Revista SOBECC

Journal Information
ISSN / EISSN : 1414-4425 / 2358-2871
Current Publisher: Zeppelini Editorial e Comunicacao (10.5327)
Former Publisher: Editora Cubo (10.4322)
Total articles ≅ 255
Filter:

Latest articles in this journal

Aline Fritzen, Luísa Pimentel Silva, , Graciele Fernanda Da Costa Linch
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010008

Abstract:
Objetivo: Conhecer as publicações científicas relacionadas aos diagnósticos de enfermagem (DEs) no período perioperatório do paciente cirúrgico.Método: Revisão integrativa nas bases de dados Web of Science, Scopus, Wiley Online Library e na plataforma da Revista SOBECC Nacional.Descritores utilizados na busca: “nursing diagnosis” e “surgery”. Critérios de inclusão: estudos publicados entre 2014 e 2019, disponíveis em português,inglês ou espanhol, e responder à questão norteadora. Resultados: Selecionados 15 artigos, sendo oito publicados em periódicos internacionais, entretantotodos produzidos por pesquisadores brasileiros. Seis publicações identificaram os principais DEs no perioperatório, os demais pesquisaram um DEespecífico. Evidenciou-se o pós-operatório como o período mais pesquisado. Os estudos foram classificados conforme níveis de evidência (NE): seis comNE 4, seis com NE 5 e três com NE 6. Conclusão: O pós-operatório foi o período mais relacionado aos DEs. Apenas um estudo abordou o DE especificamenteno intraoperatório. Constatou-se que a população mais estudada foi a de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca.
Giovanna Brichi Pesce, Alysson Carraschi Da Silva, Eduardo Rocha Covre,
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010006

Abstract:
Objetivo: Descrever as repercussões físicas, emocionais e socioeconômicas decorrentes da espera prolongada por cirurgia pelos usuários doSistema Único de Saúde. Método: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado com base no banco de dados eletrônico “Caixa Preta daSaúde”. Os registros cadastrados foram coletados em 2015. Os resultados foram apresentados em categorias temáticas e interpretados segundo a Teoriade Intervenção Práxica da Enfermagem em Saúde Coletiva. Resultados: A espera prolongada por cirurgia contribuiu para: 1) o agravamento da saúdefísica, caracterizado principalmente por dores e incapacidades; 2) o sofrimento emocional, constatado pelo desespero, indignação, frustração, entre outros;3) o impacto socioeconômico relacionado à incapacidade para trabalhar e custear gastos com a saúde. Conclusão: Evidenciou-se que a prolongada esperapor cirurgia impactou negativamente a vida dos indivíduos. Acredita-se que a integralidade do cuidado na assistência ao paciente que necessita de cirurgiaserá garantida se for abordada nas dimensões estrutural, singular e particular.
Sônia Regina Barcellos, Angelita Paganin Costanzi, Francieli Alessandra Strelow, Cristiane Fabíola Ribeiro Vieira, Débora Pagno Simonetto,
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010007

Abstract:
Objetivo: Caracterizar o perfil clínico dos pacientes submetidos à cirurgia cardíaca no perioperatório e descrever o acompanhamento após 30dias da alta hospitalar. Método: Estudo retrospectivo, com amostra de 54 pacientes, de ambos os sexos, com idade ≥18 anos, submetidos à cirurgia cardíaca.As variáveis analisadas foram: sociodemográficas, clínicas e relacionadas ao perioperatório e seguimento em 30 dias. Resultados: A média de idadedos pacientes foi de 65,5±15 anos; a maioria do sexo masculino (79,6%). Fatores de risco mais prevalentes: hipertensão (72,2%), dislipidemia (48,1%) ecardiopatia isquêmica (31,5%). Os procedimentos valvares tiveram maior prevalência (50,0%). A complicação mais prevalente no pós-operatório foi arritmia(18,5%). No pós-alta, o uso das estatinas predominou (78,4%), seguido de antiagregante plaquetário (50,9%) e anticoagulante (31,3%). Após 30 diasda alta hospitalar, houve 11,7% de readmissões, sendo a infecção respiratória/derrame pleural e a infecção de sítio cirúrgico as principais causas de reinternação.Conclusão: Os pacientes cardícos foram na maioria homens, idosos e que apresentavam comorbidades; arritmia foi a principal complicaçãoapós a cirúrgia. A incidência de readmissão após 30 dias da alta foi relacionada a comprometimentos pulmonares e infecciosos.
Marcia Hitomi Takeiti, Ricardo Cezar de Oliveira, André Cordeiro da Santa Cruz
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010001

Valéria Moreira Da Silva, Janne Cavalcante Monteiro, , Daniela Oliveira Pontes, Ana Laura Salomão Pereira Fernandes
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010002

Abstract:
Objetivo: Analisar o nível de riscos psicossociais dos trabalhadores do Centro de Material e Esterilização de um hospital de grande porte de Rondônia. Método:Estudo transversal, incluindo auxiliares, técnicos de enfermagem e enfermeiros, utilizando o questionário Copenhagen Psychosocial Questionnaire. As análises descritivas foramrealizadas no pacote estatístico Stata® versão 11. Resultados: Participaram 35 trabalhadores, sendo a maioria mulheres, com idade acima de 40 anos e técnicas de enfermagem.Das seis dimensões avaliadas, quatro tiveram risco médio. A dimensão sobre justiça e respeito apresentou elevado risco psicossocial, e a dimensão organizaçãodo trabalho e conteúdo, baixo risco. Conclusão: Os trabalhadores consideravam seu trabalho importante e significante, porém vivenciavam alto risco psicossocial no quese refere à exigência de atenção e exigência emocional das atividades desenvolvidas na unidade. Poucos estavam satisfeitos com o trabalho, com o ambiente e com a utilizaçãodas habilidades individuais pelo serviço. As informações sobre as relações psicossociais constituem um importante indicador para análise das situações de trabalho,gerando informações que apoiam intervenções seguras sobre o processo de trabalho.
Sandoval Barbosa Rodrigues, Rafael Queiroz de Souza, Luciano Lemos Doro, Kazuko Uchikawa Graziano,
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010003

Abstract:
Objetivo: Analisar as especificações técnicas em processos de licitação para aquisição de autoclaves com mais de 90 L, com base na normatizaçãorelacionada. Método: Pesquisa descritiva, documental, com abordagem quantitativa, baseada em processos de licitação disponíveis online. Resultados:Foram analisados 112 processos, dos quais 106 (94,6%) foram provenientes do Brasil e seis (5,4%) do México, Honduras, El Salvador, Panamá e Paraguai.Os documentos foram analisados de acordo com aspectos construtivos, ciclos de esterilização, itens opcionais, itens de segurança e ferramentas de gestão.Conclusão: As especificações técnicas, em sua maioria, estão desatualizadas, em alguns casos comprometendo a segurança no processo de esterilização.
Monique Alves Mendes, Natália Kaizer Rezende Ortega de Barros,
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010009

Abstract:
Objetivo: Identificar a ocorrência e os fatores de risco determinantes para o desenvolvimento do diagnóstico de enfermagem risco de hipotermiaperioperatória. Método: Revisão integrativa, usando o acrônimo PIO (pacientes, intervenção, outcomes/desfecho), em que P=pacientes adultos e idosos;I=cirurgias eletivas; O=fatores de risco associados à hipotermia perioperatória. A revisão foi conduzida e reportada com base no Check-list PreferredReporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA), seguindo-se as sete etapas propostas pelo método PRISMA. Resultados: A buscagerou 854 artigos, sendo retirados os duplicados e os sem relevância. Após aplicação dos critérios de exclusão, 13 artigos foram submetidos à análise final.Índice de massa corporal baixo, idade avançada e tempo cirúrgico prolongado foram os fatores mais relacionados ao desenvolvimento de hipotermianos pacientes cirúrgicos. O manejo da hipotermia colabora para diminuição dos riscos de eventos adversos cardíacos, complicações infecciosas, sangramentose traz maior conforto para o paciente. Conclusão: O enfermeiro precisa agir antes do quadro hipotérmico se instalar, reconhecendo os fatoresde risco inerentes ao paciente e identificando quais tecnologias do cuidado aplicar.
, Sâmia Tavares Rangel, Brenna Cavalcanti Maciel Modesto, Júlia Larissa De Souza Silva, Maria Do Amparo Souza Lima,
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010004

Abstract:
Objetivo: Identificar a percepção de enfermeiros do bloco operatório sobre os motivos para o cancelamento de cirurgias eletivas e as estratégias parareduzir as taxas de suspensão. Método: Estudo de abordagem qualitativa realizado em um hospital de alta complexidade do Recife, Pernambuco, Brasil, com enfermeirosatuantes no bloco operatório. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas gravadas com sete enfermeiros responsáveis pelas cirurgias eletivas.Para o tratamento dos dados, utilizou-se a técnica da análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Os discursos foram agrupados em duas categorias temáticas:lacunas no planejamento cirúrgico, com três subcategorias, e prevenção de situações evitáveis, com duas subcategorias. Conclusão: Os motivos para o cancelamentode cirurgias estavam relacionados ao planejamento do ambiente cirúrgico e à preparação clínica do paciente. Os enfermeiros identificaram esses motivoscomo situações evitáveis e consideraram que a comunicação efetiva e atitudes de liderança assertivas são estratégias que reduzem os índices de suspensão cirúrgica.
Talitha Peralta, Fernando Bourscheit, Patrícia Treviso
Revista SOBECC, Volume 26; doi:10.5327/z1414-4425202100010005

Abstract:
To know the opinion of nursing professionals about the factors that interfere with the turnover time. Method: This is an exploratory,descriptive, prospective study, with qualitative data analysis. Data collection was carried out in a hospital complex in southern Brazil, with the applicationof a questionnaire on the perception of nursing professionals who work in the surgical center (SC). For data analysis, Bardin content analysis was used.Results: A total of 25 professionals participated in the study, four nurses and 21 licensed practical nurses. Two categories were listed, factors related tothe team and factors related to the processes of the SC, and seven subcategories. Conclusion: Several factors interfere in the turnover time, highlightingteam training, adequate staff, collaboration among teams, surgery size, and bureaucratic processes.
Jaqueline Lopes Gouveia, Priscila Buck De Oliveira Ruiz, Dalva Maria Da Silveira, Ângela Silveira Gagliardo Calil, Renata Prado Bereta Vilela, Paula Buck De Oliveira Ruiz
Published: 21 December 2020
Revista SOBECC, Volume 25, pp 234-240; doi:10.5327/z1414-4425202000040007

Abstract:
Objetivo: Identificar e caracterizar o indicador de qualidade de taxa de mortalidade intraoperatória e pós-operatória. Método: Estudo retrospectivo,quantitativo, com delineamento descritivo, transversal e correlação entre variáveis, realizado de janeiro a dezembro de 2017 em 18.337 prontuários. Foram utilizadosmétodos de estatística descritiva e inferencial, analisando-se questões de probabilidade de uma população com base nos dados da amostra. Resultados:No período estudado, houve 18.337 pacientes com taxa de mortalidade intraoperatória de 1,75%, e a referente aos sete primeiros dias de pós-operatóriofoi de 1,76%. Destes, 191 (58,95%) eram do sexo masculino, 32,71% dos pacientes foram classificados como American Society of Anesthesiologists III,e 80,24% das cirurgias de caráter de urgência, classificadas como limpas, tiveram tempo médio de duração de até 120 minutos. Conclusão: A taxa de mortalidadeencontrada na instituição está em conformidade com os valores descritos pelo Compromisso com a Qualidade Hospitalar. Houve correlação significativaentre as variáveis: tempo de cirurgia (até 120 minutos) e caráter de urgência; e classificação da cirurgia (limpa) e período de morte (até sete dias).
Back to Top Top