Revista do Instituto de Estudos Brasileiros

Journal Information
ISSN / EISSN : 0020-3874 / 2316-901X
Total articles ≅ 1,297
Current Coverage
DOAJ
Filter:

Latest articles in this journal

Hugo Quinta, Wilton Carlos Lima Da Silva
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 241-264; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p241-264

Abstract:
Este artigo investiga o arquivo pessoal de José Petronilo de Santa Cruz e abarca aspectos (auto)biográficos e da cultura escrita relacionada à Livraria Duas Cidades, fundada e dirigida por Santa Cruz na cidade de São Paulo. As cartas, fotografias e outros documentos abordam os anos em que ele editou obras religiosas, universitárias, poéticas, e edificou uma rede de sociabilidade em torno da livraria.
Valter Cesar Pinheiro
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 220-240; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p220-240

Abstract:
Em 1918 Sérgio Milliet lançou, com Charles Reber, En singeant...: pastiches littéraires, segundo livro de sua lavra em solo suíço (um ano antes, saíra Par le sentier pela editora Le Carmel). O autor publicaria mais duas obras antes de retornar ao Brasil: Le départ sous la pluie e Œil de bœuf. O objetivo deste estudo é, à luz das reflexões sobre o pastiche propostas por Genette, Decout e Aron, apresentar – passando em revista o contexto de publicação e o rol de homenageados com as imitações – comentários acerca de um título que permanece desconhecido dos leitores e ignorado pela crítica.
Elisabete Marin Ribas, Laura Escorel
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 275-289; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p275-289

Abstract:
Doados ao Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo em 2017, os arquivos de Gilda e Antonio Candido de Mello e Souza começam a ter seus dados abertos ao acesso público no segundo semestre de 2020. O presente trabalho tem por objetivo compartilhar a experiência do tratamento técnico aplicado aos arquivos dos professores e apresentar o conteúdo dos fundos e alguns dos instrumentos de pesquisa elaborados, convidando os interessados na vida e na obra dos titulares da documentação ao desenvolvimento de futuras pesquisas
Patricia Cecilia Gonsales
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 201-219; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p201-219

Abstract:
O texto trata dos cruzamentos entre as obras de Sérgio Milliet, o crítico de arte paulistano e integrante do grupo de intelectuais modernistas, e Roger Bastide, docente integrante da Missão Francesa de professores da USP, catedrático em Sociologia. O texto identifica e analisa cruzamentos entre as obras de ambos, além de textos de jornais e artigos de circunstância. Os cruzamentos deixam entrever as concordâncias, discordâncias e abordagens diversas dos dois intelectuais, tanto no papel de intelectuais e sociólogos, como na crítica literária e na crítica de arte, assim como as visões sobre a brasilidade.
Sergio Ricardo Retroz
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 266-273; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p266-273

Abstract:
O livro objeto desta resenha é constituído pela tradução de importantes textos de García Canclini sobre políticas culturais, com destaque para um publicado em 1987. Conta ainda com uma coletânea de ensaios de especialistas brasileiros que comentam o pensamento do intelectual argentino. Propõe, dessa forma, uma reflexão sobre a influência de Canclini nas políticas culturais latino-americanas, com especial atenção ao caso brasileiro.
Edite Galote Carranza
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 73-92; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p73-92

Abstract:
Na década de 1960, a questão da resistência cultural e política durante o regime militar brasileiro motivou intensos debates e manifestações culturais em várias áreas do conhecimento. Com objetivo de aprofundar os estudos sobre essa questão no campo da arquitetura, elegemos o Grupo Arquitetura Nova (GAN) como vertente de transformação naquele contexto de profundas transformações socioculturais, quando emergiu a contracultura brasileira.
Gustavo Bonin
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 50-72; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p50-72

Abstract:
O artigo apresenta obras de música cênica realizadas no campo da música contemporânea de concerto brasileira. Os autores costumam ressaltar a presença cênica dos concertos de música utilizando estratégias de iluminação, gestualidade, encenação etc. Com base na semiótica tensiva, proposta por Claude Zilberberg (2004; 2011), apresentaremos a música cênica como uma prática musical percebida a partir dos modos de contato estabelecidos entre as presenças musicais e as presenças cênicas, em uma configuração mais ou menos próxima. A partir dessa via, apresentaremos as peças pelos seus graus de presença cênica, ancoradas na latência cênica inerente a qualquer performance musical.
Pedro Ernesto Freitas Lima
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 34-49; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p34-49

Abstract:
Atentos aos processos de legitimação de identidades, discutiremos o uso de narrativas sobre “nordestinidade” na produção, circulação e institucionalização das artes visuais de Pernambuco durante o século XX. Analisaremos como eventos e obras se organizaram em torno de narrativas e contranarrativas, aqui denominadas “nordestinidade”, tanto reverberando certo regionalismo freyreano, como também questionando a relação automática entre obras de artistas do Nordeste e o regionalismo, propostas por artistas como o grupo Camelo e por curadores como Moacir dos Anjos.
Cairo De Souza Barbosa
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 105-125; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p105-125

Abstract:
O objetivo do artigo é discutir a relação entre a participação de Antonio Candido no congresso “Terzo Mondo e Comunità Mondiale” (Itália, 1965), e um esboço de mudança teórico-conceitual de sua obra a partir da segunda metade dos anos 1960, especialmente no ensaio “Literatura de dois gumes” (1966). Esse evento foi fulcral na articulação das nações terceiro-mundistas daquele contexto por contar com a presença de importantes intelectuais africanos e latino-americanos e pelo ensaio de uma crítica pós-colonial ao eurocentrismo. Nossa hipótese é que, nos anos seguintes, Candido incorpora às suas leituras parte das discussões realizadas no encontro a partir de uma reformulação de algumas de suas categorias analíticas e perspectivas teórico-conceituais e da expansão do escopo de análise do Brasil para a América Latina.
Fernando P. Lisboa, Inês Gouveia, Luciana Suarez Galvão
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros pp 13-16; doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i76p13-16

Abstract:
Editorial da Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, n. 76.
Back to Top Top