Refine Search

New Search

Results: 3

(searched for: doi:10.4321/s1132-12962015000300015)
Save to Scifeed
Page of 1
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Published: 27 November 2017
by SciELO
Revista da Escola de Enfermagem da USP, Volume 51; https://doi.org/10.1590/s1980-220x2016049003277

Abstract:
RESUMO Objetivo: Analisar como os indicativos da integralidade se traduzem no processo de ensino-aprendizagem em um curso de graduação em enfermagem. Método: Estudo de caso qualitativo realizado com docentes de um Curso de Graduação em Enfermagem. Coleta de dados realizada através de análise documental, observação não participante e entrevistas individuais. Análise de dados guiada a partir de uma matriz analítica seguindo os passos da proposta operativa. Resultados: Participaram do estudo oito docentes. Alguns indicativos da integralidade, como diálogo, escuta, respeito mútuo, vínculo e acolhimento estão presentes no cotidiano de alguns docentes. Os indicativos da integralidade são aplicados por alguns docentes na relação pedagógica. Os resultados remetem ao ensino-aprendizagem da integralidade em um modelo de circuito único e de circuito duplo, e neste professor e estudante assumem uma postura aberta para as novas possibilidades do processo de ensino-aprendizagem. Conclusão: A integralidade, ao ser reconhecida como princípio pedagógico, possibilita o rompimento de um ensino centrado no docente e avança para uma aprendizagem coletiva, possibilitando que docente e estudante criem seu próprio design ancorado num processo reflexivo sobre suas práticas e na realidade encontrada nos serviços de saúde.
Page of 1
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top