Significação: Revista de Cultura Audiovisual

Journal Information
ISSN / EISSN : 1516-4330 / 2316-7114
Total articles ≅ 663
Current Coverage
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Sandro de Oliveira
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 309-329; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.187974

Abstract:
Desde sua passagem pelas hostes do cinema marginal e pelo teatro experimental no Brasil, Helena Ignez flerta com os primados oswaldianos do Matriarcado de Pindorama. Na sua carreira como atriz – e agora também como realizadora –, revitaliza e subverte os princípios do matriarcado, trazendo à baila outros temas próximos a discussões mais amplas dos direitos humanos: reforma agrária, sexualidade liberta, ócio ligado à criatividade. Discute-se, então, como o tema do matriarcado de Oswald de Andrade chegou a esses filmes aqui nomeados de “tríptico brechtiano”, em que uma subversão temática é levada à tela através de experimentalidade formal do jogo do ator no cinema. Em sua obra, Ignez propõe uma contraposição criativa e confrontadora aos conceitos e protocolos de boas maneiras, na união formal de Brecht com o matriarcado de Oswald de Andrade.
Branco Di Fátima
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 280-294; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.181505

Abstract:
Este ensaio visita a obra do cineasta mineiro Carlos Alberto Prates Correia, focando especialmente no seu filme mais emblemático, Cabaret Mineiro (1980). O argumento apresentado é que Prates construiu, ao longo de sua carreira, um cinema sertanejo, caracterizado pela confluência de elementos folclóricos, musicais e estéticos próprios do modo de vida do norte de Minas Gerais. Prates também parece aprofundar a adaptação da literatura para o cinema por meio de um diálogo denso com o universo mítico de João Guimarães Rosa.
Esther Império Hamburger
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 12-22; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.194010

Abstract:
Apresentação da edição 57 da Significação feita pela editora Esther Império Hamburger.
Ismail Xavier
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 121-151; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.192574

Abstract:
O artigo percorre os variados interesses e competências de Arlindo Machado, demonstrando sua notável amplitude de conhecimentos e rara sensibilidade, analisando questões que envolvem a reflexão teórico-conceitual nas disciplinas conexas da comunicação midiática e das artes. Essa reflexão é balizada pela análise de obras pertencentes a campos que se inserem em variadas tradições e que compõem um rico conjunto de criações: filmes, fotografias, vídeos, instalações de artistas visuais apoiadas em distintos suportes, não faltando momentos de consideração de obras literárias – poesia e romance – e momentos de incursão no terreno da música, erudita e popular. Arlindo Machado foi um criador de caminhos, o que foi possível graças a esse percurso de inovações observadas na imensa obra que nos deixou como legado.
Daniel Malanski
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 198-214; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.188910

Abstract:
Ao longo das últimas décadas, o Brasil havia construído a imagem de uma nação emergente e progressista que passava, pouco a pouco, a exercer papel de liderança dentro do cenário político internacional. Neste artigo, efetuamos uma análise de conteúdo das cerimônias dos Jogos Olímpicos do Rio – realizadas em 2012 e em 2016 – revelando suas referências fragmentárias e mitos políticos. Em seguida, as comparamos com o posicionamento do atual governo com relação ao ambientalismo, ao multiculturalismo e à tolerância social. Desta maneira, ficou evidente que as representações do Brasil e dos brasileiros, expostas internacionalmente durante o governo Rousseff através das cerimônias olímpicas, diferem profundamente da imagem que o governo Bolsonaro buscou dar ao país a partir dos últimos anos da década de 2010. Apesar dos esforços de consecutivas administrações – sobretudo após a redemocratização, na década de 1980 – para transmitir a imagem de um Brasil emergente e progressista, crises políticas, a recessão econômica e, sobretudo, a vitória de um regime reacionário e antiambientalista nas eleições de 2018 colocaram em xeque tal narrativa nacional romantizada, revelando – internacionalmente e domesticamente – um país de contrastes, em que campos opostos competem pela nação como espaço sociopolítico e objeto simbólico.
Cesar Baio
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 80-102; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.183203

Abstract:
This essay resumes Arlindo Machado’s main critiques of the ontology of photography to discuss the anthropocentrism that marks the classic theory and hypothesize other ways of thinking about the technical image, based on the ontological division between the world (Nature), the human (Man), and technique. As a consequence of this critique, the text argues that the recognition of the materiality of the processes of image production and circulation would imply the emergence of multiple and heterogenous ontologies of the image. As such, the image crystalizes a specific way of understanding the word, which the artist encodes in their work. This conceptualization leads to the enhancement of the performative aspect that the image assumes in contemporary culture.
Jorge Cardoso Filho, Matheus Vianna Matos
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 215-235; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.182752

Abstract:
Este artigo discute as estratégias empregadas na temporada 2019/2020 da Bundesliga para a produção de excitação no público telespectador, após a retomada do campeonato sem a possibilidade de torcedores nos estádios para acompanhar os jogos. Interrompida por cerca de dois meses devido à pandemia da covid-19, a Bundesliga promoveu no seu retorno um modelo de transmissão que buscou simular a presença física dos torcedores no estádio, mediante recursos visuais, sonoros e audiovisuais, a fim de garantir a aderência a um modelo dominante da transmissão espetáculo. O artigo, então, apresenta uma descrição das transmissões e de seus aspectos técnicos e interpreta seus elementos à luz dos conceitos de excitação, espetacularização e paisagem sonora. Concluímos discutindo se e como as estratégias de transmissão podem romper com o modelo lo-fi de paisagem sonora, apontando valores sociais e estéticos predominantes e/ou emergentes.
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 236-258; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.188474

Abstract:
Este artigo visa discutir as relações entre o conceito de pós-história e o jogo digital Life is Strange, considerando a escassez de olhares da área da comunicação para os jogos em comparação com o papel que tal mídia ocupa contemporaneamente. Para tanto, serão utilizados como aporte metodológico a análise formal da jogabilidade de Lankoski e Björk, a análise da estrutura narrativa de Vogler e os fundamentos de design de jogos de Salen e Zimmerman. Os resultados apresentam a metáfora que a protagonista/personagem jogável demonstra em relação ao indivíduo pós-histórico – um fotógrafo que salta de posição em posição para buscar outras perspectiva.
Frederico Feitoza
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 181-197; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.181203

Abstract:
Imagens são entidades vivas que assaltam os olhos. Essa é a ideia por trás do conceito de “ato da imagem”, desenvolvido pelo historiador de arte alemão Horst Bredekamp, que se propôs a repensar uma problemática nos estudos da imagem: a dependência de modelos baseados em teorias linguísticas. Em seu estudo sistemático dos mais variados artefatos visuais desde a pré-história, ele propõe três variações do ato da imagem – esquemática, substitutiva e intrínseca – que atuam com sua potência latente específica sobre a visão e o corpo do espectador. Neste artigo buscamos apresentar tal conceito a partir de uma breve contextualização, explicando as suas três variações para, assim, evidenciar e concluir que há uma dimensão ontológica e uma autonomia inumana dos diversos artefatos visuais.
Jorge La Ferla
Significação: Revista de Cultura Audiovisual, Volume 49, pp 23-40; https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.192710

Abstract:
Este artículo revisa la circulación y trascendencia de la obra y figura de Arlindo Machado en América Latina, y particularmente en Argentina, debido a su influencia en la praxis audiovisual. Su pensamiento sobre los medios, considerando los usos creativos y experimentales, fue determinante en la academia y en el campo de las artes mediáticas. A su vez, los periplos a Buenos Aires lo convirtieron en una presencia imprescindible en Argentina, ya que su participación en diversos claustros ponía de manifiesto variadas estrategias discursivas y enunciativas, tanto orales como escritas, en un castellano preciso y elocuente que viene impactando, desde hace varias décadas, en estudiantes de las carreras de cine y centros de formación audiovisual, así como en artistas, profesores y realizadores latinoamericanos.
Back to Top Top