New Search

Export article
Open Access

Empalideciam e ficavam imóveis como estátuas

Jucieldo Ferreira Alexandre
Published: 27 April 2021
Faces de Clio , Volume 7; doi:10.34019/2359-4489.2021.v7.30184

Abstract: O artigo parte de relatos memorialísticos sobre o cólera que atingiu Icó, Ceará, em 1862. Neles, a moléstia é apresentada como o capítulo inicial da decadência econômica e perda do prestígio político local. Para justificar a tese, os memorialistas afirmam ter a doença matado metade da população na ocasião. Do mesmo modo, os relatos apresentam o médico Pierre Théberge, como o herói da quadra epidêmica, ao ponto de morrer por cólera, enquanto socorria os doentes de outro surto, em 1864. Através de manuscritos e jornais, demonstro como a memória local inflacionou o impacto demográfico da epidemia. Apresento uma narrativa dos dias de crise, especialmente indicando os efeitos no cotidiano local: um tempo de medo e tensões sociais. A apresentação do drama epidêmico indicia o que levou o cólera a permanecer sendo acionado na memória local quase cento e sessenta anos depois.
Keywords: como / no cotidiano / demográfico da / na ocasião / clera / relatos apresentam / acionado na / socorria os

Scifeed alert for new publications

Never miss any articles matching your research from any publisher
  • Get alerts for new papers matching your research
  • Find out the new papers from selected authors
  • Updated daily for 49'000+ journals and 6000+ publishers
  • Define your Scifeed now

Share this article

Click here to see the statistics on "Faces de Clio" .
Back to Top Top