New Search

Export article
Open Access

A pressuposição-defeito de Paul Henry e a pressuposição argumentativa de Oswald Ducrot


Abstract: Este artigo apresenta uma abordagem crítica a Paul Henry, em relação à sua contestação ao conceito de pressuposição de Oswald Ducrot, o que Henry fez com base em termos como “psicossocial”, “persuasão” e “influência”, termos esses estranhos à epistemologia ducrotiana. Nossa metodologia explora um melhor tratamento teórico constituinte da noção de pressuposição argumentativa, que, ao contrário do que apresentou Henry, nunca se opera isolada, mas é sempre operável em uma démarche argumentativa composta de pressuposto (pp), posto (p) e encadeamento (). Conservando seus méritos, defendemos a hipótese de que Henry não desconstruiu porque não abordou a pressuposição argumentativa ducrotiana, mas trabalhou pontos de uma pressuposição-defeito mais limitada, que não resiste a ambiguidades e paradoxos, desconsiderando envergaduras e refinamentos da démarche argumentativa e suas cinco constitutividades, pelas quais a pressuposição ducrotiana insiste e resiste.
Keywords: Henry / uma / pressuposição argumentativa / ducrotiana / defeito / não resiste

Scifeed alert for new publications

Never miss any articles matching your research from any publisher
  • Get alerts for new papers matching your research
  • Find out the new papers from selected authors
  • Updated daily for 49'000+ journals and 6000+ publishers
  • Define your Scifeed now

Share this article

Click here to see the statistics on "Cadernos de Estudos Lingüísticos" .
References (9)
    Back to Top Top