Diversitas Journal

Journal Information
EISSN : 2525-5215
Current Publisher: Galoa Events Proceedings (10.17648)
Total articles ≅ 614
Current Coverage
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Maria Luiza Azevedo de Melo, Maria Do Carmo Carneiro
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1748-1776; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1701

Abstract:
RESUMO: Os padrões fenológicos predominantes para a Caatinga são marcados pela rápida reposição das copas durante o início do período chuvoso e por hábito caducifólio no início do período seco. O processo de floração e frutificação está diretamente relacionado ao período de chuvas e principalmente em um ambiente com muitas variações como a Caatinga. O presente trabalho teve por objetivo caracterizar a flora da área onde o apiário/escola está localizado, bem como a fenologia de dez espécies representativas do extrato arbustivoarbóreo de ocorrência em área de Caatinga na mesorregião do Semiárido alagoano. O estudo foi conduzido na estação experimental Curral do Meio (Sementeira), situada no município de Santana do Ipanema, mesorregião do Sertão alagoano. As observações foram realizadas mensalmente no período de abril de 2019 a janeiro de 2020, onde foram registrados dados de floração (botões florais e flores em antese), frutificação (frutos em desenvolvimento e frutos maduros prontos para dispersão), brotamento (surgimento de folhas novas) e queda foliar. Foram constatados nas 50 parcelas amostradas da área experimental 1.626 indivíduos, os quais estão distribuídos em 18 famílias, 36 gêneros, 40 espécies e dois indivíduos indeterminados. Durante o presente estudo e de acordo com os dados obtidos, pode-se verificar que, para as dez espécies, a produção de folhas novas ocorreu durante o período chuvoso e início da estação seca, o que indica que a fase de brotamento está diretamente relacionada com a precipitação. Porém, quando se observa a senescência foliar, pode-se analisar que algumas espécies concentraram as quedas das folhas no período seco e início da estação chuvosa, a exemplo da Catingueira, Baraúna e Umburana de Cheiro, enquanto que no Pereiro esta fenofases foi registrada praticamente ao longo de quase todo o período, o que indica que a espécie apresenta substituição gradual das folhas. PALAVRAS-CHAVE: apicultura, flora nativa, Caatinga, atividade sustentável.
Conceição Maria Dias de Lima
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1699-1701; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1744

Abstract:
Apresentação do Dossiê - Produção Animal e Desenvolvimento Rural: diversas abordagens.
Michelle Diogo Guimarães, Conceição Maria Dias de Lima
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1818-1827; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1707

Abstract:
RESUMO: Essa pesquisa parte do pressuposto que a Assistência Técnica e a Extensão Rural nos últimos anos tem feito a diferença na vida do agricultor rural familiar, por aproximar esse público dos conhecimentos técnicos, antes desconhecidos, e por proporcionar uma maior facilidade no acesso às políticas públicas existentes. O objetivo principal é diagnosticar os impactos na vida do produtor rural familiar beneficiado com o serviço de Ater dentro da atividade da ovinocultura. Esta pesquisa foi desenvolvida a partir de um simplificado referencial teórico sobre temas que justificam a ação da Ater no Projeto Dom Helder Câmara que está sendo executado no município de Santana do Ipanema, sertão de Alagoas. Embora o projeto ainda esteja em desenvolvimento, dada a prorrogação de sua vigência, é possível afirmar que houve melhoria nas condições de trabalho para os beneficiados com o projeto. PALAVRAS-CHAVE: Assistência Técnica. Extensão Rural. Ovinocultura.
Cézar Augusto Tavares Alves, Maria Do Carmo Carneiro
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1741-1747; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1700

Abstract:
RESUMO: A disponibilidade dos recursos e produção apícola de uma determinada localidade está diretamente relacionada com o revestimento florístico da área de pastejo em torno da área onde as colmeias estão localizadas. Portanto, o presente trabalho teve por objetivo coletar e identificar a flora apícola nativa e exótica, produtora de recursos apícolas em torno da área de dois apiários no município de Major Izidoro, bem como coleta de dados fenológicos e espécimes preferenciais visitadas pelas abelhas (Apis mellifera L.), que por fim, serão fundamentais para mensurar a produção final dos apiários e permitir aos produtores uma programação de manejo de seus apiários a partir da produção de um calendário apícola para o município. O presente estudo foi conduzido em dois apiários distintos localizados no município de Major Izidoro, mesorregião do Sertão Alagoano. Foram encontradas e coletadas 46 espécies na área do presente estudo. No que diz respeito às suas fenofases (Tab. 1) de floração a maioria das espécies permaneceram com floração durante o ano todo e na maioria dos meses tais como: Jatropha molíssima (Pohl) Baill. (Pinhão) que manteve sua floração de janeiro a dezembro, Cleome spinosa Jacq. (Munssambé) de janeiro a agosto/novembro a dezembro, Croton heliotropiifolius Kunth (Velame) de janeiro a julho/dezembro, Cnidoscolus urens (L.) Arthur (Urtiga) de janeiro a março/maio a dezembro. Em contrapartida, ocorreram espécies que mantiveram sua floração em apenas um mês durante a observação: Commelina erecta L (Olho de Santa Luzia) e Indigofera suffruticosa Mill. (Anil). A escassez de flores ocorreu nos meses de janeiro, fevereiro e dezembro, por consequências nesses meses a produção de mel tende a decrescer. No entanto, pelo fato da maioria das plantas apresentarem floração na maioria dos meses, podem ser indicadas como importantes fontes de alimento para a apifauna local. PALAVRAS-CHAVE: apicultura, flora nativa, Nordeste brasileiro, atividade sustentável.
Stephanie Emanuelle Holanda Soares, Marcelle Maria Agra de Oliveira, Ariane Loudemila Silva de Albuquerque
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1828-1836; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1708

Abstract:
RESUMO: Nascente pode ser definida quando um aquífero se aflora na superfície do terreno. Ações de preservação de nascentes têm se tornado indispensável, visto que atualmente as mesmas são consideradas como um recurso natural de altíssimo valor econômico, neste contexto surgi a Cooperativa Agropecuária Regional de Palmeira dos Índios, com o objetivo de recuperação e preservação hídrica no Estado de Alagoas. Sendo assim, a presente pesquisa analisou, por meio da elaboração de pesquisas bibliográfica, relatórios técnicos e cartilhas, um levantamento de dados para a identificação da quantidade de nascentes recuperadas pela Cooperativa, que ao longo dos anos tem desenvolvido papel preponderante, promovendo o desenvolvimento agro social, produtivo, econômico e ambiental no estado de Alagoas, atendendo a agricultores (as) familiares, indígenas e quilombolas, como prestam serviços de assistência técnica e extensão rural, visando o fortalecimento da agricultura familiar e o desenvolvimento sustentável das famílias atendidas pela instituição, gerando melhoria nas suas condições e qualidade de vida. A tecnologia social utilizada pela cooperativa para recuperação das nascentes é “Solo Cimento”, uma tecnologia de baixo custo e de fácil aplicabilidade que possibilita melhorar a qualidade da água, reduzir os riscos de contaminação por doenças de veiculação hídrica, aumentar a disponibilidade de água limpa, aproveitar o excesso da água para produção de hortifrútis e erva medicinais, gerar renda através da comercialização do excedente, conservar e preservar o meio ambiente. PALAVRAS-CHAVE: qualidade da água, levantamento, preservação, recursos hídricos.
Claudino da Silva Amaral, Jucelane Salvino de Lima, Kedes Paulo Pereira, José Teodorico De Araújo Filho, Izabelle Crystine Almeida Costa, Manoel Gustavo Paranhos da Silva
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1711-1720; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1696

Abstract:
RESUMO: O trabalho teve como objetivo avaliar o perfil metabólico em ovinos sem padrão de raça definido, consumindo dietas compostas de silagem de subprodutos de maracujá em substituição ao feno de Tífton. O trabalho foi realizado no Campus de Engenharias e Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas, utilizando-se 28 ovinos, com peso corporal médio de 25 kg. Com período experimental de 60 dias sendo 15 para adaptação do ambiente e manejo, e 45 dias para coleta de dados. A dieta tinha como volumoso feno de Tífton (Cynodon ssp.) e silagem de subproduto (cascas) de maracujá (Passiflora edulins), e como concentrado, farelo de soja (Glycine max), farelo de milho (Zea mays) e sal mineral, fornecidos ad libitum. Os tratamentos foram constituídos de níveis de resíduo de maracujá em substituição ao feno de Tífton (0, 20, 40 e 60%) em dietas cuja proporção foi 60% de volumoso e 40% de concentrado. Os animais foram alojados em baias individuais, identificadas, providas de comedouro e bebedouro. Foram pesados no início e fim do período experimental. A coleta de urina spot, bem como o sangue, foi efetuada quatro horas após o fornecimento da alimentação. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, os dados foram interpretados por meio de análise de variância e regressão por meio do programa estatístico SAS (2001). Para o consumo de matéria seca e os pesos corporais foram observados comportamento linear crescente. O volume urinário também apresentou o mesmo comportamento. O perfil metabólico dos ovinos apresentou um comportamento linear crescente, bem como a síntese de proteína microbiana para os níveis de substituição. A substituição do feno de Tífton pela silagem do resíduo de maracujá apresenta melhores perfis metabólicos e proteína microbiana em ovinos confinados. PALAVRAS-CHAVE: Cordeiros, Ruminantes, Metabolismo.
João Paulo Silvério da Silva, Conceição Maria Dias de Lima
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1807-1817; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1706

Abstract:
RESUMO: No Semiárido brasileiro, há produtores que não tem acesso à água durante todo o ano, principalmente produtor com pequenas áreas ficam a mercê de políticas públicas ou programas de seguridade social (defesa civil) que possam intervir na falta de abastecimento de água. Na busca do equilíbrio entre as necessidades do ser humano e o meio ambiente surgem os termos sustentáveis e sustentabilidade com suas complexas dinâmicas de interação. Uma das tecnologias utilizadas para sanar o problema é a perfuração de poços artesianos, que em sua maioria possui água salina. Trabalhos realizados com técnicas de gotejamento e feijão de corda (caupi), cultivo resistente a condições de água salina, auxiliarão as políticas a promover melhoria no bem-estar dos territórios rurais. O estudo parte da pesquisa documental e revisão bibliográfica. O desenvolvimento da pesquisa documental segue os mesmos passos da pesquisa bibliográfica. As informações levantadas buscam abordar a problemática da seca e/ou estiagem nessa região como objeto de estudo as intervenções tecnológicas. Este artigo apresenta um roteiro desenvolvido para auxiliar pesquisadores direcionando-os a resolução do problema apontado fundamentos para possíveis futuras pesquisas de ação. PALAVRAS-CHAVE: semiárido, desenvolvimento local, tecnologia.
Luiz Márcio Tavares da Silva, Lenivaldo Manoel de Melo, Magna Palmeira Do Nascimento Tavares
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1786-1793; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1703

Abstract:
RESUMO: Este trabalho tem como objetivo principal avaliar o comportamento produtivo do perímetro irrigado no município de Senador Rui Palmeira- AL. É uma pesquisa de campo de caráter exploratório com tratamento quantitativo. Foi aplicado um questionário a 20 produtores das comunidades de Quiribas, Bonito, Lage Grande e Branquinha. Todas essas comunidades são abastecidas pela água do canal do sertão. Tal questionário foi aplicado em três momentos de pesquisa. O primeiro momento foi no mês de janeiro de 2017, o segundo momento foi no mês de agosto de 2018 e o terceiro e último momento foi no mês de março de 2019. Os resultados revelaram que 65% dos entrevistados são de baixa renda e tem na agricultura sua principal fonte de renda, alcançando 75% do total. Entretanto, com a disponibilidade de água nessas regiões as culturas existentes deixaram de ser apenas o feijão e milho e passaram a compor o grupo das hortaliças, frutas e legumes, além de outras variedades. PALAVRAS-CHAVE: Agricultura. Produção. Irrigação.
Conceição Maria Dias de Lima, Ricardo Santos de Almeida, José Crisólogo De Sales Silva
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1-4; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1745

Abstract:
Editorial, número 1, volume 1, 2021.
Janaina da Silva, Antônio Eurico Vieira Travassos
Published: 2 February 2021
Diversitas Journal, Volume 6, pp 1721-1732; doi:10.17648/diversitas-journal-v6i1-1698

Abstract:
RESUMO: Objetivou-se com o presente artigo revisar a literatura disponível sobre cólica equina, ressaltando aspectos gerais da doença. Os equinos possuem peculiaridades anatômicas em seu aparelho digestório, a espécie apresenta predisposição a alterações morfofisiológicas graves, responsáveis por sinais de dores abdominais intensas, conhecidas como cólica ou abdômen agudo. A síndrome cólica é uma causa frequente de óbito em equinos, considerada como uma das principais enfermidades que requerem atendimento veterinário; os prejuízos econômicos acarretados pela enfermidade são significativos, pois frequentemente implicam em custo elevado com o tratamento e a morte dos animais. As principais causas são problemas gástricos, mudanças alimentares, alimentação de baixa qualidade, aerofagia, características físicas, parasitas dentre outras. Diante deste problema quanto mais rápido for o diagnóstico, maior chance do animal sobreviver. Existem vários parâmetros que devem e são avaliados, tais como: grau de dor, distensão abdominal, frequência cardíaca, respiratória e características do pulso, coloração das membranas mucosas, tempo de preenchimento capilar, temperatura retal, motilidade gastrintestinal, refluxo gástrico, achados à palpação retal, hematócrito, concentração plasmática de proteínas totais, características do fluido peritoneal, ultrassonografia transabdominal, etc. Diante do exposto, pode-se concluir que o quadro de síndrome cólica tem origens multifatoriais e que o diagnóstico e tratamento é de suma importância para reversão do quadro e o diagnóstico precoce é essencial para promover a saúde e bem-estar do animal. O tratamento é realizado com medicamento específicos e a prevenção é sempre a melhor alternativa. PALAVRAS-CHAVE: Abdômen agudo. Cavalo. Dor abdominal.
Back to Top Top