Carta Internacional

Journal Information
ISSN / EISSN : 2526-9038 / 1413-0904
Total articles ≅ 244
Current Coverage
DOAJ
Filter:

Latest articles in this journal

João Paulo Gusmão, Acácio Augusto, Tadeu Maciel
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n2.2022.1207

Abstract:
O artigo analisa o envolvimento de organizações não governamentais de direitos humanos em resposta a episódios de revolta na contemporaneidade. Acontecimentos que explicitam a guerra que ocorre no exercício regular da política e que redimensionam as dinâmicas do dispositivo humanitário. Por meio de análise genealógica, o artigo busca mapear de que maneira ações de ONGs que se dedicam aos direitos humanos também compõem controles destinados à contenção securitária de revoltas que se caracterizam por contraposicionamentos à racionalidade neoliberal. A pesquisa se orienta pela hipótese de que tal engajamento articula dispositivos de controle de resistências a partir do fomento da resiliência.
Danniele Varella Rios, Alexsandro Eugenio Pereira
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n2.2022.1226

Abstract:
Este artigo investiga o papel da participação da Coalizão Empresarial Brasileira (CEB) nas negociações entre Mercosul e União Europeia. Essa participação é analisada por meio do estudo da interação entre a CEB e diferentes atores governamentais brasileiros. O artigo testa a hipótese de que essa participação esteve condicionada à capacidade técnica da Coalizão. Para testar essa hipótese, foram utilizados métodos de análise de conteúdo e documental, process tracing e entrevistas. Nas conclusões do artigo, foi possível confirmar que a participação da CEB nas negociações comerciais é baseada nas suas contribuições técnicas.
Mariana Medeiros Bernussi,
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n2.2022.1237

Abstract:
A divulgação do “Luanda Leaks” expôs a rede de negócios que sustentava a fortuna da elite de Angola. Este artigo analisa o papel de agente assumido pelas elites do Sul Global em domínios públicos e privados. Para tal, baseia-se na metodologia de análise de redessociais de Kleemans e Van de Bunt (1999), evidenciando as interconexões entre os atores da elite angolana a partir de Isabel dos Santos. As conclusões deste artigo constatam o papel das elites como construtoras de uma articulação transnacional que formou o império financeiro do qual Isabel dos Santos faz parte.
Mario Schettino Valente,
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n2.2022.1254

Abstract:
Uma das maiores deficiências da Análise de Política Externa é escassez de estudos sobre os resultados. Soma-se, ainda, o entendimento, no Brasil, de que a política externa, ainda que seja uma política pública, conservaria características de política de Estado. Essa noção não aporta benefícios heurísticos, por não representar a dinâmica política, e obstaculiza a produção da política externa a partir de evidência. Este artigo, via revisões bibliográficas, contribui para o campo em duas frentes: apresentando um conceito de política pública que abarca integralmente a política externa, e debatendo os principais modelos e a validade da avaliação como abordagem de pesquisa.
Paulo José Reis Pereira, Maria Gabriela Oliveira Vieira
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n1.2022.1225

Abstract:
In this article, we propose to discuss the causes of the illegal opium market in Afghanistan from a complementary perspective to those currently present in the literature, by focusing on the international policy of the drug control system established by the UN. Using historical and qualitative analysis, we interpret the UN international conventions that permit the legal production of opium in the world in light of relevant historical events. We conclude that the international drug control regime, by responding to the political and economic interests of the main actors of the legal opioid market, has contributed to Afghanistan becoming the world’s largest illegal producer of opium.
Luiz Felipy
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n1.2022.1177

Abstract:
Latin America is often referred to as a particularly successful case in refugee protection where, through the 1984 Cartagena Declaration, States have established a tradition of openness, solidarity, and humanitarism. Nevertheless, in practice, the instrument has been unevenly implemented in the region. This has posed consequences to the protection of displaced Venezuelans, who are now the second largest displaced population in the world and often live with precarious statuses. Applying process tracing as a methodology, this paper analyses the case of Brazil, one of the few countries granting asylum to this population, and identifies the drivers which influenced its response.
Nathalia Candido Stutz Gomes
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n1.2022.1195

Abstract:
Este artigo explora como a Comissão Mista Brasil-Estados Unidos para o Desenvolvimento Econômico (CMBEU) (1951-1953) refletiu as concepções do programa Ponto Quatro de Harry Truman (1945-1953). Com base em arquivos brasileiros e norte-americanos, demonstra-se que o enquadramento da CMBEU no Ponto Quatro se deu por meio da coordenação das múltiplas atividades do programa no Brasil, da concepção de que investimentos privados teriam um papel fundamental no processo de desenvolvimento e das preocupações de segurança internacional dos norte-americanos na Guerra Fria. Nesse sentido, os EUA fizeram esforços para aliar os projetos de desenvolvimento da CMBEU às necessidades de acesso a materiais estratégicos brasileiros.
Fábio Santino Bussmann,
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n1.2022.1215

Abstract:
As consequências estruturais do racismo, decisivas nas intervenções dos Estados Unidospara promover a democracia na América Latina, permanecem inexploradas. O artigoafirma que a desumanização racial e suas consequências epistêmicas e políticas colocamos Estados Unidos, em relação à América Latina, como um super-soberano que pode, aqualquer momento, apontar um governo latinoamericano como antidemocrático / nãorepresentativo de seu povo / não legitimamente soberano e tentar retirá-lo do poder, emuma lógica estrutural-hierárquica, ao invés de anárquica. Essa linha de pensamento resultada expansão dos conceitos decoloniais, que o artigo também coloca em diálogo com fontesque sustentam o presente argumento para além da lógica decolonial.
Felipe Lira Paiva,
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n1.2022.1223

Abstract:
As últimas décadas testemunharam a ascensão de novos atores intermediários no sistema internacional, como as potências regionais. Dentre as características atribuídas a elas, está a preferência por arenas multilaterais e a busca por proeminência nelas. Assim, convém investigar se a autoridade em tais instituições acompanhou a redistribuição de poder mundial. Este artigo busca responder a essa pergunta utilizando dados do IO BIO Project e do Word Power Index e estatística descritiva. Os dados indicam que o imediato pós-Guerra Fria foi marcado por menor atuação dos intermediários nas instituições multilaterais, enquanto a crise financeira de 2008 inaugurou uma maior participação desse grupo.
Carta Internacional, Volume 17; https://doi.org/10.21530/ci.v17n1.2022.1198

Abstract:
Este artigo identifica alguns dos fatores de longo, médio e curto prazo do Brexit, apresentandoos resultados de um trabalho de campo realizado em Londres em abril de 2019. Esta pesquisateve como objetivo monitorar localmente a reação da população durante o impasse doprocesso Brexit, visto que o prazo original de saída do Reino Unido era no mês anterior.A observação in loco das manifestações de rua e a análise das manchetes dos jornaisbritânicos fornecem o contexto em que o trabalho de campo foi conduzido. As entrevistasrealizadas com especialistas e políticos levam a conclusões sobre as percepções britânicasem relação ao Brexit, as quais são confrontadas com a revisão da literatura
Back to Top Top