Refine Search

New Search

Results in Journal Revista Competência: 240

(searched for: journal_id:(1188081))
Page of 5
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Deivid Ilecki Forgiarini, Alexandre De Souza Garcia, José Antônio Valle Antunes Júnior, Heitor José Cademartori Mendina, Aziz Eduardo Calzolaio
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n2.2018.619

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Adriana Ribeiro Menegassi, Danilo Soares Monte-Mor
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n2.2018.524

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Gleberson De Santana Dos Santos
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n2.2018.627

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Eduardo Mendes Nascimento, Poliana Moreira De Andrade
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.530

Abstract:
O presente estudo tem por objetivo identificar as variáveis que influenciam a consciência ecológica dos estudantes na área de negócios em duas instituições educacionais. Para tanto, foi realizada uma pesquisa descritiva, utilizando-se um levantamento como estratégia para coleta de dados, com abordagem quantitativa para sua análise. Esse levantamento foi feito com 257 graduandos que responderam a um questionário contendo 35 questões. O questionário foi estruturado em duas partes, sendo a primeira constituída de variáveis que tiveram o objetivo de descrever a amostra, e a segunda de levantar o grau de consciência ambiental apresentado pelos respondentes. Os dados obtidos foram tabulados em pacote estatístico (Stata), no qual foram realizadas análises estatísticas descritivas. Assim, foram identificadas as variáveis que influenciam a consciência ecológica dos graduandos dos citados cursos, bem como quais variáveis se apresentam com mais ou menos relevâncias nas atitudes ambientalmente desejadas em relação ao meio ambiente. Os resultados demonstraram que a família é estatisticamente significativa na aquisição de hábitos ambientalmente corretos, além da idade, do curso e da instituição que frequenta, bem como ter filhos ou não. Além desses fatores, a autoimagem em relação à prática de atitudes que minimizem a dilapidação do meio ambiente se mostrou relevante para que os indivíduos tenham atitudes ambientalmente corretas.
Franciane Silva Cruz De Lima,
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.600

Abstract:
O campo tecnológico digital está em constante crescimento com inúmeros dispositivos – como tablets, notebooks e celulares, e os estudantes têm o hábito de usar a tecnologia em muitas situações com uma facilidade no seu manuseio. Tais atividades, como jogos, programas e redes sociais, parecem difíceis de serem ligadas à sala de aula, uma vez que grande parte dos programas educacionais foi desenvolvida para um ambiente de aprendizagem do tipo lápis e papel, guiado pelo professor. Com esse entendimento, escolheu-se trabalhar com um microprojeto que envolva uma autonomia do uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), a fim de avaliar a compreensão dos alunos nativos digitais sobre o uso do recurso tecnológico no ambiente de aprendizado, que se aproxime com interatividade do mundo do trabalho e suas ideias. Quanto à experiência de uso, neste trabalho, discutem-se os resultados de uma pesquisa realizada com 38 alunos do curso de Aprendizagem Comercial em Serviços Administrativos de uma instituição de educação profissional.
Rogério Fernandes Da Costa, Paulo César Pinheiro
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.554

Abstract:
A evacuação em casas de show, salas de cinema, teatros e estádios envolve um alto grau de complexidade, por isso, merece uma atenção especial. Estudos nessa área devem levar em conta que a evacuação em locais de grande público está sujeita a restrições temporais, físicas e comportamentais. Portanto, quando comparados às simulações em situações reais, que são caras e de difícil execução, os modelos computacionais despontam como uma alternativa viável. No presente estudo, objetivou-se a criação de um modelo conceitual para evacuação em locais de grande público, cuja metodologia mista foi orientada a partir do conceito de múltiplos agentes e da analogia do fluxo de fluidos. Tendo em vista que o tempo é um fator determinante para minimizar danos e perdas mais graves em casos de emergência, busca-se oferecer orientações práticas que possibilitem a criação de um software para auxiliar os tomadores de decisão e os futuros projetos de empreendimentos destinados a receber grandes públicos.
Émerson Mezetti Alves, Geraldo Girardi
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.583

Abstract:
A concessão de crédito apresenta um risco de inadimplência considerável, pois, segundo dados do SPC Brasil (2017), 60,2 milhões de brasileiros estão em situação de inadimplência, representando 39,6% da população adulta do país. O presente trabalho teve por objetivo realizar a análise do processo financeiro da empresa estudada de forma a propor a redução da inadimplência dos clientes. Para tal, delineou-se uma pesquisa de característica quantitativa, na qual foram analisados os dados reais de inadimplência da empresa para entender seus impactos. Como complemento, utilizou-se a análise qualitativa que partiu de duas entrevistas semiestruturadas: com o gestor da empresa analisada e com um gestor de uma instituição financeira. A análise, tanto qualitativa quanto quantitativa, permitiu identificar deficiências nas seguintes etapas do processo estudado, quais sejam: análise de crédito, como a atualização cadastral e o controle pós-liberação de crédito. Permitiu ainda identificar desconhecimento dos impactos da inadimplência na empresa, que previa um percentual médio de 2%, e não o real percentual encontrado na análise de 4,17%. Com base nessas análises, foi possível sugerir melhorias em todos os processos deficitários identificados, como a sugestão e adaptação da ferramenta de análise de crédito credit scoring que, junto com a avaliação do analista de crédito, contribui para a decisão de concessão com risco reduzido.
Fabiane Franciscone, Cleber Gibbon Ratto
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.604

Abstract:
Este ensaio tem a finalidade de contribuir para a reflexão sobre a abundância de possibilidades que os profissionais têm para investir na ampliação de sua consciência, mediante educação continuada que contribua para a inteireza do ser. Coloca em questão as possibilidades de uma “Educação em Código Aberto”, concebida como forma de abertura dialógica e hermenêutica, condição para os processos de humanização, finalidade última dos processos educativos e horizonte promissor para a formação profissional diante dos desafios contemporâneos.
Ana Carolina Moreira Paulino, Daniela Corso Favaretto
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.578

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Andréia Cássia Moura
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.561

Abstract:
¹QUALMAN, Erik. Socialnomics: como as mídias sociais estão transformando a forma como vivemos e fazemos negócios. São Paulo: Saraiva, 2011. 304 p.
Maria Araujo Reginatto
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.687

Cíntia Moralles Camillo, Liziany Muller Medeiros
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.555

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Clécio Falcão Araujo
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.686

Monica Scóz Mendes, Gabriela Mattei De Souza, Katia Denise Moreira, Marcos Baptista Lopez Dalmau
Revista Competência, Volume 11; doi:10.24936/2177-4986.v11n1.2018.479

Abstract:
Frente a um contexto globalizado, cujo modelo econômico exige da área de gestão de pessoas dinamicidade e proatividade, a gestão estratégica de pessoas, em oposição ao mecanicismo do passado, surge como elemento catalisador. Assim, alinhando o fenômeno da gestão estratégica de pessoas ao de competências, este estudo tem como objetivo verificar se a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) apresenta características estratégicas no que se refere à gestão de pessoas, a partir da percepção dos gestores responsáveis por tal área. Em termos metodológicos, este estudo caracteriza-se como qualitativo e utilizou, como técnicas de coleta de dados, a entrevista semiestruturada com quatro gestores da área. Constatou-se que a UFSC apresenta ações relacionadas à gestão estratégica de pessoas, porém todos os entrevistados ressaltaram que ainda é necessária evolução, destacando as atividades de capacitação já implementadas na instituição e a preocupação da administração central em caminhar em direção ao desenvolvimento estratégico de pessoas.
Maria Araujo Reginatto
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.614

Rodrigo Hipólito Roza, Solange Muglia Wechsler
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.523

Abstract:
O objetivo do presente estudo foi analisar o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) por estudantes universitários de Administração, matriculados em uma disciplina de negócios em ambientes virtuais, utilizando a metodologia ativa de Aprendizagem Baseada em Problemas, ou Problem Based Learning (PBL), bastante conhecida e referenciada na literatura científica. Participaram da pesquisa 51 estudantes de Administração de uma universidade privada do interior do estado de São Paulo. Os dados para a análise do uso das tecnologias foram obtidos por meio de entrevistas, considerando tanto os recursos de hardware como de software empregados no apoio à realização das atividades da disciplina. De modo geral, os resultados apontaram que os estudantes entrevistados buscaram escolher os recursos mais adequados para realização das atividades acadêmicas, dentro do conjunto de tecnologias que lhes eram acessíveis e familiares, deixando, no entanto, de explorar novas tecnologias potencialmente relevantes no apoio ao processo de aprendizagem.Palavras-chave: Tecnologia da informação e Comunicação. Metodologia ativa. Aprendizado baseado em problemas. Gestão.
Frederico Cesar Mafra Pereira, Eloísa Helena Rodrigues Guimaraes, Fabiana Marques Silva Borges
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.536

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Carolina Cavalcanti Nascimento, Washington Luis Dos Santos Ferreira, Isabel Cristina Cunha
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.599

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Helena Mrozinski, César Steffen, Heli Heli Meurer
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.442

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Camila Carmona Dias, Cayan Santos Pietrobelli
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.537

Abstract:
O presente artigo se fundamenta nos estudos que afirmam o gênero não como fator biológico determinado, e sim como uma construção social. Dessa forma, aponta para necessidade da quebra do padrão binário de gênero, levando em consideração indivíduos que não se identificam com os gêneros vigentes, impostos pela teoria do sexo biológico, ou seja, que possuem um gênero fluido. Diante disso, a presente pesquisa tem por objetivo analisar, teoricamente, a relação do gênero fluido com a moda. Dessa forma, partiu-se da concepção foucaultiana do poder disciplinar, passou-se pela teoria da reapropriação e resistência de Certeau (1994), para finalmente levantar uma hipótese de que a resistência baseada na reapropriação cultural pode estar conectada com o conceito de entrelugar, de Bhabha (1998). Palavras-chave: Moda. Gênero fluido. Entrelugar. Resistência.
Daiane Lotes, Magda De Toni
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.465

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Leonardo Tadeu Dos Santos, Juliana De Fátima Pinto, Maria Gabriela De Cássia Miranda
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.553

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Fabrício Martins Carvalho Da Silva, Cecilia Toledo Hernández, Julio Cesar Andrade De Abreu
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.597

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Carla Camargo Cassol Da Silva, Marilia Costa Morosini
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.547

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Maria Araujo Reginatto
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n2.2017.613

Ríveres Reis Almeida, Adilene Gonçalves Quaresma
Revista Competência, Volume 10, pp 85-104; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.416

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
David Silva Franco, Alex Fernandes Magalhães, Kely Cesar Martins De Paiva
Revista Competência, Volume 10, pp 11-30; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.496

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Barbara Regina Lopes Costa, Lucília Grando
Revista Competência, Volume 10, pp 51-66; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.499

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Robson Vander Canarin Da Rocha, Andressa Sasaki Vasques Pacheco, Jéssica Rocha De Souza Pereira
Revista Competência, Volume 10, pp 125-143; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.490

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Miriam Mariani Henz
Revista Competência, Volume 10; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.538

Marlei Maria Veduim Marcuzzo, Juçara Salete Gubiani, Luis Felipe Dias Lopes, Damiana Machado De Almeida, Jonathan Saidelles Corrêa
Revista Competência, Volume 10, pp 105-124; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.475

Abstract:
O crescente aumento de investimentos de instituições de ensino superior na modalidade de ensino a distância evidencia a relevância das tecnologias digitais na busca do ensino de qualidade. Nesse sentido, este estudo objetivou identificar e explicar estatisticamente os fatores que conduzem à satisfação dos alunos de cursos educação a distância na Universidade Federal de Santa Maria. Esta pesquisa se caracteriza como descritiva, do tipo survey, utilizando-se da abordagem quantitativa. Para a coleta dos dados, adaptou-se um modelo teórico que define dimensões, constructos e variáveis que viabilizaram a análise dos dados. Participaram os discentes dos cursos de graduação e pós-graduação a distância do sistema da Universidade Aberta do Brasil da Universidade Federal de Santa Maria. No intuito de explicar as relações entre as variáveis dependentes e independentes do modelo utilizado, empregou-se a técnica estatística da regressão linear múltipla. Por fim, evidenciou-se que a satisfação do aluno é explicada pelos constructos qualidade do curso, flexibilidade do curso, utilidade percebida e facilidade de uso, sendo os dois primeiros relacionados à dimensão curso e os dois últimos à dimensão do modelo de ensino.Palavras-chave: Educação a distância. Satisfação do aluno. Instituição de ensino superior. Gestão pública.
Jeferson Luis Silva, Cleber Gibbon Ratto
Revista Competência, Volume 10, pp 145-163; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.428

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Conrado Gomide Castro, Douglas De Oliveira Botelho, Diego César Terra De Andradre
Revista Competência, Volume 10, pp 165-182; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.437

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Nathália Rigui Trindade, Andréa Bach Rizzatti, Marcelo Trevisan, Flavia Luciane Scherer
Revista Competência, Volume 10, pp 67-84; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.476

Abstract:
É evidente, nos últimos anos, o caráter conflituoso da relação entre sociedade e meio ambiente, sendo exponencial seu crescimento e agressões ambientais. É nesse sentido que surge a noção do desenvolvimento sob a perspectiva sustentável, ou seja, o desenvolvimento que, além do crescimento econômico, leve em consideração a inclusão social e a proteção ambiental. Tal desenvolvimento depende de mudanças paradigmáticas que reflitam valores éticos abrangentes. Por conseguinte, é necessário avançar-se na construção de uma visão holística e integradora de mundo, que não se restrinja a uma visão simplista da natureza como centro das preocupações, mas que busque pensar na integração homem-natureza como um todo. Sendo a educação, muitas vezes, considerada importante instrumento de humanização, socialização e de transformação da sociedade, este estudo objetiva discutir o papel da educação no alcance do desenvolvimento sustentável. Para isso, discute-se sobre o papel da educação na sociedade contemporânea, os conceitos relacionados ao desenvolvimento sustentável e as abordagens acerca da educação para a sustentabilidade. Ao utilizarem-se essas abordagens conjuntamente, é possível articular a educação e a sustentabilidade em direção a um futuro sustentável.Palavras-chave: Educação. Sustentabilidade. Educação para sustentabilidade.
Marcelo Almeida De Camargo Pereira, Vera Lucia Felicetti
Revista Competência, Volume 10, pp 31-50; doi:10.24936/2177-4986.v10n1.2017.425

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Maria Araujo Reginatto
Revista Competência, Volume 9; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.433

, Cibele Hechel Colares Da Costa
Revista Competência, Volume 9; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.404

Abstract:
O presente trabalho discorre sobre o desenvolvimento e aplicação do planejamento docente, subsidiado pela análise das situações de aprendizagem apresentadas pela metodologia dos Sete Passos. Ordenação essa de plano de ação que contempla medidas de ensino guiadas a partir de sete etapas: (1) Contextualização e Mobilização; (2) Definição da Atividade de Aprendizagem; (3) Organização da Atividade de Aprendizagem; (4) Coordenação e Acompanhamento; (5) Avaliação da Atividade de Aprendizagem; (6) Acesso a outras referências e (7) Síntese e Aplicação. É explorado um estudo de caso em que há a sistematização da metodologia com a finalidade de desenvolver competências em cursos de Educação Profissional, dando subsídios para que o aluno utilize o conhecimento na prática, transformando, então, o saber em habilidade e, por conseguinte, em competências. O estudo é realizado criando situações comuns, abordando assuntos do interesse e conhecimento do aluno. Ao término da experimentação realizada, é apresentada uma reflexão do produto final do estudo de caso e da eficácia da metodologia dos Sete Passos. Palavras-chave: Metodologia dos Sete Passos. Informática fundamental. Microsoft Word. Aprendizagem. Competências.
Aline De Campos, Guilherme Bertoni Machado, Gregório Jean Varvakis Rados, José Leomar Todesco
Revista Competência, Volume 9; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.405

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Cláudia Zank
Revista Competência, Volume 9; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.431

Revista Competência, Volume 9, pp 111-124; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.376

Abstract:
Resumo Pensar o desenvolvimento de um curso no formato eletrônico na perspectiva do pensamento complexo de Edgar Morin remete à busca pela compreensão da transdisciplinaridade e como ela se apresenta desafiadora e inovadora para as reflexões acerca de assuntos que fazem parte de ambientes educacionais corporativos. Este artigo pretende elucidar o conceito da transdisciplinaridade que se apresenta em três pilares: a complexidade, a lógica do terceiro incluído, e os diferentes níveis de realidade. Esta pesquisa visou a analisar, à luz dessa teoria, as experiências desenvolvidas no SESC-SP com funcionários que participaram de curso de formação no formato e-learning associado a fórum de discussão. Os dados analisados foram coletados no ano de 2015, e a análise considerou os princípios da transdisciplinaridade tendo como ênfase as interações realizadas em ambiente virtual de aprendizagem. Os resultados demonstraram expressivos índices de concordância dos alunos em relação às questões apresentadas, o que nos permite reconhecer nessa metodologia de ensino/aprendizagem princípios intimamente relacionados com as questões transdisciplinares. Resumo Pensar o desenvolvimento de um curso no formato eletrônico na perspectiva do pensamento complexo de Edgar Morin remete à busca pela compreensão da transdisciplinaridade e como ela se apresenta desafiadora e inovadora para as reflexões acerca de assuntos que fazem parte de ambientes educacionais corporativos. Este artigo pretende elucidar o conceito da transdisciplinaridade que se apresenta em três pilares: a complexidade, a lógica do terceiro incluído, e os diferentes níveis de realidade. Esta pesquisa visou a analisar, à luz dessa teoria, as experiências desenvolvidas no SESC-SP com funcionários que participaram de curso de formação no formato e-learning associado a fórum de discussão. Os dados analisados foram coletados no ano de 2015, e a análise considerou os princípios da transdisciplinaridade tendo como ênfase as interações realizadas em ambiente virtual de aprendizagem. Os resultados demonstraram expressivos índices de concordância dos alunos em relação às questões apresentadas, o que nos permite reconhecer nessa metodologia de ensino/aprendizagem princípios intimamente relacionados com as questões transdisciplinares.
Margareth Fadanelli Simionato
Revista Competência, Volume 9, pp 11-15; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.429

Adilene Gonçalves Quaresma
Revista Competência, Volume 9, pp 69-90; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.389

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Carlos Augusto Fontanini, Jakeline Krast, Emerson Luiz Bomfim
Revista Competência, Volume 9, pp 37-52; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.418

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Revista Competência, Volume 9, pp 125-156; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.355

Abstract:
Os regimes aduaneiros especiais são oferecidos pelo governo como forma de incentivo às operações internacionais, uma vez que contemplam benefícios fiscais, porém, para que as transações sejam efetivadas sem imprevistos, é necessário conhecer as possibilidades e restrições dos países envolvidos nas operações. Este estudo foi elaborado por meio de uma pesquisa do tipo descritiva, de natureza qualitativa, visando a identificar e comparar as práticas de admissão e de exportação temporária de automóveis destinados a atividades técnicas e/ou eventos em diferentes países. Trinta e três perguntas relacionadas ao tema foram submetidas a trinta executivos que atuam, direta ou indiretamente, nas operações internacionais da indústria automobilística. Por questões geográficas, a coleta de dados foi realizada por meio eletrônico. Este estudo atingiu o objetivo proposto ao permitir a comparação entre práticas de admissão e de exportação temporária de automóveis destinados a atividades técnicas e/ou eventos em diferentes países. Conclui-se que a verificação das práticas e eventuais restrições aduaneiras dos países é de extrema importância para que os processos temporários sejam realizados com êxito. Palavras-chave: Comércio internacional. Admissão temporária. Exportação temporária. Carnê ATA. Automóveis.
Camila Carmona Dias
Revista Competência, Volume 9, pp 157-175; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.395

Abstract:
Este artigo apresenta as etapas e os resultados de um trabalho realizado pelos estudantes do Curso Técnico em Vestuário do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, durante a disciplina de História da Indumentária. Tal trabalho consistiu em compreender a moda como constructo sociocultural, e seu propósito foi reunir, organizar e difundir informações, fatos, relatos e imagens sobre os costumes e a moda na década de 1950 na cidade de Erechim. O objetivo deste estudo é expor essa experiência como modelo didático de ensino, aliando a pesquisa teórica em história regional à prática dos estudantes do curso. Por meio da dinâmica de trabalho proposta, a pesquisa, realizada pelos estudantes, trouxe a história para perto deles. Ainda, possibilitou aos estudantes o desenvolvimento da criticidade sobre o assunto moda. Palavras-chave: História regional. Moda. Ensino.
Bernadétte Beber, Eduardo Silva, Simoni Urnau Bonfiglio
Revista Competência, Volume 9, pp 53-67; doi:10.24936/2177-4986.v9n2.2016.369

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
André Kadow, Carlos Camargo
Revista Competência, Volume 9, pp 153-161; doi:10.24936/2177-4986.v9n1.2016.323

Abstract:
Este artigo visa à elaboração de uma análise sobre a maneira transparente da Internet das Coisas em nossas vidas e as possíveis implicações de segurança que ela pode trazer. Por estar presente em diversos momentos do dia a dia, muitas vezes as pessoas não percebem a quantidade de informações que são disponibilizadas e a maneira como elas serão utilizadas pelas empresas prestadoras dos serviços. Outro aspecto preocupante é se esses dados podem ser interceptados ou se os aparelhos conectados podem ser usados de outras maneiras que não a sua originalmente projetada.Palavras-chave: internet das coisas. Aplicativos móveis. Smartphones. Celulares. Internet.
Roberto Sarquis Berte
Revista Competência, Volume 9; doi:10.24936/2177-4986.v9n1.2016.373

Revista Competência, Volume 9, pp 55-71; doi:10.24936/2177-4986.v9n1.2016.312

Abstract:
Um fenômeno que vem crescendo nas principais economias do mundo, incluindo o Brasil, é a criação de Universidades Corporativas (UCs) pelas grandes organizações como forma de lidar com a assimetria entre as competências profissionais desejadas e as encontradas no mercado de trabalho. Contemporaneamente, a gestão do conhecimento, as organizações de aprendizagem e o capital intelectual permeiam as reflexões não só acadêmicas, mas da sociedade em geral, as quais repercutem no âmbito das corporações e de suas UCs. Essa temática desdobra-se em reflexões sobre quais abordagens pedagógicas são adequadas às demandas da vida contemporânea, e a visão transdisciplinar se apresenta como uma das respostas possíveis. Observa-se que a UC assume um papel cada vez mais estratégico, extrapolando a função formativa de competências funcionais e alcançando um escopo diversificado de gestão: do conhecimento, da identidade e da cultura organizacionais. Este ensaio aborda o papel desempenhado pela UC na estratégia organizacional, notadamente nas políticas de gestão de pessoas. Tais reflexões partem da atuação da autora como educadora de uma UC ao longo de dez anos, tendo como pano de fundo as teorias de Edgar Morin e Basarab Nicolescu.Palavras-chave: Transdisciplinaridade. Educação. Gestão de pessoas.
Bruno Nunes Batista, Antonio Carlos Castrogiovanni
Revista Competência, Volume 9, pp 11-28; doi:10.24936/2177-4986.v9n1.2016.335

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Page of 5
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top