Significação: Revista de Cultura Audiovisual

Journal Information
ISSN / EISSN : 1516-4330 / 2316-7114
Total articles ≅ 628
Current Coverage
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Sebastian Jorge Morales Escoffier
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 171-189; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.165686

Abstract:
La instauración del digital ha llevado al cine a una crisis identitaria. Lo digital pone en cuestión los modos de producción, distribución y consumo del cine institucional o clásico. De ahí que algunos autores han proclamado la muerte del cine como se lo ha conocido a lo largo del siglo XX. El propósito de este artículo es discutir los alcances teóricos que implica la aceptación de esta crisis identitaria. Así, se revisitan los conceptos clásicos del cine a la luz de los cuestionamientos propuestos por el digital.
Liciane Timoteo de Mamede
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 231-249; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.168468

Abstract:
O artigo aproxima dois filmes de compilação, Paris 1900 (Nicole Vedrès, 1946) e Le souvenir d’un avenir (Chris Marker e Yannick Bellon, 2001), propondo-se a fazer uma análise comparativa a partir da forma como, a fim de tratar de uma mesma temática (tal seja, a guerra enquanto evento traumático e o dever de memória), eles acabam por adotar estratégias enunciativas parecidas, que consistem principalmente em criar um efeito de sentido de dupla temporalidade das imagens, de maneira a congregar presente e futuro diegéticos num único bloco de significação. A metodologia centra-se na análise fílmica, na análise do discurso, além dos pensamentos de Bazin, Didi-Huberman e Rancière, entre outros.
Cláudia Mesquita, Roberta Veiga
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 17-35; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.168457

Abstract:
Retomamos o primeiro longa-metragem dirigido por uma mulher negra em Cuba, De cierta manera (1974-1977), de Sara Gómez, apostando na dialética e na potência da separação (ficção, documentário) como condições de expressão de um cinema político engajado na transformação sócio-histórica e na produção de consciência crítica. Concebemos a dialética e a figura da limiaridade a partir de três pares fundamentais que se desmembram e se atravessam: ficção-documentário, que estrutura o mecanismo do filme; revolução-marginalização, fundante do argumento e assumido como temática central; e o par machismo-feminismo, que analisamos mais detidamente a partir da narrativa, do mise-en-scène e da montagem.
Eduardo Victorio Morettin
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 12-16; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.180986

Abstract:
Resumo Apresentação da edição 55
Wilq Vicente
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 134-152; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.169600

Abstract:
O objetivo deste texto é compreender as transformações na produção de vídeo ligada às classes populares nas últimas décadas no país, tendo em vista mudanças nas formas organizativas e nas narrativas de expressões diversas dessa produção. Analisa-se sobretudo suas elaborações de categorias como povo, periferia, comunidade, que dialogam com concepções oriundas de outras estruturas sociais e institucionais, bem como outras categorias discursivas utilizadas para abordar a desigualdade.
Gustavo Souza
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 55-73; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.161364

Abstract:
Em 1988, Brian Winston apresentou a discussão em torno da tradição da vítima no documentário, ao tomar como objetos a produção inglesa de 1930 e o cinema direto norte-americano para defender que os realizadores dessas escolas concebiam seus personagens apenas como vítimas. Para desdobrar essa discussão, este trabalho se concentra em documentários brasileiros que abordam situações traumáticas. Eles acionam a hipótese de que existem ao menos duas dimensões para a vitimização que se distanciam da ideia de vítima somente como marginal; bem como o reconhecimento de que a vitimização é uma produção das políticas de Estado.
Aline Aparecida Santos, Ana Silvia Lopes Davi Médola
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 190-211; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.167292

Abstract:
O efeito rashomon se caracteriza como uma narrativa que apresenta diversos pontos de vista contraditórios sobre um mesmo assunto, que convergem para um final inconclusivo. Esse conceito surgiu baseado no filme Rashomon (1950), de Akira Kurosawa, objeto de estudo deste trabalho. O filme é analisado por meio de conceitos da semiótica discursiva, como as noções de credulidade e credibilidade e os elementos da sintaxe discursiva. As variações nos pontos de vista e perspectivas ao longo da narrativa fílmica corroboram para a construção dos efeitos de sentido de objetividade e subjetividade, que por sua vez configuram os contratos enunciativos.
Leonardo Alvares Vidigal
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 212-230; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.160587

Abstract:
A chanson é um gênero de música popular ouvido no cinema produzido na França. Por meio de uma integração entre a análise microtextual (na relação sincrônica entre som e imagem), macrotextual (no interior da cena), microcontextual (no conjunto do filme) e macrocontextual (no momento histórico da sociedade em que se insere), serão abordadas três películas. O objetivo é demonstrar como as chansons operam, não apenas na sinergia entre a indústria fonográfica e cinematográfica, mas também narrativamente, exprimindo emoções das personagens, catalisando falas e ações nos filmes, além de explicitar as diferentes formas de manipulação do ponto de escuta e dos regimes da diegese.
Roberta Gregoli
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 36-54; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.160524

Abstract:
The body swap comedy is a privileged genre for investigating norms related to gender and sexuality in popular culture. This article explores these norms through the close analysis of the film Se eu fosse você (Daniel Filho, 2006), using Mikhail Bakhtin’s thesis on the carnivalesque and Judith Butler’s theory of gender performativity. Despite the film’s overall strong conservative framework, it is argued that just as revealing as what the film tries to regulate is what it exposes: double standards, failures in the heteronormative matrix, and disruptive sex acts and gendered behavior.
Dafne Di Sevo Rosa
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 48, pp 118-133; doi:10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.166519

Abstract:
A partir das reflexões filosóficas e metafísicas sobre fotografia desenvolvidas por Susan Sontag, Roland Barthes, Philippe Dubois e André Bazin, pretende-se apresentar uma interpretação de O filme da minha vida por meio do uso da linguagem fotográfica como recurso narrativo e estético.
Back to Top Top