Journal Information
ISSN / EISSN : 19803141 / 26751909
Current Publisher: REMATEC (10.37084)
Total articles ≅ 53
Current Coverage
DOAJ
Filter:

Latest articles in this journal

Francisco Wagner Soares Oliveira, Ana Carolina Costa Pereira
Published: 2 August 2020
REMATEC, Volume 15, pp 212-229; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p212-229.id240

Abstract:
Esse estudo é parte de uma pesquisa que busca construir interfaces entre a história e o ensino da matemática, a partir do processo de fabricação e uso de instrumentos matemáticos. Nessa direção, propõe-se apresentar elementos contextuais do instrumento nomeado jacente no plano a partir do tratado De arte atque ratione navigandi de Pedro Nunes (1502-1578), publicado em 1573. Assim, notou-se que, o jacente no plano é mencionado apenas uma vez no texto, direcionado a instruções para sua construção e uso, associado a determinação da latitude. Outro ponto é a concepção teórica do instrumento, pois não foi encontrado réplicas em museus e figuras em obras da época, apenas esquemas matemáticos.
Circe Mary Silva Silva, Waléria De Jesus Barbosa Soares
Published: 22 July 2020
REMATEC, Volume 15, pp 195-211; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p195-211.id250

Abstract:
Este trabalho tem como objetivo compreender como ocorreu a transferência, para o Brasil, das propostas pedagógicas de Maria Montessori e quais foram, dentre essas propostas, as que foram incorporadas ao ensino elementar da Matemática no período de 1911 a 1952. Esta é uma pesquisa qualitativa de abordagem documental, apoiada no referencial das transferências culturais. Nossas fontes se encontram nos arquivos da hemeroteca digital da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro; no repositório da Universidade Federal de Santa Catarina; em livros didáticos, artigos e teses sobre a autora. Concluímos que as transferências das propostas pedagógicas de Montessori, no Brasil, ocorreram principalmente por meio de livros, artigos, periódicos, cursos oferecidos aos professores, exposições pedagógicas e pelas escolas montessorianas que surgiram na década de 1920. A apropriação de suas ideias no ensino da matemática no país deu-se com ênfase no ensino de iniciação aritmética e de conceitos elementares de geometria, com forte utilização dos materiais didáticos propostos por Montessori.
Edina Fialho Machado, Iran Abreu Mendes
Published: 19 July 2020
REMATEC, Volume 15, pp 177-194; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p177-194.id246

Abstract:
Este artigo originou-se de uma pesquisa mais ampla que interrogou quais as práticas mais frequentes nas teses sobre História da Educação Matemática que se fundamentam na Epistemologia Histórica Cultural de Chartier em programas de Pós-graduação em universidades brasileiras (2000 - 2018)? Com base na História Cultural propugnada por Chartier (1991, 2016, 2018) e na história da Educação Matemática afiançada por Valente (2013,2014,2018), realizamos uma pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica e documental, a partir do banco de teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Centro Brasileiro de Referência em Pesquisa em História da Matemática (CREPHIMAT), bibliotecas virtuais de universidades brasileiras. Os resultados apontam que as teses em História da Educação Matemática com História Cultural, se ampliaram no Brasil, com diversos modos de mobilização da epistemologia de Chartier. As práticas mais frequentes nas teses, são: a formação de professores de matemática, o ensino de Aritmética; os currículos e programas de ensino e a vida de professores de Matemática. Consideramos que o campo de pesquisas nessa área no Brasil, já está consolidado. A diversidade de práticas, aponta o esforço dos pesquisadores desse campo e a melhoria da formação de seus professores pesquisadores e do ensino de matemática.
Aboubacar Bamba, Saddo Ag Almouloud
Published: 9 July 2020
REMATEC, Volume 15, pp 156-176; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p156-176.id245

Abstract:
Le présent article a comme thème « Étude épistémologique de la démonstration par l’absurde ». Elle comporte, entre autres, l’épistémologie de la négation qui constitue la base de la démonstration par l’absurde, l’épistémologie de la démonstration par l’absurde, le lien entre la démonstration par l’absurde et d’autres types de démonstration, les types de problèmes mettant en jeu la démonstration par l’absurde et l’analyse institutionnelle de la démonstration par l’absurde. Nous avons également évoqué les conceptions de certains chercheurs sur la démonstration par l’absurde. Les questions de recherche sont libellées comme suit : Qu’est-ce que la démonstration par l’absurde en mathématique ? Existe-t-il un lien entre la démonstration par l’absurde et d’autres types de démonstration ? Existe-t-il des situations qui nécessitent l’utilisation de la démonstration par l’absurde ? Nous avons fait une classification des problèmes qui nous a permis de faire une catégorisation des types de démonstration par l’absurde à savoir les démonstrations par l’absurde directes associées aux questions fermées et les démonstrations par l’absurde indirectes associées aux questions semi-fermées (ou semi-ouvertes). L’analyse institutionnelle nous a permis de faire une revue des programmes maliens au niveau fondamental 2e cycle et au niveau de l’enseignement secondaire général. Nous terminons par une conclusion comportant nos recommandations. La typologie de la démonstration par l’absurde nous permet d’affirmer que la logique mathématique n'est pas la logique naturelle, car elle n'autorise l'esprit à porter, sur ce qui lui est présenté, que deux jugements : tenir la chose affirmée pour vraie ou pour non vraie, toute autre attitude étant exclue (le tiers exclus).
Cristina Lúcia Dias Vaz, Edilson Dos Passos Neri Júnior
Published: 30 May 2020
REMATEC, Volume 15, pp 137-155; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p137-155.id243

Abstract:
Este artigo é um recorte da dissertação de mestrado Atos e Lugares de Aprendizagem Criativa em Matemática. O principal objetivo é apresentar como o processo de impressão tridimensional pode potencializar ações interdisciplinares para promover uma aprendizagem criativa em Matemática. Tais ações são norteadas pelos princípios da Cultura Maker (“aprender fazendo”) e da metodologia STEAM (acrônimo formado pelas iniciais dos nomes, em inglês, das disciplinas ciências, tecnologia, engenharia, arte e matemática), realizadas no lugar de aprendizagem criativa, denominado Garagem, que tem como proposta experimentar uma “matemática mão na massa” por meio da prototipagem de objetos de aprendizagem. Como metodologia de pesquisa, utiliza-se o método da cartografia, ancorado na proposta dos filósofos Gilles Deleuze e Félix Guattari. O conceito de aprendizagem criativa tem como referenciais teóricos as ideias de aprendizagem defendidas pelo educador Paulo Freire; o conceito de criatividade, por sua vez, segundo o psicanalista Donald Winnicott; por interdisciplinaridade, nos apoiamos nas ideias de Ivani Fazenda. Os resultados da pesquisa apontaram que a impressão 3D promove uma aprendizagem criativa, pois valoriza um processo interdisciplinar em que o aluno é o protagonista, permitindo-lhe (re)criar saberes de modo próprio e original, de modo a possibilitar uma aprendizagem mais autônoma, autoral e criativa.
Giselle Costa De Sousa
Published: 15 May 2020
REMATEC, Volume 15, pp 117-136; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p117-136.id239

Abstract:
Alicerçada em três tendências em Educação Matemática surge a aliança entre História da Matemática (HM), Tecnologias Digitais em Informação e Comunicação (TDIC) e Investigação Matemática (IM). Considerando que cada uma das referidas tendências possui argumentos favoráveis ao uso em prol do ensino e aprendizagem de Matemática isoladamente, a aliança busca conexão desses de modo a compor mais uma proposta pedagógica no campo da Educação Matemática. Baseia-se assim, por exemplo, nos argumentos favoráveis ao uso da HM de Miguel e Miorim (2019), nas considerações da informática na Educação Matemática de Borba e Penteando (2019) e nas ponderações da IM de Ponte, Brocardo e Oliveira (2019), delineando ainda um constructo que perpassa por outras referências de aspectos teórico e metodológicos. Nessa ótica, nesse artigo almeja-se realizar uma apreciação do delineio da aliança e seus fundamentos juntamente com a apresentação de práticas que emergem da elaboração de produtos educacionais respaldados na mesma a partir de pesquisa da abordagem qualitativa. Desse modo, perpassa pelos moldes da aliança entre HM, TDIC e IM apontando como resultado parâmetros de sua elaboração, termos e expressões inerentes, nortes metodológicos para elaboração de proposta, entre outros aspectos.
Maria José Costa Dos Santos
Published: 14 May 2020
REMATEC, Volume 15; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p96-116.id238

Abstract:
O letramento é indissociável do contexto social e cultural, e deve compreender a realidade dos educandos. A Base Nacional Comum Curricular-BNCC (BRASIL, 2018) apresenta o letramento como condição para a alfabetização. Objetivamos com esse estudo favorecer a elaboração de conjecturas, formulação e resolução de problemas matemáticos, a partir do letramento matemático. Para tanto, realizamos e apresentamos reflexões sobre as unidades temáticas da BNCC de matemática dos anos iniciais do Ensino Fundamental, estabelecendo redes de reflexões sobre conceitos, procedimentos, fatos e ferramentas didáticas, aliadas a metodologia Sequência Fedathi(SF). Os resultados apontam a necessidade de atividades na perspectiva do letramento que favoreçam a formação continuada dos professores dos anos iniciais.
Janes Kened Rodrigues Dos Santos, José Jerônimo De Alencar Alves
Published: 7 May 2020
REMATEC, Volume 15, pp 79-95; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p79-95.id236

Abstract:
Este artigo, de viés historiográfico, tem como objetivo analisar as condições que possibilitaram a implantação do Curso de Bacharelado em Matemática da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, situada em Belém do Pará. Pretendemos mostrar as características diferenciadas dessa instituição de ensino, o contexto de implantação na localidade que não tinha o ensino de nível superior especializado em áreas de conhecimento favorecendo à formação de professores, os fatores que contribuíram para o Curso de Matemática fazer parte do contexto social educacional. Concluímos que uma das principais características do Curso em questão foram os conteúdos dos assuntos ensinados serem centrados na Matemática ou Física, essa última ocupava um espaço significativo no currículo. Quanto às condições que o possibilitaram à Criação do Curso, elas foram favorecidas pela existência de uma elite letrada local que contribuiu para o início e funcionamento das atividades de ensino da Faculdade. Além disso, havia a valorização e difusão dos saberes dessas áreas de conhecimento na cultura local, evidenciado no currículo dos cursos superiores nos quais os docentes do Curso de Matemática foram formados e na atuação deles como professores das matérias de física e de matemática nas escolas secundárias localizadas em Belém.
Taiane De Oliveira Rocha Araújo, Maria Deusa Ferreira Da Silva
Published: 5 May 2020
REMATEC, Volume 15, pp 61-78; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n0.p61-78.id218

Abstract:
Este artigo apresenta um recorte de uma pesquisa de mestrado desenvolvida junto ao Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). A pesquisa foi realizada com alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e o objetivo foi analisar a formação de conceitos geométricos na EJA, mediada pelo software GeoGebra. Especificamente, trazemos as nossas motivações e a busca por um referencial teórico que consolidasse a pesquisa e contribuísse para responder aos seus objetivos e à pergunta diretriz. Assim, na introdução, apresentamos como o tema emergiu, a partir de nossas motivações e trajetória acadêmica. Com o desenvolver da pesquisa, alinhamos discussões sobre o ensino de matemática e o uso de tecnologias, com os processos mentais que envolvem a aprendizagem. Nessa busca, nos deparamos com a Teoria de Assimilação por Etapas das Ações Mentais e dos Conceitos de P. Ya. Galperin (NÚÑEZ, 2009), cuja abordagem refere-se ao desenvolvimento da formação de um conceito e seu processo de aprendizagem, e, para isso, o autor desenvolve graus de qualidade e etapas da aprendizagem. Apresentamos uma discussão sobre essa teoria e como ela se articulou com a pesquisa.
Daniela Montoya Osorio, Ángela Quiceno María Quiceno, Carolina Tamayo
Published: 1 May 2020
REMATEC, Volume 15, pp 53-74; doi:10.37084/rematec.1980-3141.2020.n33.p53-74.id221

Abstract:
En este artículo presentamos una investigación de maestría que se orientó a través de una terapia deconstruccionista inspirada en las formas de hacer y pensar la filosofía de Jacques Derrida y Ludwig Wittgenstein. Así, a través de saltos discontinuos se podrán encontrar en la investigación fragmentos de narraciones con el objetivo de describir relaciones que pueden ser tejidas entre matemáticaS, educación y Paz al problematizar de forma indisciplinar prácticas bélicas en la clase de Matemática con los estudiantes del grado quinto del Centro Educativo Autónomo y del grado undécimo del Colegio Parroquial Emaús. En este texto confluyen semejanzas de familia entre formas de vida a las que fuimos remitidas a través de la problematización realizada junto a los estudiantes de estas instituciones educativas de la ciudad de Medellín (Colombia). Al partir de un enunciado de Ubiratan D´Ambrosio logramos germinar esta investigación en búsqueda de una reconciliación entre la Educación Matemática y la paz para pensar en escuelas otras.
Back to Top Top