New Search

Advanced search
Export article
Open Access

Orthographic effects in speech production: A psycholinguistic study with adult Brazilian-Portuguese English bilinguals / Efeitos ortográficos na produção da fala: um estudo psicolinguístico com adultos bilíngues falantes de Português Brasileiro e Inglês

Alison Roberto Gonçalves, Rosane Silveira
REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM , Volume 28, pp 1461-1494; doi:10.17851/2237-2083.28.3.1461-1494

Abstract: The present study inquired whether orthography affects phonological processing of English as an L2. To do so, a lexicon that simulated opaque and transparent grapho-phonic English relations in nuclear position was developed (e.g., keet, deit, toud). Bilingual speakers of Brazilian Portuguese and English were compelled to learn this new lexicon through a repeated-exposure training paradigm in which they were introduced to the lexicon phonological forms associated with their visual forms, and then to the phonological forms associated with their visual and orthographic forms. After undergoing training, subjects were tested with a Timed Picture Naming task to investigate orthographic recruitment in spoken production. Results suggested that orthography influenced naming of the trained words, indicating that the process of converting a visual input into its phono-articulatory representations for production involves orthographic activation. Such a finding was interpreted as a frequency effect of the grapho-phonic combination, which resulted in lack of skill to compute this operation in the sublexical route. Overall, the presence of orthographic effects in this task can be interpreted as evidence for such a system to function as a strategic mechanism that aids lexical encoding and, consequently, influences lexical access in initial stages of instructed language acquisition.Keywords: phonological acquisition; orthography; psycholinguistics.Resumo: Este estudo investigou se a ortografia afeta o processamento fonológico do inglês como L2. Para tal, um léxico que simulava as relações grafo-fônicas opacas e transparentes do inglês em posição nuclear (e.g., keet, deit, toud) foi desenvolvido. Bilíngues falantes de português brasileiro e de inglês participaram de um treinamento para adquirir este novo léxico com o paradigma de exposição repetida, através do qual foram introduzidas as formas fonológicas deste léxico associadas às suas formas visuais e, depois, as formas fonológicas associadas às suas formas visuais e ortográficas. Após a fase de treinamento, os participantes foram testados com uma tarefa temporalizada de nomeação de figuras para investigar efeitos do recrutamento ortográfico na produção da fala. Os resultados sugeriram que a ortografia influenciou a nomeação das palavras aprendidas no treinamento, indicando que o processo de conversão de uma representação visual para suas representações fonoarticulatórias na produção da fala em L2 envolve a ativação ortográfica. Este resultado foi interpretado como um efeito de frequência da combinação grafo-fônica, que resultou em inabilidade para executar esta operação na rota sublexical. Assim, a presença de efeitos ortográficos nessa tarefa pode ser interpretada como evidência de que o sistema ortográfico pode funcionar como um mecanismo estratégico que auxilia na codificação lexical e, consequentemente, influencia o acesso lexical nos estágios iniciais da aquisição da linguagem em meios instrucionais.Palavras-chave: aquisição fonológica; ortografia; psicolinguística.
Keywords: COM / ortogrficos na produção / ortográfico na produção da fala / Efeitos ortográficos

Scifeed alert for new publications

Never miss any articles matching your research from any publisher
  • Get alerts for new papers matching your research
  • Find out the new papers from selected authors
  • Updated daily for 49'000+ journals and 6000+ publishers
  • Define your Scifeed now

Share this article

Click here to see the statistics on "REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM" .
Back to Top Top