Práxis Educacional

Journal Information
EISSN : 2178-2679
Total articles ≅ 480
Current Coverage
ESCI
DOAJ
Filter:

Latest articles in this journal

Patrícia Lessa Santos Costa, Nara Deoclecia Soares Modica, Carla Liane Nascimento Dos Santos
Práxis Educacional, Volume 16, pp 115-134; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7339

Abstract:
O presente texto é resultado de uma pesquisa de campo que objetivou compreender como ocorre a formação docente e a prática pedagógica no processo de inclusão do estudante jovem com deficiência nas instituições de ensino superior do município de Barreiras-BA. A abordagem metodológica é qualitativa e o estudo de natureza descritiva-exploratória, do tipo Estudo de Caso. A coleta de informações foi realizada por meio de entrevista semiestruturada com os docentes e estudantes; na sequência foi realizada a análise de conteúdo baseada em Bardin (2011). A trajetória deste estudo teve como base os teóricos, Loss (2018), (2007), Moreira (2014), Rocha e Miranda (2009), Doutor (2016), Anastasiou e Pimenta (2014), dentre outros. Com esta análise foi possível verificar que a falta de conhecimento dos docentes sobre a concepção de inclusão educacional, é devido ao seu percurso formativo e que isso interfere nos modos do fazer pedagógico inclusivo, o que é referido pelos jovens estudantes. Do mesmo modo, o estudo aponta que os docentes atribuem possibilidades para que suas experiências sejam capazes de suscitar novas perspectivas acerca de uma ação transformadora, das potencialidades pessoais e sociais dos estudantes com deficiência.
Gisele Marcia De Oliveira Freitas, Maria Da Conceição Alves Ferreira, Francisca De Paula Santos Da Silva, Alfredo Eurico Rodrigues Matta
Práxis Educacional, Volume 16, pp 298-325; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7353

Abstract:
O objetivo principal desta pesquisa é avaliar os resultados da turma de ensino médio da Educação de jovens e adultos a distância do Polo Salvador, problemática desta investigação, assim como busca responder em que medida a oferta da educação de jovens e adultos a distância contribui para elevar a escolaridade dos trabalhadores da indústria baiana. Como objetivos específicos, buscou-se verificar se a Educação de jovens e adultos a distância tem possibilitado a elevação da escolaridade dos trabalhadores da indústria baiana, analisar os resultados e indicadores e verificar se o programa tem possibilitado o acesso dos egressos a outros níveis de formação. Para os caminhos metodológicos da investigação, optou-se por uma abordagem qualitativa, utilizaram-se, para a coleta de informações, questionários, entrevistas semiestruturadas, pesquisa documental, observação participante. Para a análise das informações, adotou-se a análise compreensiva-interpretativa das narrativas para a composição da história da Educação de jovens e adultos no SESI Bahia e o objetivo de avaliar os resultados da Educação de jovens e adultos a distância. Os achados apontam resultados satisfatórios em relação aos objetivos propostos para essa pesquisa. Sobre o objetivo específico 1, as informações apontam que o programa de EJA a distância no Polo Salvador atende mais a sujeitos da comunidade que trabalhadores e dependentes da indústria, numa proporção de 55% de alunos da comunidade e 45% trabalhadores e dependentes da indústria. O objetivo específico 2, que diz respeito aos indicadores de resultados, apontam uma taxa de sucesso de 71% de aprovação contra 29% de evasão o que revela que o programa de EJA a distância possui impacto positivo. O objetivo específico 3 diz respeito às possibilidades que a EJA a distância brinda em relação a continuidade dos estudos, sob essa lógica 27% do alunado conseguiram acessar a outros níveis de formação em cursos de nível superior e técnico.
Adenilson Souza Cunha Júnior, Leôncio José Gomes Soares
Práxis Educacional, Volume 16, pp 96-114; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7338

Abstract:
Objetivamos neste estudo apresentar através de uma análise panorâmica as principais tendências e tensões existentes no campo da formação de professores para a Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EPJA) na América Latina. O reconhecimento da EPJA como um direito concreto requer a formulação e a efetivação de políticas públicas que assegurem desde o financiamento até a sistematização do trabalho pedagógico para esse tipo de oferta educativa, o que implica necessariamente também, na constituição da área como um espaço pedagógico definido, requerendo no campo dos processos formativos uniformização do processo de formação de professores para atuar na EPJA, que se encontra imerso em uma pluralidade de contextos. Para tal, a elaboração de uma proposta de formação de professores para atuar na EPJA implica em tomar o referencial crítico da área como elemento precípuo para a constituição de um campo pedagógico próprio. É fundamental que o professor da EPJA tenha em sua formação uma compreensão clara sobre as situações de aprendizagens desenvolvidas na vida adulta, como se apropriar e selecionar tais aprendizagens, considerando esses elementos em suas práticas pedagógicas.
Katia Siqueira De Freitas, Ângela Borges, Maria De Fátima Pessôa Lepikson, Julie Lourau
Práxis Educacional, Volume 16, pp 135-157; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7346

Abstract:
O artigo analisa resultados parciais de uma pesquisa mundial sobre juventudes universitárias, realizada no segundo semestre de 2016, com preenchimento de questionário on line e reporta dados relativos aos jovens com até 30 anos de idade em cursos de graduação na Universidade Católica do Salvador- UCSAL. Os dados selecionados permitiram traçar o perfil sócio biográfico dos alunos, sua relação com o trabalho, atividades e interesses pessoais, satisfação com a vida e autoestima, aspectos importantes da vida e da identidade e suas perspectivas para o futuro. A análise desses dados revelou a diversidade da situação socioeconômica dos jovens e das suas famílias, para o que contribuem os programas de concessão de bolsas e de financiamento público para o acesso a uma universidade particular de jovens em famílias com pouca ou nenhuma capacidade de pagamento das mensalidades. As respostas sugerem uma forte expectativa dos jovens quanto ao sucesso profissional na sua área de formação e a introjeção de valores individualistas, centrais na construção de sujeitos em tempos de hegemonia neoliberal, assim como a pouca importância atribuída à participação política tradicional.
Ilka Koppel, Sandra Langer
Práxis Educacional, Volume 16, pp 326-347; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7354

Abstract:
Participation in society requires not only literary and mathematical basic education but also basic digital literacy (COULDRY & HEPP, 2016; BMBF & KMK, 2016). Current research indicates that low literary and low digital competences are linked (Wolf & Koppel, 2017; BUDDEBERG, 2019). 6.2 million adults with low literality live in Germany (GROTLÜSCHEN et al., 2019). These people may be able to write and understand words or simple sentences when reading, but neither longer sentences nor coherent texts. However, this results in a considerable risk of exclusion from participation in various areas of life (work, finance, housing, informed decision) (BUDDEBERG, 2019). Due to technological developments, people with a low level of digital literacy are systematically (partially) excluded from participation in society in most parts of the world. This leads to the question of what it is that defines digital literacy in order not to be excluded from society because of low digital literacy. In this article we discuss what digital literacy is - including the concept of competence - and what elements basic digital literacy encompasses.
Violeta Acuña Collado, Vivian Astudilo Cárcamo
Práxis Educacional, Volume 16, pp 282-297; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7352

Abstract:
La Educación de Jóvenes y Adultos (EPJA) en Chile, es una modalidad del sistema educativo, que da oportunidad a quienes no han terminado sus estudios educación básica o educación media, y representan a un tercio aproximadamente de la población. Esta modalidad tiene dos opciones, regular y flexible, la primera es con horarios y asistencia regular impartida en escuelas, y la segunda con horarios flexibles, impartida por otras instituciones o entidades ejecutoras. La EPJA históricamente no ha tenido una presencia relevante en el sistema educativo y sus docentes se han enfrentado a un contexto complejo e invisibilizado. Por la naturaleza de esta modalidad y su especificidad, se optó en este estudio, por una metodología cualitativa. Se eligió un estudio de caso; una institución universitaria de la región de Valparaíso que imparte la modalidad flexible, se aplicó un cuestionario a los profesores, relevando categorías, se incorporó además, información cuantitativa que describe los antecedentes del programa. El objetivo del estudio, fue conocer la opinión de los docentes respecto a la aplicación y conceptualización del curiculum de adultos en esta modalidad. La reflexión se realizó en torno al concepto de curriculum y la propuesta es un repensar su aplicación a la luz de los resultados referidos a cuestionamientos de los docentes, respecto a la construcción del currículum, la práctica docente y el contexto. Como conclusiones, el curriculum no determina la práctica del docente, pero sí la condiciona, surge la necesidad de participar en su construcción e incorporar desde su praxis la necesidad de la contextualización como variable fundamental para acertar en la práctica educativa.
Rafael Rossi
Práxis Educacional, Volume 16, pp 348-361; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.6249

Abstract:
O presente texto é instrumento por meio do qual abordamos a importância dos conhecimentos clássicos na constituição da formação de professores. Para atingir este objetivo, partimos da dinâmica entre apropriação e objetivação a partir das contribuições da ontologia lukacsiana. Abordamos o conto “A Pele de Onagro” de Balzac como recurso para demonstrar a tese de que a apropriação dos conhecimentos clássicos numa orientação crítica ontológica é indispensável para uma ampliação e aprofundamento da concepção de mundo e de sociedade dos alunos e não o seu rebaixamento. Isto demanda um esforço teórico e ao mesmo tempo prático. Teórico no sentido de compreender os aspectos formativos dos seres humanos ao longo da dinâmica de reprodução social e, também, no que se refere à identificação das formas mais desenvolvidas do conhecimento. Ao mesmo tempo e indissociavelmente está o desafio prático em concretizar ações educacionais que possibilitem a elevação do nível intelectual dos alunos.
Ana Soldevila Jaca, Juan Llanes Ordóñez, Amèlia Tey Teijón
Práxis Educacional, Volume 16, pp 217-239; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7349

Abstract:
El concepto de educación de personas adultas resulta complejo y ha ido evolucionando con el objeto de responder a las exigencias sociales de los diferentes momentos históricos. La educación básica dentro de la formación de adultos, entendida como el graduado en educación secundaria centrado en Cataluña, no se escapa tampoco de esta complejidad y evolución. En líneas generales, cuenta con muchos rasgos diferenciadores respecto al resto de enseñanzas ordinarias, siendo el principal las características socioeducativas de su alumnado, bien, porque al encontrarse en la etapa adulta deben compaginar su formación con las responsabilidades propias de su edad, o bien, porque el alumnado es cada vez más joven fruto del fracaso escolar del sistema educativo ordinario. Esto hace que, entre otras cosas, el abandono escolar represente uno de los problemas más graves con los que se debe enfrentar este tipo de educación, lo que implica una reestructuración de la misma para dar respuestas a los retos que se plantean en esta sociedad de cambio continuo y acelerado. Analizar, por tanto, la enseñanza obligatoria en adultos implica tener en cuenta varios factores, dada la multidimensionalidad del proceso. El artículo trata algunos aspectos institucionales, curriculares y personales que se corresponden a los ámbitos macro, meso y microsocial respectivamente, para después aportar algunas propuestas que pasan, entre otras cosas, por la necesidad de una flexibilidad curricular, la adopción de un modelo socio comunitario y, fundamentalmente, la orientación educativa dentro de este ámbito formativo.
Maria Da Conceição Cédro Vilas Bôas De Oliveira, Graça Dos Santos Costa
Práxis Educacional, Volume 16, pp 48-77; doi:10.22481/praxisedu.v16i42.7336

Abstract:
O objetivo do presente texto é apresentar os resultados da pesquisa desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Educação de Jovens e Adultos do Mestrado Profissional – MPEJA – da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), que teve por objetivo analisar as representações sociais dos(as) estudantes da EJA de uma escola da rede estadual de ensino do Estado da Bahia, acerca de currículo e juventude, ressaltando os desafios e as possibilidades na construção de um currículo que atenda às culturas juvenis. Metodologicamente, utilizou-se a abordagem qualitativa, por meio de estudo de caso. Os resultados revelam muitos desafios e possibilidades a serem trilhados. Sinalizam a necessidade da escola revisitar suas arquiteturas e práticas curriculares, para maior aproximação das juventudes; conhecer as diferentes culturas juvenis dos estudantes, ou seja, conhecer os sujeitos da ação educativa, garimpando elementos para esculpir as particularidades e reconfigurações curriculares da EJA; fomentar ações formativas colaborativas, pautadas em giro curricular de insurgências e inclusão.
Back to Top Top