Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas

Journal Information
EISSN : 19842430
Total articles ≅ 331
Current Coverage
DOAJ
Archived in
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Clara Ludmilla Pereira Brasil Comunello, Alcides Barrichello, Rogerio Scabim Morano
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 215-238; doi:10.15675/gepros.v14i5.2556

Abstract:Qualquer processo, seja ele produtivo ou não, é suscetível a falhas e estas podem gerar consequências nos produtos finais. Na indústria farmacêutica veterinária a gestão destas falhas, além de ser uma das demandas do sistema de qualidade, é uma necessidade legal, verificada por auditorias de agências regulatórias. Assim, a gestão das não conformidades apresenta grande importância para melhoria contínua. Atrelado a isso, verifica-se nos últimos anos a tendência de aumento da prática de terceirização da produção de medicamentos veterinários em vista das vantagens financeiras envolvidas. Com essa mudança no processo produtivo, identificam-se dificuldades relacionadas à avaliação do impacto financeiro destes desvios para as empresas contratantes. Em vista disso, este trabalho, por meio de um estudo de caso, teve como objetivo o levantamento de desvios de manufatura, suas causas raiz e ações corretivas determinadas pela empresa terceira, e os custos envolvidos com essas falhas para a empresa contratante. Com essas informações verificou-se oportunidades de melhorias do processo, visando destinar investimentos de forma mais assertiva.
Wílian Assmann Ferro, José Donizetti De Lima, Marcelo Gonçalves Trentin
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 67-88; doi:10.15675/gepros.v14i5.2371

Abstract:No atual ambiente globalizado, o aumento da competitividade e a pressão para diminuir custos, tem estimulado as indústrias em aplicar métodos de previsão de demanda mais acurados. Nesse sentindo, o objetivo desse estudo é aplicar métodos individuais de previsão de demanda das famílias ARIMA e Suavização Exponencial e posteriormente combinar os melhores a fim de verificar se a acuracidade das previsões é melhorada. Para isso, são utilizadas séries históricas de três famílias de produtos de uma indústria do ramo de eletrodomésticos. Foram seguidos os passos metodológicos: (i) obtenção dos dados históricos e tratamento preliminar; (ii) aplicação das técnicas de previsão de demanda individuais; (iii) aplicação dos métodos de combinação; e (iv) escolha do modelo de combinação mais acurado. Como resultado, evidenciou-se que somente para família alfa os métodos de combinação aumentaram a acuracidade. Porém, para as famílias beta e gama não foi observado melhorias na acurácia das previsões. Apesar disso, surge como oportunidade de pesquisa a integração de previsões via julgamento de especialistas.
Gisele Gisele Beheregaray Argollo Meira, Marcelo Nogueira Cortimiglia, Bernardo Henrique Leso
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 01-22; doi:10.15675/gepros.v14i5.2153

Abstract:A presente pesquisa descreve a concepção, implantação e avaliação crítica de uma solução de Kanban Eletrônico em uma indústria do setor automotivo. Este setor possui muita dificuldade em integrar processos de abastecimento entre clientes e fornecedores, principalmente em consequência do efeito chicote característico desta indústria. Tendo isto em vista, além de uma série de outras dificuldades enfrentadas internamente na empresa em estudo que comprometem a eficiência e confiabilidade do processo, propôs-se a substituição do sistema tradicional de abastecimento de materiais por cartões Kanban pelo Kanban Eletrônico. Os resultados foram apresentados utilizando um método que separa a intervenção na empresa da pesquisa acadêmica, de forma que os dados coletados durante o projeto na empresa foram registrados e serviram de input para que se estruturasse e apresentasse os resultados da pesquisa. Assim, além de estudar o estado atual e propor uma projeção para o futuro, houve descrição do processo de implantação e exploração das dificuldades associadas. Ademais, apresenta-se uma análise crítica sobre os ganhos que o sistema proporcionou e ainda pode proporcionar à empresa.
Lucas Rodrigues Deliberador, Luciana Torres Correia De Mello, Mário Otávio Batalha
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 174-189; doi:10.15675/gepros.v14i5.2461

Abstract:A perda de alimentos vem se tornando um assunto relevante na agroindústria e estudado na literatura. Entre as perdas, destacam-se aquelas ocorridas devido à falta de estruturas de transporte e armazenagem de grãos. Considerando que o brasil é um dos principais produtores de soja e milho do mundo, essas perdas acarretam prejuízos financeiros significantes e diminuem a competitividade do país. Assim, o artigo objetiva identificar e analisar o que a literatura atual vem tratando sobre o tema e traçar sugestões de tendências futuras. Para isso, utilizou-se a ferramenta de Revisão Sistemática da Literatura (RSL), identificando os trabalhos presentes nas bases de dados Scopus, Web of Science e Scielo no período entre 2007 e 2017. Os resultados obtidos apresentam que a temática vem crescendo em número de publicações e que ainda há possibilidades de novas pesquisas. Sugerem-se pesquisas com novos termos que abranjam tipos de perdas em geral, desenvolvendo um framework com as perdas mais comuns por grãos, de modo a auxiliar os gestores e profissionais nas tomadas de decisões desse mercado e a minimizar as perdas pós-colheita.
Eugenio Andrés Díaz Merino, Lincoln Silva, Julia Marina Cunha, Ilandir Ferreira Da Silva, Giselle Schmidt Alves Díaz Merino
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 239-261; doi:10.15675/gepros.v14i5.2546

Abstract:A indústria automotiva é um importante setor da economia brasileira, sendo responsável por 5% do PIB do país. Apesar dos avanços tecnológicos da indústria, algumas das atividades realizadas ainda dependem de trabalho manual, repercutindo em riscos à saúde do trabalhador. Nesse sentido, a ergonomia atua visando melhorias de segurança e consequente aumento da produtividade no setor. Assim, esta pesquisa teve como objetivo avaliar, por meio da eletromiografia de superfície, os riscos de lesões musculoesqueléticas inerentes à atividade de montagem de veículos desempenhada por um operador de linha de montagem em uma montadora de automóveis da região sul do Brasil. Como resultado, identificaram-se duas principais posturas de trabalho, em pé e sentado, sendo que em ambas posições o trabalhador realiza a colocação manual de peças adotando flexão de tronco e anteriorização da cabeça. Observou-se maior ativação mioelétrica na postura em pé, principalmente nos grupos musculares multífido esquerdo e trapézio superior direito. Apesar disso, ocorre um favorecimento da recuperação muscular na posição em pé, ainda que ambas as posições apresentem tendência de fadiga muscular e possam levar o trabalhador a sofrer desordens musculoesqueléticas.
Monise Fernanda Maciel Melin, Flávia De Castro Camioto
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 89-108; doi:10.15675/gepros.v14i5.2416

Abstract:A produção de energia renovável vem crescendo em todo o planeta tendo como um dos objetivos atender a demanda crescente da população e cumprir o compromisso firmado na 21ª Conferência das Partes. Nesta, os países se comprometeram a reduzir a emissão de gases do efeito estufa, causada por fontes tradicionais como a queima do carvão, e assim manter a temperatura média global inferior a 2ºC. Diante desse cenário, a energia solar tem obtido grande foco por ser uma energia limpa, abundante e pouco explorada em todo o planeta. O Brasil recebe irradiação suficiente para atender toda a demanda do país somente com esta fonte, mas devido ao investimento inicial, não tem atraído a população a instalar os sistemas fotovoltaicos. Logo, o trabalho discutiu a importância dos incentivos governamentais para que haja um aumento efetivo da produção de energia solar fotovoltaica no Brasil. Para isso, países líderes nesta geração, como China, Japão, Alemanha e Estados Unidos foram estudados, observando o crescimento antes e depois das políticas implementadas, suas premissas e resultados, a fim de comparar com o que vem sendo feito no Brasil, um país com grande potencial de geração, mas que possui apenas 0,02% de sua energia produzida desta fonte. Averiguou-se que os incentivos aplicados atualmente no Brasil são de âmbito fiscal, e pouco se investiu em políticas de compra de energia ou mesmo subsídios efetivos para instigar a população, resultando no baixo crescimento de geração solar anual comparado aos países analisados.
Luis Rigato Vasconcellos, Felipe Steiner De Oliveira
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 286-327; doi:10.15675/gepros.v14i5.2548

Abstract:Há uma significativa mudança na gestão de supply chain através da tecnologia blockchain que pode implicar uma maior transparência e segurança entre os participantes da cadeia de suprimentos. Por outro lado, segmentos como a logística internacional ainda utilizam grande quantidade de documentos físicos e geram um enorme volume de informações oriundas de diferentes elos da cadeia. Um dos documentos físicos mais importantes desse segmento é o Bill of Lading (BL), estando sujeito a fraudes e extravios. Este artigo objetiva propiciar uma melhor compreensão de como a adoção da tecnologia de blockchain pelo transporte marítimo internacional de contêineres pode contribuir para o fluxo documental do BL e alterar as questões de rastreabilidade, segurança e governança da cadeia. A metodologia adotada é qualitativa, utilizando-se um estudo de caso de uma empresa pioneira em seu segmento que pretende digitalizar e integrar a cadeia logística internacional com base na utilização de blockchain. Os dados foram coletados por entrevistas em profundidade e análise de documentação. Os resultados foram avaliados considerando duas proposições teóricas e permitiram concluir que a adoção de uma plataforma digital estruturada com blockchain pode, de fato, aumentar a eficiência e a confiança entre os envolvidos, aumentar a segurança e diminuir fraudes por meio da digitalização de documentos, aumentar a transparência por meio de rastreabilidade em tempo real e favorecer a colaboração entre os participantes. Por outro lado, ainda é uma tecnologia em amadurecimento, requer a participação massiva dos participantes da cadeia para integração de informações e pode enfrentar barreiras regulatórias.
Tamie Takeda Yokoyama, Satie Ledoux Takeda Berger, Marco Aurélio De Oliveira, Enzo Morosini Frazzon, André Hideto Futami
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 133-160; doi:10.15675/gepros.v14i5.2457

Abstract:A conquista de um estratégico, dinâmico e flexível Processo de Desenvolvimento de Produtos (PDP), permite que as empresas ganhem destaque e aumentem suas vendas, podendo melhorar suas participações no mercado, trazendo-lhes vantagem competitiva. Neste contexto, é relevante entender as práticas, procedimentos e ferramentas que compõe e determinam o nível de maturidade do PDP, a fim de estruturá-lo para obter um desempenho superior ao dos concorrentes. Este artigo tem por objetivo avaliar o nível de maturidade do PDP de uma indústria fabricante de eletrodomésticos e produtos eletrônicos. À vista disto, desenvolveu-se um estudo no qual é aplicado o questionário de um modelo de maturidade que considera a avaliação de 5 níveis de maturidade. Em cada nível é preciso obter mediana 4 em todas as questões para ser considerado como nível alcançado. A análise dos dados revelou que atualmente o PDP da indústria encontra-se no nível de maturidade 1, de uma escala de 1 a 5. Um diagnóstico mais detalhado do PDP da indústria é fornecido e a partir dele foram identificadas práticas críticas que ao receberem maior atenção gerencial podem proporcionar um aumento da maturidade de seu PDP.
Everton Michels, Fernando Antônio Forcellini, Alissa Emanueli Cabrera Fumagali
Revista Gestão da Produção Operações e Sistemas, Volume 14, pp 262-285; doi:10.15675/gepros.v14i5.2559

Abstract:There is a gap in the literature regarding the opportunities and barriers in using Toyota Kata routines, which clarify some obscure aspects of Toyota. Thus, the objective of this article is to identify, through a theoretical, mixed, descriptive and bibliographical research, carried out through a systematic literature review, the opportunities and barriers found in the use of these routines. As these aspects are very specific, our results suggest that the main barriers encountered in various contexts are: 1 - lack of direction and environmental preparedness (awareness), 2 - lack of value stream map, and 3 - lack of meetings Coaching Kata In addition, the main opportunities were: 1 - short cycles, 2 - knowledge sharing, and 3 - adaptability. Thus, it can be concluded that these opportunities and barriers not only in manufacturing make Toyota Kata deployment less natural, but can be solved with simple actions, so future deployments do not go through the same problems as well, future works can empirically prove whether or not they are recurrent.