Refine Search

New Search

Results in Journal METAgraphias: 205

(searched for: journal_id:(4159668))
Page of 5
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Matias Monteiro
Published: 10 July 2019
Abstract:
(...) quem és tu como coisa de outros tempos?
Raísa Curty Carvalheira Sobral
Published: 10 July 2019
Abstract:
(...) quero te fazer entender o que ainda não consegui compreender.
Ana Reis
Published: 9 July 2019
Abstract:
Nasci num corpo meio mulher, meio bicho, meio serpente, meio arte, meio texto, devo ter sido parida em noite de lua cheia. Guardo lembranças de uma bebê nua, esparramada numa grama verde, recebendo as luzes do sol que atravessavam dobras e mais dobras e mais dobras. Ou não. A lembrança de que falo foi construída por uma fotografia em um álbum de retratos, a memória é traída, atraída pela sua própria representação, torno-me refém dos instantes capturados pela imagem.
Wesley Oliveira
Published: 9 July 2019
Abstract:
(...) palavras novas incorporam sentidos inéditos. ou não.
Lorena Ferreira Alves
Published: 9 July 2019
Abstract:
Uma cartografia sonora autobiográfica. A imagem contém texturas sonoras e geográficas de onde a artista residiu, a composição sonora pode ser acessada no site da artista: https://lorenaferreira.gitlab.io/.
Virginia Manfrinato
Published: 9 July 2019
Abstract:
(...) lembra das aulas de matemática? ou seria gramática? ou fundamentos da linguagem visual? -não. -nem eu.
Marinalva Nicácio De Moura
Published: 9 July 2019
Abstract:
´É um verbete sobre o corpo onipresente. Palavras-chave: verbete, corpo, oniprsença
Rafael Hiran Morett Ramos Hiran Morett
Published: 9 July 2019
Abstract:
Este Verbete relaciona-se com a pesquisa de mestrado: Investigar o Rolê, #Angatus. Registro: Verbo ou Substantivo ou Substantivo próprio
Teófilo Augusto Da Silva
Published: 9 July 2019
Abstract:
Este trabalho visa apresentar uma proposta de verbete para a palavra PROTOCOLO, retirando-a apenas do ambiente das ciências exatas e passando-a ao uso comum.
Leandro Munoz
Published: 9 July 2019
Abstract:
Manifiesto que exige mucho pero no sabe cómo lograrse, una esperanza de encontrar la palabra viva
Raísa Curty Carvalheira Sobral
Published: 9 July 2019
Abstract:
KH Ñ I D R T TH UJ W PH L A G M N P QH
Nivalda Assunção
Published: 9 July 2019
Abstract:
(...) quantos significados simultâneos tem uma mesma palavra em sua língua? A língua é um músculo que fica saborosa se cozida com molho madeira. Madeira-de-lei cupim não rói.
Robson Fernando Castro Pinto
Published: 9 July 2019
Abstract:
Dançoclastia: destruição do conceito tradicional de dança e construção de um conceito expandido de dança para quaiquer corpos, para quaisquer movimentos ou ausencia de movimentos.
Artur Cabral Reis
Published: 9 July 2019
Abstract:
(...) afinal, qual a diferença entre natural e artificial?
Luciana Ceschin
Published: 9 July 2019
Abstract:
(...) nem só de quebra-quebra vive um revolucionário.
Ludmilla Alves
Published: 9 July 2019
Abstract:
(...) civilizados são bárbaros. só que isto não é um complimento.
Alla Soüb D'Nadah
Published: 9 July 2019
Abstract:
(...) quantos azuis você conhece? quantos verdes você vê?
Raísa Curty Carvalheira Sobral, Ale Gabeira
Published: 19 October 2018
Abstract:
As imagens que compõe o corpo desse artigo, são registros de uma ação realizada em Cumuruxatiba (BA). Horizonte Professor é uma instalação realizada na beira da praia de durante os períodos de maré baixa. O trabalho foi realizado no contexto da Residência Artística Móvel. Diferente dos trabalhos de Land Art, que baseiam-se em projetos concebidos com um protagonismo do gesto conceitual do artista, a produção da Residência Artística Móvel deriva justamente da convivência, da relação, e por vezes se configura como uma reverencia ao outro. As imagens possuem uma carga simbólica e contituem uma narrativa onde se aprende com o mar.
Culto Das Malditas
Published: 19 October 2018
Abstract:
Culto das Malditas Registros do Xou Katya Flavya (23/03/2019) por Amanda Goes e Thaís Mallon
Rodrigo D'Alcântara
Published: 19 October 2018
Abstract:
Rodrigo D'Alcântara Concept arts das personagens do filme 'Ascensão e Queda das Bixas', 2018 | Representadas: Rodrigo D'Alcântara, Ventura Profana, Cassie Capeta, MC Caten, Promiskua, Nikka Tanb e Walla Capelobo
Thalita Perfeito
Published: 19 October 2018
Abstract:
'Globo Minas', 2019 por Thalita Perfeito | fotografia
Cecília Lima
Published: 19 October 2018
Abstract:
Cecília Lima 'edificar moradas para días de vagamundo', 2019 | detalhe da instalação 'Arquitetutas Cambiantes'
Andresa Augstroze
Published: 19 October 2018
Abstract:
(...) já tentou fazer pesquisa? Eu, nem sei por onde começar. - isso já é fazer pesquisa.
Cecília Bona
Published: 19 October 2018
Abstract:
(...) catálogo da residência artística realizada com apoio do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Distrito Federal (FAC/DF) e em parceria com a Casa de Cultura da América Latina (CAL/UnB) com os artistas-propositores: Cecília Bona, GU da CEI, Luisa Günther, Marcela Campos, RUT e Thalita Perfeito. Brasília/2018.
Ana Paula De Sá
Published: 19 October 2018
Abstract:
(...) já pensou se não precisasse citar ninguém nunca?!
Rodrigo Torres
Published: 19 October 2018
Abstract:
O projeto Invólucros Contemporâneos é inspirado na concepção de que um novo continente, formado por um gigantesco conglomerado de dejetos plásticos, se compõe gradualmente no Oceano Pacífico. A investigação artística conduzida visa lançar uma reflexão sobre a relação entre o homem contemporâneos e os materiais sintéticos utilizados como invólucros e embalagens em seu cotidiano. A proposta consiste em criar cenários e objetos confeccionados a partir de materiais plásticos e promover uma interação de pessoas com essa matéria sintética. A ação desenvolvida a é documentada através de fotografias e vídeos. O resultado final é apresentado em papel fotográfico, em vídeo e também na forma de videoinstalações.
Valeria Pena-Costa
Published: 19 October 2018
Abstract:
(...) qualquer coisa, chama a RITA.
Gabriel Lyra Chaves, Garrossini Fávaro Daniela
Published: 19 October 2018
Abstract:
Marshall McLuhan analisa a transição entre uma era ‘letrada’ e uma era ‘eletrônica’. Este processo tem claras influências no campo da educação, principalmente após o surgimento dos mass media e da internet. O presente artigo busca observar este período de transição, e suas relações com o ferramental teórico de compreensão da realidade, a partir da separação entre pensamento discursivo e pensamento narrativo. Para tanto, dialoga com o campo da comunicação educativa, levantando a questão da divisão entre ensino formal e escola paralela, e analisando esta separação a partir do tratamento da informação nos dois campos.
José Mário Peixoto
Published: 19 October 2018
Abstract:
Mas o que é uma carta, uma missiva, uma epístola? Cartão-postal pode ser considerado como carta também? E o que dizer de um bilhete? Todos esses formatos são designados como formas de correspondência? A carta é um texto elaborado com maior rigor se comparada a um bilhete ou um cartão-postal, mas com o mesmo objetivo de estabelecer comunicações interpessoais e/ou comerciais através da escrita, do documento manuscrito.
Robson Fernando Castro Pinto
Published: 19 October 2018
Abstract:
Manifesto de um corpo-pessoa sobre sua pessoa-corpo, suas vontades de liberdades absolutas, livres de aprisionamentos quaisquer
Kali Ôza
Published: 19 October 2018
Abstract:
Revista performática digital, criada em 2015, com a proposta de parodiar revistas nacionais e de divulgar trabalhos artísticos da cena independente.
Fernanda Azou
Published: 19 October 2018
Abstract:
Fernanda Azou detalhes da série 'OK dessa vez sem trocadilho de droga, raios que o partam', 2019 | acrílica sobre tela | 30 x 30 cm
Rafael Da Escóssia
Published: 19 October 2018
Abstract:
Rafael da Escóssia 'ANTI-CANDIDATURA BICHA CAMICASE PARA DEPUTADO FEDERAL! VOTE 2424 PELO FIM DA PRISÃO NO BRASIL!', 2018 | performance | https://vimeo.com/289867005
Pamella Anderson
Published: 19 October 2018
Abstract:
Pamella Anderson 'A revolta do cavalo contra o jumento', 2019 | acrílica sobre tela | 70 x 100 cm
Malena Stefano
Published: 19 October 2018
Abstract:
Malena Stefano 'eu ainda acredito no amor romˆântico', 2019 | vídeo 1’ | http://vimeo.com/310886221
Bia Leite
Published: 19 October 2018
Abstract:
Bia Leite série 'printscreenpaint44', 2019 | vídeo 5’08"| https://www.youtube.com/watch?v=cOZ1KEpi3aI&feature=youtu.be
Raissa Studart
Published: 19 October 2018
Abstract:
Raissa Studart 'catassol', 2019 | 'outra que se cria na superfície', 2019 | fotografias
Gustavo Silvamaral
Published: 19 October 2018
Abstract:
Gustavo Silvamaral ‘SILVAMARELO’, 2019 | registros de concepção e (des)montagem da obra ‘Amarelo Gama’, exposta no Espaço Cultural Renato Russo | março a junho de 2019
Débora Passos
Published: 19 October 2018
Abstract:
(...) aquilo que a gente sente e sabe que faz parte de um tempo outro.
Natasha De Albuquerque
Published: 19 October 2018
Abstract:
Este artigo disserta sobre o cenário de crise política, a perplexidade ante a Arte Contemporânea e a crítica da nudez enquanto arte. O corpo é a nossa principal arma política por desafiar as amarras sociais e testar outras corporeidades. Também é proposta a disseminação da frase “VOTE NU” como uma campanha política a favor da nudez, da liberdade, do desnudamento político e social. Lutamos por uma nudez de protesto, anarquia e deboche a partir de uma estética do escândalo e de superexposição.
Maria Eugênia Matricardi
Published: 19 October 2018
Abstract:
A escrita, fragmentada, traz na própria transtemporalidade a performatividade promíscua entre as referências da literatura, ação em artes visuais, antropologia, filosofia contemporânea e das ciências sociais, que ora transita por um lugar tradicionalmente reconhecido como acadêmico, ora se reconhece como devir em movimento nos ensaios poéticos, trazendo-nos para a fratura das diferentes linguagens e dos conceitos, dos contos e da construção da escrita como outro objeto estético que não se prende à mera descrição das ações evocadas. A terceira margem do rio, imagem-conceito a partir do conto de João Guimarães Rosa surge como fratura do tempo, risca terceira, produção de desvio no corpo social. Édouard Glissant se faz presente a partir de conceitos como poética das relações, rastro/resíduo, crioulização e pensamento do tremor.
Iguinho Krieger
Published: 19 October 2018
Abstract:
(...) não pense no dromedário, mas na possibilidade do banal ser espetaculoso.
Tarcisio Dorn De Oliveira, Caryl Eduardo Jovanovich Lopes
Published: 19 October 2018
Abstract:
A arquitetura pensada como bem patrimonial passou a ser considerada como um mediador entre passado e presente, uma âncora capaz de dar uma sensação de continuidade em relação ao passado. Pensar arquitetura como patrimônio, de pronto, conceitua-se como o legado, o vestígio tangível herdado e transmito às futuras gerações. O patrimônio arquitetônico criado pelo Homem tem sua existência física em certo espaço e tempo, onde por diversos motivos, muitos desses bens destroem-se e/ou desaparecem. Entretanto, outros sobrevivem acumulando e evidenciando expressões como monumentalidade, valor e poder. Dessa maneira, a preservação arquitetônica representa para a sociedade atual uma verdadeira necessidade, pois a arquitetura resgata parte do que é o passado permitindo assim possibilidades de se compreender o presente e de ações para o futuro.
Luisa Günther
Published: 19 October 2018
Abstract:
Dicas sobre como não encaminhar uma proposta para edital.
Tiago Mergulhão
Published: 19 October 2018
Abstract:
Experimento de dissolução geométrica de signos e estruturas usando trigonometria elementar. A harmonia geométrica mais simplória. O quatrefolio é uma forma geométrica advinda da experimentação mais básica com o círculo, a forma elementar. Ubicua na arte de todo o mundo pode ser encontrada em azuleijos, paredes, janelas, bolsas, símbolos, diagramação, composições estéticas, dentre outros.
Havane Melo
Published: 19 October 2018
Abstract:
O trabalho é um retorno das reflexões geradas pelo livro No Interior Do Cubo Branco: a ideologia do espaço da arte, de Brian O'Doherty (Martins Fontes, 2002). Provocados pelo autor, usamos de ironia para questionar se, de fato, podemos pensar fora de cubos e caixas ou se tudo não passa de um eterno retorno a essa forma geométrica básica, mesmo em meio ao caos e a bagunça.
Page of 5
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top