Refine Search

New Search

Advanced search

Results: 219

(searched for: doi:(10.17074/*))
Save to Scifeed
Page of 22
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Luis Filipe Bantim De Assumpção
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 2; doi:10.17074/cpc.v2i38.31400

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 2; doi:10.17074/cpc.v2i38.30806

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Pedro Da Silva Barbosa, Ricardo De Souza Nogueira
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 2; doi:10.17074/cpc.v2i38.32235

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Gloria Braga Onelley
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 2; doi:10.17074/cpc.v2i38.26564

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Karen Amaral Sacconi
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 2; doi:10.17074/cpc.v2i38.26752

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 2; doi:10.17074/cpc.v2i38.28853

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Mafalda Frade
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 2; doi:10.17074/cpc.v2i38.31353

The publisher has not yet granted permission to display this abstract.
Carlos Heredia Chimeno
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 1; doi:10.17074/cpc.v1i37.17980

Abstract:
O regime de Lúcio Cornélio Sula (cos. 88, 80 a.C.) envolve a construção de um novo mos maiorum, o resultado final de toda a dinâmica belicosa após o Bellum Sociale (91-87 a.C.). Este artigo tem como objetivo refletir sobre o caráter do novum mos silano, contrastando-o com o mos maiorum da primeira década do primeiro século aC.
Rafael Guimarães Tavares Da Silva
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 1; doi:10.17074/cpc.v1i37.18085

Abstract:
Partindo de uma leitura cerrada da tragédia Hercules furens [Hércules furioso], pretendo avançar uma série de sugestões que levam em consideração palavras e passagens específicas para expandi-las até uma visão renovada dessa obra de Sêneca. Para isso, apoio-me em estudiosos contemporâneos, tanto especialistas da obra de Sêneca (Florence Dupont, Zélia de Almeida Cardoso, Luciano Antonio Marchiori e Ana Ribeiro Grossi Araújo), quanto teóricos que refletem sobre o pensamento ocidental (Hannah Arendt e Jacques Derrida), a fim de suscitar questionamentos à visão tradicional sobre a relação entre a tragédia e a filosofia estoica na obra de Sêneca, o valor estético de seu texto trágico e o interesse de suas personagens dramáticas.
Fábio Frohwein De Salles Moniz, Walace Pontes De Mendonça
CALÍOPE: Presença Clássica, Volume 1; doi:10.17074/cpc.v1i37.30406

Abstract:
Um dos primeiros desafios da tradução performativado dístico elegíaco consiste em emular, na língua de chegada, a alternância métrica característica da estrofe. Márcio Meirelles Gouvêa Júnior (ovídio, 2015) traduziu os Fastos, recriando o hexâmetro com dodecassílabos e o pentâmetro com decassílabos. Guilherme Gontijo Flores (2011) apresenta dez propostas de tradução para a elegia 20 do livro iii, de Tibulo, composta em dístico elegíaco, empregando, basicamente, dois sistemas opositivos: 1) verso núnico para o hexâmetro X “pentâmetro aproximado”, verso em língua portuguesa dotado de quatorze sílabas poéticas com tônicas obrigatórias em 4-7-8-11-14; 2) “tradução em dístico elegíaco alemão”, isto é, criação de um dístico brasileiro a partir de regras da metrificação alemã, empregando, para a emulação do hexâmetro, seis tônicas, entre as quais uma ou duas sílabas átonas, para recriar possibilidades de espondeu ou dátilo; e técnica semelhante para pentâmetro, mas sem a diérese obrigatória após o terceiroictus, como em latim. Luiza dos Santos Souza (2016) propõe uma emulação do ritmo original do dístico elegíaco latino a partir das propostas de Carlos Alberto da Costa Nunes (virgílio, 1983) e de Leonardo Antunes (2009). Nossa tradução partiu dessas abordagens e estratégias, mas sem concordância completa com uma determinado tradutor, buscando emular o padrão rítmico do hexâmetro datílico sem variações, tal como nas traduções núnicas. Com base nesse critério técnico, aplicamos o mesmo tratamento à tradução do pentâmetro datílico.
Page of 22
Articles per Page
by
Show export options
  Select all
Back to Top Top