Revista de Iniciação à Docência

Journal Information
EISSN : 2525-4332
Total articles ≅ 84
Filter:

Latest articles in this journal

Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 106-118; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.8901

Abstract:
Delinear caminhos para assegurar o direito à qualidade na educação implica, necessariamente, pensar desde sua configuração conceitual até sua perspectiva pragmática, ou seja, a qualidade enquanto prática social concreta. Nessa direção, e tendo em vista a pluralidade de sentidos que se confere à qualidade no âmbito educacional, este artigo apresenta um dos olhares possíveis para a compreensão desse tema tão necessário quanto complexo. Tendo como pano de fundo o pressuposto de que a qualificação da formação docente é condição fundamental para a elevação do desempenho escolar, e como referencial teórico os estudos que consubstanciam o conceito de professor-reflexivo, são descritas e analisadas as influências do programa PIBID na concepção e na efetividade da qualidade em educação, a partir do estudo dos documentos oficiais sobre o programa e de relatos de bolsistas de um subprojeto de Pedagogia. Como uma das principais inferências, a pesquisa revela a existência de um conceito de qualidade evidenciado no desenvolvimento diário dos alunos, na incorporação de um conjunto de aptidões que transcendem os indicadores de avaliações externas e na transformação das práticas dos professores e futuros professores.
Adriana de Mello Amorim Novais Silva, Nereida Maria Santos Mafra de Benedictis
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 267-282; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.9437

Abstract:
Este artigo visa a apresentar a compreensão da importância do diálogo docente com seus pares para o acompanhamento do processo de ensino-aprendizagem na modalidade EJA. Para isso, buscou-se conhecer o diálogo na teoria freiriana, os princípios teóricos e metodológicos e as orientações para o acompanhamento da aprendizagem na Política da EJA da Rede Estadual da Bahia (2011). Como referencial teórico, utilizaram-se os estudos de Freire (1980, 2013, 2001, 2011) sobre o diálogo, e a discussão sobre a importância da formação do(a) professor(a) embasou-se em Candau (2011), Nóvoa (1992) e Tardif (2006). Para a coleta dos dados, usou-se a roda de conversa com os professores(as) com questões norteadoras, envolvendo o entendimento sobre a EJA, dificuldades de aprendizagem, metodologias positivas e motivos que levaram os(as) educandos(as) a retornarem à escola na modalidade EJA. Com este trabalho, pôde-se perceber a importância dos momentos de diálogo, autêntico, de comunicação e colaboração, entre os professores(as) e seus pares.
Juliane Retko Urban, Antonio Carlos Frasson
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 565-582; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.9103

Abstract:
Este artigo, na forma de pesquisa de revisão bibliográfica sistemática, objetiva identificar a produção científica referente à contribuição de Paulo Freire para a formação de professores, na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, EJA. A pesquisa foi realizada com a metodologia denominada Methodi Ordinatio. A questão norteadora foi: Quais as contribuições de Paulo Freire para a formação de professores da modalidade de educação de jovens e adultos? Do ponto de vista da problemática, a pesquisa se caracteriza como de cunho qualitativo, pois visa conhecer o que a literatura apresenta sobre as questões centrais do tema. Como resultado do levantamento, obteve-se, inicialmente, 182 (cento e oitenta e dois) artigos. Após o processo de filtragem e eliminação de duplicatas e títulos não pertencentes à área de pesquisa, restaram 105 (cento e cinco) artigos; dos quais foram lidos o título e o resumo, e verificou-se que 10 (dez) artigos se referem aos temas, em conjunto: formação de professores, educação de jovens e adultos e Paulo Freire. Constatou-se as contribuições de Paulo Freire para a EJA e que existem possibilidades de pesquisa direcionando essas contribuições para a formação de professores nessa modalidade de ensino.
Francisco Otávio Cintra Ferrarini, Amadeu Moura Bego
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 225-247; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.9764

Abstract:
Este artigo pretende expor considerações relativas à importância do movimento de reflexão crítica acerca da ação do replanejamento de Unidades Didáticas Multiestratégicas (UDM) de professores de Química em formação inicial. Trata-se de um recorte de uma pesquisa de doutorado que envolveu a utilização e validação de categorias a priori para se avaliar o Enfoque Curricular adotado por futuros professores ao planejarem e replanejarem UDM. Foi utilizada a abordagem de pesquisa qualitativa do tipo Estudo de Caso para se caracterizarem eventuais mudanças empreendidas na proposição do planejamento de ensino. Para isso foram consideradas como categorias analíticas o Conteúdo abordado, a Metodologia escolhida e as considerações acerca da Avaliação na composição do replanejamento. Os dados gerados apresentam potencialidade de explicitar e caracterizar as reflexões críticas empreendidas em planejamentos de ensino, bem como capacidade de estipular posicionamentos transitórios e direcionados à consolidação de tendências alternativas com referencial investigativo. Isso se deve ao fato de os sujeitos desta pesquisa terem se mobilizado diante de uma proposta que pretendia promover transições e evoluções de conhecimentos profissionais, além de fundamentar a constituição de um modelo didático pessoal capaz de se descolar de perspectivas tradicionais.
Cosmerina Souza de Carvalho,
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 380-396; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.9392

Abstract:
Este artigo objetiva apresentar um relato de experiência de uma gestão escolar, que buscou pautar suas práticas nos princípios da pedagogia freiriano e contribuir para formação permanente dos/as docentes e discentes. Para tanto, adotamos uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo descritiva e exploratória. Os dados mostram que a gestão incentivou os/as docentes a buscar a autoformação; a transformar o espaço escolar em um ambiente propício para aprendizagem; para isso, reelaboraram o projeto pedagógico da escola com a meta de diminuir o fracasso escolar, realizaram reuniões nos bairros onde os/as alunos/as residiam, realizaram visitas domiciliares; ministraram seminários internos para refletir sobre a prática pedagógica. Os resultados refletiram positivamente nas taxas de aprovação que subiram no 1º, 2º e 5º ano para 100%, do 3º ano para 80% e do 4º ano para 83,6%. A taxa de evasão caiu para 0,3%. O índice de atestados médicos e licenças médicas dos/as professores/as e funcionários/as diminuíram. Houve mudanças profundas no comportamento, assiduidade, pontualidade e rendimentos dos/as alunos/as. Contudo, não houve o apoio efetivo da secretaria municipal de Educação para realizar a reforma da escola e disponibilizar profissionais cuidadores/as. Em síntese, educação de qualidade se faz com o engajamento de todos/as.
Maria Goretti Cavalcante de Carvalho, Deuzimar Costa Serra
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 345-362; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.9432

Abstract:
Este texto aborda reflexões sobre a experiência do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – Pibid, da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, por meio do seu projeto institucional de iniciação à docência (2018), definido por objetivos, metas e estratégias de formação inicial, sob os olhares freireanos voltados para a crítica sobre os saberes da prática docente, na medida em que se torna um profícuo diálogo entre a teoria e a prática – a práxis. Reflete-se sobre a projeção das instituições formadoras, as suas ações para consolidar a iniciação à docência de estudantes de cursos de licenciatura, e as contribuições freireanas para a se pensar a formação inicial com experiências no cotidiano escolar. Pontua-se que o desenvolvimento dos projetos de iniciação à docência depende da sensibilidade e da percepção da singularidade, sobre a ambiência escolar, alinhando-se os seus objetivos a um referencial teórico que discuta as recentes questões educacionais, com vistas à construção de conhecimento escolar, no âmbito da formação inicial. O objetivo é refletir sobre a iniciação à docência, buscando na escola um espaço de formação e problematização dos processos constituintes da práxis educativa. Indica-se que a iniciação à docência pode ser uma experiência dialógica positiva com o ambiente escolar, um espaço próprio de atividades relacionais, como possível ampliação da consciência crítica do professor em formação, sobre a utilização deste espaço de atuação profissional como uma ambiência sensorial para a produção do conhecimento nas práticas docentes.
Tailine Penedo Batista,
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 119-134; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.8940

Abstract:
O objetivo da presente pesquisa foi investigar as percepções dos egressos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) da área de Ciências da Natureza em relação às contribuições que o programa teve na sua formação inicial e na sua constituição identitária docente. A presente pesquisa utiliza o método qualitativo e foi realizada na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). O processo metodológico consistiu em investigar os trabalhos acadêmicos brasileiros (teses e dissertações) disponíveis na BDTD utilizando como palavra-chave “egressos pibid”, para isso foi selecionado os anos de 2015-2019. Após selecionarmos os trabalhos que contemplavam o objetivo da pesquisa, realizou-se a análise de conteúdo. A partir da pesquisa realizada, destacamos que o programa apresenta contribuições positivas para os egressos da área de Ciências da Natureza, fornecendo subsídios para constituição da identidade docente de um professor reflexivo.
Luanna Lua Sousa Felício, Carmem Virgínia Moraes da Silva
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 433-451; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.9285

Abstract:
No presente artigo, por meio de um relato de experiência, com a intenção de fornecer subsídios que fundamentem uma discussão no que concerne ao Estágio Docente no Ensino Superior, objetivamos explicitar o significado da realização de um estágio docente, realizado como componente curricular obrigatório em um Programa de Pós-Graduação, à nível de mestrado profissional, de Psicologia da Saúde, vinculado a uma Instituição de Ensino Superior (IES). A experiência descrita foi realizada na modalidade de ensino remoto no ano de 2021, em um cenário atípico, provocado pela Pandemia do Covid-19. Propomos a discussão da prática educativa, fundamentada na perspectiva freireana e apresentamos argumentos que compõem aspectos intrínsecos ao cenário mundial e à necessidade de adaptação da modalidade presencial para a remota, considerando, também, as nuances que envolvem a práxis educacional, como o planejamento, as funções exercidas, a escolha de plataformas, o encontro docente-discente, os atendimentos individualizados e coletivos, e os métodos avaliativos. Consideramos, então, que a pandemia provocou modificações na forma de ensino- aprendizagem, bem como no exercício da formação docente. No entanto, há aspectos fundamentais que sobressaíram às alterações como a vivência de lecionar no ensino superior, estando disponível e sensível ao processo dialógico de ensinar e aprender.
Renato Antônio Ribeiro, Simone Sendin Moreira Guimarães
Revista de Iniciação à Docência, Volume 6, pp 583-602; https://doi.org/10.22481/riduesb.v6i2.9283

Abstract:
Este estudo apresenta reflexões advindas de entrevistas realizadas com professores e professoras da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de escolas goianas quanto à potencialidade dos pressupostos freireanos como suporte ao processo formativo docente na modalidade. Neste movimento empírico, foi investigado se nas lembranças que emergem dos processos formativos dos docentes, Paulo Freire se fez/faz presente. A formação docente é uma preocupação presente ao longo de toda a obra freireana e diante dela cabe ponderarmos a necessidade de uma prática educativa que considere os contextos existenciais e a concretude dos estudantes. A partir das lembranças resgatadas junto aos docentes, foi possível perceber que o legado freireano se faz presente e pode dar suporte à prática docente na EJA. Vários conceitos-chave e/ou ideias freireanas emergiram nas lembranças resgatadas pelos docentes. Os resultados não sugerem plena apropriação teórica dos pressupostos freireanos e tampouco garantia de influência na prática educativa que exercem junto aos estudantes da EJA. Mas o legado teórico freireano, ao ser reinventado e recontextualizado nos espaços-tempo históricos, permite sustentar a formação de professores para a EJA a fim de fortalecê-la como uma modalidade que atenda aos interesses da classe trabalhadora estudante.
Back to Top Top