Journal Information
EISSN : 2595-0169
Published by: Universidade de Brasília (10.26512)
Total articles ≅ 71
Current Coverage
DOAJ
Filter:

Latest articles in this journal

Bernadete Aparecida de Castro, Beatriz Magalhães
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 121-134; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.26234

Abstract:
O texto apresentado trata de uma abordagem sobre o patrimônio cultural no âmbito das experiências vividas por um grupo social. O objetivo proposto foi retratar marcos da cultura negra no espaço urbano do município de Rio Claro-SP (Brasil). A metodologia utilizada se baseou em narrativas de representantes da comunidade e imagens para construir as referências espaciais e temporais de lugares identificados por relações de pertencimento.A memória individual e coletiva permitiu reconstituir a dialética tempo e espaço através das lembranças e experiências cotidianas trazidas pelos informantes. Os lugares de memória são espaços de pertencimento coletivos que permitem ao indivíduo reconstruirem-se a si mesmos.
Alba Nélida De Mendonça Bispo
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 35-50; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.26965

Abstract:
O objetivo desse trabalho é investigar a relação entre a perspectiva edênica e a concepção paisagística de Brasília como cidade-parque moderna. Primeiramente, destaca o motivo edênico na implantação da capital a partir de três visões: paradisíaca, infernal e patrimonial. Na sequência, ressalta a relevância da paisagem natural na escolha do sítio de locação da capital brasileira. Posteriormente, examina a concepção paisagística do Plano Piloto sob três perspectivas: aquática, terrestre e aérea. Por fim, ressalva o papel das escalas urbanísticas de Brasília como diretrizes que resguardam as características essenciais da paisagem da capital. O trabalho debate sobre paisagens e patrimonialização na América Latina ao apontar aspectos do mito edênico e da natureza do sítio que são incorporados no Plano Piloto desde o cerne do projeto e contribui para ressaltar a relevância da análise da paisagem para o planejamento territorial, o desenvolvimento urbano e a preservação patrimonial.
Julie Silva, Pedro Queiroz
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 251-265; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.32290

Abstract:
A presente pesquisa questiona como se processam os usos e as resistências do e no território, a partir do ordenamento territorial da Candangolândia, Distrito Federal. Para dar a resposta, o objetivo é analisar o ordenamento territorial da Região Administrativa da Candangolândia, no Distrito Federal. A metodologia adotada envolveu levantamentos bibliográficos seguidos de suas revisões e saídas de campo, com o intuito de realizar observações diretas das dinâmicas territoriais, coletar materiais iconográficos, realizar entrevistas semiestruturadas com os moradores da Candangolândia, georreferenciar e analisar pontos referentes ao uso e resistências do/no território. O resultado alcançado no estudo se dá pela cartografia que espacializa os elementos centrais no processo de ordenamento territorial da Candangolândia permitindo, sob a ótica do território usado e do patrimônio-territorial, vislumbrar a interação entre atores, sujeitos e o território, condicionando e definindo seus usos e funcionalidades.
Evellin Mesquita
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 167-184; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.32283

Abstract:
Para além da perspectiva hegemônica da patrimonialização, esse estudo traz um olhar geográfico para as heranças que resistem ante intervenções territoriais de caráter excludente, que refletem a colonialidade do poder. Com o objetivo de analisar como interações espaciais oriundas da patrimonialização global ressignificam o patrimônio-territorial no bairro Loma San Jerónimo, Assunção, Paraguai, foram confrontadas estas duas lógicas patrimoniais aplicadas ao continente latinoamericano à luz do conceito de território usado. A pesquisa qualitativa, com aporte em procedimentos de campo sistematizado e realização de entrevista, nos evidenciou que apesar dos impactos da patrimonialização global, o patrimônio-territorial do bairro é persistente e se mostra como uma possibilidade de emancipação da comunidade, bem como para o fortalecimento de novas estratégias de valorização patrimonial e espacial.
, , Bernadete Aparecida C. Castro, Vitor Joao R. Alves
Published: 1 September 2020
Abstract:
En el contexto del continente latinoamericano, la experiencia colonial mexicana y brasileña (al igual que todas las demás) contienen singularidades que merecen ser enfatizadas. En un estudio reciente, fue posible reconocer, una vez más, la trama dramática de diferentes formas de existencias sociales en América Latina. El desarrollo del proyecto “Condicionamiento barroco del territorio novohispano y decolonialidad originaria latinoamericana: conventos, presidios y pueblos de indios”, junto al IGG-UNAM, posibilitó comprender como nuestros territorios y cuerpos fueron y siguen siendo condicionados y violentados (con su gente) bajo el abrigo del discurso de la libertad (ayer) y de la democracia (hoy). La abordaje puede ser encontrada en este nuevo número de PatryTer, que presenta artículos preocupados con el destino socioespacial de nuestro continente y los valores culturales de su gente, cuando atraviesa una de las mayores crisis cruzadas de su historia: de una profunda crisis política a una miserable crisis de ideologías, en el núcleo de un continuum de crisis propias de la modernidad europea desde Latinoamérica. Esta revista se ha centrado en esa preocupación (Mariano, 2020; Valverde, 2020; Alvarado, 2019; Ferreira & Araújo Sobrinho, 2019; Souza, 2019; Cabrales, 2018; Lemos, 2018, Alves, 2018, etc.). Â
Ilka Lima Hostensky
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 185-201; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.26992

Abstract:
Vivenciar o cotidiano, imprimir sentido à vida, mesclar sagrado e profano, valorizar os saberes e fazeres locais são algumas das características do conceitualizado por E. Costa como patrimônio-territorial. O patrimônio-territorial é a verdadeira expressão da arte, da religião, dos saberes e dos fazeres, que foram, por décadas, esquecidos e até mesmo silenciados, mas que resistiram à chamada colonialidade do poder. Nessa proposta, o patrimônio-territorial pode e dever ser ativado e, para tanto, propõe uma metodologia voltada para essa ativação. O presente artigo se alicerça nesse referencial teórico e tem como objetivo apresentar as estratégias de ativação do patrimônio-territorial empreendidas pela comunidade quilombola do Portão do Gelo ”“ Nação Xambá, situada na cidade de Olinda-Pernambuco, Brasil. Os resultados da investigação foram sistematizados em um mapa conceitual que reflete como a comunidade define o conceito e empreende ações para preservar o seu patrimônio
Published: 1 September 2020
Abstract:
O professor Antonio Tolrino de Rezende Veras, “Verinhas” como eu o tratava, carinhosamente, foi meu contemporâneo de pós-graduação na Universidade de São Paulo-USP; ele finalizava e eu iniciava o doutorado em Geografia Humana, entre 2008 e 2009, quando nos conhecemos, ambos sob orientação do prof. Francisco Capuano Scarlato. Dali por diante, construímos nossa amizade. No dia 29 de junho de 2020, segunda-feira, acompanhamos, tristemente, o desencarne de nosso companheiro de luta e amigo, vítima do COVID-19, no Brasil. Segue uma homenagem ao companheiro.
Adriana Dennise Rodríguez
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 96-108; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.26642

Abstract:
Santiago Tulyehualco es un pueblo originario de la alcaldía Xochimilco, que pertenece a la Ciudad de México y forma parte de uno de los pocos espacios rurales remanentes. El objetivo de este trabajo es identificar el potencial reivindicador del huauhtli ”“un cultivo ancestral, también llamado amaranto”“ como patrimonio-territorial de Santiago Tulyehualco, en resistencia ante el avance de la urbanización. La metodología utilizada, de carácter cualitativo, se basó en la perspectiva de personas originarias y residentes de la localidad, entre quienes se aplicaron cinco entrevistas a profundidad, con el fin de dar visibilidad a su cotidianidad, sus luchas y su resistencia. Los resultados obtenidos permiten inferir que el huauhtli es un elemento que estructura (directa e indirectamente) las vidas de los habitantes de Santiago Tulyehualco, por lo que podría ser considerado un patrimonio-territorial activado por la comunidad, que busca que se respete su derecho a seguir siendo campesinos dentro de una de las mayores ciudades del mundo.
Larissa Alves de Sousa
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 219-233; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.32310

Abstract:
Este artigo tem por objetivo analisar, a partir dos espaços públicos de Camagüey (Cuba) e Goiânia (Brasil), a relação entre os sujeitos e os monumentos. Nesse sentido, a Praça Ignacio Agramonte, em Camagüey, é significativa nos aspectos culturais e arquitetônicos, bem como demanda as experiências cotidianas dos sujeitos com a figura heroica do monumento a Ignacio Agramonte. Da mesma forma, a formação da Praça do Bandeirante, em Goiânia, tem sua essência associada à esfera político-cultural que emerge do processo de construção da cidade e implica nas formas de socialização, logo, o monumento ao Bandeirante desperta o interesse em compreender os sentidos políticos e/ou lúdicos representados pela estátua. Metodologicamente, trata-se da ativação popular do espaço público à luz do patrimônio-territorial, reforçando essa busca pela compreensão de usos e funções nos/dos espaços públicos das cidades latino-americanas e as possibilidades nas relações destes com os monumentos.
Maria Belén Espoz Dalmasso, Esteban Fernández
Published: 1 September 2020
PatryTer, Volume 3, pp 16-34; https://doi.org/10.26512/patryter.v3i6.27232

Abstract:
El presente trabajo tiene por objeto historizar y describir las principales políticas públicas orientadas al desarrollo turístico en las últimas dos décadas, en Argentina y en la Provincia de Córdoba, en particular de la región ahora renombrada como “Mar de Ansenuza”. Analizaremos socio-discursivamente las injerencias que dentro de las mismas ha tenido el desarrollo del citybranding: no solo como estrategia de comunicación política sino como doctrina de gestión territorial. Para ello rastreamos las principales reglamentaciones y normativas que afectan al sector, analizando las dinámicas orientadas a la regionalización de la oferta turística, sus formas de orientación hacia el mercado, mecanismos de segmentación y creación de productos/experiencias ”“mercantilizadas y sus estrategias de comunicación.
Back to Top Top