Journal Information
ISSN / EISSN : 1980-3141 / 2675-1909
Current Publisher: REMATEC (10.37084)
Total articles ≅ 95
Current Coverage
DOAJ
Filter:

Latest articles in this journal

Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 95-107; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p95-107.id302

Abstract:
Neste artigo, é exposta uma compreensão sobre a prevalência da pesquisa qualitativa, nas investigações realizadas e trazidas ao público, na área de Educação/Ensino de Matemática e de Ciências da Natureza. É enfatizado que essas áreas trabalham com duas lógicas de ciências: uma, daquela que é ensinada e outra concernente à lógica das Ciências Humanas, uma vez que todo professor trabalha também com a formação da pessoa, no caso, de seu aluno. Toma pesquisas sobre a forma/ação de professores dessas disciplinas como embasamento da argumentação articulada. Esta se desdobra para o entendimento da concepção forma/ação de professores e modos de a autora e seu grupo de pesquisa conduzir suas buscas sobre esse tema.
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 01-26; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p01-26.id298

Abstract:
Neste artigo resgatamos o histórico do Simpósio Internacional de Pesquisa em Educação Matemática (Sipemat), criado em 2006 e com edições posteriores em 2008, 2012, 2015 e 2018. Em particular, tratamos mais detalhadamente, as quatro primeiras edições que foram discutidas na mesa-redonda de abertura do 5º Sipemat, realizado em Belém do Pará na Universidade da Amazônia (Unama) e apontamos local e ano da futura sexta edição do simpósio. As quatro primeiras edições foram organizadas, respectivamente, por pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE); Universidades Federal e Estadual do Ceará (UFC e UECE); e Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Pensado para incentivar a realização, no Nordeste e Norte do Brasil, de eventos internacionais de pesquisa em Educação Matemática – regiões que ainda não possuíam a tradição de sediar eventos dessa natureza, o Sipemat tem sido bem sucedido nesse seu objetivo. A 1ª edição do evento teve como tema Pesquisa em Educação Matemática: um olhar ampliado sobre a sala de aula e promoveu reflexões sobre a melhoria do ensino e da aprendizagem da Matemática nos diversos níveis de escolarização. No 2º Sipemat, em continuidade, as temáticas centrais eram a Matemática do dia-a-dia e a Etnomatemática, ampliando espaços de discussão. No 3º Sipemat foram enfatizadas novas relações entre os tópicos: Matemática, Cultura e Tecnologia. Na 4ª edição adotou-se o tema Educação Matemática e contextos da diversidade cultural, na direção da consolidação do evento. O Sipemat caracteriza-se como evento firmado, pela sua regularidade e qualidade científica. Detalhes de cada edição do evento são apresentados neste artigo, tais como os referentes às apresentações (palestras, mesas-redondas, comunicações orais e pôsteres) e os endereços eletrônicos dos anais. Esperamos, assim, contribuir para o resgate histórico do Sipemat, bem como para a continuidade do evento – incentivando a ampla discussão de investigações em Educação Matemática e consequente melhorias no ensino e na aprendizagem de Matemática em nossas salas de aula.
Raimundo Otoni Melo Figueiredo
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 130-148; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p130-148.id304

Abstract:
O principal objetivo deste artigo é discutir sobre a avaliação de práticas educativas de iniciação à docência, desenvolvidas por uma instituição de ensino superior formadora em um trabalho articulado entre a formação acadêmica e a prática docente nas escolas de Educação Básica. Nesta perspectiva, é utilizado o Modelo Analítico MQ2, apresentado na tese de doutorado de Figueiredo (2017) onde o autor apresenta a estrutura para análise e avaliação de projetos de ensino e ações extracurriculares de iniciação à docência, efetivados tanto em escolas públicas quanto na própria instituição formadora.
Gilda Guimarães , Milka Cavalcanti, Betânia Evangelista
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 43-59; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p43-59.id299

Abstract:
A compreensão de informações apresentadas em gráficos é fundamental para uma análise crítica da realidade. Para tal, compreender o conceito de escala é um fator determinante. Nosso objetivo, nesse artigo, é refletir sobre a compreensão de alunos (crianças e adultos) dos anos iniciais do Ensino Fundamental sobre as escalas apresentadas em gráficos de barras e linhas. Para tal, descrevemos estudos realizados pelo Grupo de Estudo em Estatística no Ensino Fundamental - GREF os quais evidenciam que a experiência de vida não é suficiente para a compreensão de escalas apresentadas em gráficos, sendo necessário um ensino sistematizado, que deve ser desenvolvido pela escola. Assim, apresentamos análises de atividades sobre escala em livros didáticos, o que esses estudantes das diferentes modalidades demonstram saber e são capazes de aprender, a partir do que professores podem organizar em seus planejamentos, em função de uma complexificação sobre a compreensão de escala durante os anos iniciais.
José Manuel Matos
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 60-77; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p60-77.id300

Abstract:
Após uma visão dos conceitos de currículo e desenvolvimento curricular e da natureza da matemática escolar, apresentam-se diversos tipos de currículo acompanhando-os com exemplos do ensino da matemática. Discute-se a importância do conhecimento do professor e o problema da internacionalização do currículo. Termina-se com três tipos de desenvolvimento curricular que ocorrem na educação matemática.
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 149-163; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p149-163.id309

Abstract:
Uma vista sobre o percurso do Grupo Ruaké é mostrada neste texto, objetivando apresentar as produções do Grupo em nível de mestrado e doutorado, concluídas e em andamento no período 2014/2018. São abordadas metodologicamente a partir de revisão bibliográfica de produções do grupo e pesquisa sobre acessibilidade para localização georreferenciada do Instituto de Educação em Ciências e Matemáticas – IEMCI. Enquanto resultados, observamos ênfase em estudos relativos às deficiências sensoriais, mostradas em quadros específicos em nível de mestrado e doutorado, sendo este representado por estudo focado em estudo de deficiência visual. Ao final, concluímos que o caminho traçado pelo Grupo na convergência de pesquisas sobre educação especial foi ampliado, sem, contudo, rumar em direção a fechamentos de conceituações ou definições na área, que podem implicar em ocorrência de equívocos. Assim, o Grupo Ruaké pesquisa, reflete e instiga questionamentos que vislumbrem perspectiva de inclusão de pessoas na condição de vulnerabilidade social e deficiências.
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 108-129; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p108-129.id303

Abstract:
A Educação do Campo é uma conquista importante para os povos do Campo terem uma educação que considerassem as especificidades socioculturais de suas comunidades e que fosse construída com seu protagonismo. A implementação dos princípios da Educação do Campo ainda se constitui num grande desafio, apesar de muitos avanços tais como a criação de cursos de Licenciatura em Educação do Campo em universidades públicas brasileiras. A Educação Matemática tem estabelecido relações importantes com a Educação do Campo. Todavia, muitos são ainda os desafios para o desenvolvimento de perspectivas teóricas, pedagógicas e metodológicas fundamentadas em pesquisas que tentem articular as duas áreas. Neste artigo apresenta-se uma revisão sistemática da literatura na Base de Dados Periódicos Capes no período de 2016 a 2020. As análises dessas publicações constituiu-se num importante recurso metodológico para obter uma visão ampliada dos processos de discussão sobre essas temáticas na atualidade. Os resultados da revisão indicam um número expressivo de artigos em revistas nacionais indexadas nessas duas áreas educacionais específicas. As análises ainda sugerem que os autores trazem contribuições mais consistentes para as discussões teóricas, metodológicas e implicações educacionais, pois enfocam mais especificamente as práticas pedagógicas que envolvem diferentes agentes que ensinam e aprendem Matemática nos contextos da Educação do Campo.
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 192-209; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p192-209.id305

Abstract:
O presente artigo traz de forma sintética um percurso introdutório sobre discussões voltadas para a compreensão de abordagens de pesquisa desenvolvidas em educação matemática. A partir de uma breve explanação de aspectos relacionados ao desenvolvimento dos percursos das tendências ou abordagens em educação matemática, apresenta-se um panorama relacionado com a multiplicidade e diversidades de procedimentos de pesquisa, ações e delineamentos instrumentais e metodológicos, configurados nas últimas décadas, de uma forma progressiva. Este panorama, de certa forma, projeta uma amplitude de possibilidades de pesquisas, apresentando alguns exemplos de configurações, instrumentos, procedimentos ou denominações de investigações. Concluímos, apresentando uma discussão envolvendo o futuro da pesquisa em educação matemática, projetando epistemologias de abordagens possíveis e uma discussão sobre alguns cuidados e precauções que os investigadores em educação matemática necessitam ter quando do delineamento e organização das suas pesquisas.
Maria Auxiliadora Lisboa Moreno Pires
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 175-191; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p175-191.id308

Abstract:
Discutir a formação de professores e ensino de matemáticana, no 5º Simpósio Internacional de Pesquisa em Educação Matemática (SIPEMAT), realizado em Belém –PA, em 2018, na perspectiva sócio epistemológica para o estágio curricular no estudo da configuração do Estágio Curricular Supervisionado em instituições de ensino superior da Bahia foi nossa intençao neste artigo com vistas a ampliar os debates e enriquecer o conhecimento já produzido no Brasil sobre o assunto. A pesquisa foi operacionalizada com base nos documentos existentes nas instituições envolvidas incluindo depoimentos de um grupo amplo de sujeitos participantes. A situação revelada na configuração do estágio nas instituições pesquisadas está longe de ser caracterizada como ideal. São inúmeras as dificuldades, tensões e problemas enfrentados pelos estudantes e professores no dia a dia nos cursos de formação dos professores de Matemática e nas escolas públicas. Essas mesmas deficiências foram reveladas através das análises dos diferentes documentos construídos na pesquisa, como questionários, entrevistas, memoriais dos professores e relatórios.
Published: 22 December 2020
REMATEC, Volume 15, pp 164-174; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n16.p164-174.id307

Abstract:
Este texto tem por objetivo realizar uma reflexão teórico-metodológica a propósito de pesquisa sobre o saber profissional do professor que ensina matemática. O estudo é resultado de análises sobre as articulações entre história, cultura e educação matemática, tratadas no âmbito do desenvolvimento de um projeto coletivo de pesquisa. Tal investigação ampara-se em estudos sócio-históricos, conjuntamente com referências vindas da História Cultural. Como resultado das discussões formula-se o conceito de matemática do ensino, sob o argumento de que ele poderá melhor designar os saberes envolvidos no movimento de profissionalização da docência, tendo em conta a elaboração de saberes presentes no ensino e na formação de professores, produtos da cultura escolar.
Back to Top Top