Universitas: Ciências da Saúde

Journal Information
ISSN / EISSN : 1678-5398 / 1981-9730
Total articles ≅ 245
Current Coverage
DOAJ
Archived in
EBSCO
SHERPA/ROMEO
Filter:

Latest articles in this journal

Mara Adriana Pereira, Maria Inês Dornelles Da Costa-Ferreira, Maria Cristina De Almeida Freitas Cardoso
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 147-155; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.3974

Abstract:
O impacto de uma deficiência causado por uma lesão cerebral proveniente de um quadro de pós-acidente vascular cerebral (pós-AVC) ou de outros acometimentos neurogênicos, engloba as dificuldades na comunicação e consequentemente na sua interação social. Este relato de caso clínico tem como objetivo, explorar os resultados clínicos de um sujeito acometido por sequelas pós-AVC e com diagnóstico de Afasia e Apraxia Verbal, a partir de uma proposta de terapia fonoaudiológica baseada em um método multimodal. Com a utilização da técnica multissensorial, fono-vísuo-articulatória, denominado como “Método das Boquinhas”, o sujeito deste estudo alcançou a produção oral e escrita de vocábulos simples e cotidianos, generalizando a utilização dos fonemas e grafemas apresentados e, diminuindo o uso de estereotipia. Considerando que o seu quadro clínico tem prognóstico de difícil reabilitação, podemos inferir, que o sujeito apresentou resultados satisfatórios em sua reabilitação, como também mantém confiante na continuidade da manutenção da fonoterapia.
Ronaldo Luiz Do Santos, Bergman Nelson Sanchez Munhoz, Rafael Eidi Goto, Homero Jose De Farias E Melo, Leandro Nobeschi
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 127-132; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.4178

Abstract:
A aplicação das sequências de volumétricas por Ressonância Magnética – VIBE (Volume Interpolated Breath Hold Examination) são utilizadas para verificação do estadiamento de tumores da cabeça, e demonstram ser o melhor método nesses casos devido ao menor tempo de aquisição. Este artigo visa elucidar a aplicação e a relevância das sequências de volumétricas por meio de uma revisão da literatura, analisando a aquisição por meio do método VIBE, apurando as vantagens com relação ao T1 volumétrico e as demais sequências, T2, Fast Spin Eco e Spin Eco, pós-contraste com relação ao tempo. O exame VIBE equivale a um mecanismo relativamente novo de sequência RM gradiente-eco, sendo capaz de encurtar tempos de aquisição. Para esta hipótese, demonstra-se ser de grande valia em imaginologia do cérebro, como um substituto para imagens pesadas em T1 spin-eco pós-contraste convencional na avaliação dos tumores da cabeça.
Anaira Gonçalves De Almeida Ribeiro, Maria Cristina Ribeiro, Linconl Agudo Oliveira Benito
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 117-125; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.3861

Abstract:
Tratou-se de uma revisão sistemática (RS) que analisou a questão da Síndrome de Stevens-Johnson (SSJ), em pessoas adultas. Foram implementados levantamentos bibliográficos eletrônicos nas bases de dados BVS®, LILACS®, MEDLINE®, SCIELO® e o PUBMED®. Foram eleitos onze (11) artigos publicados no recorte histórico de 2007 a 2015, nos idiomas português, espanhol e inglês, sendo a maioria constituída de estudos de caso. Os pacientes descritos nos artigos, a média de idade de 39,42 sendo que o mais jovem possuía 22 anos e a mais idosa 61 anos, 53,85% (n=07) eram do sexo feminino, 53,85% (n=07) desenvolveram SSJ e 46,15% (n=06) evoluíram para Necrólise Epidérmica Tóxica (NET), 15,40% (n=02) possuía epilepsia ou AIDS, 23,10% (n=03) consumiu antibióticos, 92,30% (n=12) não veio a óbito. O estudo demonstrou a complexidade e a potencialidade da SSJ, sendo que quase a metade das pessoas evoluíram para a NET. Nesse sentido, é de fundamental importância uma maior conscientização da sociedade no sentido de mitigação da SSJ.
Benilson Souza Nunes, Paulo Roberto Queiroz
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 133-146; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.4269

Abstract:
Os estudos relacionados ao armazenamento de memória têm apresentado notáveis avanços em sua abordagem molecular. Enzimas como a proteína cinase A (PKA) e a proteína cinase C (PKC), bem como fatores de transcrição como a CREB-1 e a CREB-2, participam da plasticidade neuronal de consolidação da memória. O objetivo do trabalho, portanto, foi apresentar, de maneira sistemática, a cadeia de eventos moleculares e celulares que acompanham o armazenamento da memória implícita em suas diferentes durações. A bibliografia deste trabalho descreve alguns estudos relacionados à transdução de sinal em circuitos neuronais simples. As pesquisas se pautam em duas modalidades de armazenamento convencionadas: facilitação de curta duração (STF) e facilitação de longa duração (LTF), cada uma apresentando seus mecanismos particulares. A facilitação de duração média (ITF) também é mencionada. Os avanços da biologia molecular prometem fornecer perspectivas cada vez mais íntimas dos mecanismos que governam as funções mentais, em especial da memória.
Dayara Carla Amaral Da Costa, Yasmim Da Silva Uchôa, Ivan Arnaldo Pamplona Da Silva Junior, Saulo De Tarso Saldanha Eremita De Silva, Wiviane Maria Torres De Matos Freitas, Soanne Chyara Soares
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 75-80; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.3997

Abstract:
OBJETIVO: Identificar a percepção dos profissionais da saúde acerca da sexualidade em idosos. METODOLOGIA: Estudo quantitativo, observacional, do tipo transversal analítico, em instituição especializada na assistência a terceira idade em Belém-PA. Foi aplicado questionário com 20 profissionais da saúde. Os dados foram submetidos à análise estatística com teste G de aderência. RESULTADOS: Os profissionais, de ambos os sexos, tinham idade média de 41,8 anos (±12,2), formados há aproximadamente 17,1 anos (±12,4). A casuística foi formada por médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, assistentes sociais, odontólogos, psicólogo, terapeuta ocupacional, nutricionista e farmacêuticos. Os resultados quanto à percepção dos profissionais sobre a sexualidade evidenciam que 100% relatam saber distinguir sexo de sexualidade, 45% relatou nenhuma formação acadêmica sobre sexualidade em idosos, 75% se sentem razoavelmente preparados para lidar com o tema. Quanto a atuação profissional, 35% ainda acham de nada a pouco importante abordar o tema com os idosos, mas a maioria 75% relata conversar com os idosos sobre o tema, as principais orientações passadas dizem respeito ao uso de preservativos e doenças sexualmente transmissíveis, e as dificuldades mais relatadas dizem respeito à resistência dos idosos ao abordar o tema. Metade dos profissionais reconhece que a precária abordagem interfere muito na qualidade de vida dos mesmos. CONCLUSÃO: Embora os profissionais reconheçam a importância da sexualidade na integralidade do ser, existe carência na formação profissional, resistência dos idosos, e tabus socioculturais que são barreiras para abordagem do tema, consequentemente surge negligência por parte de alguns profissionais podendo interferir na qualidade de vida dos idosos.
Hannah Waleska Viegas De Castro, Bruno Silva Milagres
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 81-90; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.4163

Abstract:
A Coqueluche é uma doença infecciosa aguda de notificação compulsória causada pela bactéria Bordetella pertussis. Ela acomete o trato respiratório e seu principal sintoma é a tosse paroxística. Essa acomete todas as idades, mas é mais frequente e grave em menores de 1 ano. O objetivo desse trabalho é apresentar a epidemiologia descritiva e a cobertura vacinal no Brasil nos anos de 2010 a 2014, sendo realizado por meio de revisão bibliográfica no contexto epidemiológico. A cobertura vacinal atingiu o preconizado em todos os anos, entretanto este não ocorreu de forma homogênea. Houve um aumento de 1.505% de casos do ano de 2010 a 2014, configurando uma possível reemergência da doença. A causa desse aumento ainda não foi elucidada, porém há hipóteses que relacionam com a melhora diagnóstica, vigilância epidemiológica mais sensível, uma cepa mais virulenta e a redução da imunização após alguns anos da última dose da vacina.
Fernanda Souza Lopes, Linconl Agudo Oliveira Benito
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 107-116; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.4272

Abstract:
Trata-se de um estudo transversal, descritivo e de abordagem quantitativa que analisou o conhecimento de estudantes de uma instituição de ensino superior (IES) com sede em Brasília (D.F.) sobre a CB. Foram entrevistados quatrocentos (400) estudantes, sendo que 48% (n=192) cursavam “enfermagem”, 24% (n=96) cursavam “nutrição”, 15,50% (n=62) cursavam “medicina”, 8,25% (n=33) cursavam “biomedicina” e 4,25% (n=17) cursavam “biologia”. O perfil dos atores sociais participantes do presente estudo se constituiu de 78,75% (n=315) pessoas do sexo feminino, 87,75% (n=351) solteiras, 70,75% (n=283) não desenvolvem atividade remunerada, 93,25% (n=373) negam enfermidade(s), 94,50% (n=378) negam tabagismo, 78% (n=312) negam consumo medicamentoso, 93% (n=372) negam etilismo, 99,25% (n=397) negam hipertensão arterial (HA), 100% (n=400) negam diabetes mellitus (DM), 81,50% (n=326) negam sobrepeso e 95% (n=380) negam obesidade. Foi identificado ainda reduzido conhecimento dentre os entrevistados, apenas na categoria analítica relacionada a necessidade de suplementação alimentar utilizando polivitamínicos após a realização da CB.
Jaquelyne Bernard Da Silva, Linconl Agudo Oliveira Benito
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 91-100; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.4216

Abstract:
Trata-se de um estudo de coorte, transversal, analítico e quantitativo, que utilizou o Índex de Katz, proposto por Sidney Katz em 1998. Num universo de 49 idosos avaliados, o perfil dos atores sociais participantes deste estudo se constituiu de 53,05% (n=26) pessoas do sexo feminino, 97,95% (n=48) brasileiros, 87,75% (n=43) negam tabagismo, 81,65% (n=40) negam etilismo, 42,85% (n=21) possuir ensino fundamental, 49% (n=24) realizam exercícios físicos, 55,10% (n=27) possuem sono normal, 69,40% (n=34) possuem entre 2 e 4 filhos, 14,30% (n=07) moram respectivamente junto as cidades satélites do Gama (RA-II) e São Sebastião (RA-XIV), 24,50% (n=12) possuem renda de 02 a 04 salários, 28,55% (n=14) realizam caminhada, 51% (n=25) eram da região nordeste. Foi verificado que 95,90% (n=47) adquiriram 06 enquanto pontuação e 4,10% (n=02) adquiriram 05, se caracterizando respectivamente enquanto idosos independentes por conseguirem realizar as atividades de banhar-se, vestir-se, ir ao banheiro, transferência, continência e alimentação.
Monique Azevedo, Dirce Bellezi Guilhem, Tatiana Mitie Watanabe Hobo, Maria Victória Goulart
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15, pp 101-106; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i2.4240

Abstract:
Estudo retrospectivo, descritivo realizado com 137 prontuários com diagnóstico de Incontinência Anal (IA), assistidas em clínica particular de Fisioterapia em Reabilitação do Assoalho Pélvico em Brasília. O objetivo foi quantificar a predominância da IA em mulheres incontinentes que passaram por parto vaginal ou cesáreo. A prevalência da Incontinência Anal foi a do tipo sujidade com 32,85% dos casos em ambos os partos. Esse tipo de incontinência foi apresentada por 33,33% das mulheres que tiveram parto vaginal e 31,91% das que tiveram parto cesáreo. A IA teve maior predominância no PV, quando comparada ao grupo PC. O tipo de perda prevalente foi sujidade. A incontinência anal é um problema que afeta um número considerável da população, ao realizar algum tipo de parto, a mulher tem maiores chances de desenvolver essa patologia, porém quando tratada, essa patologia tem bons resultados.
Arthur Henrique Gomes De Lima, Hetty Nunes Lobo
Universitas: Ciências da Saúde, Volume 15; https://doi.org/10.5102/ucs.v15i1.4268

Abstract:
Resumo Saúde é o completo bem-estar físico, mental e social, não podendo ser puramente considerada a ausência de doença. É fundamental que as escolas se preparem para promover a saúde de seus alunos, pois, estes passam grande parte de seu tempo nesse ambiente. Analisar os professores de educação física escolar que trabalham a promoção de saúde em suas aulas, e saber se os professores possuem conhecimento a respeito do Programa de Saúde na Escola (PSE). Foi realizada a entrevista contendo 5 perguntas a respeito do programa de saúde na escola (PSE) e promoção de saúde nas aulas de educação física. O principal achado do presente estudo foi que dois professores ainda trabalham de forma preventiva e apenas um professor que possui conhecimento da promoção da saúde na visão ampliada. Conclui-se que a superação dos desafios apontados pelos setores saúde e educação passa pelo reconhecimento de que as contradições conceituais apontadas.
Back to Top Top