Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista

Journal Information
EISSN : 1980-0827
Total articles ≅ 1,160
Filter:

Latest articles in this journal

Gabriel Permanhane Da Silva, Leticia Rigo Tavares, Matheus Pereira Martins, Helimar Rabello
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716320202333

Abstract:
A Lei nº 12.651/2012 do Novo Código Florestal estabelece a demarcação de um raio mínimo de 50 metros de vegetação natural ao redor de nascentes, se enquadrando como Áreas de Preservação Permanente (APPs), medida indispensável para a conservação dos recursos hídricos. O objetivo desse estudo foi realizar um levantamento, registro de impactos ambientais (positivos e negativos) e avaliação do estado de conservação de nascentes perenes e suas APPs inseridas em propriedades rurais, em Prosperidade, Vargem Alta, ES, sendo classificadas de acordo com o cumprimento em metros da faixa de vegetação no seu entorno e grau de perturbação (preservada, perturbada ou degradada). Foram catalogadas 18 nascentes, destas, apenas 1 preservada, 7 perturbadas e 10 degradadas. O maior contribuinte para a presença de impactos negativos e degradação das nascentes foi a atividade pecuária no espaço da APP, enquanto impactos positivos foram mais notáveis em ambientes de reflorestamento e agricultura. Constata-se o desrespeito generalizado à lei de APPs no distrito, tornando-se emergencial o acompanhamento técnico junto aos proprietários para realizar a adequação ambiental a fim de preservar as nascentes.
Adriano Roberto Franquelino, Arlinda Montalvão De Oliveira, Vânia Dos Santos Pontin
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716420202446

Abstract:
Este trabalho relata uma experiência em ensino com abordagem no tema da água, por meio da pesquisa, promovendo a conscientização dos sujeitos, pautada na sustentabilidade. A temática da água, como bem comum, deve perpassar todo currículo, como fonte da vida, base da existência humana, faz se um contraponto com o uso da água na Indústria de Três Lagoas e o agronegócio do eucalipto e seus impactos socioambientais. Foram realizadas leituras e fichamentos de livros, artigos, revistas, execução de atividades práticas com alunos do 8º ano A, da Escola Municipal Maria Eulália Vieira. As ações consistiram em levantamento e análise de dados sobre uso devido da água na indústria de papel e celulose; pesquisa e visita na Reciclagem Alvorada; confecção de papel mache e reutilização do papelão na produção de objetos. Percebe-se que é fundamental resignificar o ensino da disciplina de História nas salas de aulas; é preciso trabalhar os conteúdos com abordagens que dizem respeito à realidade do aluno, desse modo, propiciar a construção do conhecimento para alcançar de fato, uma significativa conscientização ambiental. PALAVRAS-CHAVE: Ensino; Conscientização e Sustentabilidade.
Bethânia De Carvalho, Oalas Aparecido Morais Dos Santos, Janielly De Carvalho Camargo
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716420202445

Abstract:
A Sub-bacia do Rio Alto Paraguai desperta especial interesse e ocupa posição de destaque por abrigar o Pantanal Mato-grossense: a maior área úmida contínua do planeta. A paisagem das cidades que fazem parte da área de estudo tem sofrido mudanças significativas ao longo das últimas décadas, em razão de ações antropogênicas apoiadas pela justificativa de fomento do desenvolvimento. Conhecer a qualidade da água disponível é fundamental para uma boa gestão dos recursos hídricos. Sendo assim, foram desenvolvidos vários índices e indicadores ambientais para avaliação desta, com base em suas características físico-químicas e biológicas.O uso do Índice de Estado Trófico para Fósforo Total (IET-PT) constitui metodologia prática de avaliação da qualidade, disponibilidade e o efeito do aporte de fósforo em corpos de água, facilitando a interpretação e a divulgação dos resultados obtidos e, quando aplicado a corpos aquáticos de uma mesma região, permite a rápida avaliação comparativa do estado trófico dos mesmos. Os valores de IET-PT são classificados, segundo o grau de trofia, em Ultraoligotrófico, oligotrófico, eutrófico, mesotrófico, supereutrófico e hipereutrófico. Diante do exposto. o objetivo deste trabalho foi analisar a variação espaço-temporal das características tróficas, em função do nutriente fósforo total, dos principais rios da Sub-bacia do Alto Paraguai, no Estado de Mato Grosso, por meio da determinação do Índice de Estado Trófico para Fósforo Total (IET-PT) proposto por Toledo et al. (1983) e modificado por Lamparelli (2004), utilizando dados de qualidade das águas entre os anos de 2015 e 2017, fornecidos pela SEMA. PALAVRAS-CHAVE: recursos hídricos, pressão antrópica, eutrofização.
Alexandre Sylvio Vieira Da Costa, Tamila Caliman Bravim
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716420202410

Abstract:
A disposição dos rejeitos em barragens é o método mais utilizado no Brasil, e, diante deste cenário, alguns eventos de ruptura de barragens de rejeitos foram observados nos últimos anos, como a barragem de Fundão da Samarco em Mariana e barragem B1 da Vale em Brumadinho. Assim, este estudo objetivou levantar as alterações na legislação relativas às barragens de rejeitos, discorrer sobre alguns aspectos do cenário econômico da exploração de minério de ferro no Brasil, além de realizar o levantamento das operações de minério de ferro no estado de Minas Gerais aprovadas no âmbito do licenciamento ambiental. O estudo foi realizado por meio de revisão bibliográfica, e a busca das alternativas técnicas aprovadas foi realizada para o período de 05/11/2015 a 05/05/2019 e teve como base de dados os pareceres únicos de licenciamento ambiental fornecidos pela SEMAD. Foram analisados 44 pareceres únicos selecionados. Concluiu-se com base no estudo realizado, que a legislação estadual foi passando por alterações com as ocorrências de rompimentos de barragens. Conclui-se ainda, que as alternativas técnicas aprovadas no âmbito do licenciamento ambiental em Minas Gerais, consistiram em tratamento do minério à seco sem geração de rejeito, espessamento do rejeito em baias ou tanques de decantação, desaguamento do rejeito com filtros, disposição de rejeitos espessados em cavas, disposição do rejeito em pilhas, disposição do rejeito para reconformação do terreno e para recuperação de áreas degradadas. Também foi observada a existência de projetos para a recuperação dos rejeitos de barragens, com seu reaproveitamento e descomissionamento da barragem.
Édio Damásio Da Silva Júnior, Marco Antonio Almeida De Souza, Márcia Franco De Assis
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716420202399

Abstract:
A reduzida divulgação das pesquisas realizadas na pós-graduação (mestrado e doutorado) brasileira versando sobre o uso de wetlands construídas no tratamento de águas residuárias pode ser aventada como uma das causas da limitada utilização dessa tecnologia fora do ambiente acadêmico. O presente estudo objetivou sintetizar as informações das pesquisas em nível de pós-graduação no Brasil sobre o uso de wetlands construídas no tratamento de águas residuárias. Foram levantados dados de 253 dissertações e teses (em 30 anos) em todo o território brasileiro. Algumas conclusões puderam ser encontradas, tal como a constatação de que as instituições acadêmicas da região sul-sudeste foram responsáveis pela maior parte da produção sobre o tema no país. As espécies vegetais do gênero Typha spp e a brita compuseram a vegetação e meio suporte mais utilizados nos trabalhos, respectivamente. As tipologias de águas poluídas mais adotadas pelos pesquisadas foram esgoto proveniente de campus universitário e esgoto sanitário urbano. As terminologias mais utilizadas para indicar esse processo de tratamento de águas residuárias foram respectivamente “wetlands construídas” e “alagados construídos”. Estes sistemas de tratamento operaram predominantemente em nível secundário e terciário, avaliando principalmente a remoção de matéria orgânica e nutrientes das águas estudadas.
Ruth Helena Marquezani Rocha, Nathália Pereira Dourado, Patricia Helena Mirandola Garcia
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716320202377

Abstract:
O presente trabalho tem como objetivo a análise do Córrego do Arapuá, por meio do uso de Geotecnologias e do Geoprocessamento dos dados, com a utilização do software Spring e Arc Gis. A pesquisa tem como área de estudo o Córrego do Arapuá na proximidade com o distrito de Arapuá, no município de Três Lagoas-MS. Na metodologia aplicada, foram realizadas as etapas do geoprocessamento de dados referentes à região do Córrego, que ocorreram a partir dos dados do satélite Alos Polsar, da Universidade do Alasca, no software Global Mappers, para delimitação da área e correção a partir das curvas de nível na área, seguida da obtenção de imagens do satélite Sentinel 2 com as bandas 8R (infravermelho) 4G (vermelho) e 3B (verde), em configuração RGB, possibilitando realizar composição colorida para a retirada de atributos da região de análise, resultado utilizado para a segmentação e classificação do uso e cobertura, identificando, desse modo, os tipos de informações e itens das categorias de análise segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Concluímos o trabalho discutindo as possíveis ações que geraram o predomínio da Área de Pastagem, seguido pela Silvicultura, Vegetação nativa e por último á análise da Área urbana. A pesquisa foi realizado com apoio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS/MEC – Brasil e pela bolsa de pesquisa de Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES/MEC – Brasil.
Edvânia Matias Da Silva, Madson Luiz Torres Santos, Douglas Alberto De Oliveira Silva, Andrea Pires Fernandes, Luciana Camargo De Oliveira, Wander Gustavo Botero
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716320202362

Abstract:
O processamento da mandioca para produção de farinha, gera um resíduo com elevada carga orgânica e tóxico ao ambiente devido a elevados teores de glicosídeos cianogênios, denominado manipueira. Na busca de estratégias para utilização deste resíduo como biofertilizante, diminuindo sua carga poluidora e agregando valor ao produto, este trabalho buscou avaliar a aplicação de diferentes doses de manipueira em cultura de alface (Lactuca sativa L.), avaliando o crescimento das plantas, os teores de nutrientes absorvidos pelas plantas e o impacto dessa aplicação nas características do solo. Os resultados evidenciaram que a dose 6,6 m3 ha-1 propiciou maior incremento de massa fresca e massa seca da parte aérea, enquanto a dose 26,4 m3 ha-1 proporcionou incremento significativo nos demais parâmetros fisiológicos avaliados. Doses de manipueira superiores a esse valor apresentaram efeito deletério e ocasionaram o decréscimo em todos os parâmetros de crescimento analisados. A utilização de doses crescentes de manipueira propiciou acúmulos de nutrientes na parte aérea da alface, na seguinte ordem: Fe>Mg>Mn>Z>Ca>Cu>P>K, não apresentando deficiência de nutrientes. A incorporação da manipueira nos solos promoveu elevação do pH, da matéria orgânica e dos teores de fósforo, potássio, magnésio e sódio trocáveis e baixo incremento de CTC e Ca. Assim, o uso da manipueira como biofertilizante se mostrou adequado e promissor, aumentando os teores de nutrientes na planta e solo após aplicação, indicando sua possível utilização como complemento no cultivo de hortaliças.
Fabricio Camillo Sperandio, Admilson Írio Ribeiro, Henrique Ewbank, José Arnaldo Frutuoso Roveda, Gerson Araújo De Medeiros
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716320202346

Abstract:
A ocupação do território, provocando o desequilíbrio ambiental, caracteriza-se de acordo com divergentes aspectos históricos, culturais e econômicos, que são capazes de originar condições singulares como as da conservação do ambiente natural e da degradação ambiental. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi de avaliar as diferentes visões sobre as questões ambientais em um público heterogêneo de frequentadores de parques urbanos verificando o distanciamento das questões por meio do componente sexo. Para a análise da percepção ambiental foi utilizado um questionário hibrido do método survey com a escala likert, aplicado aos frequentadores do Parque Natural dos Esportes “Chico Mendes” em Sorocaba - estado de São Paulo, Brasil. As questões envolvidas tiveram premissa do discorrimento sobre o ambiente em três meios: antrópico, físico e biótico. Para a análise de dados foi utilizada a técnica multivariada de análise por correspondência, permitindo identificar a influência do sexo nas respostas do questionário. Dentre a percepção ambiental com a categoria de sexo, observam-se diversas conexões e semelhanças em suas respostas, mas os resultados obtidos também demonstraram uma variação da percepção entre os sexos em pelo menos uma das questões relacionadas aos três meios estudados. A pesquisa demonstrou que os homens são mais observadores do espaço e das características do parque. O sexo feminino apresentou uma percepção mais sensível as questões ligadas a gestão do parque, e além disso, conseguiu identificar as preferências entre os ecossistemas que são encontrados nos parques urbanos.
Vinicius Palácio, Wagner Luiz Lourenzani, Ferenc Istvan Bánkuti, Cristiane Hengler Corrêa Bernardo
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716420202353

Abstract:
O desenvolvimento rural vem tomando cada vez mais a atenção do meio acadêmico, devido a necessidade de compreender tal espaço e como esse caminha para um estado que garanta a produção de alimentos, a manutenção do meio ambiente e a qualidade de vida de seus habitantes. A partir de inicia-se um novo modelo de análise, sob uma ótica rural multidimensional. No Brasil, a partir de Kageyama (2004), modelos de análise multidimensionais vêm sendo adaptados e aperfeiçoados para diferentes regiões do país. Nesse contexto, esse trabalho tem como objetivo analisar as publicações científicas que tratam sobre índice de desenvolvimento rural no Brasil, no período entre 2004 e 2018. A abordagem metodológica foi exploratória e descritiva, a partir de uma revisão sistemática da literatura. Percebeu-se uma evolução do número de publicações nos últimos anos. Os resultados mostraram aspectos que sugerem dimensões homogêneas e uma metodologia que permite mensurar mais adequadamente tal meio.
Patricio Rinaldo Dos Santos, Fernando Da Silva Alexandre, Maria Josiane De Lima Guedes, Fabríicia Gomes De Lucena, Maria Luíza Coelho Cavalcanti, Marcelo Olimpio Dos Santos
Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Volume 16; doi:10.17271/1980082716420202295

Abstract:
Objetivou-se com este estudo analisar a importância e os usos da algarobeira (Prosopis juliflora) para os agricultores da localidade ribeirinha do Riacho do Navio, município de Floresta, Estado de Pernambuco, Brasil. Campanhas de campo foram realizadas (visitas intercaladas, filmagens, registro fotográfico, observações diretas) e questionários semiestruturados foram efetivados em catorze localidades distintas com amostragem de 44 agricultores em áreas campesinas do Distrito de Airi, região ribeirinha do Riacho do Navio. Diante do exposto, os dados demonstram que a algarobeira foi trazida para a região a mais de 50 anos com intuito de servir de alimento para os rebanhos durante os prolongados períodos de estiagem e sombreamento nos terreiros das fazendas, aumentou sua colonização nos últimos 10 anos, a principal atividade econômica desenvolvida na região é a agricultura, sendo que o uso da planta dar-se especialmente para fins forrageiros e energéticos, cuja extração é desenvolvida nas propriedades de forma explorativa e terciária sem regularização de preços. Contudo, consideramos que os usuários indagados necessitam ser melhor capacitados para uso e gerenciamento adequado, e conscientizados das consequências da invasão provocada por esta planta.
Back to Top Top