Revista Práticas de Linguagem

Journal Information
EISSN : 2236-7268
Published by: Universidade Federal de Juiz de Fora (10.34019)
Total articles ≅ 236
Filter:

Latest articles in this journal

Amanda Chaptiska Dos Santos
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31493

Abstract:
A partir das contribuições de bell hooks a respeito da Educação Feminista, o presente texto acompanha a prática de uma equipe de residentes mulheres em uma escola estadual da capital paulista no Programa Residência Pedagógica, na tentativa de realizar um trabalho de afeto e cuidado em um cotidiano de violência de gênero constante, a fim de discutir a relevância entre o debate de gênero dentro da escola a partir de experiências compartilhadas no cotidiano escolar, bem como sua recepção pelos agentes escolares. Palavras-chave: Educação feminista. Escola pública. Violência de Gênero. Residência Pedagógica.
Eva Aparecida Da Silva
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31494

Abstract:
Este relato vem apresentar experiências de atividades (formação da equipe, mapeamento sociocultural e ambiental, observação da prática de ensino de Sociologia, etc.) e de regências de aulas, em seus temas, metodologias e recursos didáticos, realizadas no âmbito do Programa Residência Pedagógica “Ensino de Sociologia”, em três escolas-campo de Ensino Médio da rede estadual de Araraquara/SP, no período de ago/2018 a nov/2019. Na primeira escola, o ensino da História da África e afro-brasileira norteou o diálogo com o currículo de Sociologia. Já na Educação de Jovens e Adultos foi abordada a importância da escolarização, a inserção e transformações no mundo do trabalhº Na segunda escola, as identidades nacional, social, cultural e juvenil foram alvo do debate, e, na continuidade, gênero, sexualidade e educação sexual. Na terceira escola, optou-se por aprofundar alguns temas do currículo, como consumº Logo, as regências de aulas possibilitaram o exercício da prática de ensino de Sociologia, na abordagem de diferentes temas, metodologias e recursos, contribuindo para a formação inicial e continuada de professores. Palavras-chave: Aulas. Regências. Ensino de Sociologia. Residência Pedagógica.
Francisca De Fátima Oliveira
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31489

Abstract:
A base deste relato é a prática de uma intervenção pedagógica do subprojeto “Alfabetização e Letramento”, em complemento ao ensino da classe gramatical dos substantivos, mas de modo lúdico e diferenciado. Assim, esse trabalho foi desenvolvido em diversas etapas. Partindo de uma investigação para obter o diagnóstico da turma, de discussões com a professora regente, a fim de nos inteirarmos sobre os passos do projeto, da execução do projeto e, por fim, da avaliação final. Para isso, as principais concepções que orientaram a execução do projeto foram: as qualidades provenientes da convivência social, o aprendizado por meio de observações, as experiências adquiridas nos diversos ambientes acadêmicos e a prática na construção do conhecimento para a formação docente. Dessa forma, os métodos utilizados para o desenvolvimento das atividades foram pesquisas sobre o assunto, criação de atividades lúdicas para os alunos e o incentivo à participação. Enfim, o trabalho apresentou resultados sastisfatórios e certamente é uma prática que contribuiu muito para os alunos, bem como para a residente. Palavras-chave: Intervenção pedagógica. Substantivo. Alfabetização.
Jacqueline Leticia Domiciano, Mariana Cristina Pimentel
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31490

Abstract:
Este relato tem por objetivo apresentar a experiência vivenciada no Programa de Residência Pedagógica durante o desenvolvimento do Projeto Identidade, surgido a partir de uma demanda percebida pelas residentes, relacionada à autoestima, autoconceito/autoconhecimento e afetividade. Através de atividades lúdicas, envolvendo algumas produções de texto, foram trabalhados conceitos ligados à questão identitária dos alunos. As atividades evidenciaram que o trabalho a partir das demandas de aprendizagem ou de habilidades emocionais dos alunos é muito produtivo e pode ser feito de forma interdisciplinar. Palavras-chave: Residência Pedagógica. Afetividade. Produção de textos.
Carla Matildes Da Silva Amorim
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31488

Abstract:
Este relato se fundamenta na experiência e reflexão do desenvolvimento entre a relação da teoria com a prática, que se mostra como fundamento necessário à formação dos futuros profissionais da educação. Sendo assim, pretende-se expor como foi aplicado e os resultados alcançados com o Programa de Residência Pedagógica pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), coordenado pela CAPES, em uma escola da rede pública estadual de Barbacena/MG, nas turmas de 4º ano do Ensino Fundamental, tendo como objetivo principal capacitar os universitários do 6º ao 8º período do curso de Pedagogia para a formação prática, que se deu através da ambientação, observação e intervenção pedagógica. Cada etapa do programa resultou em ferramentas que possibilitaram aos residentes uma visão segura e um contato concreto com a profissão docente. Palavras-chave: Programa Residência Pedagógica. Capacitação docente. Formação prática.
Pamela Cristina Conde Ferreira, Miriam Carla Da Silva Siqueira
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31448

Abstract:
São inúmeras as adversidades que permeiam o processo de formação docente; dessa maneira, é fundamental que haja pesquisas com intuito de elucidar e informar sobre este tema. O presente artigo tem como propósito abordar a importância da relação teoria-prática na formação inicial docente, e, ainda, tratar sobre a relevância do Programa Residência Pedagógica (PRP) como instrumento enriquecedor do processo formativo. Buscou-se contextualizar o processo de formação docente mediante às práticas pedagógicas ofertadas nos cursos de licenciatura, as quais são normatizadas e direcionadas por meio das Políticas Públicas de Educação, bem como relatar a importância do Programa de Residência Pedagógica, como dispositivo capaz de aliar a teoria e a prática – eixos indissociáveis e complementares no processo de formação docente. Este estudo teve como estratégia metodológica a pesquisa bibliográfica. A partir dos referenciais teóricos consultados, conclui-se que a articulação entre a teoria e a prática se concretiza nas ações do PRP, em que ficam evidentes as propriedades positivas do programa no que tange à criação de um espaço de formação diferenciado, capaz de fomentar uma postura dialética, num esforço real de colaboração entre universidades e escolas de educação básica, com intuito de melhorar a qualidade de ensino nesse segmento. Palavras-chave: Formação docente. Relação teoria-prática. Residência Pedagógica.
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31460

Abstract:
O presente artigo propõe discutir o tema formação docente no campo da EJA a partir do Programa Residência Pedagógica, com base na problematização: como formar-se no que-fazer² de formar o outro? Neste contexto, reconhece o professor como sujeito da/na sua prática, destaca os desafios dos docentes da educação de jovens e adultos, busca repensar o papel político da escola enquanto espaço de múltiplas aprendizagens e ressalta a responsabilidade das instituições públicas de ensino (universidade e escola) acerca da construção de teias de saberes em prol da garantia do direito à educação de qualidade. Para tal, ancora-se nas ideias de Arroyo (2017), Cortella (2014), Farias et al (2011), Freire (2004, 2011), Nóvoa (2017), Oliveira (2007) e Zeichner (2008). Palavras-chave: Residência Pedagógica. Educação de Jovens e Adultos. Formação de professores. Práxispedagógica.
Dedilene Alves De Jesus
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31495

Abstract:
Neste número, tivemos a honra de entrevistar a professora Welessandra Aparecida Benfica, Coordenadora Institucional do Programa Residência Pedagógica da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). Welessandra é Doutora em Educação pela FAE-UFMG, Mestre em Educação pela PUC/MG na área de concentração “Sociologia e História da profissão docente e da educação escolar”. Ela é também Especialista em Psicologia da Educação pela PUC/MG e em Educação à distância pela UNIUBE. Atua na Coordenação institucional do Programa de Residência Pedagógica desde 2018 e tem experiência na Educação Básica e Ensino Superior, em coordenação de projetos sociais e culturais, em consultoria pedagógica, tutoria de cursos (EAD), na docência e gestão em cursos de pós-graduação.
Dedilene Alves De Jesus
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31461

Abstract:
A formação inicial docente tem requerido especial atenção diante das demandas educacionais contemporâneas. A Política Nacional de Formação de Professores é estabelecida como uma resposta a essas demandas, estabelecendo diretrizes para uma política pública de formação docente que consiga “resolver” o entrave na aliança teoria-prática nos cursos de licenciatura. Nessa perspectiva, diante da realização do programa-piloto de Residência Pedagógica proposto pela CAPES em 2018, objetivamos apresentar alguns resultados que demonstrem as percepções de um grupo de envolvidos no programa, os residentes. A partir das considerações feitas no relatório final, documento requerido como comprovação de cumprimento das atividades. Para analisar esses dados, fizemos uso do programa Iramuteq (análise de similitude e elaboração de nuvem de palavras), além da análise do discurso a partir de pressupostos linguísticos. Palavras-chave: Programa de Residência Pedagógica. Formação docente. Aliança teoria-prática.
Amábile Maria Santos Bezinelli
Revista Práticas de Linguagem, Volume 10; doi:10.34019/2236-7268.2020.v10.31491

Abstract:
O presente relato pretende compartilhar o trabalho realizado nas Reuniões Pedagógicas, durante o Programa Residência Pedagógica – 2018/2019, no Instituto de Artes da UNESP. Constituída por 24 estudantes de Licenciatura em Arte-Teatro, Artes Visuais e Música, por duas coordenadoras e por convidados esporádicos, as reuniões pedagógicas vislumbraram a possibilidade de atuar como um espaço de pesquisa em temáticas que tangenciam o cotidiano escolar, mas que são comumente ignoradas pela formação na graduação. Buscar-se-á partilhar algumas das experiências que aconteceram nestas reuniões, que perpassaram por pilares como o da responsabilidade coletivizada, do risco, do corpo presente e do afeto, e que contribuíram para construir uma comunidade de aprendizagem engajada em repensar formas expansivas e potencializadoras de se entender a prática e a formação da professora e do professor. Palavras-chave: Formação de professores. Reunião Pedagógica. Experiência.
Back to Top Top