Refine Search

New Search

Results in Journal Acta Scientiarum. Human and Social Sciences: 482

(searched for: journal_id:(174193))
Page of 10
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Gustavo Arroyo
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.58446

Abstract:
De acuerdo a la mayoría de las introducciones y manuales de filosofía de la ciencia, el principal objetivo de este campo de investigación es describir los métodos y principios implícitos en la práctica de la ciencia. En este texto programático argumento que esta concepción “descriptivista” de la filosofía de la ciencia es errónea. La perspectiva a ser defendida descansa en buena medida en el análisis de un caso paradigmático de análisis en la filosofía de la ciencia: el así llamado modelo nomológico deductivo de explicación científica, propuesto a mediados del siglo 19 por Stuart Mill y respaldado en el último siglo por filósofos como Hempel y Oppenheim. Como quedará claro a lo largo del texto, dos objetivos diferentes (y potencialmente contrapuestos) guiaron la búsqueda de dicho análisis: ofrecer una concepción materialmente plausible del concepto de explicación y elaborar un análisis que fuera compatible con los presupuestos empiristas de estos autores. Lejos de ser descriptiva la empresa puede ser comparada a la solución de un acertijo. El artículo explora además algunas consecuencias que se siguen de concebir la filosofía de la ciencia como una actividad abocada a la solución de acertijos.
Patrícia Coradim Sita, Max Rogerio Vicentini, Italo Lins Lemos
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.60647

Abstract:
Editorial do volume 43(1) de 2021
Alfio Zambon, Fiorela Alassia
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.57435

Abstract:
La reflexión crítica acerca del conocimiento científico que aporta el estudio de la epistemología, metodología y filosofía de la ciencia, es fundamental para la formación de los estudiantes universitarios de carreras científicas. Sin embargo, en la práctica docente hallamos una recurrente dificultad en los alumnos para relacionar los fundamentos epistemológicos con los contenidos de otras disciplinas. En relación a lo anterior, hemos buscado incorporar prácticas innovadoras en donde la literatura y la poesía sean fuentes de inspiración para el pensamiento y la discusión. Esto constituye un modo no tradicional de abordar la enseñanza en carreras científicas y profesionalistas, tanto en el grado como en el posgrado. Fundamentalmente apelamos a los cuentos de Jorge Luis Borges para articular el bagaje teórico desarrollado en nuestros cursos con los conocimientos previos que tienen los estudiantes sobre química, biología, geología y física, entre otras disciplinas. De este modo, relatos como ‘La busca de Averroes’, ‘La muerte y la brújula’, ‘El Otro’ y ‘Pierre Menard, autor del Quijote’, entre otros, se transforman en herramientas para estimular conexiones interdisciplinarias, reflexionar sobre los contenidos y ampliar la perspectiva del conocimiento científico. En este trabajo describiremos cuatro experiencias de trabajo con cuentos de Borges y presentaremos algunas reflexiones acerca de esta forma de vincular ciencia, filosofía y literatura, a partir de nuestras prácticas docentes.
, Elohá Cabreira Brito, Claudeci da Silva
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.56101

Abstract:
Este artigo tem como objetivo analisar os efeitos do crescimento pró-pobre no Brasil considerando a heterogeneidade das suas unidades da federação. Para isso foi estimado o modelo de regressão de dados em painel com informações da PNAD Contínua de 2012 a 2019. As variáveis analisadas foram: renda média per capita (proxy do crescimento econômico), desigualdade de renda, escolaridade média das pessoas com 25 anos e mais e a taxa de informalidade no mercado de trabalho. Pretende-se ainda avaliar a importância relativa de cada uma dessas variáveis na determinação da pobreza no país. Os resultados mostraram que a educação e o crescimento econômico foram pró-pobres, enquanto a alta desigualdade de renda e informalização se constituem em fatores que dificultam a queda da pobreza. A escolaridade obteve o maior impacto na redução da pobreza seguida da diminuição da desigualdade de renda.
Marina Camejo
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.58240

Abstract:
El presente trabajo surge como respuesta a reflexiones suscitadas por los desafíos y las dificultades impuestas por la enseñanza de la epistemología en una carrera humanística. Enfrentarnos al curso de epistemología nos ha obligado a pensar cómo trasmitir contenidos, cómo problematizar aspectos relativos a la disciplina en la que se forman los estudiantes y cómo formarlos en habilidades propias de la filosofía. Esto nos ha conducido a internarnos en los caminos de la didáctica de la epistemología. El interés por la didáctica de la epistemología se ha incrementado, tal vez con un ritmo menor con el que se ha incrementado el interés por la enseñanza de las ciencias. Los avances científico-tecnológicos y las implicaciones que estos tienen a nivel social requieren por un lado de seres humanos conocedores de la ciencia y por otro de seres humanos que adopten posturas críticas frente al conocimiento científico en relación a su alcance, posibilidades y limitaciones en el entramado social. Esto último es concerniente a la epistemología. No obstante, su enseñanza en sí misma es una dificultad que puede ser superada si se ampara en la historia de las ciencias y en la literatura. Nuestra perspectiva consiste en afirmar que la epistemología no puede presentarse como una disciplina que no dialoga con otros saberes, por el contrario consideramos que más allá de la tensión que puede presentar entre epistemología e historia de las ciencias y epistemología y humanidades (más específicamente literatura), estas disciplinas echan luz a la hora de planificar unidades didácticas.
Dulce Consuelo Andreatta Whitaker, Elis Cristina Fiamengue, Diego Da Costa Vitorino
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.55823

Abstract:
Neste artigo debatemos as possibilidades e os limites do relato etnográfico, analisando o rico diário de viagens de Carybé à Benin nos anos de 1969 e 1987. Ao nos depararmos com suas impressões sobre a cultura e o cotidiano neste pequeno país da África, localizado na região do Golfo da Guiné, decidimos colocar à luz da história a descrição sincrônica que o artista constrói. A partir das relações históricas e políticas dos reinos do Benin, de Oyo e do Daomé, elaboradas numa perspectiva africanista, foi possível compreender as contradições no processo de formação da República de Benin e suas interpenetrações culturais, o colonialismo e a resistência africana contra séculos de escravidão. Além disso, elaboramos uma análise diacrônica dos registros no diário de Carybé e de sua busca por uma estética e estilística de herança africana.
, Natalia Buacar
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.59599

Abstract:
La enseñanza de cualquier disciplina exige la formulación de preguntas de muy distinta índole, entre ellas, aquellas relativas a la especificación de propósitos y objetivos, la selección de un recorrido, de contenidos conceptuales, procedimentales y actitudinales específicos, de una metodología de trabajo, y la identificación de estrategias didácticas apropiadas. Todas esas cuestiones son subsidiarias y dependen de una pregunta previa a propósito de la naturaleza de lo que se enseña. La pregunta por cómo concebimos aquello que enseñamos es más fundamental y previa a la tarea de diseñar una propuesta de enseñanza.
María Lucía Rodera, Roberto Miguel Azar
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.59086

Abstract:
La Filosofía de la Ciencia como disciplina autónoma surge aproximadamente en 1922 gracias al impulso proporcionado por las ideas forjadas en el Círculo de Viena. El objetivo principal era definir con precisión el concepto de ‘ciencia’ con el fin de poder decidir unívocamente qué manifestaciones del pensamiento humano debían ser consideradas científicas y cuáles otras debían excluirse al plano de la pseudociencia. En lo que respecta a la Psicología, el conductismo norteamericano coincidió con las posturas básicas del Círculo de Viena otorgándole un valor central a los experimentos y a las observaciones controladas. En relación con el Psicoanálisis, el filósofo argentino Mario Bunge no dudó en sugerir que “[…] es la más interesante y exitosa de las pseudociencias [...]” (Bunge & Ardila, 2002, p. 122), presuponiendo una noción de ‘ciencia’ tradicional y bastante arraigada en el imaginario social de la cultura occidental. Tanto es así que en las propias facultades de Psicología latinoamericanas circulan permanentemente ciertas ‘representaciones sociales’ probablemente inspiradas por la deficiente enseñanza tradicional de la filosofía de la ciencia en los niveles secundario y también superior. En este trabajo intentaremos sentar las bases para elaborar un proyecto filosófico-pedagógico con el fin de conseguir una propuesta superadora para la enseñanza de la Filosofía de la Ciencia en la carrera de Psicología.
Ignacio Federico Madroñal
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.59108

Abstract:
La enseñanza de la Filosofía de las Ciencias es un ámbito de interés por derecho propio, y que cuenta con desafíos relacionados con la diversidad de nuestrxs estudiantes, con la formación y enfoques que adoptamos como docentes, y con el hecho de que la educación científica y filosófica no siempre coincide en sus propósitos y métodos. Además, implica cuestionarnos acerca de problemas más amplios, como la definición de la disciplina misma y qué tipo de vínculo existe entre filosofía y ciencia. En este trabajo, me propongo analizar algunas de estas dificultades, y ofrecer algunos criterios para paliarlas a partir de la consideración de un problema específico de la Filosofía de las Ciencias: la subdeterminación de la teoría por la evidencia. Argumentaré que, a partir del estudio de este caso, es posible brindar algunas orientaciones para una enseñanza de la Filosofía de las Ciencias que (a) contribuya a satisfacer los intereses y necesidades de sus destinatarios, (b) sea viable acorde a la formación con la que cuentan lxs profesores de las asignaturas afines a ella, tengan una sólida formación filosófica de base o no, y (c) posibilite un abordaje que de sus contenidos que no sea primordialmente histórico, sino crítico-problemático.
Maximiliano Bozzoli
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.59084

Abstract:
La evolución que ha sufrido el concepto de observación en la astronomía contemporánea ha generado nuevas concepciones científicas acerca del universo observable, como así también, diversas maneras reflexivas de concebirlo. El avance tecnológico en el instrumental astronómico reciente ha ido configurando y sofisticando nuevas prácticas observacionales dentro de esta disciplina. En la medida en que estas últimas se han ido complejizando, resultan cruciales las aproximaciones históricas para la difusión de la filosofía de la astronomía. En este trabajo, se intentará generar un contexto propicio para la enseñanza de problemáticas filosóficas de la ciencia en el ámbito académico astronómico. En particular, a partir de la metamorfosis que ha tenido el concepto de observación en la astronomía actual y, desde la perspectiva de la filosofía de las prácticas científicas, se pretende mostrar cómo que tal concepto ha ido perdiendo la capacidad de reflejar matices sutiles de relevancia epistemológica. Uno de los objetivos principales consiste en incentivar a miembros de la comunidad astronómica a reflexionar sobre la problemática en cuestión. A través de un recorrido histórico a lo largo de las últimas décadas de la astronomía, se mostrará cómo los cambios tecno-científicos impactan en la concepción misma de la observación. De esta manera, los educadores (filósofos y astrónomos) podrían generar estrategias innovadoras al momento de transmitir contenido filosófico. Ello les permitiría a los astrónomos, eventualmente, repensar la manera de abordar sus propias investigaciones.
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 43; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v43i1.58445

Abstract:
En este trabajo se revisan dos de las estrechas relaciones que pueden establecerse entre la filosofía de la ciencia y la didáctica de las ciencias experimentales. Para ello se analiza, por un lado, la manera en la cual haciendo uso de herramientas metateóricas (provenientes principalmente de la filosofía de la ciencia) se puede comprender y fundamentar el proceso de construcción de modelos científicos escolares, aquellos constituyentes de la llamada ‘ciencia escolar’; y, por otro lado, se revisa el cómo los procesos de enseñanza se desarrollan no sólo en los niveles de enseñanza de las ciencias usualmente reconocidos (primaria, secundaria o universitaria), sino también en los procesos de cambio científico. De esta manera, en la primera parte del trabajo se postula un posible campo de reflexiones epistemológicas específicas que toman como objeto de estudio a la construcción de modelos científicos escolares, las cuales podrían sugerir un campo especial de trabajo dentro de la filosofía de la ciencia: ‘la filosofía de la ciencia escolar’. Y, en la segunda parte, se sostiene la existencia de un ‘nivel de enseñanza científica’ centrado en la dinámica de comparación de teorías rivales, referida a los procesos de enseñanza (y no mera comunicación) que llevan a cabo los/as científicos/as en los llamados ‘periodos de crisis y revolución’.
Edna Alves De Souza, Maria Eunice Quilici Gonzalez, Patrícia Sita, Max Rogério Vicentini
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.57146

Abstract:
Editorial volume 42(3) de 2020
Alfredo Pereira Jr.
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.56497

Abstract:
Segundo Debrun (2018), o processo de Auto-Organização (AO) requer a livre e espontânea interação entre os componentes de um sistema, gerando um novo padrão de funcionamento. O dinheiro é uma poderosa ferramenta para a auto-organização social; sua origem se relaciona intimamente com a origem do Estado, classes sociais e instituições regulatórias do comportamento humano. No Séc. XXI, o desenvolvimento da tecnologia da informação possibilita novas formas de operações monetárias e maior acesso à comunicação por meio da Internet, o que aumenta a interatividade social necessária para a AO. Entretanto, o impacto desta tecnologia não necesariamente favorece o processo de AO social, uma vez que as políticas monetárias são conduzidas no sentido da manutenção da escassez da moeda e aumento da desigualdade econômica, enquanto a Internet é manipulada pelos beneficiários da desigualdade, por meio de notícias falsas. Para se superar esta situação, proponho inicialmente o reconhecimento, no plano filosófico, que o sentido do dinheiro depende da consciência (como sugerido por Lietaer, 2001). Por meio de tomada de consciência social, pode-se ampliar o conceito de dinheiro e estabelecer o controle social das políticas monetárias do Estado, no sentido de redução da desigualdade econômica. Uma medida hetero-organizativa, o controle estatal do fluxo monetário, poderia estabelecer condições mais favoráveis para a efetividade da AO social.
João Antonio De Moraes, Rafael Rodrigues Testa
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.56496

Abstract:
Qual o lugar da filosofia nos dias atuais? Diante das inúmeras respostas possíveis a esta questão, nos debruçaremos em alguns tópicos que podemos inserir na chamada Ética Informacional, um ramo de investigação filosófico-interdisciplinar relativamente recente que discute problemas oriundos da relação ser humano/tecnologias digitais. Temas como privacidade informacional, arrogância epistêmica e divisão digital serão discutidos e relacionados, com o intuito de ilustrar o papel da filosofia na compreensão da complexidade inerente às dinâmicas sociais no contexto da sociedade da informação. Argumentaremos que pensar o mundo contemporâneo a partir do viés da ética informacional se faz cada dia mais imprescindível para que possamos entrar em sintonia com as rápidas mudanças que a revolução informacional impõe à vida em sociedade e não sermos levados pelas enxurradas informacionais que presenciamos diariamente.
, Mirian Donat
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.55731

Abstract:
Em Aulas sobre Estética (1938), transcritas por seus alunos e publicadas posteriormente em volume intitulado Aulas e Conversas sobre Estética, Psicologia e Fé Religiosa, Wittgenstein tece considerações acerca da experiência estética a partir do esclarecimento de um conceito em particular, a apreciação, que é fundamental para a compreensão desse domínio específico da linguagem a que se propõe investigar – a linguagem estética. É nesse contexto que emergem duas perguntas feitas por seu aluno Rush Rhees que, referindo-se especificamente à arte negra, revelam-se ocasião oportuna para incluir, no debate estético, o problema do preconceito que pode existir na maneira com a qual o sujeito aprecia a produção artística de culturas diferentes da sua. Assim, como desdobramento da reflexão sobre o conceito de apreciação estética, que implica a necessidade de se levar em conta as regras do contexto da obra de arte para se emitir um juízo estético mais apurado, Wittgenstein responde a Rhees com o levantamento de uma série de elementos que permitem refletir sobre a questão do preconceito que acompanha, inclusive, o campo da estética. Com isso, a partir do pensamento wittgensteiniano, identifica-se a possibilidade de se esboçar uma resposta para um tema ainda latente na sociedade, à medida que propõe afastar preconceitos e superar a estreiteza de espírito que está por trás de concepções deturpadas a respeito de outras culturas, com o escopo de permitir, por sua vez, contemplar as diferenças de perspectivas e a riqueza que elas representam, em favor do exercício do respeito e da tolerância no que se refere à diversidade cultural.
Kleber Cecon
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.55191

Abstract:
A auto-organização é um processo que tem sido largamente discutido em diversas áreas de estudo e articulado com um número cada vez maior de áreas do conhecimento. O foco deste artigo é realizar uma revisão dos principais conceitos de auto-organização como auto-organização primária, secundária, atratores e elementos formadores, além de outros conceitos relacionados a esses como, por exemplo, determinismo e autopoiesis. Para isso, será revisada, rapidamente, a proposta de autores clássicos no que diz respeito à investigação do tema, como Ashby e Von Foerster, com uma atenção especial para a posição de Michael Debrun. Um ponto secundário deste artigo, que está mais disposto, concisamente, no final do texto, consiste em refletir sobre a possibilidade de aplicação dos conceitos de auto-organização aos estudos da prática científica. Quando é avaliada a potencialidade de se estudar a ‘ciência’, a partir de uma abordagem auto-organizacional, é possível perceber como ela parece ser frutífera e versátil.
Edna Alves De Souza, Rômulo Maldonado Villa, Everaldo Tadeu Quilici Gonzalez
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.56202

Abstract:
Neste artigo, temos por objetivo analisar alguns dos desafios atuais colocados pelas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), quanto às questões de privacidade e autonomia no que concerne ao controle de dados pessoais, através de recursos de Big Data. Nossa análise se restringe aos dados pessoais que identificam ou que podem identificar uma pessoa, de modo a colocar em xeque sua privacidade e autonomia. Inspirados em hipóteses elaboradas por John Stuart Mill sobre a influência que a sociedade exerce sobre os indivíduos, argumentamos que há que se proteger a independência individual em face de práticas impositivas, e por vezes irracionais, que a opinião coletiva pode exercer sobre os indivíduos. Uma dificuldade sugerida por Mill estaria em se identificar, na prática, o limite entre a autonomia da pessoa e o controle social. Argumentamos que, ainda que em contextos distintos, essa dificuldade não só persiste na Sociedade da Informação contemporânea como se mostra premente com o acelerado desenvolvimento de TIC, Big Data, Internet das Coisas e Computação Ubíqua que integram parte significativa da vida dos indivíduos. Admitimos que as possibilidades apresentadas pelas TIC são, em muitos casos, consolidadoras de direitos básicos como o de acesso à informação, entre outros; contudo a vigilância e o controle governamental e empresarial, facilitada pelo desenvolvimento das TIC, por sua vez, nos conduz à indagação sobre possíveis consequências negativas sobre a autonomia individual na Sociedade da Informação vigente. Considerando os três Vs característicos dos Big Data: volume, velocidade, em tempo real, e variedade (Laney, 2011), discutimos neste artigo aspectos positivos e negativos do emprego de recursos de Big Data, especialmente, por governos e grandes corporações, no que diz respeito à sua influência na privacidade e autonomia humana.
Ramon Souza Capelle De Andrade
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.55167

Abstract:
Neste artigo, procuro defender, baseado na Teoria Geral dos Sistemas e na Filosofia de Peirce, que a ‘identidade pessoal’ pode ser pensada como uma propriedade emergente do conjunto de hábitos de um agente incorporado e situado no mundo. Defendo, também, que o condicional contrafactual ‘Se fosse o caso que A, então seria o caso que B’ constitui forma lógica adequada para representar, ou modelar, a dinâmica de expressão do hábito psicocomportamental; o condicional contrafactual estaria implementado na estrutura psicocomportamental do agente como um arranjo de organização. Em artigos anteriores, trabalhei com a hipótese de que o hábito pudesse ser formalmente representado ou pela ‘implicação relevante ou por um condicional variavelmente estrito’. Este é o primeiro artigo que trabalho com a hipótese da representação do hábito como condicional contrafactual. A defesa do condicional contrafactual como forma lógica do hábito é feita em analogia com a dinâmica de manifestação das leis da natureza e dos condicionais biológicos.
Enidio Ilario, Alfredo Pereira Junior, Ettore Bresciani Filho
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.55193

Abstract:
Com base em diagrama geométrico plano e espacial da geometria analítica cartesiana, como modo de representação de fenômenos no campo da linguagem e da psicologia, procura-se apresentar um modelo lógico e diagramático das relações entre Indivíduo-Sociedade e Natureza-Cultura. Trata-se uma formalização abstrata relativamente simplificada dos fenômenos de elevada complexidade e deve ser considerado inicialmente de forma mais metafórico do que literal. Entendendo a linguagem como um sistema de significados logicamente articulados em torno de categorias semânticas, postulamos que certas categorias abstratas e muito gerais, tais como as estruturas axiológicas elementares podem constituir universais semânticos delineadores do pensamento natural. Com tais pressupostos, a modelagem buscou incorporar a dimensão relacional através do eixo indivíduo-sociedade, incorporar a dimensão evolutiva biológica por meio do eixo natureza-cultura e também incorporar a dimensão temporal no eixo biográfico e das gerações. Em tal configuração tridimensional, uma topologia dos conceitos tornou-se possível por meio da própria lógica interna do modelo designado hiperdiagrama, que permite dinamicamente a composição de novos conceitos a partir da síntese de conceitos precedentes, prefigurando aquilo que pode constituir a própria dinâmica do pensamento no processamento da linguagem. Podemos conjecturar que, desta forma, regiões específicas nos quadrantes apresentam homologia entre o desenvolvimento da linguagem e aquilo que denominamos paradigmas existenciais, que estariam a representar o indivíduo em sua alteridade, ou seja, o seu relacionamento com a própria organização econômica, política e social, incluindo a religiosa, da sociedade humana.
, Jose Geraldo Damico, Emiliano De Camargo David
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.56465

Abstract:
Este artigo parte do pressuposto que as políticas identitárias serão necessárias até quando as desigualdades sociais estiverem relacionadas à algumas identidades. Contudo, a noção de identidade tem sido criticada ao longo dos anos pelo pensamento europeu que analisa o Estado Moderno Capitalista, em campos do saber como filosofia, psicologia e psicanálise. Este saber crítico foi importado colonialmente para o Brasil, fazendo com que as pautas identitárias dos movimentos sociais negros, muitas vezes, sejam desconsideradas por esses campos, posição confortável porque mantém o status quo da branquitude brasileira. Esse artigo apresenta algumas contribuições para a formulação de um sistema-mundo onde a raça não sustentará as desigualdades sociais. Para tanto, contraditoriamente será necessário racializar àqueles que se entendem modelo universal de humanidade. Por meio de revisão de literatura, discutimos a cosmologia do privado (com base nos mitos de origem europeus, com ênfase no mito do contrato-social e o mito do capital inicial), e apresentamos a proposta/resposta de sociedade individualista, acumulativa e egoísta forjada por essa cosmologia. Como revés a essa lógica de mundo, propomos uma cosmologia do comum (com base nos mitos Yorubás, em destaque a tríade Emì, Ofò, Asé) no combate do primado da razão colonial, enquanto perspectiva filosófica que preserva a espiritualidade e, acima de tudo, sustenta uma proposta política aquilombada de civilização.
Osvaldo Pessoa Jr.
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.56203

Abstract:
Examinam-se os estudos de Benjamin Libet e colaboradores, nas décadas de 1960-70, a respeito da pré-datação temporal. Após estudos de estimulação elétrica direta do córtex somatossensorial, que demora meio segundo para tornar-se consciente, Libet refinou a tese clássica do ‘presente ilusório’, defendendo que processos conscientes em geral demorariam em torno de meio segundo para se formar. A seguir, explorou o efeito de mascaramento realizando experimentos envolvendo estímulo sensorial (uma picada na mão) seguido pelo estímulo cortical, e por fim concluiu que ocorre uma pré-datação da experiência consciente da picada (sentida meio segundo depois) para um instante de tempo próximo daquele em que de fato ocorreu. Este resultado foi interpretado por alguns filósofos e neurocientistas como sendo um desafio para a tese da identidade mente-encéfalo, provocando uma reação de Patricia Churchland de negar a validade do experimento ou do conceito de pré-datação. Argumentamos que tal reação negativa não se justifica, e que os experimentos são consistentes com uma visão fisicista.
Ricardo Peraça Cavassane, Itala Maria Loffredo D’Ottaviano
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i3.56201

Abstract:
In this paper we investigate if sentences presented as the result of the application of statistical models and artificial intelligence to large volumes of data – the so-called ‘Big Data’ – can be characterized as semantically true, or as quasi-true, or even if such sentences can only be characterized as probably quasi-false and, in a certain way, post-true; that is, if, in the context of Big Data, the representation of a data domain can be configured as a total structure, or as a partial structure provided with a set of sentences assumed to be true, or if such representation cannot be configured as a partial structure provided with a set of sentences assumed to be true.
Alejandra Rodríguez Torres, Edgar Carlos Jarillo Soto,
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.53134

Abstract:
En la conformación de la sociedad industrial, las profesiones surgieron como un movimiento fundamental de la división del trabajo, de estratificación ocupacional y de clases. Su mantenimiento e importancia a través del tiempo se ha sostenido mediante procesos de profesionalización para la producción de conocimiento especializado que le distinga de otras ocupaciones y al mismo tiempo le brinde autonomía y reconocimiento social para dar legitimidad y permanencia en función de la sociedad. La profesión médica, ha servido como aparato ideológico por parte del Estado para controlar y dominar a la sociedad basados en las necesidades de salud a través de profesionales que ejercen relaciones de poder reducidos a agentes secundarios perpetuando las diferencias de clases. Las profesiones en general han sufrido los estragos de las políticas neoliberales y la profesión médica no es la excepción. La realidad de los servicios de salud circula entre hospitales descuidados, falta de presupuesto, mala atención, falta de material, de recursos humanos y medicamentos, trámites burocráticos, y otros faltantes estructurales que subsumen a la práctica del profesional a indicadores y gestiones administrativas.
Vladimir Chaves Dos Santos, Max Rogerio Vicentini, Patrícia Coradim Sita
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.55806

Abstract:
Editorial do volume 42, número 02 de 2020.
Jorge Rafael Ramirez, Lourdes Pacheco Ladron De Guevara
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.54150

Abstract:
Este escrito es producto de una investigación doctoral y tiene como objetivo introducir la discusión y el análisis del Ubuntu y la filosofía tradicional africana como un aporte para pensar la fragmentación de la democracia en América Latina, dando paso al papel que tienen los movimientos y organizaciones afrodescendientes en asumir una lucha política y ética por construir una democracia relacional como propuesta necesaria ante la crisis de la democracia liberal. La metodología consiste en la revisión bibliográfica de la literatura y de intelectuales de las ciencias sociales y del pensamiento africano para evidenciar una corriente que, se enmarca no únicamente en el cuestionamiento del modelo democrático vigente en América Latina, sino también que brinda algunas pistas para la construcción de un proyecto de sociedad comunitario en la región, basado en la ontología relacional. Se concluye que, en la crisis del modelo político occidental, las luchas de los movimientos afrodescendientes deben reflexionar en trascender la lógica de fortalecer la democracia liberal, para proponer el camino ético del Ubuntu como una ruta de deconstrucción de las estructuras políticas y societales vigentes, impulsando un mensaje de humanidad.
Fabrizio Lomonaco
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.54655

Abstract:
Este estudo faz uma análise da obra De nostri temporis studiorum ratione (1709), na qual Vico opõe ao novo método de inventio a topica decorrente do reconhecimento de verdades secundárias (verisimilia) típicas de ciências que atendem à necessidade de atividade prática, alinhada aos admiráveis ensinamentos de seu mestre Bacon, embora expurgados da fé na perfeição utópica e abstrata do conhecimento humano. Juntamente com a medicina e a moralidade, a iurisprudentia é capaz de expressar o novo critério da verdade, que equivale a colocar o senso comum em oposição à racionalidade abstrata.
Claudia Megale
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.54654

Abstract:
Enquanto ‘Oração inaugural’, o De ratione tinha como objetivo principal exortar os jovens estudantes da Universidade de Nápoles e encorajá-los a cultivar o conhecimento moderno, buscando sua unidade. Isso significava alimentar – entre os juristas napolitanos – a consciência civil de que o fenômeno da neofeudalização requeria uma orientação diferente. O objetivo básico, no entanto, permaneceu a necessidade de uma revolução gnoseológica, e, para tanto, Vico tirou proveito da reinterpretação de autores como Platão e Agostinho, Bacon, Descartes e Galileu.
Romana Bassi
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.52232

Abstract:
A homenagem a Francis Bacon com que Vico abre o De ratione (1709) fez passar por alto o teor da crítica que Vico dirige a Bacon nessa obra. No meu artigo, sustenta-se que, diferentemente das recentes polêmicas que tiveram por objeto a obra baconiana, a vexatio naturae estigmatizada por Vico não é tanto motivada pela objeção à violência exercida sobre a natureza, mas visa sobretudo a negar a plausibilidade mesma dos desiderata baconianos e a invalidar o projeto de regnum hominis, recorrendo a fórmulas precisas dos textos baconianos. Dessa crítica dirigida a Francis Bacon, não aparecem outros ecos nas posteriores obras de Vico. Pelo contrário, no De mente heroica (1732), Vico subscreve plenamente a exaltação baconiana da noção heroica de conhecimento.
Geri Cerchiai
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.52734

Abstract:
Este artigo analisa a contribuição do pensamento de Malebranche para a formação da metafísica de Vico, tal como apresentada no De antiquissima italorum sapientia. Particularmente, a comparação com a filosofia de Malebranche permite a Vico especificar três temas fundamentais: a redução do cogito cartesiano à função da consciência; a explanação do conceito de animi mens; a determinação das possibilidades e dos limites do nosso conhecimento.
Marcela Caroline Pereira, Augusta Pelinski Raiher
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.52806

Abstract:
Este estudo analisou os principais elementos que interferem na prática esportiva das mulheres brasileiras, enfatizando as categorias de gênero e classe social. Para isso, utilizou-se dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), edição na qual tivemos investigações suplementares acerca da Prática de Esporte e Atividade Física. Com esses dados, estimou-se modelos Logit – consistindo num modelo linear generalizado que usa como função de ligação a função logit - visando identificar os fatores que elevam as chances de se praticar esportes. Concluiu-se que a mulheres brasileiras possuem dificuldade para a prática esportiva, devido à construção cultural do gênero feminino no campo esportivo e sua posição atual diante da multiplicidade de atividades cotidianas. Compreende-se que essa questão se intensifica quando relacionada às mulheres mais pobres do país, pois se somam a falta de tempo e a ausência de espaços adequados para a prática do esporte. Desta forma, a condição de pobreza se tornou um elemento limitador para as mulheres realizarem esporte no Brasil.
Riccardo Caporali
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.52233

Abstract:
O artigo analisa a relação entre sabedoria e política nas primeiras obras de Vico. A primeira parte concerne às Orationes. A segunda examina o De ratione (sétima oratio, mais tarde transformada em ensaio independente, publicado em 1709). Finalmente, a terceira parte refere-se ao De antiquissima, um tratado publicado em 1710. O objetivo do artigo é demonstrar como o pensamento de Vico, a despeito da notável diversidade desses textos, gira em torno da idéia de uma primazia fundamental (metafísica e moral) da sabedoria sobre a política. Isso significa que, nessa primeira fase de sua reflexão teórica, o De ratione não constitui uma exceção, mesmo à luz de inovações metodológicas que induzem intérpretes a reconhecer uma ruptura em relação à concepção anterior. Apenas nas grandes obras (Direito universal e, em particular, as três edições da Ciência nova) a relação entre sabedoria e política terá uma diferente e muito mais complicada orientação, de modo a transformar completamente o sentido dessa antiga primazia.
Manuela Sanna
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.52735

Abstract:
Este artigo analisa uma das mais importantes fontes de Vico, Francis Bacon, e as asserções teóricas que os aproximam. Memória e Engenho, medicina da alma e do corpo, método de estudos e poesia são temas importantes que aproximam ambos os filósofos, profundamente engajados no campo da teoria do conhecimento, em sintonia com o pensamento europeu.
, Chistiane Luci Bezerra Alves, Valéria Feitosa Pinheiro
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i2.52452

Abstract:
O artigo trata dos níveis de vulnerabilidade ocupacional na região metropolitana do Cariri, onde se propõe indicadores a fim de medir os níveis de exposição à precariedade do trabalho naquele espaço baseados nos microdados do censo demográfico brasileiro de 2010. Registra-se que a região é marcada por elevados níveis de vulnerabilidades, caracterizadas principalmente pela informalidade intercalada com baixo rendimento. Os subespaços da região metropolitana, seja rural ou as cidades menos desenvolvidas, acentuam ainda mais esses níveis de vulnerabilidade, evidenciando a necessidade de promoção do trabalho em condições decentes.
Max Rogerio Vicentini, Patrícia Coradim Sita
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.54688

Abstract:
Editorial do volume 42, número 01 de 2020.
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.51757

Abstract:
The touch, smell, sound, and visual signals can evoke indexical modes of secondary thoughts in the speaker’s mind. In this paper, we will present some points of view that demonstrative linguistic elements have a multiple nature of contextual surroundings and, among the multiplicity of natures, the memory, which involves a demonstrative mode of presentation of the previous situation. The question reflected into discussion is the following: How previous situation of the autobiographical texts is constructed if demonstrative signals are structurally invisible in the textuality? Considering this principle, the demonstrative signals seem to be linked to as the physical as the psychic field, but still relatively distant from the conscious personal spatial experience of the addresser.
Andre Scholl De Almeida, Laís Trajano Alves,
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.51402

Abstract:
A ideologia desenvolvimentista propõe a intervenção estatal na economia e na sociedade com o objetivo de combinar crescimento econômico sustentado e melhora dos indicadores sociais. O objetivo deste artigo é o de discutir o complexo processo histórico através do qual a ideologia desenvolvimentista brasileira emergiu historicamente como um fenômeno qualitativamente novo. Para tal, destacam-se as escolas de pensamento precursoras do desenvolvimentismo brasileiro — na Europa, o Iluminismo e a ideia de ‘Progresso’, e no Brasil, as escolas dos nacionalistas, dos defensores da indústria, do papelismo e do positivismo — e o modo imbricado através do qual essas diferentes escolas entraram em contato umas com as outras até finalmente unirem-se no século XX, formando a ideologia desenvolvimentista brasileira.
Luana Las Schaab,
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.52105

Abstract:
Os padrões de comportamento da indústria são influenciados por mudanças socioeconômicas e demográficas. As diferentes formações de mercado são decorrentes da conduta do setor produtivo que, dada a percepção do consumo, definem posições. Tendo em vista a indústria de cervejas brasileiras, observa-se o surgimento de novas Micro e Pequenas Empresas Cervejeiras (MPE Cervejeiras) nos últimos anos, que, em termos gerais, apresentam uma nova posição no setor. Diante desse contexto, a fim de determinar as variáveis e investigar o crescimento e concentração das MPE Cervejeiras, é realizada uma análise com dados primários, obtidos por meio de questionário online direcionado aos empresários das mesmas, no estado do Paraná. Os resultados apontam que a variável PIB per capita possui maior impacto para escolha da localização das MPE Cervejeiras e a concentração das MPE Cervejeiras impacta no crescimento do setor.
Felipe Barbosa De Sousa Costa, Cássio Eduardo Soares Miranda
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.50492

Abstract:
Este estudo objetiva analisar as experiências de vitimização por abuso sexual, em namoros, e seus impactos em adolescentes escolares. Trata-se de um estudo qualitativo com 5 escolares do ensino médio que sofreram violência sexual nas relações amorosas. Os dados foram interpretados com base na análise de conteúdo de Bardin. As unidades foram agrupadas em eixos temáticos: experiência de vitimização, percepções sobre violência, impactos e estratégias de enfrentamento e superação da violência sofrida. Os dados mostram desde experiências sutis de violência até tentativas de manutenção de relação sexual forçada nas relações de namoro, frequentemente precedidas de experiências anteriores em outras esferas relacionais e sobreposição de violências. Os impactos produzidos diferem conforme as características da violência sofrida, porém sentimentos de medo, culpa, vergonha e isolamento social foram comuns, bem como comportamentos suicidas. As principais formas de enfrentamento incluíram partilha das experiências com as mães, mudanças de atitude frente aos relacionamentos, e apenas uma adolescente recorreu a órgãos de proteção, sofrendo processo de revitimização. O estudo permitiu conhecer como se dão as experiências de vitimização por abuso sexual no namoro dos adolescentes.
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.51255

Abstract:
A prestação dos serviços públicos em um Estado Democrático de Direito (EDD) implica atuar com eficiência e eficácia. As políticas públicas precisam impactar a sociedade, contribuindo com melhorias sociais e econômicas. Este artigo, em razão da existência de lacunas na capacitação de gestores públicos, propõe-se a discutir a interdisciplinaridade no campo da Administração Pública. Para tanto, o objeto geral é construir um modelo que possa contribuir na aferição da maturidade da interdisciplinaridade. O trabalho e o modelo proposto se apoiam, basicamente, nas contribuições teóricas de Ramos (1996), Maturana (2002) e Japiassu (2006). O modelo proposto elenca cinco critérios considerados suficientes para avaliar a maturidade da interdisciplinaridade, bem como mostra como estes critérios podem ser considerados de forma ponderada. Os conceitos que perpassam todo o trabalho são: a) autonomia e complexidade da Administração Pública; e b) Redução Sociológica. As limitações do estudo estão relacionadas nas delimitações do campo de pública. Acredita-se que o modelo proposto, por ser generalista, possa ser usado para outras áreas do conhecimento, quando a interdisciplinaridade for considerada fundamental. Essa pesquisa deixa como possibilidade de estudos futuros, compreender como ocorre a Interdisciplinaridade em cursos de Administração Pública na América Latina e também como oportunidade de aplicar o modelo proposto em outras Instituições de Ensino Superior.
Martiele Gonçalves Moreira, ,
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.53785

Abstract:
Este ensaio traz à tona uma nova perspectiva epistemológica e teórica para os estudos de gênero, ao propor uma análise de causação circular histórica da institucionalização da discriminação do gênero feminino no mercado de trabalho brasileiro. Para Veblen as instituições são formadas por um conjunto de instintos, hábitos e comportamentos refletidos em práticas aceitas e incorporadas por um grupo ou sociedade. Com isso, apresentou-se como modelo teórico o ciclo de desenvolvimento de instituições que compreende desde os instintos inatos aos seres humanos até a legitimação e instituição de normas de comportamentos, na perspectiva da discriminação do gênero feminino no mercado de trabalho. Sabendo-se que a sociedade ainda trata de forma desigual homens e mulheres no trabalho, a proposição de um ciclo que visa compreender quais são esses comportamentos e de que forma se perpetuam na sociedade pode se tornar relevante para os estudos de gênero. Portanto, a discriminação do gênero feminino pode ser entendida como um processo histórico cumulativo de transformação de hábitos em instituições.
Camila Ailín Baeza, Rejane Cleide Medeiros De Almeida
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.51160

Abstract:
Reflexiones sobre prácticas agroecológicas desarrolladas por mujeres integrantes de la articulación Tocantinense de la agroecología. Desarrollamos un abordaje decolonial, sobre epistemologías y género, con especial enfoque en nociones de cultura y territorio. Como metodología utilizamos entrevistas a integrantes de la ATA, las mismas son de carácter abierto y con método exploratorio desde las cuales intentaremos indagar en los abordajes que las mujeres de las comunidades tradicionales, tanto quilombola, como quebraderas de coco, hacen sobre agroecología. Se observa una dimensión educativa dentro de las prácticas agroecológicas que realizan las interlocutoras, colocando esta actividad como una práctica y saber de resistencia que realizan las mismas dentro de la sus territorios. Trabajamos con los/as siguientes autores y autoras: Korol y Castro (2016), Sousa Santos (2011), Walsh (2013), Saquet (2007), Pessoa (2004) y Segato (2018).
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.52696

Abstract:
O cenário contemporâneo de imprevisibilidade e os desafios recorrentes para manter a competitividade vêm exigindo profissionais que sejam capazes de desenvolver suas competências nos mais diferentes contextos. Nesse sentido, a empregabilidade surge como uma exigência do mercado na busca de profissionais cada vez mais eficazes, atualizados e preparados para atuar nas organizações. Nesse aspecto, os jovens pertencentes aos estratos mais pobres são os mais prejudicados, pois não conseguem competir no mercado de trabalho pela falta de competências. Daí a necessidade de prepará-los, ainda durante o período escolar, pois essa é uma das estratégias mais eficientes para qualificação profissional. Assim, o presente estudo teve por objetivo conhecer o perfil dos estudantes do ensino médio da Escola Estadual CIEP 326 Professor César Pernetta, na cidade do Rio de Janeiro e, com base nas informações obtidas, desenvolver e aplicar oficinas de qualificação, visando a preparação para o acesso ao mercado de trabalho de forma mais satisfatória e com foco nas competências. Trata-se de uma pesquisa de abordagem quali-quantitativa de caráter descritiva/exploratória. Os resultados apontam que esses estudantes estão em vulnerabilidade, com pouco ou nenhum conhecimento sobre as formas de alcançar o mercado de trabalho e que desconhecem as competências demandadas pelas empresas. A maioria busca uma oportunidade com carteira assinada (65,4%) e um percentual significativo (22,7%) pretende abrir seu próprio negócio. Durante as oficinas de qualificação foi observada a falta de conhecimento dos estudantes sobre as competências exigidas no mercado de trabalho para aproveitar as oportunidades de emprego e de como se comportar de forma profissional no local de trabalho. Ações que ajudem no plano de desenvolvimento profissional contribuem para o acesso ao trabalho e propiciam aumento da qualidade de vida à medida que estes jovens alcançam o emprego e a renda.
Milton Leandro Santos Leituga, Felipe Eduardo Ferreira Marta
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.48934

Abstract:
O presente artigo tem como objetivo proceder à análise sobre a memória e o cotidiano do trabalho urbano da cidade de Vitória da Conquista (Bahia). Durante o século XX a cidade passou por um profundo processo de urbanização marcado fortemente pelo avanço das relações capitalistas no estado da Bahia. A cidade está localizada ao sul da Chapada Diamantina, mais precisamente, no Território de Identidade de Vitória da Conquista, sendo o município um polo regional captador de recursos e investimentos. Como tentativa de compreender as consequências sociais que essa lógica impõe ao citadino, partiu-se de uma abordagem histórica apoiada em pesquisa bibliográfica para se compreender o conceito de cidade e as intersecções com a literatura específica sobre o desenvolvimento da cidade de Vitória da Conquista. Para o desenvolvimento da pesquisa empírica, foi realizada uma investigação de campo, no Parque Ambiental Lagoa das Bateias, por meio de entrevistas com moradores e usuários. Em outra frente, buscou-se contato com o setor público e realizou-se pesquisas junto ao arquivo municipal. As entrevistas foram feitas sob a perspectiva da História Oral, segundo pressupostos de Portelli (1997), considerando-se a área estudada segundo a narrativa inicial de um morador antigo, sendo depois entrevistados outros moradores, em sistema de rede. Dessa maneira, estruturou-se um recorte histórico da década de 1940 à contemporaneidade. O presente texto retratará o período das primeiras ocupações até a construção do parque. Pela análise do cotidiano, a pesquisa revelou a face espoliativa do processo de urbanização promovido pelo capital; cujo cerne é a produção de novas contradições na sociedade e a forma como Vitória da Conquista, caracterizada como cidade de médio porte, teve o seu cotidiano condicionado às exigências mercadológicas.
Murilo Florentino Andriato, Mara Lucy Castilho
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 42; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v42i1.51002

Abstract:
O presente artigo tem como objetivo a análise e comparação de três cooperativas de materiais recicláveis da região metropolitana de Maringá, estado do Paraná, no que se refere a evolução de quantidades, preços, receitas e remuneração dos cooperados. Justifica-se o objeto de estudo pela diminuição dos recursos naturais e descarte incorreto dos resíduos sólidos, o que tem preocupado os formuladores de políticas públicas. A reciclagem surgiu como um modelo que permite diminuir o consumo de recursos naturais, bem como diminuir a poluição. Os agentes ambientais têm se unido em cooperativas de reciclagem, através do trabalho cooperativo e utilizando os princípios da economia solidária, o que tem gerado renda para diversos cooperados, os quais participam do recolhimento, separação e comercialização desses materiais. Como principais resultados pode-se constatar que os custos se apresentaram crescentes no período, impulsionados sobretudo pelos custos variáveis; já as receitas, influenciadas diretamente pela quantidade de materiais separados e comercializados, bem como pelas horas trabalhadas, apresentou tendência estável. A participação do poder público via contratação dos serviços de separação e destinação dos resíduos sólidos das cooperativas contribuiu positivamente para o resultado financeiro, o que possibilitou uma maior renda auferida pelos cooperados.
Max Rogério Vicentini, Patrícia Coradim Sita, Rafael Da Silva Da Silveira
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 41; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v41i3.52173

Abstract:
Editorial volume 41, numero 3 de 2019.
, Antonio Carlos Witkoski, Therezinha De Jesus Pinto Fraxe
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 41; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v41i3.46415

Abstract:
Os estratagemas conservacionistas têm sido amplamente utilizados pelos camponeses, em áreas de várzea e de terra firme, contribuindo significativamente para a resiliência dos agroecossistemas da várzea amazônica. Nesse sentido, o objetivo deste artigo foi analisar as estratégias de conservação ambiental utilizado pelos camponeses da Comunidade São Francisco, localizada na Ilha do Careiro, estado do Amazonas. Dentre os instrumentos metodológicos utilizados pode-se destacar a aplicação de formulários, entrevistas abertas, registros fotográficos, e a Matriz de Estratégias de Conservação dos Agroecossistemas. Após a sistematização e análise dos dados coletados tornou-se possível a construção de fluxogramas, quadros e tabelas representativas das estratégias de conservação utilizadas e do ordenamento territorial da área de estudo. Pode-se inferir, com base nos resultados da pesquisa, que há uma gestão cibernética na Comunidade São Francisco, pautada na resiliência ecossistêmica e na conservação dos recursos naturais. Essa gestão é oriunda de uma diminuição da entropia, ou seja, da degradação de energia, e do aumento na neguentropia, que é o reaproveitamento da exergia do sistema ambiental varzeano. Portanto, as estratégias de conservação são orientadas pelo saber ambiental camponês, que estabelece modos específicos de exploração dos recursos naturais, centrados no respeito à resiliência ecossistêmica e na manutenção da autopoiese dos agroecossistemas.
Gláucia Da Rosa Do Amaral Alves, Elsbeth Léia Spode Becker
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 41; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v41i3.48937

Abstract:
Este artigo é um recorte da dissertação de mestrado do programa de pós-graduação em Ensino de humanidade e Linguagens – UFN e procura traçar uma exposição panorâmica a respeito do processo civilizatório do Ocidente. Assim, a proposta centra-se em descrever como foram norteados os padrões de conduta e autocontrole que se tornaram requisitos fundamentais para a convivência em sociedade, e de que maneira a ideia de etiqueta e civilidade passou a ser requisito indispensável na vida das mulheres. A metodologia se caracteriza por ser de natureza qualitativa a partir de embasamento bibliográfico. Conclui-se que os manuais influenciaram na escolha e no modo de agir das mulheres, normatizando as relações de poder e gênero.
, Gilberto Broilo Neto
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 41; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v41i3.47915

Abstract:
Este artigo, além de brevemente contextualizar o movimento artístico do simbolismo brasileiro em relação à estética modernista nacional, que teve início em meados dos anos de 1890, sendo motivado por referenciais oníricos e metafóricos opostos à escola realista anterior, tem por objetivo analisar a linguagem poética do escritor gaúcho Mário Quintana na sua caracterização simbolista do cotidiano, norteada por uma temática de mistério, sonho e puerilidade, bem como na representação das cidades de Porto Alegre, que é a capital do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, e Londres, que é a capital da Inglaterra, no que tange ao sentimento de pertença, à observação da mudança e ao discurso laudatório. Este estudo entretece sua argumentação por meio das teorias da literatura e da arte cujo arcabouço teórico se dá por meio de autores como Arendt e Pavani (2006), Baudelaire (2006), Fonseca (2014), Pesavento (1994), Schüler (1987), Trevisan (2006), dentre outros. A representação citadina do antigo e do moderno nos poemas demonstra que Mário Quintana apresenta mais referenciais do simbólico em suas primeiras obras do que nas últimas publicações, que contém versos mais livres e uma linguagem menos rígida. Na produção modernista desse escritor, as obras possuem temas mais nacionalistas e de tom de exaltação local, todavia, mantem-se pela simplicidade na linguagem.
Edi Carlos De Oliveira, Mauricio Reinert,
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 41; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v41i3.46771

Abstract:
O objetivo deste artigo foi analisar a influência da rede de relacionamentos sociais na formação, evolução e atuação da Artisans Brasil. As redes de relacionamentos sociais são vitais para o estabelecimento de parcerias entre atores. Pesquisa qualitativo-descritiva com corte transversal e perspectiva longitudinal que coletou dados por meio de treze entrevistas semiestruturadas. Foram utilizados os softwares Ucinet e Atlas.ti para construir o sociograma da rede de relacionamentos e fazer a codificação das entrevistas, que contribuíram para a análise de conteúdo. Contribuições: (a) como as redes influenciaram na atuação da Artisans Brasil; (b) como as habilidades sociais do ator principal na rede de relacionamentos foram fundamentais para os resultados alcançados; e (c) como os achados contribuem para as discussões sobre as mudanças nas redes sociais e organizacionais. A formação e evolução da rede de relacionamentos sociais impulsionou a atuação nacional e internacional desta Cooperativa, garantindo maior visibilidade e competitividade nestes mercados.
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Volume 41; https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v41i3.46707

Abstract:
The aim of this paper is to point out the limits of ‘radical change’ thesis in Marx’s thought. According to this view, there would be a ‘unilinear’ and teleological conception of history in his period of youth. However, for some authors, at some point in his theoretical evolution from 1850’s, Marx would break with this position and formulated a multilinear view of history. From a critical revision, it is intended to point the limits of this thesis from the analysis of Marx’s theory of history that was already in consolidation in the 1840’s. More precisely, in the texts The german ideology (1845-46) and Poverty of philosophy (1847), we can see that Marx’s theoretical works of the mid-1840’s is precisely against a philosophy of history, pointing limitations for the idea of ‘radical change’ in the theory of history.
Page of 10
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top