Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas

Journal Information
EISSN : 2317-773X
Total articles ≅ 141
Current Coverage
SCOPUS
DOAJ
Filter:

Latest articles in this journal

Matilde de Souza, Bernardo Hoffman Versieux
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 9, pp 112-130; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2021v9n1p112-130

Abstract:
Este artigo analisa ações do governo brasileiro para a segurança hídrica, energética e alimentar para discutir se expressam o nexo entre água, energia e alimento, WEF, considerando as políticas que as fundamentam. São observados desafios de adaptação impostos pelas mudanças do clima, sendo a água o elemento chave. Usando técnicas de análise documental, são analisados o Plano Nacional de Mudanças Climáticas e relatórios de ações governamentais na Região Nordeste. A pergunta da pesquisa é se programas para implementação de políticas voltadas para os eixos do nexo WEF expressam inter-relações entre eles. A hipótese é que os programas deixam a desejar quanto à governança ambiental a partir da perspectiva do nexo WEF porque as políticas se desenvolveram a partir de abordagem setorial e os programas de implantação não a debelaram, observando-se lacunas que, caso superadas, poderiam contribuir para que se avance na direção da governança integrada e sistêmica.
Diego Antunes
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 9, pp 131-149; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2021v9n1p131-149

Abstract:
Celebrada em seus anos iniciais como marco do regionalismo sul-americano, a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) é hoje caracterizada por um esvaziamento funcional e um abandono pela maior parte dos países do subcontinente. Dada a magnitude da organização e os ambiciosos objetivos a ela atribuídos, o processo de declínio e atual ostracismo da Unasul levanta a questão acerca de qual o significado da queda da organização para a América do Sul. A fim de trabalhar tal problemática, o presente artigo se vale de revisão de documentos primários e secundários a fim de detalhar o processo de declínio da Unasul, abordando suas causas e suas implicações, enquadrando-a enquanto instrumento de organização da América do Sul em um polo de poder perante o sistema internacional multipolar do século XXI. Conclui-se que a América do Sul não pode se abster de um instrumento institucionalizado de cooperação e organização regional, mas que novas empreitadas regionalistas devem evitar erros cometidos na construção da Unasul. Em especial, é necessário repensar o caráter intergovernamental do regionalismo sul-americano e a consequente ausência de autonomia por parte das organizações criadas.
Sandra Colombo, María Paz López, Nevia Vera
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 9, pp 94-111; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2021v9n1p94-111

Abstract:
El presente artículo se centra en la vigente disputa tecnológica entre Estados Unidos y la República Popular China, haciendo hincapié en el impacto que la misma presenta a nivel latinoamericano. Más precisamente, analiza las medidas y presiones que, frente a la implementación -real y potencial- de la tecnología de 5G china en América Latina, pone en marcha Estados Unidos, en el intento de contener la primacía tecnológica del gigante asiático sobre su histórica área de influencia y predominio. Para ello, se adopta un enfoque cualitativo, se estudian dos casos específicos –Brasil y Argentina-, y se analizan artículos, documentos y notasperiodísticas. Se concluye en que, a pesar de las crecientes expresiones de esta puja sino-estadounidense en torno de la implementación de la tecnología de 5G en territorio latinoamericano, la cual atraviesa aspectos fundamentales como la seguridad y la autonomía tecnológica, los países de la región no han colocado aún la temática en agenda. En especial, Argentina y Brasil no han podido superar sus diferencias políticas recientes, lo cual debilita su capacidad de negociación en la materia.
Michelle Marcia Viana Martins, Heloísa Lee Burnquist
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 9, pp 51-69; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2021v9n1p51-69

Abstract:
O avanço das negociações do Acordo UE-Mercosul colocou em pauta a configuração da política comercial ao propor a redução tarifária de uma série de produtos, principalmente os bens agroalimentares. Todavia, desde a criação da OMC a incidência de tarifas vem sido substituída por barreiras não-tarifárias, das quais destacam-se as medidas sanitárias e fitossanitárias (SPS) e técnicas (TBT). Esse estudo teve o objetivo de fazer um levantamento das informações sobre as exigências SPS e TBT entre os blocos investigados, através da avaliação de inventários. A maior parte das emissões tiveram o intuito de promover a segurança alimentar, ao reduzir o risco de contaminação via comércio de commodities agrícolas. Os setores cárneo e frutícola foram os mais afetados pelas regulamentações. Além disso, observou-se que a União Europeia emitiu maior volume de notificações com finalidade de proteger o mercado interno da concorrência externa, indicando prática de protecionismo disfarçado. Para futuros avanços nas negociações, é necessário que as partes alcancem definições comuns com vistas a promover as mercadorias que favorecem ambos.
Rubia Cristina Wegner, Marcelo Pereira Fernandes
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 9, pp 70-93; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2021v9n1p70-93

Abstract:
The purpose of this paper is to present Sinopec in the context of the transformationsof property organization in China, especially the constitution of thebusiness sector under long-term national development strategies. A hypothesisis that the growth of a large state-owned enterprise in China is on the one hand,the benefits of state support and on the other, the constraints imposed by suchbenefits on its business strategies of profitability and efficiency. In order to confirmthis hypothesis, we analyze the evolution of the oil and gas sector in China,from the point of view of the formation of its large companies. Next, Sinopecindicators, relate to the company’s financial development and strategies, areanalyzed for the period 1999 to 2016. We sought to highlight the evolution ofthe company’s indicators compared to the national strategies adopted. Resultsshow that Sinopec remains dependent on the national economic developmentstrategies.
Flávio Contrera, Matheus Lucas Hebling
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 9, pp 24-50; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2021v9n1p24-50

Abstract:
This article aimed to verify the occurrence of convergence and congruence in the positions that the Democratic and Republican parties express about human rights treaties in the Electoral, in the Executive, and the Legislative arenas, in the Post-Cold War (1992-2016). The use of the comparative method guided the study of six specific cases, analyzed using qualitative techniques. The results point to two trends. The first is that the possibility of convergence between the Democratic and Republican parties tends to diminish when their positions on human rights treaties are anchored by ideological perspectives, and the second is that a party’s position on a treaty tends to be congruent among political arenas. Moreover, the divergence of positions between the parties clarifies the liberal internationalist character of the Democratic positions and the conservative isolationist approach of the Republican positions.
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 9, pp 7-23; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2021v9n1p7-23

Abstract:
Este trabajo tiene como principal intención presentar narrativas y lecturas que, desde el alto estamento militar, se realizan actualmente en torno a la Guerra del Pacífico, acontecida entre 1879 y 1883. El objetivo es mostrar de qué modo Generales y altos mandos militares de los tres países implicados en el conflicto bélico relatan los acontecimientos sucedidos. De esta manera, los orígenes de la guerra, la inserción en el relato nacional, la configuración de las relaciones geopolíticas o los horizontes futuros son objeto de reflexión y análisis. Lo anterior, para mostrar de qué modo la guerra más importante en la configuración geopolítica de América Latina sigue muy presente tanto en el relato historiográfico como en el relato nacional.
Gabriel Leanca
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 8, pp 110-131; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2020v8n4p110-131

Abstract:
The ‘Eastern Question’ is one of the most controversial and persistent subjects in the history of international relations. This article looks at two aspects in the evolution of the relations between the Ottoman Empire and Europe. The first one focuses on the importance of the 18th century in the emergence of the ’Eastern Question’. The second one emphasizes on several episodes that may reopen the debate on the origins of the Crimean War. Our research is an attempt to demonstrate that the ’Eastern Question’ was only a piece of a larger puzzle. The more Russia was influential in world politics, the more her contribution became valuable for the stability of the international system. The idea to challenge in the early 1850’s the heritage of the 18th century in world politics (meaning to marginalize Russia in European affairs), did not serve on the long run neither to the security of the Ottoman Empire, neither to the ’new multilateralism’ put forward by Napoleon III.
Rubén Rodriguez Paredes
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 8, pp 188-202; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2020v8n4p188-202

Abstract:
In this article we propose to address the opening of three Time Capsules to reconstruct three clearly identifiable contexts, each providing information for the analysis of what international relations between the Ottoman Empire/Turkey with Latin America have been like. In this way, we seek to analyze the content of the links through the density of the macro-relationships that developed over time, in order to make a cognitive map of the state of situation, taking into account not only the interests of the actors but also the endogenous and exogenous conditions. In that line are raised three contexts of opening the Capsules of Time. The first in 1923, when the Empire died and the Republic of Turkey was born; the second at the end of the 20th century; and the third in 2019, spanning almost the first two decades of the 21st century.
Edmar Avelar Sena, Guilherme Di Lorenzo, Alaor Souza Oliveira
Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, Volume 8, pp 80-96; https://doi.org/10.5752/p.2317-773x.2020v8n4p80-96

Abstract:
Resumo: A derrota na Guerra dos Balcãs (1912-1913) foi um momento crítico para o Império Otomano. Foi um acontecimento traumático que desafiou os princípios e projetos até então vigentes e deu início a um período de profunda incerteza quanto ao futuro do Império. O artigo busca analisar algumas das representações sobre o trauma da derrota e o futuro do Império Otomano por meio dos editoriais de um jornal otomano, La Jeune Turquie, publicado em Paris durante o conflito. A intenção não é apresentar um quadro detalhado e abrangente das várias narrativas sobre o conflito, mas avaliar alguns dos impasses sobre o evento. Mais especificamente, procuramos apresentar a Guerra dos Balcãs como um período liminar. Foi uma experiência traumática que constituiu um rearranjo de tendências existentes, desvelando novas expectativas para o futuro. O argumento aqui apresentado é que mais do que um "ponto sem volta", a derrota trouxe um novo horizonte de expectativas para os líderes otomanos. Palavras-chave: Império Otomano, Guerras dos Balcãs, Nacionalismo
Back to Top Top