Journal Information
ISSN / EISSN : 1518-9325 / 1980-8518
Current Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (10.34019)
Total articles ≅ 101
Filter:

Latest articles in this journal

Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 472-490; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.30370

Abstract:
O artigo apresenta o resultado da pesquisa documental sobre a produção do conhecimento referente ao tema: Serviço Social e Educação, destacando a inserção e trabalho de assistentes sociais na política de educação brasileira, a partir dos artigos publicados na Revista Serviço Social & Sociedade, deste a primeira edição (1979) até 2019, sedimentada na perspectiva critica. Identificamos que 22% dos artigos tratam sobre a inserção e o trabalho do assistente social na educação, considerando a significativa contribuição desta Revista, ao longo de 40 anos da sua existência, constata-se reduzida a reflexão sobre a temática em voga, pela categoria profissional.
Lesliane Caputi, Diego Tabosa
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 637-643; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.32935

Abstract:
Entrevista com Rede Mineira de Grupos de Estudos sobre Fundamentos do Serviço Social/ReMGEFSS
Anderson Silva,
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 561-578; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.30928

Abstract:
Este artigo é resultado de uma pesquisa bibliográfica e documental sobre a relação da superexploração da força de trabalho no Brasil através de dados fornecidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pelo Sistema de Contas Nacionais (SCN) e pelo Instituto Latino-Americano de Estudos Socioeconômicos (ILAESE). Entendemos que a categoria superexploração do trabalho analisada por Marini nos anos de 1970 nos permite constatar que, nas primeiras décadas do século XXI, explica a relação trabalhista no país e os fundamentos da acumulação capitalista em curso, seja pela via do arrocho salarial e também pelo aumento dos impostos sobre a classe trabalhadora.
Claudio Henrique Miranda Horst
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 392-414; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.32043

Abstract:
O artigo apresenta a dialética renovação/conservadorismo na produção teórica e no trabalho profissional com famílias a partir de duas frentes: a) a recuperação histórica de três momentos da profissão (gênese/renovação/aproximação com o marxismo) e sua relação com a temática família; b) a compreensão de família apresentada por assistentes sociais em artigos publicados nos Encontros Nacionais de Pesquisadores em Serviço Social (ENPESS) entre 2004 e 2012. Por meio de uma pesquisa documental, com análise de conteúdo, busca-se decifrar os elementos históricos que se reatualizam, no presente, ou que são fontes de rupturas. Conclui-se que, diante da persistência de perspectivas conservadoras, na contramão da direção assumida há mais de 40 anos pela profissão, impõe-se, como urgente, a produção crítica do conhecimento sobre família.
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 373-391; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.32044

Abstract:
O presente artigo tem por objetivo explicitar elementos teóricos e históricos que possibilitam uma maior compreensão dos fundamentos e dinâmica do conservadorismo na particularidade da formação latino-americana e caribenha. Para tanto, foi feito um estudo bibliográfico, que buscou relacionar os temas em análise, privilegiando produções e debates cuja centralidade é a compreensão do colonialismo, do racismo estrutural e suas determinações na sociedade de capitalismo dependente. Com isso, buscou-se destacar: que o racismo é determinação fundamental no desenvolvimento e manifestações do conservadorismo neste território; mediações para a compreensão do significado da relação entre o conservadorismo e o Serviço Social, a partir da centralidade do colonialismo e do racismo na conformação daquele; bem como os desafios que se acenam a partir dessa compreensão.
Ronaldo Vielmi Fortes
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 619-636; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.32812

Abstract:
Tradução de artigo do jovem Engels em comemoração ao bicentenário de seu nascimento. O artigo ora traduzido marca o início da colaboração de Engels com o jornal The New Moral World. O periódico foi um dos primeiros jornais socialistas do Reino Unido. A publicação foi lançada por Robert Owen em novembro de 1834 como sucessora do jornal Crisis. Foi publicado em dois números da revista, nr. 19 de 04 de novembro de 1843 e nr 21 de 18 de novembro de 1843. No texto Engels esboça uma descrição dos principais movimentos socialistas de sua época, aborda as principais correntes do movimento na França, na Alemanha e na Suiça. A intervenção de Engels aponta para a necessidade da integração do movimento socialista no continente, para tanto, conhecer suas variantes nos países industrializados torna-se essencial para somar forças em vistas da transformação social. O artigo testemunha os passos iniciais do jovem pensador no interior do pensamento propriamente comunista, em clara ruptura com o ideário democrático burguês e com o pensamento político dos neohegelianos.
Bismarck Oliveira Da Silva, Nilmar Francisco Da Silva Dos Santos
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 491-503; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.29137

Abstract:
A instrumentalidade, dimensão constitutiva do Serviço Social, se reflete no processo de trabalho dessa profissão na área sociojurídica. A pesquisa, cuja abordagem é qualitativa, se baseia em revisão de literatura e análise documental. Objetivou-se entender como a instrumentalidade da prática profissional do Serviço Social se expressa na área sociojurídica. Também se explica a categoria instrumentalidade e sua funcionalidade no exercício profissional, identificando qual instrumentalidade norteia hegemonicamente a categoria do Serviço Social na área sociojurídica, sem perder de vista as nuances de disputa ideopolíticas que pulula no debate. Mesmo com a contrarreforma do Estado e da ofensiva neoliberal em curso, ainda sobressaem diretrizes teórico-filosóficas e ético-políticas de implementação de uma instrumentalidade crítico-reflexiva no processo de trabalho do Serviço Social, indicando uma razão crítico-dialética na efetivação do projeto ético-político dessa profissão.
Ana Lúcia Suárez Maciel
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 415-430; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.32149

Abstract:
O artigo problematiza resultados de uma pesquisa feita sobre o mercado de trabalho dos assistentes sociais no Rio Grande do Sul (RS), a partir do recorte do perfil profissional que vem sendo requerido para os mesmos. Para tanto, se efetivou o mapeamento, tratamento e análise de conteúdo da oferta de vagas para esse cargo, referentes aos anos de 2018 e 2019, cuja categorização indica para elementos acerca da empregabilidade, assalariamento, carga horária, atribuições e competências profissionais. Os resultados indicam descompasso entre o perfil preconizado pelo atual projeto profissional e o perfil requisitado pelo mercado de trabalho no RS, de modo a expressar requisições que reatualizam a perspectiva conservadora da profissão que se vinculam ao complexo e contraditório movimento histórico conjuntural da sociedade, refletem a crise do capitalismo e os seus rebatimentos no trabalho dos assistentes sociais.
Raquel Santos Sant'ana, Jose Fernando Siqueira Da Silva
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 351-372; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.32164

Abstract:
O presente artigo oferece alguns elementos para analisar as atuais expressões do conservadorismo no Brasil no contexto de crise estrutural do capital. Sustentado na abordagem ontológico-materialista, portanto histórico-crítica, o texto considera as particularidades da América Latina na economia-política mundial e apresenta as bases materiais que oferecem sustentação para o avanço do conservadorismo no Brasil. A estrutura socioeconômica dependente e a desigualdade radical estruturam esta base por onde teorias e concepções conservadoras/reacionárias são reavivadas e se desenvolvem. Os impactos no Serviço Social e no atual projeto ético-político profissional de orientação emancipatória recolocam desafios concretos.
Published: 14 December 2020
Libertas, Volume 20, pp 449-471; doi:10.34019/1980-8518.2020.v20.30452

Abstract:
Este artigo apresenta reflexões sobre o trabalho do/a assistente social no universo da educação superior pública estadual, trazendo algumas aproximações sobre a inserção profissional do/a mesmo (a) na educação, as competências e atribuições profissionais nesse espaço sócio-cupacional e as implicações da seletividade da assistência estudantil para o trabalho profissional. A síntese de nossas reflexões aponta que a principal requisição profissional do/a assistente social nessas instituições consiste na realização de avaliação socioeconômica dos discentes, enfatizando a seletividade dos programas de permanência, constituindo-se, portanto, como um desafio para profissão no contexto de desmonte dos direitos sociais.
Back to Top Top