Revista Brasileira de Zoociências

Journal Information
ISSN / EISSN : 1517-6770 / 2596-3325
Current Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (10.34019)
Total articles ≅ 71
Filter:

Latest articles in this journal

Adriano Lima Silveira, Lucas Soares Vilas Boas Ribeiro, Tiago Teixeira Dornas, Taís Nogueira Fernandes
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-19; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.29304

Abstract:
A perereca Scinax crospedospilus foi descrita com base em síntipos coletados no vale do rio Paraíba do Sul e posteriormente foi registrada em várias localidades na Mata Atlântica dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Apresenta-se um amplo mapeamento da espécie, baseado em revisão bibliográfica, análise de coleções científicas e amostragens em campo, incluindo novos registros na Mata Atlântica de Minas Gerais. Scinax crospedospilus foi coletado em algumas localidades de Mariana, na borda oriental do Quadrilátero Ferrífero, mostrando-se raro na região. Com a análise de coleções, foram localizados exemplares procedentes de 13 municípios localizados em diversas unidades de relevo. Em campo se observou que S. crospedospilus possui certa tolerância a perturbações do hábitat, realiza reprodução em pequenas represas na borda de floresta alterada e os machos vocalizam à noite sobre árvores e arbustos na margem d’água e, em período vespertino, no dossel de árvores baixas, inclusive dentro de bromélias. Os dados levantados permitiram concluir que S. crospedospilus é endêmico da Mata Atlântica e possui uma ampla distribuição pelo bioma no Sudeste do Brasil.
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-12; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.29157

Abstract:
O desmatamento imposto por culturas agrícolas afeta negativamente as interações ecológicas protagonizadas por determinadas espécies, como as vespas sociais. Uma hipótese é que o tamanho dos fragmentos florestais e sua proximidade destas culturas podem influenciar na nidificação das vespas sociais na área de plantio. Objetivou-se, portanto, testar esta hipótese. O trabalho ocorreu em Inconfidentes e Ouro Fino, Minas Gerais, Brasil. O método utilizado foi a busca ativa, percorrendo os fragmentos de mata e áreas associadas por um período de 32 dias, distribuídos entre janeiro de 2014 e janeiro de 2016. Foram amostradas duas áreas de plantio de café (A1 com 25 hectares e A2 com cinco) associadas a fragmentos de tamanhos diferentes. Foram registradas 55 colônias de 20 espécies. Na cultura associada a um sistema ecológico mais diversificado (A1), as vespas sociais estabeleceram suas colônias na planta do café. Na cultura associada a fragmentos menores e sistema ecológico mais simplificado (A2), elas apresentaram dificuldade de nidificação no cafezal. Entretanto, mesmo o fragmento florestal menor associado à A2 mostrou-se relevante para a manutenção das vespas sociais, evidenciando a importância da manutenção de fragmentos florestais próximo às culturas.
Bruna Medeiros Chaviel, Carolina Silveira Mascarenhas, , Marco Antonio Afonso Coimbra, Gertrud Müller
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-11; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.28232

Abstract:
Helminthological studies with Chelidae freshwater turtles in South America were conducted in Argentina, Uruguay and Brazil, where nematodes, digeneans and monogeneans were reported. In this context, the study aims to report new cases of gastrointestinal helminth parasites of Acanthochelys spixii, Hydromedusa tectifera, and Phrynops hilarii. A total of 65 hosts from the southern region of Rio Grande do Sul, Brazil, were examined. Seven taxa belonging to Nematoda, Digenea, and Monogenoidea have new cases on hosts Chelidae in South America, as well as a Nematoda and two Digenea have new host cases for Brazil. Thus, the study expands the knowledge about the diversity of helminths and the geographic distribution of taxa associated with Chelidae turtles.
Luciana Siqueira Silveira Dos Santos, Carolina Silveira Mascarenhas, Paulo Roberto Silveira Dos Santos, Nara Amélia Da Rosa Farias
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-12; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.28893

Abstract:
The aim of this study was to report the species of haematophagous parasitic mites of Passer domesticus (Linnaeus, 1758) and analyze the infestation rates regarding to gender, body mass, and total length of the hosts. To do so, each of the 100 house sparrows captured in the urban area of Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil, was identified by gender, weighed, and measured. The mite collection was carried out after applying an ectoparasite-repelling talc in the body of the birds. Pellonyssus reedi was found in 29 house sparrows with mean intensity of 8.37 mites/host and Ornithonyssus bursa was found in two birds, only one male host showing co-infestation. The prevalence and mean intensity of P. reedi between male and female adults did not show significant difference, nor was there any correlation among species abundance, body mass, and total length of the house sparrows. We report the occurrence of P. reedi and O. bursa parasitizing P. domesticus in the southern of Brazil.
David Pedroza Guimarães, , ,
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-8; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.28868

Abstract:
The use of mist nets is a highly used method among researchers due to their efficiency in capture birds and bats. However, trapped animals are vulnerable to predator action. During three ornithological studies carried out in a forest fragment from southwest Amazonia, we recorded 15 predation events, with predation rate of 1.5%. Among predators, 26.7% (n = 4) of the cases were related to primates, 13.3% (n = 2) related to army ants, 13.3% (n = 2) related to an unidentified hawk species and in 46.7% (n = 7) of the cases the predators did not identified. Preventing predator access to mist nets and reducing network monitoring time are some of the measures that can prevent these events.
Weverton John Pinheiro Dos Santos, Adriana Da Cruz Melo, Ana Carla De Araújo Gomes, Mara Rúbia Ferreira Barros, Rafael Anaisce Das Chagas, Andréa Magalhães Bezerra
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-11; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.29117

Abstract:
O presente estudo objetivou comparar a morfometria de Tivela mactroides de três praias do litoral Norte e Nordeste brasileiro. Para tanto, utilizou-se exemplares depositados na Coleção Malacológica do Museu de Zoologia da Universidade Federal Rural da Amazônia (MZUFRA), oriundos das praias da Corvina (PA), Boa Viagem (PE) e Porto da Barra (BA). Para a comparação morfológica, primeiramente calculou-se razões proporcionais entre as medidas externas das conchas (comprimento, largura e altura), em seguida, efetuou-se Análise de Componentes Principais (ACP) com a finalidade de determinar a razão morfométrica, determinante para organização dos dados e, por fim, utilizou-se a Análise de Variância (ANOVA) para comparar a morfometria de T. mactroides das três localidades. A ACP determinou a razão altura/comprimento como principal variável, enquanto a ANOVA indicou diferenças na morfometria da concha na comparação entre as três localidades. Assim, os resultados deste estudo corroboram a hipótese de influência latitudinal na morfometria da concha de T. mactroides. Conclui-se que há presença de influência latitudinal nas características conquiliológicas de T. mactroides presentes em diferentes regiões da costa brasileira. Deste modo, recomenda-se análises da influência latitudinal na dinâmica populacional da espécie.
Fábio Pereira Conceição, Anderson Campelo Costa, Amanda Sousa, Rogério Bugarin, Laura Andrade-Reis, Marcelo Derzi Vidal
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-7; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.29282

Abstract:
O peixe-boi-marinho-das-Antilhas (Trichechus manatus manatus) apresenta distribuição geográfica que se estende por todo o Caribe e Américas Central e do Sul. No Brasil, a espécie é considerada ameaçada de extinção devido, sobretudo, a fatores antrópicos, como emalhes em rede de pesca, perda de habitat devido à ocupação desordenada do litoral e uso inadequado das áreas marinhas e estuarinas. Neste artigo relatamos o encalhe e morte de um espécime de peixe-boi-marinho-das-Antilhas no litoral maranhense. Por meio de procedimentos morfométricos constatou-se ser um animal do sexo masculino medindo 3,14 m de comprimento por 2,30 m de circunferência em sua região corporal de maior largura. Em seu corpo não foi encontrado nenhum corte, perfuração ou marcas de emalhamento em redes de pesca, sugerindo inicialmente a não ocorrência de uma interação antrópica direta. A realização de inventários que possam estimar a abundância e a densidade de suas populações, bem como o monitoramento dos encalhes de animais vivos ou mortos são fundamentais para subsidiar ações de manejo e garantir a preservação da espécie no litoral maranhense.
Ana Beatriz Devantier Henzel, Carolina Silveira Mascarenhas, Franck Lira Silveira, Gertrud Müller
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-10; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.27890

Abstract:
Even though anurans have been hosts to an array of helminths, data on the helminth fauna of anurans in Brazil are scarce. This study aims at reporting digenetic helminths on Leptodactylus latrans (Steffen, 1815) and Rhinella dorbignyi (Duméril & Bibron, 1841) in southern of Brazil. Sixty specimens of anurans L. latrans (n= 30) and R. dorbignyi (n= 30) were collected between August 2017 and August 2018. Then, necropsy was performed and helminths were collected, fixed and dyed to be identified in agreement with specific bibliography. Estimated infection indices were prevalence (P%), mean intensity of infection (MII) and mean abundance (MA). Twenty-eight anurans (46.66%) exhibited digenetic helminths, totalizing 255 parasite specimens. Leptodactylus latrans was infected with Gorgoderina megacysta Mañé-Garzón & González, 1978 (Gorgoderidae) (P = 40%), Haematoloechus freitasi Mané Garzón & Solares, 1959 (Haematoloechidae) (P = 23.33%), Catadiscus spp. (Diplodiscidae) (P = 30%), Plagiorchioideae fam. gen. spp. (P = 63.33%) and Halipegus sp. (Derogenidae) (P = 3.33%), whereas R. dorbignyi was infected with Gorgoderina sp. (P = 3.33%), Haematoloechus sp. (P = 3.33%), Catadiscus sp. (P = 3.33%), Plagiorchioideae fam. gen. sp. (P = 3.33%) and Diplostomidae gen. spp. (metacercariae) (P = 6.66%).
Leonardo Leão Versiani,
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-12; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.29788

Abstract:
Surface activities of humpback whale groups were studied during the reproductive seasons of 2008, 2009 and 2010 on the northern coast of Bahia State, Brazil, near the district of Praia do Forte. The level of surface activity exhibited by 342 groups of whales was evaluated according to the sea state (measured on the Beaufort scale) and cloud coverage. Five behaviours were recorded: breaching, head slapping, tail slapping, pectoral flipper slapping and tail breaching. Most of the sightings occurred with a sea state classified on the Beaufort scale as 2, and with a cloud coverage of 26 to 50%. The most recorded level of surface activity was pectoral flipper slapping. The results showed that humpback whale behaviours do not seem to be influenced by the sea state or by cloud coverage.
Revista Brasileira de Zoociências, Volume 21, pp 1-10; doi:10.34019/2596-3325.2020.v21.29276

Abstract:
Durante o Quaternário, as cavernas serviram como armadilhas naturais para numerosos grupos de animais e, devido às condições ambientais relativamente estáveis, a preservação nesse ambiente é melhor do que na superfície, de modo que o material osteológico encontrado nas cavernas representa um registro importante de eventos ambientais e mudanças na fauna. A Caverna Cuvieri faz parte do complexo Carste de Lagoa Santa, conhecido por seu grande número de cavernas contendo ossos preservados de animais recentes e extintos. Os cervídeos representam a família mais abundante de macrovertebrados encontrados na caverna de Cuvieri, com espécimes com grande variação ontogenética de representantes do gênero Mazama. O presente estudo descreve a ocorrência do espécime mais jovem deste gênero encontrado em um depósito de caverna. O espécime consiste em ossos apendiculares (fêmures, úmeros, tíbias, rádios, ulna e escápula) sem desgaste, ataque predatório ou evidência de intemperismo.
Back to Top Top