Refine Search

New Search

Results: 207

(searched for: doi:(10.20872/*))
Save to Scifeed
Page of 5
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
João Victor Viana De Figueredo, Instituto Federal De São Paulo,
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p151-166

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Bruna Mayumi Chaves Otubo, Instituto Federal De São Paulo, Eddaniella Moraes Silva Fernandes
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p06-38

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p136-150

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Ronaldo Mendes Neves, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p39-54

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
, Instituto Federal De São Paulo
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p125-135

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Léia Luanda Da Silva, Instituto Federal De São Paulo,
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p75-105

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Léia Luanda Da Silva, Instituto Federal De São Paulo,
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p167-188

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Léia Luanda Da Silva, Instituto Federal De São Paulo,
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p55-74

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Paulo Henrique Palota, Instituto Federal De São Paulo, Paulo César Mioralli, Elson Avallone, Murilo Secchieri De Carvalho
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 1; doi:10.20872/24478407/regmpe.bmc.v1n1p106-124

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Anildo Dal Magro, Instituto Federal de Educação Do Rio Grande Do Sul- Rs-Brasil, Tânia Craco, Uiliam Hahn Biegelmeyer, Maria Emília Camargo, Tainá Zanella, Universidade de Caxias do Sul, Faculdade De São Marcos
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 132-151; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n5p132-151

Abstract:
A gestão de estoques é um assunto bastante abordado tanto no meio acadêmico e organizacional. Por meio de uma gestão eficiente no âmbito organizacional trazer melhorias a redução dos custos, proporciona eficiência no planejamento produtivo e auxilia na tomada de decisões. Nesse sentido, o presente trabalho abordou quais os benefícios uma empresa no setor metalúrgico pode obter em função de um modelo adequado de gestão de estoque. Para isso, foi realizado um estudo de caso em uma empresa de grande porte, analisando a implementação de um piloto de Kanban (Just in time), para identificar oportunidades de ganhos competitivos, sendo usado como metodologia uma pesquisa qualitativa exploratória, que foi implementado através do desenvolvimento do estudo de caso, com a realização de entrevistas individuais em profundidade, com abordagem semiestruturada. Após a implementação do estudo, ocorreram mudanças significativas como: redução de estoque, redução de espaço para armazenagem, informações mais precisas e diminuindo os recursos investidos com os imobilizados em estoques, isso possibilitou a empresa uma nova forma de gestão de estoques. Constatou-se que não foram necessários grandes investimentos para conquistar resultados satisfatórios, melhorando a confiabilidade, organização dos estoques, agilidade, liberação de espaço físico e recursos financeiros. Demonstrando os benefícios do uso dessa ferramenta.
Maria Rosangela Martins Brandão, Ufca, Marcus Vinícius De Oliveira Brasil, Alandey Severo Leite da Silva
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 23-39; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n3p23-39

Abstract:
O artigo é baseado na história de vida de uma empreendedora na área de consultoria empresarial, onde buscou-se discorrer sobre a relação existente entre a capacidade empreendedora e o desenvolvimento de uma empresa de consultoria empresarial de sucesso. O principal objetivo deste trabalho é analisar o perfil comportamental de uma empreendedora de sucesso. Logo, foram abordados os temas do empreendedorismo de uma forma geral, o empreendedorismo feminino e os tópicos de consultoria empresarial objetivando aprofundar o tema. Foi necessário identificar as características comportamentais da empreendedora, descrever suas experiências de vida e verificar o impacto daquelas na vida dela. A pesquisa foi realizada por meio de entrevista semiestruturada de cunho qualitativo. A entrevista e a análise dos dados foram divididas em duas dimensões: vida pessoal e vida profissional. Conclui-se que a empreendedora pesquisada possui as seguintes características empreendedoras: busca oportunidades e iniciativas, persistência, comprometimento, exigência de qualidade e eficiência, corre riscos calculados, estabelece metas, busca informações, planeja e monitora sistematicamente, persuasão e rede de contatos, independência e autoconfiança.Sugere-se ampliar e desenvolver outros casos de empreendedores locais e comparar com os dados desta pesquisa
Léia Silva, Eduardo De Paula E Silva Chaves, Instituto Federal De São Paulo
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 152-172; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n3p152-172

Abstract:
Em tempos de mercados globalizados a escolha por destinos turísticos se faz cada vez mais presente no cotidiano das pessoas. Gerenciar destinos turísticos como marcas corporativas é importante para profissionalização do marketing de lugares. Nesse contexto surge o seguinte problema de pesquisa: quais as variáveis que compõem o modelo de mensuração do valor de marca de lugares para um estado do Nordeste? Tendo como objetivo geral: descrever e analisar as variáveis que compõem o modelo de mensuração do valor de marca de lugares para um estado do Nordeste. Dessa forma, buscou-se cumprir os objetivos da pesquisa por meio de pesquisa descrita empírica e utilização de questionário de pesquisa (surveys). Os dados foram analisados por meio da modelagem de equações estruturais e para construção do modelo utilizou-se o software SmartPLS 3. Os resultados apresentaram um r² de 0,887, esse valor significa alto poder de interação entre as variáveis independentes com a variável dependente. Pode-se concluir que o modelo é eficiente para mensurar a marca estado e pode auxiliar tanto a novas pesquisas acadêmicas na área quanto em tomadas de decisões gerenciais de gestores públicos de cidades, estados, regiões em geral.
Lenoir José De Oliveira, Faculdade De São Marcos, Uiliam Hahn Biegelmeyer, Nádia Cristina Castilhos, Maria Emília Camargo, Tainá Zanella, Danielle Nunes Pozzo, Universidade de Caxias do Sul, Universidad De La Costa Colombia
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p30-46

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Letícia Caldas De Freitas, Instituto Federal De São Paulo, Renata Oliveira De Carvalho, Fernando Ribeiro Dos Santos
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p147-164

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Jann Lucas Araujo Valença De Oliveira, Universidade Federal de Alagoas, Marcos Henrique Sena Dos Santos Júnior, Paulo Sergio Cavalcante, Valdemir Da Silva, , UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p81-96

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Gustavo Luan De Jesus Ribeiro, Uniruy
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p47-57

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Nicolas Rufino Dos Santos, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA, Rafael Pereira Ocampo Moré
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p216-244

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Malek Assed Neto, Ifsp Instituto Federal De São Paulo, Eduardo De Paula E Silva Chaves
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p117-146

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Lais Mauro DE Oliveira, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, Maria Cristina Drumond E Castro
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 61-83; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n3p61-83

Abstract:
Alinhar os objetivos da organização com o propósito e as aspirações dos trabalhadores tornou-se imprensindível para a prosperidade das empresas na contemporaneidade. Neste âmbito, a medição e avaliação do clima organizacional (CO) do ambiente de trabalho configura-se como um diferencial estratégico para as instituições que priorizam a motivação e desenvolvimento de seus colaboradores e, consequentemente, a retenção de talentos. Por conseguinte, o presente trabalho teve como objetivo realizar uma pesquisa de avaliação em Clima Organizacional na empresa Viação Progresso e Turismo S/A, situada em Três Rios/RJ. Para seu cumprimento, foi elaborado um questionário, de teor quantitativo, baseado nos modelos de pesquisa em CO desenvolvidos por Luz (1995) e por Bispo (2006), contendo vinte questões fundamentadas nos indicadores de influência do CO propostos pelos autores. A pesquisa foi aplicada a 72 participantes no dia 21/01/2020, sendo estabelecida antes do período de pandemia referente ao coronavírus. Verificando-se os resultados, constatou-se que os colaboradores tendem a possuir percepções favoráveis ao CO da empresa, uma vez que questões relacionadas à liderança, integração com a organização e treinamento e desenvolvimento de funcionários obtiveram positivas avaliações. Contudo, a organização deve dedicar maior apreço aos quesitos relacionados à comunicação e autonomia dos colaboradores.
Henri Cristian Messa Corassa
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 1-22; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n3p1-22

Abstract:
A recente crise econômica gerou consideráveis mudanças na realidade socioeconômica do cidadão brasileiro. Uma delas foi o aumento significativo de pessoas que buscaram através do empreendedorismo uma solução ao desemprego. Contudo, a criação e a gestão de uma pequena empresa não é uma atividade simples, requer planejamento e dedicação -é num elemento do primeiro ponto que se debruça este trabalho: o plano de marketing enquanto ferramenta de planejamento. Baseado nesta ferramenta, a presente pesquisa buscou compreender a importância do plano de marketing na alavancagem dos pequenos empreendimentos utilizando como contexto a análise de um pequeno negócio real, situado em Porto Alegre e inserido no ramo de panificação e de alimentação saudável. Organizado como um estudo de caso para aprendizagem, averiguou-se as principais estruturas de um plano de marketing, quais eram praticadas pelo empreendimento e as estratégias de marketing para o seu crescimento.
Nicolas Rufino Dos Santos, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA, Rafael Pereira Ocampo Moré
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p1-29

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Nicole Rochele Cardoso Brancher, Ifrs
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p97-116

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Mariana Kuchiniscki Zozimo De Almeida, Instituto Federal De São Paulo, Eduardo De Paula E Silva Chaves Chaves
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p165-195

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Diego Antonio De Campos Ferreira, Instituto Federal De São Paulo, Eduardo De Paula E Silva Chaves
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p58-80

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Adriane De Fátima Machado, Universidade Estadual do Centro Oeste, Antonio Costa Gomex Filho, Chrislaine Caroline De Souza, Unicentro
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n2p196-215

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Fernando Manuel Valente, Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Instituto Politécnico de Setúbal Cinea, José Guilherme Leitão Dantas, Mónica Morais de Brito, Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Leiria Carme
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 102-131; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p102-131

Abstract:
O fomento de condições que estimulem a criação de novas empresas, apoiem o seu crescimento rápido e a sua capacidade inovadora tem merecido uma atenção especial de diversas entidades públicas e privadas. Este interesse funda-se na expetativa da regeneração empresarial e social e no crescimento económico das regiões onde essas novas empresas são criadas. As condições para o seu aparecimento e crescimento dependem de um conjunto de atores que frequentemente incluem universidades, investidores, incubadoras, entidades públicas, entre outros. Esta constatação culminou, em termos académicos, numa abordagem emergente de ecossistema empreendedor que se concentra em compreender como os contextos afetam o empreendedorismo. Neste artigo procura-se compreender a relação entre o empreendedorismo e os ecossistemas empreendedores e a forma como estes fenómenos tentam explicar a criação de novas empresas. O objetivo central deste artigo é compreender como diferentes configurações do ecossistema (Coimbra e Sines) produzem resultados com especificidades e caraterísticas próprias.
Joangela de Oliveira Santos, Universidade Federal de Sergipe, Maria Elena Leon Olave, Ronalty Oliveira Rocha
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 40-60; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n3p40-60

Abstract:
Nos últimos anos, as startups têm se tornado o centro das atenções no mundo dos negócios, não só pelas ideias e soluções produzidas, mas também pela forma como são gerenciadas, aceleradas e financiadas, despertando interesse e curiosidade em entender como isso ocorre o processo de inovação nessas empresas. Nesse contexto, o presente estudo teve como objetivo compreender o processo de inovação em startups sergipanas. Especificamente, buscou-se caracterizar a etapa de ideação, verificar a existência de um estudo de viabilidade e identificar ações de prototipagem, implantação e aprendizagem como elementos do processo inovador em startups sergipanas inseridas no movimento do Vale do Caju. Em termos metodológicos, a pesquisa é descritiva e quantitativa e utiliza como estratégia o levantamento a partir de um questionário para coleta de dados. Na análise dos dados, foi possível compreender as dificuldades enfrentadas pelos empresários sergipanos; as fontes de financiamento geralmente utilizadas por essas organizações e descrever cada uma das etapas adotadas no processo de inovação das startups inseridas no movimento do Vale do Caju.
Marino Cornélio Gargioni, Ibgen, Thomas Hartmann, Léia Maria Erlich Ruwer, Hamilton Luis Hamilton Luis
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 05, pp 84-101; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n3p84-101

Abstract:
Esse artigo busca compreender as premissas e o caminho metodológico de dois diferentes modelos de planejamento aplicáveis ao ramo alimentício. Para isso, apontamos as principais diferenças e semelhanças entre os modelos de Plano de Negócios e o modelo MVP, sob o ponto de vista dos gestores, considerando os principais benefícios e dificuldades na elaboração de um planejamento empresarial em cada um dos modelos. Para atingir o objetivo central da pesquisa, foi utilizada a técnica de entrevista semiestruturada, apoiada na literatura sobre plano de negócios e MVP; tendo sido aplicada a gestores de empresas na área alimentícia e que estão situadas no estado do Rio Grande do Sul, as quais utilizaram esses modelos de planejamento, os resultados obtidos, partem do pressuposto que o plano de negócios é mais utilizado em um ambiente de baixas incertezas e o modelo de MVP é mais indicado para criação de empresas de inovação chamadas de startups, cujo ambiente onde estão inseridas é repleto de incertezas.
Tainá Zanella, Faculdade De São Marcos, Uiliam Hahn Biegelmeyer, Maria Emília Camargo, PUCRS e Universidade de Caxias do Sul, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p96-118

, Universidade Federal do Cariri – UFCA, ,
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p119-136

, Ifsp-Instituto Federal De São Paulo, Eduardo De Paula E Silva Chaves
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p1-15

Yudi Matsuguma Yoshida, Universidade Federal de Goiás, Stella Jacyszyn Bachega, Dalton Matsuo Tavares
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p58-78

Letícia De Fátima Silva Romeiro, -Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias – ULHT
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p44-57

Maria Cristiane Da Silva, Faculdade De Ciências Humanas De Pernambuco, , , Débora Maria Da Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO, Centro Universitário Joaquim Nabuco
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p79-95

Luiz Otávio Pereira Do Carmo Júnior, Universidade Federal do Amapá, Patrick Luiz Galvão Do Carmo, Jordane Dos Santos Souza
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p16-35

Isabella Gil Barbosa Da Silva, Ifsp-Instituto Federal De São Paulo, Eduardo De Paula E Silva Chaves
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p157-168

Débora Kaiser Bragé, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Luana Folchini Da Costa
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 5; doi:10.20872/24478407/regmpe.v5n1p137-156

Claudio Joaquim Borba Pinheiro, Roseane Monteiro Santos
A saúde nas escolas da Amazônia: um enfoque na educação; doi:10.20872/asaudenasescolasdaamazonia

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Eliana Da Silva Coêlho Mendonça
NÍVEL DE DESEMPENHO MOTOR E SUA RELAÇÃO COM APTIDÃO FÍSICA, ESTADO NUTRICIONAL E ESTADO MATURACIONAL DE ADOLESCENTES; doi:10.20872/niveldedesempenhomotor

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Maria Do Carmo Figueiredo Pinto, Ricardo Figueiredo Pinto
Delícias da Carmita & Convidados; doi:10.20872/deliciasdacarmita

Gerciane Cordeiro Da Costa, Robson Antonio Tavares Costa, Claudio Marcio Mendonça
TIG'MPE COMO PROJETAR NOVOS PRODUTOS NAS EMPRESAS DE MICRO E PEQUENO PORTE; doi:10.20872/tigmpe

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Olivaldo Marques Monte Verde, Ricardo Figueiredo Pinto
COLETA SELETIVA COMO FERRAMENTA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DE JOVENS EDUCANDOS DO MUNICÍPIO DE MACAPÁ-AP; doi:10.20872/coletaseletivacomoferramenta

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Delson Eduardo Da Silva Mendes, Uepa, Divaldo Martins De Souza
Futebol na Amazônia: A produção acadêmica do Curso de Educação Física da Universidade do Estado do Pará; doi:10.20872/futebolnaamazonia

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Robson Luiz Silva Souza, Universidade Federal do Amapá, Ederson De Souza Costa, Claudio Márcio Campos De Mendonça, Daniel Santiago Chaves Ribeiro, Dilneia Rochana Tavares Do Couto, Rafael Pontes Lima
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 4; doi:10.20872/24478407/regmpe.v4n3p108-127

Felipe Goularte Peiter, Centro Universitário Campo Real, Matheus Rech, Rafael Henrique Mainardes Ferreira
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 4; doi:10.20872/24478407/regmpe.v4n3p95-107

Rodrigo Moreira De Souza, Universidade Federal do Amazonas – UFAM, Adenes Teixeira Alves, Leonor Bernadete Aleixo Dos Santos, Sâmia Regina Picanço De Jesus, Eduardo Genaro Escate Lay
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 4; doi:10.20872/24478407/regmpe.v4n3p1-17

Carolina Cyrelli Zanella Dos Reis Vieira, Esag Udesc, Dannyela Da Cunha Lemos
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 4; doi:10.20872/24478407/regmpe.v4n3p53-73

Edson Yassuo Onohara, a Universidade Federal de Uberlândia – UFU, Meiry Mayumi Onohara, Universidade Federal de São João del-rei - UFSJ
Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, Volume 4; doi:10.20872/24478407/regmpe.v4n3p149-164

Page of 5
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top