas da região do Alto Sertão Produtivo Baiano. Utilizou-se um roteiro para aplicação do Teste de Associação Livre de Palavras e Entrevista em Profundidade, cujas respostas foram analisadas com o auxílio dos softwares EVOC e IRAMUTEQ. Resultados: A centralidade representacional das trabalhadoras sexuais sobre satisfação sexual está estruturada nos termos dinheiro e satisfação, esse último como sinônimo de prazer. Tais termos revelaram três dimensões representacionais transversais: autoestima, ato sexual e financeira. Assim, as representações sociais sobre satisfação sexual estiveram centradas na satisfação financeira e sexual. Conclusão: As representações permitem sugerir que enfermeiras repensem suas práticas de cuidado dispensadas às trabalhadoras sexuais, para além da prevenção de agravos, focando nos aspectos subjetivos da sexualidade, que é uma necessidade humana básica.
, , Abinet Gebreegziabher Gebremariam, Mary Rachel Lam-Kin-Teng
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.56605

Abstract:
An ethnographic study explored ideas about the possibility of creating social support networks for breast cancer within the Portuguese-speaking community in Toronto (Canada). Nineteen men and women from Angolan, Brazilian and Portuguese communities informed about a social support network with a focus on enabling versus challenging conditions for its construction. The fundamental components in creating social support networks were: the demystification of breast cancer and its prevention, emphasis on health education, mobilizing volunteers and direct social support to women living with breast cancer. The potential enabling factors were the participation of older women as social leaders, and the utilization of schools and religious institutions. Perceived barriers were: breast cancer believed to be women’s disease, lack of knowledge about its cure/ rehabilitation, as well as a limited sensitivity to cancer. Social support networks should consider the communities’ diverse cultural and tangible needs, as well as more informal social support services.
Natália Lúcia Lima De Oliveira, Eryjosy Marculino Guerreiro Barbosa, Mardênia Gomes Vasconcelos Pitombeira, Edna Maria Camelo Chaves, Rhanna Emanuela Fontenele Lima De Carvalho
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.56051

Abstract:
Materiais educativos podem promover resultados expressivos na promoção da saúde. No entanto, a contribuição desses materiais depende do processo de elaboração e das formas de comunicação utilizadas para transmitir as informações. O estudo teve como objetivo desenvolver uma tecnologia educativa para cuidadores de crianças e adolescentes dependentes de cuidados especiais no domicílio. Estudo metodológico realizado em cinco fases: sistematização de conteúdo, escolha das ilustrações, composição da cartilha, validação da cartilha por juízes e pelos cuidadores. A cartilha foi elaborada com base em revisão integrativa da literatura e por entrevistas com 19 cuidadores. O índice de validade de conteúdo entre os juízes foi de 0,99, indicando ótimo grau de concordância. A validação semântica pelos cuidadores obteve-se um percentual de concordância de 100%. Diante dos resultados conclui-se que a tecnologia educativa teve excelente aceitação, podendo contribuir para o cuidado de crianças e adolescentes acamados em domicílio.
, Josana Cristina Faleiros E Silva, Adriana Cordeiro, , Laís Fumincelli, Denise Tate
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.56256

Abstract:
Avaliar a qualidade de vida (QV) de pessoas com lesão medular traumática (LMT) e sua associação com o tempo de LMT. Estudo quantitativo, analítico e transversal. Os dados foram coletados com dois instrumentos validados (questionário biosociodemográfico e Data Set de QV da International Spinal Cord Society). Amostra com 81 participantes, 81,5% do sexo masculino, com média de idade de 36±11,9 anos. A satisfação com a saúde psicológica apresentou maior escore (7,2), apesar disso, 86,4% estavam insatisfeitos ou completamente insatisfeitos com a QV geral. Não houve diferença quando comparado o nível da LMT com satisfação com a vida como um todo (p=0,237). A QV geral foi associada ao tempo de LMT (p=0,005), sugerindo que após cinco anos da LMT, as pessoas tendem a ficar mais satisfeitas com suas vidas. Este estudo mostrou que a maioria dos participantes com LMT apresentam-se insatisfeitos com a qualidade de vida.
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.59542

Abstract:
Objetivo: Investigar a relação entre a resiliência, a capacidade funcional e o apoio social de pessoas com sequelas de acidente vascular encefálico. Método: Estudo transversal, realizado com 108 indivíduos com sequelas de acidente vascular encefálico, cadastrados em Unidades de Saúde da Família, do município de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Os instrumentos utilizados foram: Escala de Resiliência, Índice de Barthel e Escala de Apoio Social. Para análise, utilizou-se estatística descritiva e inferencial. Resultados: Houve maior frequência do sexo feminino (57,4%), 60 anos ou mais (59,2%), com companheiro (47,2%) e cuidador (76,6%). Os participantes apresentaram mais frequentemente o nível de resiliência moderada (64,8%), dependência funcional (93,6%) para realização das atividades diárias e médio apoio social (48,2%). Foi verificado que quanto maior a capacidade funcional e o apoio social, maior a resiliência. Conclusão: A capacidade funcional e o apoio social são preditores da resiliência de pessoas com sequelas de acidente vascular encefálico.
Amanda Silva Mendes, Taciana Cunha Arantes, Vitória Eugênia Martins,
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.57987

Abstract:
Objetivou-se identificar o uso de práticas integrativas, espirituais e avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes adultos com câncer durante o tratamento quimioterápico. Pesquisa quantitativa e transversal realizada com 275 pacientes durante quimioterapia em um hospital de Minas Gerais. Instrumentos utilizados: questionário sociodemográfico e clínico e Quality of Life Questionnaire-Core30 (QLQ-C30) com análise de dados pelo software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) (for Windows). A maioria dos entrevistados era mulher, entre 40 a 79 anos, casadas, aposentadas, com baixo nível de escolaridade e baixa renda. Os cânceres mais prevalentes foram colorretal, mama e estômago. Apenas 13 (4,9%) pacientes utilizavam alguma prática integrativa como fitoterapia, homeopatia, meditação, floral e acupuntura. Cerca de 94 (34,2%) indivíduos realizavam terapia espiritual com predominância da oração, passes, água fluidificada e promessa. Houve nível adequado/satisfatório (escores entre 50 e 70) da qualidade de vida e das funções avaliadas.
Gislaine Alves Reis, , Beatriz Helena Naddaf Camilo, Lais Fumincelli, ,
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.59629

Abstract:
Objetivo: Identificar a qualidade de vida relacionada à saúde de cuidadores de crianças com transtornos do neurodesenvolvimento e analisar os fatores associados. Método: Estudo com delineamento observacional, transversal de abordagem quantitativa. Aplicado instrumento de caracterização e The Medical Outcomes Study 36-Item Short em 25 cuidadores. Utilizou-se o teste de Mann-Whitney e Correlação de Spearman, com nível de significância de 5%. Dentre os domínios da qualidade de vida relacionada à saúde, vitalidade e dor apresentaram os menores escores. Houve diferença significativa entre crença religiosa e os domínios aspectos sociais (p=0,046) e saúde mental (p=0,008) e, entre estado marital e os domínios aspectos sociais (p=0,029) e aspectos emocionais (p=0,035). Observou-se correlação negativa entre capacidade funcional e idade do cuidador. Conclusão: Cuidadores de crianças com transtornos do neurodesenvolvimento se percebem cansados e pouco dispostos. Crença religiosa, estado marital e idade se constituíram em fatores relacionados.
Amanda Bertolini Valentini, Filipe Carvalho Veloso, , ,
Revista Eletrônica de Enfermagem, Volume 22; https://doi.org/10.5216/ree.v22.59914

Abstract:
Avaliar a prevalência dos fatores de risco cardiovascular e suas associações com as características sociodemográficas em profissionais de enfermagem. Estudo transversal, quantitativo com profissionais da equipe de Enfermagem que trabalhavam nas unidades de cardiologia de um hospital universitário de grande porte. Os fatores de risco avaliados foram: hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, dislipidemia, tabagismo, etilismo, sedentarismo, obesidade, sonolência diurna excessiva, depressão, estresse e risco de apneia obstrutiva do sono. Avaliados 122 profissionais onde o sedentarismo, seguido da sonolência diurna excessiva, obesidade e depressão foram os fatores de risco mais prevalentes. A idade e o tempo de profissão foram as variáveis com mais associação com os fatores de risco analisados. Diante da alta prevalência dos fatores de risco torna-se imperativo intervenções de promoção à saúde como incentivo à prática de atividade física e adequação a dieta saudável que além de reduzir o risco cardiovascular pode atenuar a prevalência de outros fatores de risco.
Back to Top Top