Refine Search

New Search

Results in Journal Revista de APS: 186

(searched for: journal_id:(4268740))
Page of 4
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Amanda Brognoli Donini
Abstract:
O aumento de peso da população mundial tem levado a alterações no comportamento alimentar com o objetivo de reduzir a ingestão energética e consequentemente o peso. Porém, a restrição alimentar tem se mostrado não ser sustentável a longo prazo e ainda pode ser responsável pela falha das tentativas de emagrecimento. A alimentação intuitiva aparece como uma alternativa de modelo de alimentação que se relaciona ao bem estar físico e mental e pode ser orientada por um nutricionista. O objetivo do estudo foi observar a percepção dos usuários a respeito dos atendimentos nutricionais na lógica da alimentação intuitiva. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada através da aplicação de um guia de atendimento na lógica da alimentação intuitiva e de aplicação de um roteiro de entrevista pré-estruturado com os participantes da pesquisa. O estudo foi realizado em cinco Unidades Básicas de Saúde de um município do sul do Brasil. O guia de atendimento foi aplicado em 5 consultas quinzenais. A análise de dados foi realizada através de análise de conteúdo temática categorial. Participaram deste estudo 17 usuários selecionados de acordo com os critérios de inclusão. Destes, 5 (29,4%) desistiram da pesquisa durante o período de coleta de dados e 3 foram retirados devido às faltas nas consultas (11,8%) e por não ter respondido sobre o motivo da desistencia (5,9%). Para cada uma das respostas às perguntas do roteiro de entrevista pré-estruturado, foram identificadas de uma a cinco categorias. Sobre os motivos que levaram a pessoa a buscar o atendimento nutricional, foram identificadas as categorias “Saúde”, Estética, emagrecimento ou insatisfação corporal” e “Melhora da relação com a comida”. Em relação as expectativas sobre o atendimento, foram identificadas as categorias “informação nutricional”, “auxílio no emagrecimento” e “comer disfuncional”. Para as perguntas sobre o que o participante achou do atendimento nutricional e como descreveria a forma de atendimento foram identificadas as categorias “diferente do método tradicional”, “centrado na pessoa”, “surpresa por encontrar essa forma de atendimento no SUS” e “processo de autocnhecimento”. Sobre como a pessoa avalia o atendimento nutricional foi identificada a categoria “Expectativas superadas”. Em relação a como a pessoa se sentiu sendo atendida daquela forma, foram identificadas quatro categorias: “foco no emagrecimento”, “expectativa”, “centrada na pessoa” e “com melhoras na relação com o corpo e com a comida”. Para a pergunta como está a sua relação com a comida após o tratamento?, foram identificadas quatro categorias: “mentalidade de dieta”, “mudança de pensamento e atitude em relação a alimentação”, “autoconhecimento e consciencia alimentar” e “esperança de melhorar”. Podemos concluir que a alimentação intuitiva está alinhada com a humanização proposta no SUS e ao método clínico centrado na pessoa, além de ter sido bem aceita pelos participantes da pesquisa, e que se coloca como ferramenta para a promoção da alimentação saudável na APS de uma forma abrangente e humanizada.
Caroline Daniele Silva, Karina Mourão Costa, Ana Carolina Do Amaral Santos Carvalho Rocha, Thainá Scramim de Almeida, Ingrid Piassá Malheiros Lavinas,
Abstract:
Objetivo: analisar as experiências vivenciadas nas visitas domiciliares pelos estudantes de Medicina, visando identificar e discutir as potencialidades e as limitações desse instrumento. Métodos: trata-se de um relato de experiência que sumariza, organiza, descreve e avalia crítica e qualitativamente as experiências vivenciadas e sua contribuição na área de atuação. O estudo teve como base a análise temática dos portfólios feitos por estudantes que cursavam a disciplina Saúde da Família e Comunidade, entre agosto de 2015 e outubro de 2016, e que, no presente, são membros da Liga Acadêmica de Atenção Básica à Saúde (LAABS). Resultados: como potencialidades, destaca-se: a importância do trabalho em equipe; aproximação entre profissional de saúde e a realidade do paciente; desenvolvimento de vínculos com a população; avaliação da situação de saúde e das condições de vida da população; facilita a continuidade do cuidado; utilização de instrumentos que potencializam a visita domiciliar. Como limitações: o pouco tempo disponível para a visita; o horário escolhido inadequado para algumas famílias; a frustração quando o estudante não percebia adesão instantânea à mudança do estilo de vida pelo paciente. Conclusão: a visita domiciliar apresenta mais potencialidades do que limitações, visto que ela aprimora o trabalho em equipe e auxilia de forma concreta a criação e estabelecimento do vínculo junto à comunidade e suas famílias, com isso é possível realizar um trabalho contínuo e um melhor seguimento. A visita domiciliar é um bom método tanto para conhecer as famílias quanto para coleta de dados e cuidado em saúde.
Luiz Carlos Ferreira Do Nascimento, Tainara Lôrena Dos Santos Ferreira, Daísy Vieira de Araújo, Fábia Barbosa de Andrade
Abstract:
Este estudo objetiva avaliar indicadores de Puericultura na Atenção Primária à Saúde na rede básica. Trata-se de um estudo quantitativo realizado com pais/responsáveis de crianças menores de dois anos atendidas em Unidades Básicas de Saúde na cidade de Santa Cruz, Estado do Rio Grande do Norte, com uma amostra composta por 186 indivíduos. Este estudo vem fortalecer a proposta do Ministério da Saúde de vigilância em saúde da criança, pois se trata de uma diretriz operacional que visa à redução dos indicadores de morbimortalidade infantil no país e colabora para o fortalecimento do Pacto pela Saúde.
Thamires Graciela Flores, , Daynah Waihrich Leal Giaretton, ,
Abstract:
Objeto: formação profissional para o cuidado ao paciente sem possibilidade terapêutica na atenção básica. Objetivo: O presente estudo objetivou discutir a formação de profissionais da rede de Atenção Básica na atuação com pacientes oncológicos sem possibilidades terapêuticas, tendo em vista a demanda apresentada no campo da saúde em relação a esses pacientes e o desafio da estruturação de uma linha de cuidado que proporcione a integralidade da atenção aos mesmos. Método: Trata-se de um estudo transversal descritivo com abordagem qualitativa, realizado por meio de entrevistas com profissionais de saúde da região oeste de Santa Maria Rio Grande do Sul e Unidade de Pronto de Atendimento e analisados por meio da análise de conteúdo temática. Resultados: Foram entrevistados 85 profissionais de saúde e observou-se que os profissionais da rede de Atenção Básica não se sentem qualificados para atender os pacientes oncológicos sem possibilidades terapêuticas, devido à formação profissional e a qualificação para o trabalho não atenderem esta demanda. Conclusão: Os cursos de graduação e de formação de profissional da área da saúde, bem como os gestores através das capacitações na rede de Atenção Básica, devem atentar para essa nova necessidade no campo da saúde. Descritores: Atenção Primária à Saúde, Saúde Pública, Oncologia, Cuidados Paliativos.
Marcelo Melo Silva, Teila Ceolin, Marjoriê Da Costa Mendieta, Manuelle Arias Piriz
Abstract:
Objetivo: conhecer as ações de saúde ambiental realizadas por enfermeiros que atuam na Estratégia Saúde da Família de Pelotas/Rio Grande do Sul. Métodos: pesquisa qualitativa, realizada em Pelotas/Rio Grande do Sul, com cinco enfermeiros da Estratégia Saúde da Família rural e urbana, em 2013. Os dados foram analisados pela proposta temática. Resultados: apenas um dos participantes referiu que a temática saúde ambiental foi abordada na graduação. Todos os entrevistados reconheceram que o ambiente está diretamente ligado ao processo saúde-doença, identificaram diversos problemas ambientais em seus territórios e relataram realizar várias ações ambientais para minimizar os danos à saúde da população. Considerações finais: considera-se importante que os enfermeiros trabalhem questões ambientais em seu cotidiano e atuem em conjunto com a população para minimizá-los.
Angela Andrade Martins, Núncio Antônio Araújo Sól, ,
Abstract:
A inserção da equipe de Saúde Bucal na Estratégia Saúde da Família teve como proposta provocar mudanças no modo de organizar a produção do cuidado hegemonicamente ofertada pelos serviços de saúde da atenção primária no Sistema Único de Saúde, no Brasil. O objetivo deste trabalho foi analisar, a partir de um grupo educativo com hipertensos e diabéticos de uma equipe de saúde da família do município de Campinas-SP, possibilidades de ampliação da clínica da Saúde Bucal. A promoção da saúde foi pano de fundo dessa pesquisa, pois entendemos que as práticas grupais são dispositivos importantes para a ampliação da clínica na atenção primária à saúde. O referencial teórico-metodológico foi o da Análise Institucional em sua abordagem sócio-histórica e utilizamos como ferramentas para a produção dos dados: análise de documentos arquivados que traziam registros sobre o grupo, entrevistas com profissionais e usuários/as integrantes do grupo, um grupo focal com a equipe de saúde da família do qual este grupo faz parte e a produção de um diário de pesquisa. A partir da análise dos dados produzidos, foi possível perceber o potencial deste grupo como um dispositivo para ampliação da clínica de Saúde Bucal. O fato da dentista estar inserida no grupo como parte integrante do mesmo foi um diferencial que fez a equipe de saúde rever o lugar da Saúde Bucal na produção do cuidado, consequentemente na promoção da saúde.
Elaine Regina Pereira Carvalho, Jordania Lindolfo Almas, Maria Alice Junqueira Caldas
Abstract:
Introdução: O envelhecimento populacional é considerado um dos maiores desafios da Saúde Pública, principalmente nos países em desenvolvimento. É relevante conhecer a rede de atenção para que possam ser elaboradas políticas, programas e ações que atendam as suas especificidades. O objetivo foi identificar e mapear a rede de atenção a população idosa da região Norte de Juiz de Fora (MG), com a finalidade de discutir estratégias de ação. Metodologia: Tratou-se de um estudo descritivo que identifica os serviços ofertados aos idosos através de três etapas: listagem da rede de saúde; entrevistas com um representante; e uso de tecnologias de acesso livre da internet para mapear e catalogar os serviços ofertados. Resultados: De acordo com o Catálogo Social de Juiz de Fora, 30 serviços disponibilizam atividades de forma direta ou indiretamente; na internet foram encontradas cinco entidades que ofertam algum serviço, totalizando 35 locais que foram foco da pesquisa. Destes, 24 são serviços governamentais e 11 não governamentais, e 16 são da rede de saúde. Discussão: Dos serviços encontrados a maioria era composta por serviços de saúde, coordenada pela atenção primária indicando a necessidade de um sistema que tenha esta como coordenadora de outros serviços de saúde. Foi observado que as atividades estão frequentemente voltadas para ações individuais, com pouco enfoque para a coletividade, ações de prevenção de agravos e promoção de saúde. Considerações Finais: Espera-se que este estudo possa contribuir para futuros trabalhos que mobilizem a sociedade organizada e o Estado, no sentido de dar respostas as necessidades da população idosa, que tende a crescer ainda mais.
Paula Peixoto Messias Barreto, Adriana Alves Nery, Roseanne Montargil Rocha, Marcela Andrade Rios
Abstract:
Estudo exploratório e descritivo de abordagem qualitativa, com objetivo de identificar as facilidades e dificuldades encontradas pelos trabalhadores informais do comércio com hipertensão arterial na acessibilidade aos serviços de saúde. Participaram do estudo 18 trabalhadores informais do comércio com hipertensão arterial que desenvolvem suas atividades laborais no Centro de Abastecimento Vicente Grilo, mercado público situado em Jequié – BA. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas semiestruturadas após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e realização do estudo piloto. A análise foi realizada de acordo a técnica de análise de conteúdo, modalidade temática. Como resultado, os trabalhadores informais do comércio apontam facilidades e dificuldades na dinâmica de acessibilidade aos serviços de saúde públicos e no sistema de saúde privado, ocorrendo ainda dificuldades de acessibilidade relacionadas a questões de gênero e a falta de tempo para ir aos serviços de saúde, devido a atividades laborais.
Madlene De Oliveira Souza, Brenda De Araújo Machado, Rafaelle Serra dos Santos, Jesiellen de Almeida Damacena,
Abstract:
O estudo teve por objetivo apresentar a percepção dos trabalhadores sobre a interprofissionalidade, com ênfase das práticas de apoio matricial do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF). Trata-se de um estudo exploratório de natureza qualitativa, realizado numa Unidade de Saúde da Família da cidade de Salvador, Bahia. Foi utilizando a cartografia no território existencial e entrevista semiestruturada com 04 profissionais do NASF e 04 profissionais das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF). Os resultados apresentaram avanço do diálogo entre as equipes de NASF e ESF, referindo de forma construtiva a participação interdisciplinar no trabalho com ampliação do cuidado integral ao usuário. Apesar da fragmentação do tempo de trabalho do NASF em diferentes Unidades de Saúde, o estudo apontou as reuniões de equipe, atendimento compartilhado e atividades coletivas como momentos de potencial para a interprofissionalidade.
Abstract:
No âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS, ainda não existe uma política pública de saúde consolidada sobre o papel da fisioterapia, em particular na atenção básica. O perfil epidemiológico e a transição demográfica brasileira levam a fisioterapia a rever sua práxis profissional e adequar suas ações para a atenção básica, visando maior integralidade e resolubilidade dos problemas de saúde da população neste nível de atenção. Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família - NASF criados em 2008 são a maior oportunidade de inserção do fisioterapeuta na atenção básica. O objetivo deste trabalho foi realizar uma reflexão crítica do capítulo direcionado a fisioterapeutas nas diretrizes do NASF, de 2009. O texto apresenta-se confuso sobre a atuação deste profissional na atenção básica, e ainda direciona muito suas práticas à reabilitação. Considera o fisioterapeuta como profissional de reabilitação para atuar com idosos/deficientes, o que é um contra censo ao que se preconiza como ações para a atenção primária em saúde, tanto pela restrição às ações de reabilitação, quanto por colocar apenas duas condições de saúde como aptas à atuação da fisioterapia. O documento traz direcionamentos para atuação do fisioterapeuta apenas para idosos e deficientes, não abrangendo os problemas de saúde de uma população considerando todos os problemas de saúde que uma população pode apresentar. A apresentação do conteúdo destinado a fisioterapeutas difere da apresentação de outros profissionais da saúde que também atuam no NASF, tendo estes direcionamentos mais específicos. Conclui-se que a referida política não fortalece a atual demanda da população sobre as práticas do fisioterapeuta na atenção básica à saúde, tão pouco auxilia na quebra de paradigma do fisioterapeuta como profissional exclusivo da reabilitação. São necessárias novas políticas públicas de saúde voltadas para o trabalho do fisioterapeuta na atenção básica para que este profissional possa ampliar suas ações neste nível de atenção.
Hellen Cristina Oliveira Fernandes, Lìvia Tassinari Scarpat, Marina Miguel de Carvalho, Núbia Dutra de Oliveira, Rebeca Netto Habib Salim, Rodolpho Rodrigues de Souza, Elizabeth Santos Madeira
Abstract:
INTRODUÇÃO - A Doença de Parkinson é a segunda enfermidade neurodegenerativa mais comum no idoso, enquanto a depressão é uma síndrome com transtorno do humor. Os sintomas depressivos são as manifestações não motoras mais comuns entre os acometidos pela Doença de Parkinson. OBJETIVO - Caracterizar as mudanças ocorridas nos hábitos de vida dos acometidos pelo Parkinson, identificar a percepção dos membros da Associação sobre os sintomas de depressão, identificar a percepção dos mesmos sobre a relação entre Doença de Parkinson e depressão e caracterizar o seu convívio social com a depressão. METODOLOGIA - Estudo descritivo qualitativo, no qual foram entrevistados membros idosos da Associação Capixaba de Parkinson. As entrevistas foram gravadas, transcritas, categorizadas, armazenadas e submetidas a análise de discurso. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da Faculdade Brasileira- Multivix sobre número 47289215.1.10000.5066. RESULTADOS - O estudo revela que os diferentes quadros clínicos do Parkinson são definidores dos hábitos de vida desses pacientes, já que causam limitação motora, transtornos do sono e memória, perda da autonomia e desmotivação. Na visão dos membros da Associação Capixaba de Parkinson, os sintomas depressivos são reconhecidos pela maioria dos portadores de Parkinson, que acreditam que há relação entre ambas as doenças. Dessa forma, indivíduos diagnosticados com as duas enfermidades podem ter alterações em seu convívio social, como o isolamento e a busca por grupos de apoio. CONCLUSÃO - O Parkinson gera prejuízos em vários âmbitos da vida do portador, principalmente quando está associado a depressão. Os parkinsonianos reconhecem os sintomas depressivos e percebem a relação com a Doença de Parkinson. Aspectos físicos e mentais devem ser levados em consideração no tratamento da doença, necessitando de uma abordagem multiprofissional e interdisciplinar.
, Larissa Gramázio Soares, Elisa Prieto Kappel, ,
Abstract:
Objetivo: Comparar as recomendações de guidelines sobre a atenção às mulheres no pós-parto na Atenção Primária à Saúde. Desenvolvimento: Revisão sistemática de guidelines com busca nas bases de dados Lilacs e PubMed, e página da internet do National Guideline Clearing house, National Institute for Health and Care Excellence e Google®, considerando como critérios de inclusão: tratar de recomendações sobre cuidados pós-parto de rotina e/ou complicações decorrentes do pós-parto; contemplar responsabilidades da Atenção Primária à Saúde; ser publicado de 2008 a 2017; estar disponível em texto completo; nos idiomas inglês, espanhol ou português. Foram analisados 9 guidelines, em que apenas três trataram de cuidados gerais no pós-parto, sendo os demais sobre temas específicos, como depressão pós-parto e contracepção. Apenas um guideline era direcionado para países de baixa renda. As recomendações trataram sobre organização do cuidado, saúde mental, saúde física, aleitamento materno, atividade educativa/grupo de apoio, sinais e sintomas de violência doméstica e métodos contraceptivos. O escopo de recomendações foi baseado, de modo geral, em baixo nível de evidência, com maior foco em saúde física e mental, e incipiente abordagem sobre violência doméstica. Conclusão: Os guidelines apresentaram recomendações amplas que abrangem a atenção às mulheres no pós-parto. Há necessidade de maior investimento em pesquisas sobre o tema para aumentar o nível das evidências, e incentivo para elaboração de guidelines em países de baixa renda.
, Rodrigo Dos Santos Almeida, Sabrina Alves de Souza Pereira
Abstract:
A utilização de medicamentos potencialmente inapropriados para o idoso vem se tornando um problema de saúde pública mundial, uma vez que os idosos estão mais expostos à medicalização. O presente estudo teve como objetivo determinar o perfil dos medicamentos prescritos para pacientes acima de 60 anos de uma unidade de atenção primária, buscando a ocorrência de Medicamentos Potencialmente Inapropriados (MPI), segundo critérios de Beers e fatores associados. O método consistiu em estudo observacional retrospectivo por meio da análise de prescrições. Os resultados indicaram uma população predominantemente feminina, nível de escolaridade baixo. Um número significativo de indivíduos apresentou-se exposto à utilização de ao menos um medicamento considerado inadequado para idosos, tendo ocorrido em 35,4% das prescrições analisadas. A polifarmácia se apresentou como principal fator relacionado, por aumentar a ocorrência de medicamentos inapropriados prescritos, assim como gênero e idade. Foi verificado que pacientes que consomem cinco ou mais medicamentos simultaneamente apresentam risco 5 vezes maior de utilizarem MPIs. A glibenclamida foi o MPI mais prescrito para os idosos (36,6%), seguido do clonazepam (22,7%) e do ácido acetilsalicílico (10,2%) das prescrições. Desta forma, é importante que a escolha dos medicamentos a serem prescritos pela equipe médica seja feita de forma sensata, e com parcimônia, para minimizar os possíveis problemas inerentes ao uso de medicamentos.
Neiva Maria Juchem, Cássia Regina Gotler Medeiros, Ana Luísa Freitag
Abstract:
Objetivo: analisar a percepção de trabalhadoras sobre a participação das empresas na garantia do cuidado no pré-natal e amamentação. Métodos: estudo qualitativo que realizou análise de conteúdo de entrevistas à gestantes e nutrizes de um município do Rio Grande do Sul. Resultados: algumas empresas não validam o atestado médico, o que resulta na perda de benefícios oferecidos pela empresa. Gestantes que necessitam de cuidados especiais nem sempre conseguem mantê-los no ambiente de trabalho, forçando-as a solicitar demissão. A distância entre a residência ou creche e o trabalho dificulta o aleitamento materno. Conclusões: as empresas desconhecem a Rede de Atenção à Saúde Materna, e embora cumpram a legislação trabalhista relacionada à gestação e aleitamento, esta não é suficiente para garantir o cuidado à saúde materna e infantil.
Ana Áurea Alécio De Oliveira Rodrigues, Manuela Queiroz Oliveira, Marcos Heitor Assis dos Santos, Agenor De Jesus Júnior, Alana Késia Pastor da Silva
Abstract:
Após 16 anos de implantação das Equipes de Saúde Bucal (ESB), no Brasil, muitas cidades ainda não lograram a produção do cuidado em saúde conforme o preconizado pelo SUS. Diante disto, este estudo tem como objetivo compreender e discutir os fatores que dificultam as práticas das ESB na Estratégia de Saúde da Família por meio de uma abordagem qualitativa. Para a realização deste trabalho utilizou-se como instrumento de coleta dos dados entrevista semiestruturada, aplicada a 29 indivíduos, participantes de Equipes de Saúde Bucal e outros profissionais da saúde, gestores e usuários de seis unidades de saúde de um município do Território do Sisal. A análise foi baseada na hermenêutica-dialética. A insuficiente cobertura em saúde bucal, a alta demanda, a forma de organização do serviço, a precariedade do vínculo empregatício e o baixo financiamento em saúde, foram os entraves encontrados no município, que influenciam negativamente no processo do cuidado em saúde e não favorecem a oferta de um serviço de qualidade que proporcione a resolubilidade da atenção.
Emmanuelle De Oliveira Santos, Jéssica Almeida Silva da Costa, Michele Pereira Netto
Abstract:
O presente trabalho objetiva relatar um projeto de educação alimentar e nutricional desenvolvido com escolares em uma escola municipal da cidade de Juiz de Fora - MG. No período de maio a junho de 2018, foram realizadas quatro intervenções através de atividades de até 60 minutos cada, com intervalo de uma semana. As ações contaram com: questionário; exposição verbal com incentivo ao diálogo; recursos lúdicos; e oficina culinária. Também foi realizada antropometria, seguindo recomendações do Ministério da Saúde, e para classificação de estado nutricional, utilizou-se o programa WHO AntroPlus®. Os resultados reforçaram a necessidade de ações de educação alimentar e nutricional. Quanto às atividades, houve boa aceitação, bem como compreensão, avaliada pelos comentários que traduziam, em suas palavras e contexto, o que lhes era ensinado. Notou-se que sequenciar o conteúdo, fazer uso de analogias e de abordagens lúdicas e participativas, foram escolhas que facilitaram o processo.
Ana Flávia De Seixas Salomão, Jomara de Oliveira dos Santos Yogui, , Betina Nogueira da Silva
Abstract:
O Programa Saúde nas Escolas (PSE) começou a ser implementado no município de Juiz de Fora, Minas Gerais, no ano de 2015, através de um projeto piloto implementado em uma escola municipal da cidade. O objetivo deste Programa nacionalmente inclui estabelecer uma parceria entre os serviços de saúde e educação para ampliar as ações de promoção da saúde e prevenção de doenças com foco em escolares da rede pública. O presente estudo visa determinar a ocorrência de fatores de risco cardiometabólicos (sobrepeso, aumento da pressão arterial e circunferência abdominal) em crianças e adolescentes estudantes da escola municipal participante do projeto piloto do Programa Saúde nas Escolas em Juiz de Fora. Estudo seccional a partir de revisão de prontuários de 248 escolares de 4 a 17 anos, de ambos os sexos, matriculados na Escola Municipal participante do projeto piloto Saúde nas Escolas no período de agosto de 2015 a dezembro de 2016. Todos os escolares participantes foram devidamente autorizados pelos pais ou responsáveis legais. Estavam na faixa de “sobrepeso”, a partir da análise do IMC 12,8% dos escolares; 20,5% na faixa de “obesos”. Na análise da pressão arterial sistólica (PAS), 5,3% foram classificados como pré-hipertensos e 3,4% como hipertensos. Quanto à pressão arterial diastólica (PAD), 5,3% são pré-hipertensos e 5,9%, hipertensos. Adicionalmente, 14,8% estão acima do percentil 90 nas medidas de circunferência abdominal (CA). A escola assistida pelo PSE em Juiz de Fora apresentou ocorrência significativa de fatores de risco cardiometabólicos, reforçando a importância da continuidade do programa.
, Kauana Flores da Silva, Adalvane Nobres Damaceno, ,
Abstract:
O objetivo foi medir a presença e a extensão do atributo da integralidade em serviços de Atenção Primária à Saúde em 32 municípios do Rio Grande do Sul. Estudo descritivo, transversal com utilização do instrumento de avaliação Primary Care Assessment Tool versão profissional com escala do tipo Likert e questionário sociodemográfico, com coleta de dados entre os meses de fevereiro e julho do ano de 2015. A Integralidade é subdividida em: serviços disponíveis e serviços prestados. Os dados foram analisados com o Statiscal Analisys System versão 9.0. Segue os preceitos éticos da Resolução nº 466 de 2012, e com financiamento do CNPq. Participaram da pesquisa 206 profissionais de ensino superior. Observou-se prevalência de profissionais enfermeiros, 72,33%. Ambos os componentes superaram o ponto de classificação necessário para admitir a presença e a extensão da integralidade. No componente “Serviços Disponíveis” o item com prevalência de respostas afirmativas foi referente à saúde da mulher, e o item referente a pequenas cirurgias foi aquele que apresentou a maior correlação com o escore do componente (0,57505), embora moderada. Verificou-se que os profissionais entrevistados têm uma boa avaliação sobre o atributo proposto neste estudo. Sugere-se estudos sob a perspectiva dos usuários, pois são quem efetivamente experimentam os serviços
Amanda Ramos Berti Guilhen Calvo, Luzmarina Aparecida Doreto Bracciali, Gilson Caleman, Maria José Sanches Marin, Edinalva Neves Nascimento
Abstract:
Objetivo: Analisar a construção de um projeto de intervenção com os gestores municipais de saúde e suas equipes, a partir de um problema relevante para eles. Método: Utilizou-se a ferramenta de gestão do PES, proposta por Carlos Matus, com os momentos: explicativo, normativo, estratégico e tático-operacional. Participaram 32 trabalhadores da Atenção Primária a Saúde. A coleta de dados foi realizada durante 12 encontros quinzenais nos meses de dezembro de 2017 a maio de 2018. Resultados e Discussão: Priorizados pelos participantes o problema: falta de organização do processo de trabalho na Atenção Primária a Saúde; os descritores: Descritor 1: 90% dos servidores municipais não tem capacitação para trabalhar na atenção primária à saúde; Nó crítico1: não existe um espaço coletivo de discussão de problemas e ações; Intervenção: criação de um espaço em cada equipe da APS para discussão dos problemas por meio da Educação Permanente em Saúde e Descritor 2: não aplicação/ elaboração de protocolos que orientem os serviços, sobretudo na unidade; Nó crítico 2: não existência de protocolos na atenção primária à saúde; Intervenção: Disponibilizar recursos para os profissionais se apropriarem dos conceitos e práticas para construção de protocolos. Considerações Finais: Gestores e equipes construíram o planejamento utilizando a ferramenta do PES com momentos de divergências de ideias, porém, houve fortalecimento do vínculo, tanto no processo de trabalho, como na convivência e na construção de intervenções.
Samara De Oliveira Barbosa, Flávia Santos Medina
Abstract:
Objetivos: Descrever a limitação de atividades e a participação social de indivíduos com hanseníase antes e após participação em grupo de autocuidado, bem como os benefícios obtidos na participação no grupo e analisar a não adesão dos demais pacientes. Métodos: Pesquisa descritiva e exploratória com abordagem quanti-qualitativa com 18 pacientes em tratamento para hanseníase, atendidos e acompanhados em um centro de saúde em Palmas – Tocantins. Os dados foram coletados no período de março a dezembro de 2018 por meio do Questionário de Identificação, Escalas SALSA e Participação Social, e Entrevista Semiestruturada. Os dados foram analisados pelo programa Statistical Package For Social Sciences (SPSS) e as entrevistas por meio de Análise de Conteúdo. Resultados: Embora a adesão ao grupo de autocuidado tenha sido baixa, a participação no mesmo contribuiu para redução dos escores das escalas Salsa e Participação Social e proporcionou aos pacientes conhecimento sobre a doença, troca de saberes, socialização, criação de vínculo, melhora da autonomia, do autocuidado e dos fatores emocionais. Conclusão: A limitação de atividades e a participação social dos pacientes podem ser prejudicadas pela hanseníase, entretanto, o grupo de autocuidado auxilia o paciente a lidar melhor com a doença.
Abstract:
Estudo transversal de abordagem avaliativa do grau de implantação da cadeia de frio durante o transporte de vacina do nível regional para municípios. Avaliamos 53 rotas de transporte de vacina de municípios de Minas Gerais. Para a coleta de dados, utilizamos um questionário estruturado e o monitoramento das temperaturas das caixas de vacina encaminhadas aos municípios através do data logger. O grau de implantação foi definido por meio de um sistema de escores, com pesos diferenciados para indicadores em cada dimensão avaliada. Os escores obtidos a partir da soma dos pontos dos indicadores foram transformados em percentuais, com referência à pontuação máxima possível. A seguir, foram definidas as categorias para o grau de qualidade: “adequado”, “parcialmente adequado” e “não adequado”. Os dados foram digitados no programa Epidata 3,0 e analisados no EPI-INFO 7.0, GraphPad Prism 5 e BioEstat 5.0, Excel. Realizamos análise univariada com cálculo das frequências, medidas de aferição e dispersão. A cadeia de frio durante o transporte de vacina não está adequadamente implantada na maioria dos municípios avaliados. Em vinte e dois municípios as vacinas foram expostas a temperaturas abaixo de +2ºC, sendo que em seis destes a temperatura variou de 0oC a +0,5ºC. O transporte de vacina apresenta falhas que podem comprometer a qualidade dos imunobiológicos.
Mariana Neiva Assunção, Marilane Oliveira Fani Amaro, Camilo Amaro de Carvalho, Andréia Guerra Siman
Abstract:
Objetivou-se compreender a percepção dos enfermeiros sobre o seu papel gerencial, analisar as competências para o exercício da gerência em enfermagem e identificar os desafios gerenciais vivenciados no cotidiano do enfermeiro da Atenção Primária à Saúde (APS). Estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizado com 14 enfermeiros vinculados a Estratégia de Saúde da Família (ESF) de um município mineiro. A coleta de dados foi realizada nos meses de março a abril de 2015 por meio de entrevistas e posteriormente foi realizado análise de conteúdo. Foram construídas três categorias temáticas: Concepções sobre o gerenciamento de enfermagem na APS; O despreparo anunciado como desafio gerencial e Competências requeridas e desafios inscritos no cotidiano gerencial da APS. Conclui-se que os enfermeiros têm noção das habilidades necessárias para o gerenciamento, entretanto, apontam como desafio a dificuldade de implementá-las em seu cotidiano de trabalho. Ademais, há um despreparo para exercer a função gerencial na APS atribuído à falta de educação permanente. Nota-se a necessidade de adoção de estratégias de capacitação profissional nessa área.
Weslla Karla Albuquerque Silva de Paula, Bianca Santana Silva, Horasa Gonçalves Leal de Oliveira, Priscila Monteiro Tavares de Lavôr,
Abstract:
OBJETIVO: Avaliar a oferta da assistência nutricional às crianças menores de cinco anos assistidas pelas equipes da Estratégia Saúde da Família. MÉTODO: Estudo transversal, avaliativo, ancorado no modelo sistêmico de Donabedian, sendo avaliadas as dimensões estrutura e processo. Perfizeram a amostra 41 enfermeiros das equipes da Estratégia de Saúde da Família de um município do interior de Pernambuco. RESULTADOS: Em relação a estrutura, o item recursos humanos foi o único classificado como regular e os demais aspectos foram pontuados como bons. Quanto ao componente processo, os itens avaliados apresentaram conformidade, sendo classificados entre bom e excelente. CONCLUSÃO: Evidenciou-se a necessidade da formação continuada dos enfermeiros das equipes de saúde da família para o desenvolvimento das ações de alimentação e nutrição.
Antônio Varton de Oliveira Carvalho, Laura Maria Feitosa Formiga, Ana Klisse Silva Araújo, Lisandra Ravena Veloso da Silva, Maria Laíse de Lima Leal, Eveline Fontes Costa Lima
Abstract:
O envelhecimento do corpo pede cuidados importantes com a saúde. A relação entre alimentação/nutrição e a saúde do idoso pode interferir no processo de envelhecimento em seus múltiplos aspectos. Objetivo: Investigar a ingestão alimentar e o estado nutricional de idosos. Métodos: Estudo transversal, descritivo, com amostra de 274 idosos, realizado de fevereiro a junho de 2017 em duas Estratégias de Saúde da Família de um município Piauiense. Foram utilizados dois instrumentos que verificaram as características sociodemográficas, variáveis clínicas, hábitos de vida, antropometria, avaliação nutricional além de um questionário sobre frequência de consumo alimentar. Os dados foram analisados através de um programa estatístico e os resultados apresentados em tabelas. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal do Piauí sob o parecer de número 1.980.577 Conclusão: Ao detectar o estado nutricional e seus hábitos alimentares, pode-se obter um melhor diagnóstico dos distúrbios nutricionais e patologias clínicas e com isso favorecer uma assistência de qualidade.
Katyane de Kassia Rodrigues Olanda, Betânia Moreira Cangussu Fonseca
Abstract:
Introdução: A Organização Mundial de Saúde reconhece que o trabalho em serviços de saúde predispõe o trabalhador a fatores de riscos ocupacionais, e pesquisas evidenciaram que houve um crescimento expressivo de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) acometidos por adoecimentos. Verifica-se que a auriculoterapia chinesa tem sido empregada para intervenção à saúde em trabalhadores com distúrbios físicos e psíquicos, assim objetivou-se avaliar a eficácia da mesma em ACS de um Centro de Saúde da Comunidade em Palmas – Tocantins. Metodologia: Trata-se de um estudo experimental com abordagens qualitativa e quantitativa, constituído por 4 etapas: A etapa I contemplou a aplicação do questionário Self Reporting Questionnaire (SRQ-20). Na etapa II realizou-se 12 sessões de auriculoterapia em cada participante, com o preenchimento do diário de bordo. A etapa III consistiu na reaplicação do questionário a fim de comparação com os resultados obtidos anteriormente e na etapa IV ocorreu o grupo focal. Resultados: Todos os ACS apresentaram inicialmente Transtorno Mental Comum e após o tratamento verificou-se o declínio para 23,1%, o que representa uma redução na pontuação relativa ao sofrimento mental dos ACS em 76,9%. Conclusão: Os ganhos revelaram resultados promissores na redução dos sinais e sintomas dos distúrbios psíquicos e físicos.
Josieli Cano Fernandes, Benedito Carlos Cordeiro
Abstract:
Analisar e discutir as competências do enfermeiro para a prática gerencial em unidades básicas de saúde é o objeto deste estudo. Método: estudo com abordagem qualitativa do tipo descritiva exploratória que teve como cenário as unidades Básicas de Saúde de um município da Baía de Ilha Grande do Rio de Janeiro. Foram convidados para sujeitos da pesquisa todos os enfermeiros gerentes submetidos a processo de seleção pública e excluídos os que ocupavam o cargo há menos de um ano. Para a coleta de dados foi utilizado grupo focal. Os resultados foram ponderados com base na análise de conteúdo de Bardin. Resultados e discussão: 03 categorias emergiram do estudo: Competências gerenciais relativas à liderança (25,75%); Competências gerenciais relativas a gestão de recursos e do cuidado (28,78%); Competências gerenciais relativas à mobilização de recursos cognitivos e afetivos (39,4 %). A 1ª categoria teve como ocorrências: liderança, mediar conflitos, delegar funções, estimular a equipe, reconhecer habilidades nos outros, saber trabalhar em equipe e capacidade de negociação. A 2ª categoria teve como competência mais referida administrar insumos e materiais. Na 3ª categoria as destacaram-se o conhecimento técnico-cientifico, a resiliência, a autonomia, o jogo de cintura e a criatividade, respectivamente. Conclusão: O trajeto percorrido no estudo possibilitou alcançar os objetivos propostos e constatar que as competências descritas pelos pesquisados alinham-se as descritas em outros estudos. Permitiu-se ainda averiguar que a inexistência de educação permanente em saúde constitui uma lacuna que pode comprometer o processo de trabalho dos gerentes de UBS, sendo ela uma ferramenta capaz de gerar modificação das condições de trabalho. Os achados desse estudo refletem a realidade vivenciada pelos gerentes enfermeiros, mas podem ser generalizados a outros profissionais que atuam na gestão de grupos e equipes. Sugere-se que novas pesquisas sejam realizadas sobre a temática e que deve-se aprimorar o desenvolvimento das competências gerenciais principalmente as relacionadas a atenção primária.
Natália Gualberto Assunção, Lívia Módolo Martins
Abstract:
Mudanças no contexto das políticas públicas desencadearam transformações nas práticas de atenção em saúde por meio da reorganização do sistema de saúde e formação de profissionais para atuação no setor. A Residência apresenta-se como uma das ferramentas para formação de profissionais de saúde, enfatizando cuidado integral e trabalho em equipe. O objetivo da pesquisa foi analisar a percepção de residentes multiprofissionais sobre trabalho em equipe na APS; e apreender suas perspectivas acerca de sua inserção nas equipes de APS, na Residência. Utilizou-se análise de conteúdo dedutiva (Bardin, 2010), que é uma ferramenta para análise de dados que visa interpretar um material de caráter qualitativo, descrevendo o conteúdo manifesto nas comunicações. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas com quatorze residentes, que atuam em Unidades de Saúde da Família, de Ribeirão Preto, São Paulo. Definiram-se quatro categorias temáticas para análise e discussão. Foram realizados apontamentos sobre formação na graduação e na Residência Multiprofissional para o trabalho em equipe na APS; reflexões sobre concepções e desafios do trabalho em equipe, e da inserção desses residentes nas equipes de APS, na Residência. Evidenciou-se que os residentes apresentam visão ampla sobre o trabalho em equipe, especialmente acerca do cuidado integral dos usuários, contemplando os profissionais, que se beneficiam da troca de experiência proporcionada por ações conjuntas. A Residência tem sido cenário importante de formação para profissionais de saúde, propiciando trocas e vivências práticas conjuntas. A pesquisa também propiciou espaço para reflexão sobre própria atuação e movimentos que podem ser dados visando melhorias no trabalho em equipe na APS.
Liliane Soares Gomes, , Mariana Boulitreau Siqueira Campos Barros
Abstract:
Objetivo: identificar a frequência das infecções do trato reprodutivo em mulheres atendidas em uma unidade de atenção primária à saúde, na região da zona da mata de Pernambuco. Método: Trata-se de um estudo retrospectivo, documental, de corte transversal, realizado com 361 registros de mulheres na faixa etária dos 14 aos 87 anos. Para a análise, procedeu-se a distribuição das frequências absolutas e relativas das variáveis coletadas, assim como medidas de tendência central e de dispersão, e representados por tabelas através do programa estatístico EpiInfo versão 7.1.5.2.Pesquisa aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa, com CAAE nº 54417916.2.0000.5208. Resultados: A Gardnerella vaginalis (16,62%) foi o agente microbiológico mais frequente que os demais causadores de infecções do trato reprodutivo; os microrganismos foram mais prevalentes na faixa etária de 25-34 anos. Discussão: a equipe de saúde deve estar atenta às orientações relacionadas à vaginose bacteriana, uma vez que esta se configurou como a mais prevalente afecção nas mulheres usuárias do serviço, considerando o tratamento empregado após o diagnóstico microbiológico. O elevado número de registros de mulheres jovens deve-se ao maior cuidado com a saúde íntima, pois se sugere que estas se encontram em pleno exercício da atividade sexual, e tem maior acesso a informação e aos serviços de saúde. Conclusão: Sob o ponto de vista dos benefícios do cuidado à saúde da mulher, na atenção primária, incentiva-se a atuação profissional no sentido de promover ações de educação em saúde visando a conscientização de mulheres das diversas faixas etárias, sobre a relevância das ITR’s.
Leonardo Ennes Carrilho, André França Fontes Cal, Isabela Ribeiro Camargos, Joseph Gualberto Bicalho, Larissa Anne Ruas Cangussu, Lissa Carvalho Werneque, Manuela Cristina Bicalho Santos,
Abstract:
A Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono (SAHOS) é condição clínica importante com incidência crescente nos países desenvolvidos e em desenvolvimento. É condição negligenciada, com prevalência entre 30 a 56%, responsável por 80% dos casos de hipertensão arterial resistente (HAR), causa de sonolência diurna, hiperutilização de serviços de saúde, incapacidade laboral, sintomas depressivos, acidentes de trânsito e de trabalho e fator de risco para doenças cardiovasculares (DCV). Este artigo tem como objetivo atualizar informações e com isso alertar sobre a importância do rastreamento e manejo da SAHOS em população com hipertensão arterial sistêmica (HAS) assistida na atenção primária à saúde (APS).
Lineker Fernandes Dias, , Ana Carolina Lino Silvério, Gabriela Fernandes de Oliveira, Débora Maria Teixeira de Araújo, Amanda Ferreira Ramos,
Abstract:
O uso de filmes enquanto estratégia pedagógica para educação em saúde no ensino superior é uma forma efetiva de promover debate e reflexão através de recursos que despertem o interesse entre discentes. Objetivo: relatar a experiência de uma Liga Acadêmica de Saúde da Família e Comunidade, vinculada a uma faculdade de medicina de Minas Gerais, ao fazer uso de filmes para propor debates em saúde pública na Universidade, através de um projeto intitulado CineSUS. Métodos: A definição dos filmes e temática de cada evento era acordada em reuniões semanais da própria liga acadêmica. O evento foi delineado para ocorrer em um anfiteatro e, após exposição dos filmes, para que fosse realizado um diálogo entre os presentes sobre a temática trabalhada no curta ou longa-metragem. A tema de cada evento foi definido com base no Calendário de Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde do Brasil. Resultados: O projeto resultou na realização de cinco eventos que contaram com a presença de discentes de cursos da área da saúde e permitiu abordar, através do diálogo, temáticas relativas à homofobia, criação do Sistema Único de Saúde, cuidado em saúde mental, racismo e violência contra a mulher. Conclusão: Conclui-se, que eventos que fazem uso de recursos audiovisuais com subsequente debate sobre a temática abordada no filme servem para desenvolvimento de um olhar crítico-reflexivo entre os presentes, no que concerne às populações vulneráveis e políticas de saúde pública, bem como para desenvolvimento de competências para melhor trabalho em equipe entre seus propositores.
Maria José Sanches Marin, Suelen Beatriz Alonso Deponti Alves, Márcia Aparecida Padovan Otani, Edinalva Neves Nascimento, Silvia Franco Da Rocha Tonhom, Marcos Antonio Girotto, Luis Carlos De Paula E Silva
Abstract:
Objetivo: avaliar avanços, dificuldades e desafios do curso multiprofissional em Saúde da Família quanto ao uso da modalidade de Educação a Distância (EAD) e seu alcance no desenvolvimento da integralidade. Método: estudo avaliativo na modalidade qualitativa, a partir de entrevistas com 24 egressos do Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família na modalidade de EAD. Foram construídos indicadores de referência daquilo que se propõe a avaliar, tendo como base as opiniões dos egressos. A análise deu-se pela postura metodológica hermenêutica-dialética. Resultados: o curso fornece material bibliográfico adequado às necessidades, possibilita integração entre teoria e prática e o processo tutorial e estimula a autonomia, bem como a troca de experiências. Quanto à integralidade, contribui para melhorar a relação com o usuário; e instrumentaliza para o cuidado individual, coletivo e gestão, com foco na atenção primária e no trabalho interdisciplinar. As dificuldades referem-se ao excesso de material, à falta de tempo para sua leitura e à falta de encontros presenciais mais frequentes para colocar a aprendizagem na prática. Conclusão: o curso caminha entre avanços, dificuldades e desafios, inerentes ao processo de mudanças que, na visão da dialética, ocorre permeado por contradições.
Tália Santana Machado De Assis, Gláucia Cotta, Paloma Nogueira Guimarães, Edward Oliveira, Vanessa Peruhype-Magalhães, Luciana Inácia Gomes, Ana Rabello.
Abstract:
O objetivo deste estudo foi descrever e discutir fatores facilitadores e desafios enfrentados durante o processo de incorporação de um teste rápido para o diagnóstico da leishmaniose visceral (LV) humana em serviços de saúde de município endêmico para a doença no Brasil. Este estudo foi dividido em quatro eixos de análise, seguindo as etapas de execução do estudo: 1) Descrição do sistema de saúde local e da tecnologia a ser implantada; 2) Contexto e atividades preparatórias; 3) Resultados da avaliação da implantação, da aceitação e do desempenho do algoritmo diagnóstico; 4) Conclusões, considerações e recomendações. O estudo foi conduzido em Ribeirão das Neves, no estado de Minas Gerais; o teste rápido implantado, o IT LEISH®, executado a partir de sangue capilar. Impasses e desafios estiveram relacionados à recusa de profissionais de saúde em realizar o IT LEISH® durante as capacitações, como dificuldade no processo de compra do teste rápido e atraso na entrega, dificuldades para coleta do sangue capilar relatada por pacientes e profissionais de saúde e falta de clareza entre os profissionais sobre suas atribuições e responsabilidades nas unidades de saúde, além de evasão de pacientes para cidade de maior porte. Este estudo apontou para a viabilidade da implantação de um teste rápido que descentralizasse e favorecesse o acesso ao diagnóstico laboratorial da LV. No entanto, no período do estudo, a maioria dos casos de LV residentes em Ribeirão das Neves foi diagnosticada em outro município, Belo Horizonte. Tal constatação aponta para desarticulação interna envolvendo os serviços de saúde do município, seja no acolhimento e na identificação dos suspeitos de LV, seja na efetiva utilização dos recursos disponíveis. Mesmo assim, identificamos dois aspectos determinantes para a realização da implantação: o engajamento de profissionais lotados em setores estratégicos da gestão municipal e a existência de financiamento. Estes resultados demonstram a complexidade do processo de implantação de uma nova tecnologia e apontam para a necessidade de trabalho integrado. Do contrário, a disponibilidade de testes rápidos para LV não será suficiente para garantir acesso e redução da letalidade pela doença.
Cássio De Almeida Lima, Bruna Rodrigues Novi, Jucimere Fagundes Durães Rocha, Simone Guimarães Teixeira Souto, Cláudia Danyella Alves Leão Ribeiro, André Luiz Ramos Leal, Sabrina Aparecida De Lima Mangueira, Maisa Tavares De Souza Leite
Abstract:
Este estudo objetivou compreender o significado da vivência do processo ensino-aprendizagem nos cuidados primários de saúde na percepção do graduando em enfermagem. Trata-se de pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa e fenomenológica. Realizou-se a análise das nove entrevistas por meio da descrição, redução e compreensão, o que permitiu a compreensão do fenômeno. Emergiram as categorias "desvelando a vivência do graduando em enfermagem nos cuidados primários de saúde", "fatores potencializadores vivenciados pelo graduando nos cuidados primários de saúde", "fatores dificultadores do processo de ensino-aprendizagem vivenciado nos cuidados primários de saúde". Revelou-se uma efetiva, mas gradativa, interlocução entre ensino-serviço-comunidade no contexto dos cuidados primários de saúde, em diversos contextos do cuidar em saúde da família. A vivência na prática da Atenção Primária à Saúde é positiva, contribui para uma formação sintonizada ao fortalecimento dos atributos da Atenção Primária e da Estratégia Saúde da Família, contribuindo com a consolidação do Sistema Único de Saúde. Porém, persistem dificuldades a serem superadas, o que requer sinergismo entre todos os envolvidos no processo de formação do enfermeiro.
Carlos Dornels Freire Souza, Ricardo Santana De Lima
Abstract:
RESUMO: No Brasil, a hanseníase mantém-se como um grave problema de saúde pública, em razão, sobretudo, do acometimento de crianças e todas as consequências físicas, funcionais, sociais e psicológicas decorrentes. Este trabalho tem como objetivo descrever a endemia hansênica no município de Juazeiro, Bahia e analisar a importância da ampliação da política de atenção primária para controle da doença. Trata-se de um estudo ecológico exploratório com desenho de séries temporais, envolvendo todos os casos de hanseníase diagnosticados em menores de 15 anos no município de Juazeiro, Bahia, entre os anos de 2003 e 2012. Para a análise das séries temporais foi aplicada regressão linear utilizando o software R 3.0.3 e para o georreferenciamento das unidades de saúdes foi utilizado o software Terra View 4.2.2. Foram calculados ainda os indicadores de monitoramento e avaliação da hanseníase. Dos 1691 casos de hanseníase, 7,8% (132) ocorreram em menores de 15 anos. Não foi evidenciada tendência de queda significativa no coeficiente de detecção em menores de 15 anos (p>0.05). Houve aumento significativo no número de unidades de saúde acompanhando casos de hanseníase (p
Paulo Roberto Lima Falcão Do Vale, Diego Rangel Dos Anjos Prata, Maricarla Barbosa Cordeiro, Camila Oliveira Araújo, Rebeca Valentim Leite, Ângela Cristina Fagundes Goés
Abstract:
O Hiperdia refere-se ao conjunto de ações voltadas para o cuidado integral a sujeitos com hipertensão arterial sistêmica e diabetes melito. Este estudo tem como objetivo descrever as estratégias de intervenção com vistas a fortalecer a longitudinalidade do cuidado aos usuários deste Programa em uma Unidade de Saúde da Família do município de Lauro de Freitas, no estado da Bahia, no Brasil. As estratégias foram propostas por residentes em saúde da família e trabalhadores de saúde, no período de outubro a dezembro de 2014. Foram realizadas oficinas com os profissionais das equipes de saúde da família nos espaços das reuniões, com periodicidade quinzenal, a fim de criar um espaço dialógico acerca da relevância das ações direcionadas ao cuidado dos sujeitos. A partir das oficinas, surgiu a necessidade de implementar as seguintes estratégias: a planilha de acompanhamento, o cartão de acompanhamento do Hiperdia e as atividades de educação em saúde. As estratégias para fortalecimento da longitudinalidade do cuidado apresentam potencialidades para contribuir com a reorganização da Rede de Atenção à Saúde através da qualificação da referência e da contrarreferência entre os níveis de atenção à saúde.
Rubênia Paulo Da Silva, Rafaela Carolini De Oliveira Távora, José Adaílton Da Silva, Mayara Silva Fernandes Do Rêgo
Abstract:
Introdução: considerando a importância e a relevância da educação em saúde com adolescentes, é essencial o uso de estratégias cada vez mais acolhedoras, dinâmicas, integradas e subjetivas. Assim, objetivou-se avaliar as estratégias de educação em saúde utilizadas com adolescentes, a partir das publicações existentes em revistas científicas. Desenvolvimento: trata-se de uma pesquisa descritiva, qualitativa, do tipo revisão integrativa. Foram critérios de inclusão: títulos em português, texto completo disponível gratuitamente, artigos e publicações nos últimos cinco anos (2012, 2013, 2014, 2015 e 2016). Foram excluídos os artigos repetidos ou em formato de revisão de literatura ou que não responderam à questão-problema pesquisada. Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, restaram 26 artigos, que foram lidos na íntegra e analisados na presente pesquisa. A região Nordeste destacou-se com dez publicações e a revista APS – Atenção Primária à Saúde possui o maior número de publicações. A maioria dos artigos utilizou a abordagem qualitativa. As oficinas educativas foram relatadas em 12 pesquisas, e abordou-se a temática saúde sexual e reprodutiva na maioria das ações. As escolas foram os cenários de maior escolha pelos pesquisadores. Em média, 69% dos artigos não utilizaram base metodológica para avaliar a efetividade das intervenções. Evidenciaram-se, ainda, limitações das publicações quanto às conclusões e avaliações das estratégias utilizadas. Conclusão: reforça-se a importância da pesquisa na área profissional, o que garante tanto a importância da busca de metodologias quanto da avaliação da estratégia usada, para melhor aplicabilidade, de forma dinâmica, afável e pessoal.
Rebeca Mól Lima, William Lucas Ferreira Da Silva, Jordana De Abreu Lazzarini, Nádia Rezende Barbosa Raposo
Abstract:
A esporotricose é uma micose subcutânea de distribuição mundial, sendo observada em surtos de proporções variáveis, com predominância em áreas de clima temperado e tropical. Algumas áreas de endemicidade já foram relatadas. No Brasil, seus agentes etiológicos encontraram não só condições climáticas e estruturais ideais, mas também fontes de infecções extremamente eficientes. Nas últimas décadas, o país tem observado um aumento exponencial no número de casos de esporotricose humana e animal. Esse aumento e o surgimento de resistência aos antifúngicos tornam a situação alarmante. Apesar de essa epidemia se perpetuar há anos, existem poucas políticas de saúde no Brasil para o controle dos casos de esporotricose humana e animal, principalmente na atenção primária à saúde. Assim, intervenções sociais, ambientais e populacionais devem ser feitas para conter essa epidemia negligenciada.
Nataly Mayara Cavalcante Gomes, , Ana Beatriz De Almeida Lima,
Abstract:
O objetivo desse trabalho é apresentar as ações desenvolvidas em um ciclo anual do grupo de autocuidado para pessoas atingidas pela hanseníase de uma Unidade de Saúde de Família (USF) de um município do estado de Alagoas. Trata-se de um relato de experiência oriundo de um projeto de extensão. Os encontros foram marcados por momentos teórico-práticos que estimularam a consciência de risco das pessoas atingidas pela hanseníase e pelo protagonismo no processo saúde-doença. Assim, conclui-se que o grupo de autocuidado é um instrumento de empoderamento social vinculado à atenção básica, que tem como fundamento a promoção da saúde.
Herica Silva Dutra, Luiz Claudio Ribeiro, Jaqueline Da Silva Frônio, Luiz Antonio Tavares Neves
Abstract:
O objetivo deste estudo foi investigar a qualidade de vida (QV) de crianças que nasceram com muito ou extremo baixo peso, na perspectiva das próprias crianças e de seus responsáveis, e identificar se há diferenças entre esses relatos. Estudo quantitativo, com amostra composta por crianças de 3 a 7 anos e seus responsáveis, advindos de um serviço de follow-up de instituição pública. Foi utilizada a Escala de Qualidade de Vida da Criança. Obteve-se escore médio de 49,75 (DP = 5,97) na avaliação das crianças e de 48,90 (DP = 6,54) na de seus responsáveis. A QV foi considerada prejudicada por 25% das crianças e por 37,5% dos responsáveis. Foram encontradas fraca correlação e pobre concordância entre os relatos das crianças e dos respectivos responsáveis. É importante avaliar a QV na percepção da criança e dos responsáveis considerando-se que pais e crianças forneceram perspectivas diferentes, o que pode direcionar a assistência à família na atenção primária.
Camila Gomes De Souza Andrade, Mariluce Karla Bonfim De Souza
Abstract:
Este artigo de revisão teve por objetivo analisar a produção científica sobre condições sanitárias das unidades de saúde da Atenção Primária a Saúde (1999-2013), considerando o perfil da produção e os elementos conceituais relacionados ao tema. Foram utilizadas as bases online LILACS, SciELO e MEDLINE e, selecionados 27 artigos. Os estudos selecionados foram realizados no contexto nacional e internacional. Quanto aos aspectos metodológicos, a maioria dos estudos são descritivos, sendo 3 do tipo revisão. Muitos relacionaram gestão e organização, vigilâncias e processo de trabalho com aspectos gerenciais e operacionais dos serviços de saúde. Quanto aos elementos conceituais, destacam-se: estrutura, qualidade, avaliação, condições de trabalho e capital social, baseado em referenciais teóricos, como Starfield e Donabedian, e normativos. Este estudo aponta para o crescente interesse sobre o tema e a possibilidade de utilização de diversas perspectivas para discussão das condições sanitárias e para o estímulo a mudanças que qualifiquem os serviços e as práticas em saúde.
Suzane Gomes De Medeiros, Lilian De Andrade Virgílio, Viviane Euzébia Pereira Santos
Abstract:
Este artigo visa identificar e mapear as práticas de segurança do paciente na Atenção Primária em Saúde. Trata-se de uma scoping review, com dados coletados entre novembro e dezembro de 2016, em 17 bases nacionais e internacionais, mediante critérios de elegibilidade. Durante a coleta, se realizava a leitura dos títulos e resumos de todos os artigos encontrados para uma pré-seleção. Após esse procedimento, todos foram lidos na íntegra a fim de elencar os materiais a serem incluídos. A amostra final foi composta por 49 materiais. Ainda existe escassez de investigações científicas que abordam a segurança do paciente na atenção primária. Logo, para suprimir essas lacunas de conhecimento, entende-se a importância de estudos com nível de evidência que venham a fortalecer as práticas nesse âmbito de atenção à saúde.
Fabio Fortunato Brasil De Carvalho, Simone Cynamon Cohen
Abstract:
Com o objetivo de evidenciar a dimensão da atenção à saúde na Promoção da Saúde, por meio da relação entre o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica e elementos da Política Nacional de Promoção da Saúde, explora-se a referida dimensão neste artigo, assim como o potencial do programa citado para a Promoção da Saúde. Ao enfocar tal dimensão, bem como as contribuições do setor saúde através da Atenção Básica, sabe-se que faz parte de uma das perspectivas na construção teórica e prática da Promoção da Saúde, não havendo hierarquização. A relevância está em desvelar tal dimensão que não é devidamente explorada a partir de uma compreensão restrita da Promoção da Saúde. Trata-se de um estudo qualitativo fundamentado no 2o ciclo do programa relacionado à Atenção Básica. Este tem como elementos da Política Promoção da Saúde os princípios, valores e diretrizes, que foram utilizados para analisar as questões da avaliação externa do Programa com o objetivo de evidenciar a dimensão da Atenção à Saúde e o potencial do programa para a Promoção da Saúde. Conclui-se que, por trazer elementos da Política de Promoção da Saúde, o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica possui grande potencial para a Promoção da Saúde, entendida como uma forma de produzir saúde que não pode prescindir da atenção à saúde, assim como não pode se restringir a ela.
Dixis Figueroa Pedraza, Juliane Berenguer De Souza Peixoto, Maria Gorete Lucena De Vasconcelos, Virgínia Rossana De Sousa Brito, Adriana De Azevedo Paiva
Abstract:
Objetivo: compreender a percepção das beneficiárias sobre o Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A no município de Campina Grande, no estado da Paraíba, no Brasil. Métodos: estudo qualitativo com amostra de 25 sujeitos definida pelo processo de saturação teórica. A coleta ocorreu por meio de entrevistas, utilizando-se roteiro com questões norteadoras sobre o Programa, que foram gravadas em aparelho de áudio. Após transcrição na íntegra, as falas foram submetidas a análise de conteúdo. Resultados: a percepção das beneficiárias mostrou saber popular sobre a vitamina A, mecanicidade da suplementação e desconhecimento e invisibilidade do Programa. Conclusão: as falas revelaram percepção das beneficiárias de desconhecimento e invisibilidade do Programa e de seus componentes.
Rafael Da Silva Oliveira, Raquel Einloft Kleinubing, ,
Abstract:
Objetivo: Avaliar o atributo integralidade da Atenção Primária à Saúde, com foco em crianças e adolescentes vivendo com HIV, na experiência de profissionais, comparando unidades dos modelos tradicional e Estratégia Saúde da Família (ESF). Método: Estudo transversal com 527 profissionais em 25 municípios de procedência da população em acompanhamento em serviço especializado no Rio Grande do Sul (Brasil). Entrevistas desenvolvidas de março a agosto de 2014, com o instrumento Primary Care Assessment Tool-Brasil. Resultados: Somente a ESF alcançou alto escore geral (7,42), inclusive para serviços disponíveis (7,18) e prestados (7,67). Variáveis que contribuíram para o alto escore: clínico geral (p = 0,05), ≤ 15 anos/formação (p = 0,001) e pós-graduação (p < 0,001). Conclusão: A atenção primária é capaz de oferecer atenção integral a crianças e adolescentes que vivem com HIV. É necessária superação das unidades do modelo tradicional, incentivo à pós-graduação dos profissionais e manutenção de um vínculo empregatício.
Ana Lúcia De Jesus Almeida, Nathalia Serafim Da Silva, Viviane De Freitas Cardoso, Franciele Marques Vanderlei, Renilton José Pizzol, Eliane Ferrari Chagas
Abstract:
A Unidade Básica de Saúde (UBS) e a Estratégia de Saúde da Família (ESF) são dois modelos diferentes de assistência na Atenção Primária à Saúde. Objetivou-se comparar o grau de adesão a terapêutica medicamentosa de indivíduos com hipertensão assistidos em Estratégia de Saúde da Família (ESF) e Unidade Básica de Saúde (UBS). O estudo teve a participação de 63 indivíduos da ESF e 51 da UBS. Aplicou-se questionários para identificar o perfil da população e avaliar a adesão (teste de Morisky-Green – TMG). Utilizou-se estatística descritiva e, para a análise de associação, os testes Goodman e odds ratio. As variáveis idade, sexo feminino e sedentarismo apresentaram-se homogêneas em ambos os grupos. Entre as variáveis estudadas, apenas a idade mostrou diferença significante, pois pessoas com menos de 60 anos demonstraram menor adesão ao tratamento. Houve diferença significativa na adesão ao tratamento medicamentoso (ESF > UBS). Conclui-se que a melhor adesão foi na ESF, mas ambas foram consideradas abaixo do desejado.
Antônio Gustavo De Siqueira Amaral, Francisco Alberto Crasto Lima De Holanda, Tayronni Menezes De Castro, Aline Silva Ferreira, Fabíola Freitas França Galvão De Oliveira, Pedro José Rolim Neto, Rosali Maria Ferreira Da Silva
Abstract:
A prescrição é um “documento” essencial que visa à adesão farmacoterapêutica por meio da tradução completa de informações fundamentais sobre a terapia a ser seguida pelo paciente. Ela deve ser escrita de forma legível, à tinta e ao vernáculo, e conter todas as informações sobre o medicamento. Além disso, características referentes ao prescritor e ao paciente são indispensáveis, pois garantem a confiabilidade e a rastreabilidade da receita perante a Vigilância Sanitária e asseguram o uso racional de medicamentos. Atualmente, o número de prescrições ilegíveis é alto e esse fator contribui para o aparecimento de efeitos adversos, tóxicos e até letais, dependendo do caso. O presente estudo teve como objetivos avaliar as prescrições que apresentaram ilegibilidade, bem como sua origem, sua classificação e os principais erros de preenchimento. O projeto foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética. Realizou-se a pesquisa em um dos estabelecimentos da Rede de Farmácias Pague Menos®, durante o mês de junho de 2015, sendo analisadas 200 receitas consideradas ilegíveis. Das receitas analisadas, 43 (22%) não possibilitaram a dispensação do medicamento. Constatou-se, também, que a maioria das receitas veio de estabelecimentos públicos (60%) e que 74% era de controle especial. Além disso, observou-se a ausência de informações importantes no receituário, como duração do tratamento, posologia e data. Desse modo, essas características comprovam que a ilegibilidade é uma prática recorrente, que impossibilita uma dispensação segura de medicamentos nos estabelecimentos de saúde e, consequentemente, comprova a grande importância da padronização no preenchimento de receitas para que haja uma eficácia no tratamento.
Jordânia Rocha Franco, Manoel Borges Da Silva Júnior, José Wicto Pereira Borges, Erisonval Saraiva Da Silva
Abstract:
O objetivo deste artigo é analisar o comportamento de promoção da saúde e o bem-estar pessoal em universitários. Estudo transversal, quantitativo, realizado com 311 universitários de uma Instituição de Ensino Superior (IES) pública. Foram aplicadas as escalas de comportamento de promoção da saúde e de bem-estar pessoal da Nursing Outcomes Classification. Realizada análise descritiva e bivariada com aplicação da correlação de Pearson, adotando-se nível de significância de 5%. Os universitários em sua maioria eram do sexo feminino (70,1%) com média de idade de 23,8 ± 7,1 anos; 32,2% entraram na universidade pelo sistema de cotas e 54,0% afirmaram ter renda familiar de até um salário mínimo. Os universitários demonstraram mediano comportamento de promoção da saúde com 68,5 ± 10,9 pontos e de bem-estar pessoal com 46,8 ± 9,2 pontos. A correlação mostrou que o escore de comportamento de promoção de saúde aumenta à medida que o escore de bem-estar pessoal também aumenta (r = 0,32, p < 0,005). O estudo mostrou a relação entre o comportamento de promoção da saúde e o bem-estar pessoal de estudantes universitários. O conhecimento dessa relação permite novas possibilidades de intervenção nessas duas facetas importantes para o cuidado do público universitário, primordialmente constituído por adultos jovens. Os resultados poderão ser utilizados para a formulação de ações que impactem em incentivar os indicadores de promoção da saúde e bem-estar pessoal investigados.
Ronara Camila De Souza Groia, Josiane Moreira Da Costa, Laila Dias Rodrigues De Paulo, Matheus De Araújo Assis Viudes, Maria Auxiliadora Parreiras Martins, Adriano Max Moreira Reis
Abstract:
O objetivo deste trabalho foi avaliar o conhecimento sobre a terapia anticoagulante antes e depois da aplicação de um vídeo educativo em pacientes ambulatoriais em uso de varfarina atendidos por um hospital público. O conhecimento dos pacientes foi avaliado por seis perguntas, sendo calculado o percentual de respostas certas. Identificou-se os pacientes com percentual de acerto ≥ 60%, e para avaliar o conhecimento adquirido com o vídeo foi determinado o acerto antes e depois da visualização para a pergunta sobre qual é a indicação da varfarina. A análise estatística univariada e os testes MacNemer e Mann–Witney foram realizadas no SPSS 21.0. O vídeo foi avaliado por 62 pacientes, sendo que 41 (66,1%) tinham até seis meses de tratamento. O conhecimento sobre a indicação da varfarina aumentou após o vídeo (p = 0,006). Não houve diferença significativa entre o percentual de acertos considerando tempo de tratamento ≥ 6 meses ou < 6 meses (p = 0,775). O vídeo ajudou a esclarecer dúvidas sobre anticoagulação de 98,4% dos pacientes. Os resultados sugerem que o material audiovisual elaborado pode contribuir para ampliar o conhecimento sobre o tratamento com varfarina e, consequentemente, proporcionar aumento das taxas de adesão ao tratamento com anticoagulante e aumentar a segurança dos pacientes.
Pamella Donadoni, Jéssica Almeida Silva Da Costa, Michele Pereira Netto
Abstract:
INTRODUÇÃO: Mediante os problemas alimentares e nutricionais de hoje, a Educação Alimentar e Nutricional (EAN) se consolida como uma importante estratégia de promoção da saúde, principalmente na infância, por ser um momento em que o comportamento alimentar é construído. Suas ações baseiam-se em diferentes abordagens educacionais e pedagógicas que propiciam o diálogo e a reflexão sobre aspectos relacionados à alimentação e à nutrição ao longo da vida dos indivíduos. OBJETIVO: Apresentar a experiência vivenciada com a aplicação de atividades lúdico-pedagógicas em EAN para pré-escolares de uma instituição de ensino. METODOLOGIA: Trata-se de um relato de experiência de caráter qualitativo que descreve o desenvolvimento de um projeto de intervenção nutricional por meio de atividades de EAN, denominado Nutrindo o Saber, realizado em uma escola privada, localizada na área urbana do município de Visconde do Rio Branco, estado de Minas Gerais, durante o período de agosto a outubro de 2017. Foram realizados nove encontros na escola, com duração de 60 minutos cada um. Dentre os métodos de ensino utilizados, incluíram-se expositivos-dialógicos, oficinas culinárias, práticas de análise sensorial e teatro de fantoches, de modo que o processo educativo acontecesse de maneira dinâmica e bilateral. Em todas as atividades, utilizou-se como referencial teórico o Guia Alimentar para a População Brasileira. RESULTADOS E DISCUSSÃO: A amostra foi constituída por 56 pré-escolares e escolares de 2 a 7 anos. Ao final das atividades, por meio de um questionário, foi perguntado aos responsáveis se essas ações foram eficientes na mudança dos hábitos alimentares das crianças: 85,70% respondeu que sim. A EAN trabalhada de maneira lúdica, além de aproximar o conhecimento científico do universo infantil, também acelera o processo de aprendizagem proporcionando oportunidades de participação do público-alvo, desmitificando a teoria sobre o educando ser somente o receptor; e o educador, o detentor do conhecimento. Com o intuito de tornar as atividades prazerosas tanto para o educador quanto para o educando, procurou-se estabelecer um vínculo afetivo entre eles durante as ações de educação nutricional. CONCLUSÃO: Considera-se que as atividades propostas cumpriram seus objetivos de proporcionar conhecimento sobre alimentação saudável, sensibilizando o público para a adoção de hábitos alimentares saudáveis.
Gilvânia Patrícia Do Nascimento Paixão, Nadirlene Pereira Gomes, Normélia Maria Freire Diniz, Álvaro Pereira, Dália Maria De Sousa Gonçalves Da Costa, Rosana Santos Mota
Abstract:
Estudo quantitativo que objetivou identificar em mulheres com história de violência conjugal características sociodemográficas e relacionadas à conjugalidade. A pesquisa foi realizada com uma amostra de conveniência composta por 50 mulheres após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia (UFBA), sob parecer no 42/2011. Os resultados mostraram que as entrevistadas eram caracterizadas predominantemente como negras, com baixa escolaridade e dependentes economicamente do cônjuge. A maior parte das mulheres convive com os companheiros a uma média de 11 anos, e o uso/abuso de substâncias lícitas/ilícitas foi considerável entre as entrevistadas, com maior referência ao álcool. Compreende-se a importância desta pesquisa para os profissionais de saúde, visto que o conhecimento acerca das características de mulheres em situação de violência conjugal pode direcionar para a suspeita/reconhecimento do agravo, sobretudo no âmbito da Estratégia Saúde da Família.
Page of 4
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top